sexta-feira, 18 de junho de 2010

Além De Ladra, Viciada....Hehe...


Minha cachorra mais velha, a Cléo é uma figura...e quase uma gente....Ela adora tudo o que tem cheiro bom...Quando eu lavo roupa e penduro na corda, ela fica andando no meio dos varais se roçando nas roupas, indo e vindo, passando o focinho e esfregando a cara nas roupas perfumadas...mas, no que ela é viciada mesmo é em pano molhado, encharcado de lustra móveis...os de jasmim e lavanda, principalmente, ela entra em êxtase...e sempre dá um jeitinho de roubar...
Quando eu tinha empregada, vira e mexe eu ouvia a moça reclamando com a Cléo que ela tinha sumido com o pano de lustrar os móveis...Não podia esquecê-lo ao alcance dela, que, vupt, ela ia lá e pegava, sem que ninguém visse...
Agora, que sou eu que faço a limpeza, ela faz as maiores peripércias para conseguir roubar o pano...eu sempre deixo em um lugar alto, mas como ela é muito grande, dá sempre um jeitinho de alcançá-lo.
Ontem, eu passei lustra móveis na sala e deixei o pano em cima da mesa, quando olhei, lá estava ela, esfregando a cara no pano...acho que é uma espécie de cocaína pra ela, fica doidona, sei lá qual é a atração dela pelo lustra móveis...Peguei e guardei no quartinho de limpeza.
À noite, estava falando no telefone na cozinha, quando a vi entrando pé ante pé no quartinho, toda sorrateira....fui atrás bem devagarzinho pensando que ela estava indo pegar ração, no saco que fica guardado lá, mas estranhei por que ela nunca fez isso e estava demorando muito...e aí, peguei -a no maior flagra! Ela estava parada, no meio do quarto com o pano viciante na boca! Olhou pra mim com cara de criança pega fazendo besteira...eu saí devagar, sem brigar nem tirar dela e ela ficou lá mais um tempinho, creio que esperando minha bronca ou que tirasse o pano dela....Quando viu que não briguei nem tirei, foi para a cozinha com o pano na boca, deitou em cima dele, se esfregou, enfiou o focinho nele de todas as maneiras, segurava com a pata e esticava o pano...delirava de tanto prazer....parecia que era o melhor perfume francês do mundo...e ela inebriada...até que depois de um tempo, de ter cheirado e se lustrado bastante, esqueceu dele e largou o pano no meio da cozinha, saindo correndo para brincar com os outros....Eu ri muito e foi pena não ter tirado uma foto dela se esfregando toda feliz no paninho que ela mais ama no mundo: o pano com lustra móveis.
Pena que ela não saiba lustrar os móveis, mas ando pensando em ensiná-la...ela fica sendo a minha assistente lustradora...

Quando a Cléo veio aqui pra casa, com 4 meses, eu ainda tinha minha poodle, a Pitica, que já estava velha, mas era inteligentíssima, e era uma espécie de líder e mentora intelectual dos crimes das duas...Um dia, saímos todos de casa depois do almoço e quando voltamos, estavam as duas rolando um frango assado inteiro, pelo chão da cozinha, que tinha ficado esfriando em cima do fogão...
Com certeza foi a Pitica, pequenininha, quem falou: "Vai lá Cléo, você alcança...pega aquela delícia perfumada e crocante de cima do fogão, que a gente divide os lucros..."
Quando chegamos, estava uma de cada lado do frango, arrastando o suculento e dourado objeto do crime pela cozinha toda! O chão da cozinha todo engordurado! Fui correndo catar o bicho e jogar fora, antes que as duas se entalassem com um osso...ainda bem que cheguei a tempo, pois osso de frango mata cachorros, são perfurantes....e já imaginaram a dor de barriga que as duas iriam ter depois de comer um frango inteiro?
Aqui em casa temos ótimas estórias dos nossos bichos, pois foram tantos: papagaio, hamster, coelhos, cachorros, vários....
Mas a Cléo é especial: primeiro por ser de uma raça pouco vista por aqui, old english sheepdog. Ela é linda, tem um olhar meigo e doce e não me larga um segundo...e depois que teve os filhos, ficou criança de novo, perdeu a timidez que tinha antes....até hoje, é a mais arisca, mas está mais brincalhona e mais afável com quem não conhece...Onde estou, lá estão os três...e quando tem visitas, a Cléo deita sempre perto da pessoa, geralmente, debaixo da mesa, acho que é pra ir se entrosando, ou então, sentindo o cheiro do pé dos novos amigos....acho que até hoje, só veio gente cheirosa e sem chulé aqui em casa, pois ela gosta de ficar deitadinha bem nos pés das visitas....hehe...

Enfim, meus bichos me divertem e enchem meus dias de alegria....
Ah! E eles adoram o meu pão!

20 comentários:

Bombom disse...

Muito me diverti com as aventuras da tua Cleo! quem sabe se herdou algum gene de Cleópatra? O que eu acho é que ela ia adorar uma bela sessão num SPA, dessas com banho de chocolate e óleos raros (e caros,he,he)! Festinhas à Cleo e Cia.Bjs. Bombom

Leonor Lourenço disse...

Com não há-se seu uma vaidosinha com uma dona que a mima desse jeito ! Que ar cuidado ela tem ! Linda-. Beijinho

Drix disse...

Essa Cléo é demais!!!!
Linda!!!
Eles se tornam parte da nossa família, não?
bjos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahaha ri muito da história do pano, do pão, frango e do pé.
que figuraça essa cachorra. Mas sim, bichos tb tem personalidade, manias, preferências.

Ontem tb passei por aventuras. Minha hamster escapou! Cheguei em casa, fiquei procurando por ela. E como aqui no Japão a gente não fecha janela qdo sai de casa, ela tinha fugido pela janela aberta.

Fiquei super chateado. Mas não é que de manhã, ao acordar, lá estava ela do outro lado da janela olhando pra dentro de casa? Poxa, fiquei mto contente. E coloquei umas travinhas extras na casinha dela hehehe...

E tenho o thinker, meu periquito que crio solto. Ele só toma água do aquário. Não adianta, ele não toma água do bebedouro...

bjs e boa tarde!

Tato disse...

Oi Glorinha!
São realmente fantásticas essas estórias de bichos. Também tenho várias, dos vários bichos que já cruzaram a minha vida.
Lindas suas sheepdog's
Abç e bom fim de semana.
Tato

Lu Souza Brito disse...

Elas são lindas Glorinha.
Ahahha, rolei de rir com o cocaína da Cleo. Cada uma né.
Pois fique feliz, sua cachorra é chique. A minha, apesar de ser de raça, tem instinto mesmo é de raça Tombalixo. Sabe o que nao posso deixar perto dela? Meiasss. E pode crer que quanto mais chulé tiver, mais ela vai gostar. E faz exatamente o que você descreveu que a Cleo faz, mas com as chulezentinhas. Eu chego em casa e tiro os sapatos já na área de servilo, antes de entrar e é o momento que brinco com ela. Sempre que me descuido, ela vai lá e rouba a meia suada (ecaa). As vezes so descubro quando a pego no flagra desenterrando no mini quintal dela.
Historia de bichos de estimação são sempre ótimas e nos diverte, não é mesmo???

cantinho she disse...

hahahahaha que post mais gostoso amiga!!!! Seus cachorros são lindos, fiquei aqui babando com as fotinhos, muito fofa!
Adorei o lance do paninho, que engraçado isso...
Beijo, beijo e excelente fds!
She

PS: Ahhhhhh sou sua fã mesmo! (hehe) Bjks!

Lúcia Soares disse...

Animais em casa são como filhos. Quando os temos, têm que ser bem tratados, acarinhados, mimados mesmo. Sempre tive cachorro de quintal, mas há 4 anos morreu minha última, uma cadela pastor e não mais quero nenhum! A gente sofre demais ao perdê-los!
Beijos!

Mari disse...

Ela é uma graça! Os filhotes então :))) Essa história do paninho cativa qualquer um!

pensandoemfamilia disse...

Olá
Os ainais, como as crianças, trazem alegria e afeto para as pessoas. A sua toto é bem sapequinha.rs,rs,
bjs,

Maricota by Marianne disse...

Ai, fofolete é pouco para essa simpatia, linda! Todos eles, são ursos né Glorinha? Eu tenho um Terra nova que tbám é uma raça grande, muito pelo e muito carinhosa, gosto de chama-la de Dna.Ursa! Quando eu tinha uns 13 anos, encontrei um Shepdog na rua,gigante e cansado, ele veio me seguindo até em casa, estava perdido, fiquei com ele uma semana, coloquei um cartaz na banca e consegui encontrar o dono, o Shep tomava remédios, pois ele tinha convulsão, ele era um doce! O dono ficou tão feliz por eu ter encontrado que quis me presentear com um filhote, a fêmea tinha dado cria, meu pai não deixou, pois achou muito grande...Eu fiquei amiga dos cachorros e da familia e sempre ia visita-los! Na minha casa também tem muitas estórias com bichos e isso me faz feliz....
Bjks.
Marianne

Françoise disse...

Sua Cleo é linda demais, imagine dormir com ela nesse friozinho gostoso???Ehhhhh....

Deve ser uma alegria tê-la como companheira de todas as horas e ainda por cima ajudando a lustrar os móveis, aaaaahhhhhhh - gostei da ideia!!!

Que coisa engraçada e diferente essa do cheiro do lustra moveis. Por que será??? ENvie um e mail para o fabricante , quem sabe farão até um comercial com ela. Ehhhhh, são lindas, lindas!!!!

Beijos e bom final de semana.

Ana Paula disse...

Muito lindos rsrsrrs.

manuel marques disse...

Mas que ternura .

Beijo e bom fim de semana.

Tati Pastorello disse...

Glorinha, dei boas risadas imaginando toda a cena!! Ai, adoro estas artes de animais!!! São ótimas!
Agora, preste atenção numa coisa: Veja se quando ela deita aos pés da visita, não se posiciona entre você e a visita. Perceba isso, tá? É que, de modo geral, e pelo que você conta, ela é muito ligada em você, cães protegem seus donos assim, e apesar da raça não ser de defesa, ela pode ter este instinto! Assim, aos pés da visita, e entre vocês, se a visita "te atacar" ela defende!! Estranho para um Sheepdog, mas não impossível. Uma declaração de amor!!
Beijos.

Teresinha Ferreira disse...

Olá Glorinha,
Que Cléo levadinha e esperta. rsrs...
Cachorros são que nem criança. Fico surpresa com as peripécias.
Fique bem.
Bjs mil

Beth/Lilás disse...

Humm, excelente idéia da Fran! Quem sabe a Cléo vira a garota propaganda deste lustra móveis!
Vai nessa ou bota a bichinha pra treinar logo como se limpa um móvel.
hehe
bjs cariocas

Lucia Cintra disse...

Fala serio que voce coloca lacinhos nas suas orelhinhas? Coisa mais LINDA!!!!! Adorei ler esse seu post e sobre essa mania dela, muito fofa.

Minha amiga tb tinha uma cadela que adorava se esfregar naquelas paginas que vinha com cheirinho e amostra gratis de perfume (nao sei se tem ai). Mas ela vinha toda contente sabendo que a revista chegou e querendo que minha amiga passasse nela - serio mesmo!!!

bjos

Eliana Pessoa disse...

FICO FELIZ QUANDO VEJO CÃES TÃO AMADOS ASSIM!
BJIM

evipensieri disse...

Oi Glorinha.

Que fofa que é a Cléo !!!
Adorei ouvir as histórias das travessuras dela.

Bjs.
Elvira