terça-feira, 15 de junho de 2010

" E Vinha A Pátria Mãe Tão Distraída..." Update

Update
Nélson Rodrigues, o inventor da "Pátria de Chuteiras"

Tenho uma teoria: Se o Brasil não fosse bom de futebol, nosso país seria mais desenvolvido.
Essa coisa de "Pátria de Chuteiras", invenção do grande jornalista Nélson Rodrigues, que a cada 4 anos, faz o país parar, sujeito sair do emprego mais cedo, ou nem ir trabalhar, juntar gente na casa de amigos, em bares, butecos, esquinas...o país inteiro estacionar em frente a uma tela de TV pra ver a Seleção Canarinho, e esse ser o único motivo que temos pra nos orgulhar do nosso povo...Penso que não seria assim se fôssemos ruins de bola.
E tem sempre um político, um presidente, um ladrão se dando bem em cima disso...As glorias vão pra quem fica de papagaio de pirata, ao lado dos infelizes dos jogadores que são tão burros que nem ganhar dinheiro sabem...compram logo um carrão de 700 mil, uma loura que arruma logo um filho pra garantir a pensão, um brinco enoooorme de brilhantes...e ainda sai de um país de primeiro mundo e volta pra cá com saudades da "favela onde eu nasci"...ou dá metade do que ganha em "dízimos" pra dois processados pela justiça americana...Um país onde todo garoto sonha em ser jogador de futebol não pode mesmo ter grandes pretensões...A meritocracia sendo cada vez mais substituída pelo QI (quem indica) ou pela política racista de cotas.
Se estou sendo preconceituosa? Não, estou sendo realista!
Se o Brasil não fosse bom de bola, teria ido procurar coisa melhor pra ser bom...não teria essa expectativa em torno de um evento que não nos torna melhores em nada pro nosso povo...
Claro que torço pro Brasil quando nossa seleção joga, mas acho que temos que arrancar de vez essas chuteiras da alma e partir pra luta, pra melhorar nosso país, a vida de nosso povo, escolher com consciência quem nos representa...Porque no fundo, no fundo, até Copa do Mundo é politicagem...ou alguém duvida  que o Brasil foi escolhido pra sediar a Copa de 2014 apenas pelos nossos belos olhos? Ou que a CBF é um covil? Ou que o presidente tem sido bajulado por todos os países do mundo, inclusive sendo cogitado pra receber o Nobel da Paz (dá pra acreditar????) por que ele fala muito bem e por que é muito simpático? A gente nem imagina o que tem de coisa rolando por baixo dos panos...e é muuuuuita coi$$$$$$a!
Enfim, sou apenas uma voz no meio dessa multidão de bandeiras, patriotismo e esquizofrenia no ar...E agora, maigodi, vuvuzelas nos enlouquecendo os miolos...
Sou apenas uma, que como minha amiga Cris França, espera que o verdadeiro amor à pátria apareça nas urnas e em quem colocarmos no trono do atual rei da cocada preta...às vezes até torço pra essa seleção perder...só pra esse pocotó não usar mais isso como vitória pessoal.
E tenho dito!

Update: Primeiro, eu não tenho sangue de barata não gente ! Também torço pela seleção! Berro, xingo...e com o timinho de postes que jogou ontem...sei não, se pegar uma Alemanha ou Espanha pela frente, bye, bye, Brasil.

Segundo: Não devia, mas como tem sempre um espírito de porco rondando os blogs, vou dar uma pequena explicação: Ontem, quando li o Jornal à noite, vi que a crônica do Jabor, estava falando das mesmíssimas coisas que eu..primeiro fiquei até orgulhosa e pensei: Puxa, eu adoro esse cara, e pensamos igual, usamos quase as mesmas palavras e imagens! Depois, me deu um arrepio: Caracas, vai ter gente pensando que plagiei o texto dele! Só fui ler o jornal à noite, bem depois de ter escrito o meu post, portanto foi pura coincidência e sintonia de ideias. Mas como diz um dito popular: "Não adianta dar explicações: aos amigos porque não é necessário, aos inimigos porque eles não vão acreditar mesmo."
 Mas achei melhor explicar isso aqui: Não copio ninguém, nem plagio texto de ninguém, até porque, graças à Vida, não preciso disso.

26 comentários:

pensandoemfamilia disse...

Olá Glorinha

Junto-me a vc neste protesto. Hoje, aqui, no trabalho, que está em total calmaria, falava a uma colega justamente sobre tudo que vc se reporta em relação ao verdadeiro nacionalismo.
Enfim, la vai Brasil.
bjs

Gina disse...

O final da sua fala foi exatamente o que disse pro meu marido outro dia. Ainda vai ter gente no poder se gabando com a vitória da nossa seleção, como se tivesse algum mérito nisso.
Torcer sempre, mas votar certo também!
Bjs.

Yoyo Pizy disse...

Amiga,
Como eu te entendo! Meu sentimento é o mesmo!Acabei de ler sua postagem para o meu marido pois, fico em extâse a cada palavra escrita.
Você diz tudo, exatamente tudo que eu gostaria de dizer mas às vezes me calo por sentir que sou um peixe fora d´água, por sentir que muitas vezes sou considerada uma "persona non grata" quando exponho, sem reservas, o que penso a respeito de tudo isso que você abordou nesse post.
Bjos

Chica disse...

Aplausos!!!Concordo com tudo! Estou enojada disso tudo...falam em patriotismo e aquele bando de jogadores ganhando milhões e ainda com a promessa de uma baita grana se ganharem(o que não estariam fazendo mais do que a obrigação),Quem de nós em seu trabalho ganha pra fazer a coisa certa um "bicho extra"??? NINGUÉM!!! Assim, concordo com tudo e não me emplogo!beijos,chica

Lúcia Soares disse...

Ah, Glorinha, esse ufanismo vai durar sempre! Acho que o futebol (assim como a religião), parafraseando Marx, "é o ópio do povo"!
Por um lado é bom, por ser um esporte, por elevar o nome do Brasil, sermos admirados pelo menos por isso.
De outro lado, concordo com tudo o que disse, pois isso embota o pensamento das pessoas, a fortuna que eles ganham é vergonhosa,o dinheiro e a politicagem que rolam fazem mais mal do que bem.
Resta-nos(pelo menos hoje... rsrsr) assistir aos jogos e torcer pelo Brasil!
Beijos!

Tato disse...

NOSSA!!!!
Não concordo com voce em duas coisas:
O presidente ( nosso assim mesmo com letra minuscula) fala bem... caramba nem isso ele faz!!!
Seleção perder.... não dá né?! Por mais raiva que sinto de montes de coisas, meu coração se faz feliz com pelo menos essa vitória, claro que trocaria essa vitória por outras VITÓRIAS.
Falei....
Abç meu
Tato

Nilce disse...

Arrasou Glorinha.

Tenho colado um pouco disso nos meus comentários de hj sobre essa hipocrisia de ser patriota só nessa época.
Vc falou tudo o que trago no coração, mas não tenho esse poder das palavras como vc.
Parabéns pelo post.

Bjs no coração!

Nilce

Cacau Jafet disse...

Oi Glorinha!
Concordo contigo.
Amiga vem conhecer o meu cantinho.
bjinnnn

Anamaria disse...

Que bom saber que outros pensam como eu. Tenho falado sobre isso,inclusive com meus alunos e eles ainda são crianças.Claro,de modo que eles compreendam e no intuito de fazê-los pensar a respeito, desde cedo.É mesmo incrível como tudo passa a girar em torno de um único assunto,todos se obrigam a fazer a mesma coisa sem chance de divergir. Até a mania doentia de tentar interferir nas decisões do técnico é irritante.Não chego ao radicalismo de torcer contra, jamais conseguiria.Na hora H não tem jeito.Desta vez, sinceramente estou torcendo pro time arrebentar e deixar milhões de fanáticos torcedores e comentaristas(tem gente mais chata???huuummmm...)mordendo a língua.Essa perseguição ao jeito do Dunga também me encheu.No Brasil todo mundo tem que ser sorridente,simpático,gostar de qq. brincadeirinha...Fala sério...Que porre!...É o Brasil que só gosta do jeito "celebridade" de ser...

Bombom disse...

Ah, Glorinha, como a entendo! E como assino por baixo de tudo quando disse! Aqui, deste lado do Oceano, passa-se o mesmo e ninguém acorda!
Há uns anos, em 2004 Portugal foi palco do Campeonato Europeu. Pediu dinheiro emprestado para deitar abaixo meia dúzia de óptimos Estádios e construir mais dez, novos de raiz! Fez negociatas, perdeu dinheiro...que o povo pagou e celebrou sem se dar conta de que já estava de tanga! Hoje estamos "nus", de olhos fechados de quem não quer ver...Portugal precisa de uma GLORINHA que o faça acordar e, se possível, o ajude a renascer!
Bjs. Bombom

Beth/Lilás disse...

Amiga,
Vou te contar, que doideira tudo isso!
Nunca vi tanta gente nas ruas como ainda há pouco, tanta barulheira, tanto movimento por causa de um jogo desta seleção que nem é lá essas coisas.
Eu fico aqui matutanto; será que num Japão todo mundo pararia para ver uma seleção de futebol? E na Europa, será?
Também fiz meu protesto, não dá pra ficar calada diante desse movimento que é incitado pela nossa mídia há dias e o ápice chegou nesta manhã com tanta doideira no trânsito que vi para ir pegar meu marido nas barcas.
Pátria de Chuteiras, só isso que somos.

bjs cariocas

ANDREA FRANZONI disse...

glorinha é bem por ai mesmo...meu pai tem uma transportadora e ele fica indignado de o pais parar para ver um jogo, ele fala assim...gente eu tenho tanta coisa pra resolver e o brasil parou....e mais ele leu que tem pessoas na africa querendo abrir aki um comercio de vuvuzelas na copa de 2014 kkkkkk....é o fim da feira viu....ele é mais uma voz e ai!!! adoro copa, brasil, mais tem coisas que não vou engolir mesmo...concordo com vc...
bjos

Tati Pastorello disse...

Glorinha, faço coro com você. Também estou andando meio engasgada e nem consigo curtir copa, me sinto uma palhaça... Estou escrevendo um texto sobre isso também.
Aplausos para você!
Beijos.

www.comtextosdavida.com disse...

Olá!
Que bom que ainda tem gente que pensa , nem tudo está perdido.
bjs Lais

Isadora disse...

Glorinha concordo em número, gênero e grau e de fato temos mais uma oportunidade pela frente, que serâo as próximas eleições, mas confesso que essa manifestação todo de emociona e que fiquei grudada em frente a TV, gritando, xingando e torcendo como uma maluca - rs!
Um grande beijo

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Vou responder a Beth por aqui, posso rs?
O Japão até que parou para assistir o jogo. Antes de tudo porque o jogo passou de noite, 11 horas. Se fosse em outro horário, talvez alguma tv ligada no jogo, mas todo mundo continuaria a trabalhar normalmente.
Mas foi tudo tranquilo, sem balbúrdia e sem aquela coisa de "salvação da alma". O pessoal se reuniu em bares, estádios. Mas pelas ruas tudo tranquilo, sem zona e sem excessos.

Posso contar uma história rápida por aqui?
Lembra quando o Brasil estava ainda participando do sorteio para ser sede das Olimpíadas? Os japoneses torciam contra... a própria candidatura japonesa.
Os brasileiros não entenderam o sentimento. E então, explicaram:
Sabe, é a mesma coisa que dar uma grande festa para duzentas pessoas. É um dia inesquecível, divertido. Cheio de fotos, bons momentos, diversão. Mas depois o tamanho da conta da festa à pagar é grande demais. Paga-se muito tempo por diversão curta. (eles se lembravam da Tokyo 1964).

Copa e Olimpíada, tudo junto... o tamanho da conta que vai vir todo fim de mês pra pagar não vai ser mole. Fora o montante de imposto que vai ser desviado. Em vez de estádios, poderiam pensar em melhorar a infra-estrutura do país não é?

Desculpe, falei de mais e fiz um post/comentário!

Bjs e bom dia

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Oi Glorinha.
Isso! Eu li o comentário da Beth. E como meu pc anda me pregando umas peças... (alguns sites carregam, outros não) não consegui responder pra Beth no blog dela.

E resolvi responder por aqui, já que o assunto tem a ver com a postagem rs...

Repare não... coisas de gente meio doida. Obrigado!

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Glorinha!
Adoro ver você na ativa!!!
É isso mesmo!
Um País parar apenas por causa de um jogo e ainda mais uma seleção que nem sei se vai passar por outras, pois como mostrou ontem, falta futebollll.

Mas vamos combinar, torço até morrer pelo meu Brasil, viu?!!!(rs)


Mudando-----------------
Adorei sua presença lá no Misturação,,, você é ótima.


Xerosssss

Silenciosamente ouvindo... disse...

Concordo em absoluto consigo.Aqui
em Portugal, com uma crise enorme,
aumento de impostos, redução de
garantias a todo o nível, não se
fala de outra coisa senão do cam-
peonato.Abre-se rádio,televisão,
jornal,só futebol...parece que
de repente nada mais existe.E o
pior é que a Seleção Portuguesa
não vale nada, é uma feira de
vaidade de alguns jogadores.
O principal - Cristiano Ronaldo -
nem o hino canta.

Enfim, é pena que a maioria siga
o futebol de uma forma tão
cega.
Um abraço/Irene

Simone Bello disse...

Beth,ando sempre dando uma olhada pelos blogs,mas não costumo fazer comentários,esse porém não poderia deixar de fazer,compartilho com vc esse sentimento,eu e meu marido,nos sentimos meio "fora do ar" pois não compartilhamos nada disso,parece uma alucinação coletiva,ou algo pior,muito triste,mas como já dizia o filósofo o povo precisa de "pão e circo",e assim a gente vai continuando a ser o país da "Bunda e do futebol",pronto falei.!
Abraços
Simone Bello

Socorro Melo disse...

Oi,Glorinha!

O fanatismo que envolve o futebol, na minha opinião, é bastante prejudicial sim. É óbvio que tem muita gente se dando bem com isso. Eu costumo criticar as quantias vultuosas que rolam no mundo do futebol, e acho que seriam melhor aplicadas na Ciência, na Educação, na Tecnologia, etc. O Esporte é uma coisa boa, mas, deveria ser amador, pois, o profissional acaba nisso que conhecemos. É muita ilusão por parte de tantos, e tanto oportunismo por parte de poucos, mas,como diz você, quando a seleção entra em campo, o patriotismo fala mais alto, fazer o quê? não temos sangue de baratas, né?

Socorro Melo

Tia Ném disse...

Glorinha, durante o jogo de ontem eu estava sim, em minha sala em frente a TV, bordando minhas toalhinhas que adooooro. De vez em quando esticava os olhos prá TV.

Odeio muvuca e os sons dessas malditas vuvucas, rsrsrs.
Gostei muito do texto, prá mim, estás dispensada de explicações.

Quanto ao meu post de hoje, e a respeito do outro, no dia da Chamada Blogagem. Esse assunto para mim, antes de ser coletivo é pessoal. Sim, quem de nós nunca foi chamado por adjetivos como magrela, Olivia Palito(eu era uma delas), baleia, narigudo, bobão, retardada, mongo, esqueleto e tantos outros que a molecada da minha época poderia criar. Inclusive sou amiga de alguns até hoje.
Bom, mas não falo de mim. E, o que ocorreu em minha família, foi muito além dos adjetivos pejorativos citados acima, e posso lhe afirmar que as sequelas que ficaram abalaram a estrutura familiar. Não vou me expor em público porque entraria em assunto íntimo de família.

Enfim, ao contrário do que diz o ditado... sou Maria, mas não vou com as outras, rsrsrs.
Concordo com você quando diz que hoje algumas pessoas estão exagerando. Em toda regra encontramos exceções.
Bjs: Tia Ném.

Tia Ném disse...

Glorinha, voltei!
Esqueci de um assuntinho que queria comentar com vc.
Dias atrás, entrei em um blog de uma amiga quando vi a chamada: LUTO.
Li o texto, onde ela relatava que a mãe havia falecido quando ainda era pequena, ficando 1 irmão e ela. Que ambos haviam sido criados pela avó. E, que, naquele dia perdera também a avó em um acidente de carro...

Bom, o meu comentário é sobre a falta de noção das pessoas e aqueles que metem o bedelho em tudo sem serem chamados, rsrsrsrsrs.

Quando fui postar comen... havia um escrito bem assim: "Amiga, hoje acordei muiiiiiito feliz. Passei aqui para te oferecer 2 selinhos, mas, por favor siga todas as regrinhas. Vou passar as boas novidades pelo e-mail mais tarde. Beijos super alegres" ...
Sem coments!!!!!!kk
Bjs: Tia Ném.

Açuti disse...

Oiiii Glorinha....

Td bem amiga fênix???

Como sempre, concordo plenamente!!!
Só tenho medo de uma coisa, se não fossemos bons de futebol (já fomos melhores)...será que não ficaríamos bons apenas no carnaval e festas pós carnaval e pré carnaval...medoooooo

Taí é uma coiisa a maissss pra esse povinho pensar, heim....medoooo

Só sei de uma coisa...me entristece muito isso...agora saber desse tal "seu nobel", credo...me deu medoooo...imagine só...que é de coi$$$$$a que não temos a menor nem mais remota ideia acontece nos bastidores das "copas" e festejos...

Triste Brasil, triste...

bjksss amigaaa!!!!

cantinho she disse...

Glorinhaaaaaaaa, querida, sabia que eu te acho um barato? Só queria te dizer isso...
Beijo, beijo no coração!
She

Monica Loureiro disse...

Menina, para quem é autonômo ou pequeno empresário então, já pensou ?