quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Rosinhas Trepadeiras

Hoje eu queria flores na entrada
Muitas rosinhas trepadeiras
colorindo o meu umbral
Hoje eu queria rosas pela casa
enfeitando cada canto
perfumando cada cômodo
enchendo minha alma
de cheiros bons

A tristeza está indo embora
não sinto saudades dela
andava cansada dela
e de sua mania irritante
de se meter em tudo
de sujar tudo de cinza
pisando em silêncio
amassando a grama verde
com seus pés enormes e pesados
Começo a vislumbrar a mim mesma
atrás da porta florida
será que sou eu mesma?
Certamente que não sou mais a mesma
Aprendi com a dor
a respeitar a dor alheia
Mas, saio inteira
ainda que em pedaços costurados
pequenos remendos aqui e acolá

Hoje trago rosas no peito
não mais o sufocamento
a sensação de estar morta em vida
A dor, vez em quando
ainda arde
Mas agora sei como curá-la:
Perfume de flores
Amor
Amizade
Não há remédio melhor para dor de alma.

foto Lauren Wardell

23 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo,Glorinha e esse remédio é maravilhoso! beijos,chica ( adorei as trepadeiras,rsrs)

Bombom disse...

Cheguei!
Contagiada pelo doce perfume das Rosinhas de trepar que nos trazes hoje, aqui te deixo as minhas Flores
para que te perfumem a Vida e afastem para bem longe as dores da Alma. Bjs. Bombom

Toninhobira disse...

Sábia decisão amiga,dê um fora na tristeza e lance perfume da primavera por todos caminhos.As rosinhas estão lindas na ornamentação da sua porta, que se fecha com toda legria dentro.Que seja assim agora e sempre amiga.
Um carinhoso abraço.
Bju de luz no seu coração.

Beatriz disse...

Assim como Cecília Meireles....

"Aprendi com a primavera a me deixar cortar e a voltar sempre inteira"

Beijos querida e bons ventos!!!

Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Regina Rozenbaum disse...

Então, uns xêros a mais na alma.
Beijuuss, carinhosos, n.a

NINA ☂ disse...

http://www.youtube.com/watch?v=mqqLoUcLX5I

Quando menos se pensa..sai o Sol.

:)

Beatriz disse...

Assim como Cecília Meireles:

"Aprendi com a primavera a me deixar cortar e a voltar sempre inteira...."

Beijos querida e bons ventos!!!

Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Beatriz disse...

Assim como Cecília Meireles:

"Aprendi com a primavera a me cortar e a voltar sempre inteira..."

Beijos querida e bons ventos!!!

Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Cucchiaio pieno disse...

Meu anjo
Estou arrepiada! Que bom saber que está melhor!
Ótima notícia para começar bem o meu dia!
Bjo grande
Léia

Glorinha L de Lion disse...

Não é mesmo, Chica? Acho que ninguém ainda inventou algo mais eficaz, beijos querida, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Querida Bombom, saudades de ti, minha amiga. Passei por turbulências, muitas dores na alma, mas já começo a melhorar e com o carinho de amigos, como vc, me sinto acarinhada por dentro, grande beijo,

Glorinha L de Lion disse...

Que assim seja, agora e sempre, amigo Toninho! Agradeço seu carinho e afeição. É bom saber que os amigos estão sempre presentes até e, principalmente, nas horas de aflição. Grata, grande beijo,

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada, Bia querida. Que os ventos tenham, finalmente, mudado de direção, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada minha Rainha, perfume de amor e de carinho sempre são bem vindos, beijo grande,

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Nina, mas no meu caso foi preciso uma ajuda médica pra poder ver o sol BRILHAR novamente. Nada como um bom médico em quem a gente confie. beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Amore, fui ao meu antigo médico e como voltei de lá mais leve! Ele me ouviu, carinhosamente, mudou meu medicamento e estou me sentindo bem melhor. Não 100% ainda, mas muito melhor. Obrigada por seu amor, minha querida, ti voglio bene, muitos beijos,

R. R. Barcellos disse...

A faxina geral da primavera inclui também a faxina da alma e a ornamentação das portas do coração. Bom "lerê", Glorinha. Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

O lerê tem sido bom, amigo Rodolfo, ando dando uma espanada e uma limpeza em tudo o que não serve e que só faz mal...obrigada pelo carinho, beijos,

Beth/Lilás disse...

E pra completar tão lindo poema, deixo aqueles 'mixurucas' haicais que insisto em fazer. Não dá risada, hein!

O perfume das rosas,
além da obstinação,
renova a alma sofrida.

Força, garotinha! Tudibom!
beijos cariocas

Glorinha L de Lion disse...

KKKKK Acho que vc vai virar uma "haicaizeira". Obrigada, beijos,

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ainda bem que está indo embora, Glorinha. Ela já se hospedou tempo demais, já encheu o saco a visita rs.

não vá ler o que escrevo como algo insensível, mas... é mais uma experiência que vc passa, que traz uma nova dimensão à dor. qdo a gente sente na pele um problema passa a entender melhor dele, então talvez a dor humana ganha nova dimensão pra gente.

pq a gente é assim mesmo, a gente só entende o que conhece e viveu. o resto é só impressão.

que "bom" que a sua dor foi uma mistura de sentimentos e hormônios e na vida do dia a dia nada aconteceu de grave (no sentido de perdas humanas, alguma grande desgraça irremediável) na sua vida.

considere sua "cota de dor" para esta vida esgotada rs. agora o sol vai voltar.

e sim, vc saiu mais forte que nunca, pq aprendeu a puxar força de onde não tinha.

bom dia e bom fim de semana Glorinha

manuela baptista disse...

uma rosinha perfumada é este poema, Glorinha!

aqui ainda não há rosas, estamos no outono

mas as folhas estão douradas!

um beijo

manuela

William Garibaldi disse...

Vim te trazer rosas Glorinha! Bem cor de rosinhas mesmo com todo meu afeto e carinho por ti :)

E desejo de melhoras! Vou colocar vc nas Magias aqui...
Mas o que vc teve ???
Me escreve quando puder?

Bjus de Luz de Boa semana curativa!