segunda-feira, 28 de junho de 2010

Asas Invisíveis

Quando tudo parece calmo ou morto.
Quando pensamos que nada restou dentro da gente, criamos asas.
Voar se aprende pensando, refletindo, mas também voando, indo pra longe, na imaginação.
Temos asas sim, e com elas podemos ir em busca do sonho, do que desejamos, do que queremos.
Não dependemos de ninguém pra nos fazer felizes.
Se temos asas, o mundo é nosso.
O infinito é nosso. Podemos tudo.
E nesse voo, em busca do que queremos
Nunca estamos sós.

18 comentários:

Graça Pereira disse...

Querida Glorinha
É o que eu faço! Quando estou embaixo...abro as minhas asas e poiso numa flor! Não é esta uma maneira de sermos livres? Os paraísos são interiores e o sol desses paraísos é a liberdade! Voemos então e sejamos peregrinas por aí...
Beijocas
Graça

manuel marques disse...

Nunca se pode concordar em rastejar, quando se sente ímpeto de voar ...

Força.

Beijo.

Bombom disse...

A quem o dizes, Amiga! Se não fossem as asas que me levam todos os dias para o pé dos meus filhos e dos netinhos que vivem bem longe, já tinha sucumbido!...
Bjs. Bombom

Violeta Nascimento disse...

Glorinha que lindo...amei a sua postagem de hoje...
Olha, estou entrando em um projeto com a Denise do blog Magazine da Dê e falei prá ela da forma como vc escreve, do quanto gosto de ler seus textos..ela veio tomar um cafezinho com vc e eu queria muito que vc conhecesse o projeto..
Ia ser muito legal que voces conversassem sobre ela.
Pode ser?
http://magazinedade.blogspot.com/
vai lá conhecer..quem sabe vc gosta..acredito que vai ser bem legal
Qualquer coisa me fale
bj
Vi

Beth/Lilás disse...

Humm, tem dias que dou cada rasante!
Principalmente quando estou descendo a serra e vendo as montanhas ao longe.
O ser humano precisa exercitar este ato muitas vezes para sair desse estado material demais em que vivemos.
beijo carioca

Isadora disse...

Glorinha lindo o que você escreveu. É como se renascer das cinzas. Uma verdadeira Fênix. E com nossas asas alçamos voo e vamos longe, muito longe.
Um grande beijo

Tati Pastorello disse...

UAUU Glorinha! Transmissão de pensamentos? Acredita que acabei de falar de sonho? De me voltar para ele? Nooossa!! Ler seu texto na sequência me deu um fôlego a mais!
Obrigada!!!
Beijos.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

gostei de ver esse post! Me passou uma garra boa, um ânimo!
É isso aí, abre suas asas que o mundo é seu, vc é uma pessoa de talento e tem muita coisa boa pra mostrar!
bjs e felicidades!

Mari disse...

Pois é, não tem limites para dar asas à imaginação. Pode ser num momento em que precisa criar... precisa se encontrar... ou apenas buscar novos meios de superar alguma dificuldade. Como é importante essa asa invisível!

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha
Concordo com você, não dependemos de ninguém pra nos fazer felizes!
Tenho certeza que novos horizontes irão se abrir, pois mereces ser feliz!

Desculpe-me por não ter te ligado ontem, ti telefono oggi!
Baci
Léia

Taia Assunção disse...

A imagem está linda...quem mais se não nós mesmos podemos escrever nossa história? Tem promoção lá no blog: http://zambiameularbrasilmeujardim.blogspot.com/2010/06/aniversario-do-blog.html Beijocas!

Cris França disse...

voemos. bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Tenho vivido assim, com asas para a liberdade, para os bons pensamentos.

Estava com saudades!
Tudo bem com com você?

Xeros!

welze disse...

BOM DIA!, minha flor. como vai vc? sinto que bem. estou sem tempo, mas não podia deixar de vir lhe dar um abraço e reafirmar sempre meu carinho. se ninguém fica só, imagine vc com toda essa vitamina para todos , sempre. Não deixe que suas asas a levem para longe de mim, nunca. atré qq hora. beijos beijos ,beijos,

marcelo dalla disse...

Maravilhoso querida!!!! Que bom te ver inspirada assim! Às vezes costumo fechar os olhos e sentir minhas asas se abrindo para altos vôos...
bjos do amigo

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha o mais importante é receonhecer que temos asas. Esse é o primeiro passo para voar alto. Adorei o post sobre os filmes e sobre a questão das mulheres na África. Bjs amiga

cantinho she disse...

Show! E vamos voar para conquistar, alçar altos voos por aí... uhuuuuuu!
Beijo, beijo!
She

Manuela Freitas disse...

Querida Glorinha,
Voar...voar...sempre foi o anseio do homem...por isso Ícaro queimou as asas! hehehehe
Eu adoro voar, voar...mas não até ao sol, prefiro a Lua, é mais romântico!...
Ando muito preguiçosa minha querida, desculpa as minhas ausências, o Verão «puxa» que «puxa» muito por mim!
Beijinhos,
Manú