segunda-feira, 4 de julho de 2011

Brincadeira Boa!

Brincadeira boa demais, proposta por meu amigo Manuel do blog Constância:
Abrir um livro à sua escolha ou o que esteja lendo no momento. Abrir na página da sua idade, no meu caso: página 53, e escolher um trecho.
Aqui vai o meu:

Livro: Na Esquina do Tempo Nº 50 - autora Gloria Leão - página 53:

"Pertencia, não a um gênero, classe ou raça. Teve plena consciência de que eram todos oriundos das mesmas raízes, todos os sangues se misturavam em suas veias. Era branca, mas também negra, também índia, judia, amarela, muçulmana. Pertencia, como o restante das mulheres e homens do planeta a uma só raça, à raça humana.
Infelizmente, muitas vezes, nem tão humana assim..."


31 comentários:

Celina Dutra disse...

Glorinha,

Acabei de vir do Palavras Vagabundas e lá estavam Asterix e Obelix. Que a raça humana possa, como eles, defender seus valores contra toda a intolerância que ronda por aí.

Seu livro me fez refletir, em especial, sobre o tempo. Levei um baita susto no início, mas depois, analisando com frieza, concluí que não tenho razão para queixas graves de mim, nesse aspecto.

Excelente semana!
Girassóis nos seus dias!

beijo

Taia Assunção disse...

Legal mesmo, não vou participar porque não estou gostando do livro que estou lendo...Vips...tô achando uma meleca. Sabe que vou poder antecipar a leitura do seu livro? Vou pra casa dia 16...obaaaaaaa! Tem promoção lá no blog: http://zambiameularbrasilmeujardim.blogspot.com/2011/07/aniversario-do-blog-e-promocao.html Beijocas!

Cucchiaio pieno disse...

Adorei a brincadeira!
Lindo trecho.
Bjos
Léia

Bia Jubiart disse...

Bom dia Glorinha!

Achei esse trecho muito profundo... Vi esta brincadeira na Beth, esta semana estarei participando também.

Ah! vc esta convidadíssima para participar de uma celebração lá na Jubiart... Veja no post anterior ao de hoje.

Uma ótima semana p/ você!

Ternurasssssss

pensandoemfamilia disse...

Bom dia
Eu também aderi esta brincadeira literária e vc fez uma feliz escolha.
bjs

Cantinho She disse...

Oie! Achei muito legal essa brincadeira, as saudáveis sempre são uma delícia de participar, né?!

Menina, o seu livro tem feito um efeito em minha mãe... Está fazendo ela viajar pelo túnel do tempo, relembrar fases da vida, refletir e chegar a mais banal conclusão de que somos todos iguais. Parece clichê essa conclusão, por isso citei a palavra "banal", mas por incrível que pareça muitas vezes esquecemos disso, que somos todos iguais.

Eu, aos 36 anos, li de um jeito o seu livro e o "Na Esquina do Tempo Nº 50" é um daqueles livros que precisamos reler em várias fases da vida... Certamente lerei muitas vezes mais!

Pois aos 36 ele toca de um jeito, aos 40 de outro, aos 50 e aos mais de 60 tb, como é o caso de minha mãe.

Mais uma vez quero te parabenizar Glorinha. O seu livro nos proporciona um autoconhecimento incrível com cara de: olha ela é igual a mim! (rsrsrs) Muito bom!

Beijo, beijo!
She

Glorinha L de Lion disse...

Oi Celina, não imagina como me faz feliz....meu livro foi feito de momentos de muita reflexão e, como isso, levei outras pessoas a refletirem tb! Bom demais isso, beijos, querida, obrigada, girassóis pra vc tb!

Glorinha L de Lion disse...

Eba Taia, então tá pertinho de vir pra casa....e vai ler meu Na Esquina... fico feliz por vc, que venha mais cedo do que esperava...quando se está longe é bom demais voltar pra casa, né? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Leinha, obrigada amiga, beijinhos, boa semana!

Glorinha L de Lion disse...

OI Bia, obrigada querida, essa brincadeira é bem interessante né? Legal, obrigada pelo convite, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

OI Norma, bom dia, legal vc tb ter aderido...vou lá ver....beijos,

Taia Assunção disse...

Oh se é Glorinha, já estou na contagem regressiva...rsrsrs. Beijocas e boa semana.

Glorinha L de Lion disse...

Oi She, sabe, não é a primeira pessoa que me diz isso...algumas mães de amigas mais jovens tb ficaram como a sua....rsrs fez um efeito bombástico! Fico muito feliz que meu livro esteja tendo essa aceitação tão boa, mesmo sendo tão despretensioso e falando de sentimentos comuns à todas as mulheres...como vc disse, nem todas percebem o que se passa com elas....é muito bom saber que estou cumprindo uma espécie de missão ao levar reflexão à vida das pessoas, beijos, obrigada,dê um beijo na sua mãe por mim,

William Garibaldi disse...

Ai quero brincar disso também, mas to tão friorento e atrasado com meus trabalhos aqui,... rsss
sempre assim no final fico corrido e não faço mais nada... se tivesse começado na hora né,... rrsrsrs

Então que lindo isso:

"Pertencia, não a um gênero, classe ou raça. Teve plena consciência de que eram todos oriundos das mesmas raízes, todos os sangues se misturavam em suas veias. Era branca, mas também negra, também índia, judia, amarela, muçulmana. Pertencia, como o restante das mulheres e homens do planeta a uma só raça, à raça humana.
Infelizmente, muitas vezes, nem tão humana assim..."
Beijos minha querida escritora!

Boa semana!

Beth/Lilás disse...

E não é mesmo uma brincadeira legal e ao mesmo tempo ótima para disseminar boa literatura?
Estre trecho de seu livro é lindo!
Adoro isto "Pertencia, como o restante das mulheres e homens do planeta a uma só raça, à raça humana."
um beijinho carioca

Calu disse...

Oi Glorinha,
ainda essa semana junto-me à brincadeira.
Mesmo que vc escolhesse outra pág do teu livro, ainda assim, traria uma bela e oportuna mensagem.
È como dizem as comentaristas aí em cima: teu livro é para se ler muitas vezes , em variadas ocasiões, pois sempre terá o dom de nos remeter ao profundo de nós mesmas.
Uma alegre semana p/ti.
Bjos mil,
Calu

manuel marques disse...

é bom e dá saúde ...

Beijo meu.

Glorinha L de Lion disse...

Ui William, nem me fale, frio e trabalho é o que não tem me faltado...mas adoro os dias: ter muita escrita e sentir muito frio...o dia de hoje está ideal pra escrever...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Muito boa mesmo Betita! Eu adoro esse tipo de brincadeira...ando me coçando pra fazer uma coletiva...mas agora só presta se for de um dia só, como essa do Manel, né? beijos mis!

Glorinha L de Lion disse...

Ô Calu, vc é mesmo uma grande amiga...meu livro têm coisas interessantes sim, mas tb tem suas falhas, afinal foi o primeiro, né? Mas então venha brincar tb! Essa é daquelas brincadeiras light e que só fazem bem! beijinhos querida,

Glorinha L de Lion disse...

É sim, Manel, daquelas que só divertem e ainda levam cultura...beijinhos,

Hugo de Oliveira disse...

Legal Glorinha...gostei.
Obrigado por visitar meu blog.

abraços
de luz e paz

Maria Izabel Viégas disse...

Glorinha San, este trecho do teu livro é um dos mais lindos!
Gostei muito!
Ainda não te escrevi sobre teu livro, maravilhoso, pois tenho tanto a te dizer. Já passei pelos 50 e na verdade, apesar de tudo, foi uma fase excelente. E não imagina o que sneti, as mudanças radicais ao adentar aos 60. Como tenho comigo as noções de astrologia pude ver o como passei por determinados momentos - idade importantíssimos na nossa vida.
Esse teu livro para mim é uam ceebração à VIDA! Você passou por um retorno de Quíron (aos 50 anos) em que há uam cura de muitas feridas nossas. Muitos, não o vivenciam bem. E vc intuitivamente, usou sua vida, com suas deusas, trouxe a luz dores e os processos da cura e libertação, usando para escrever palavras que têm o poder curar a alma de muitas mulheres que se sentem infelizes, com medos ocultos, com vergonha de se abrir.
Magnífico, querida!

Amadamiga, gostei desta brinacdeira, vi aqui e na Beth e já estou me preparando para participar. Uma idéia super interessante.
Beijos n'alma

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

O mais legal é que caiu em um trecho muito bonito de seu livro. Essa parte foi uma das que mais gostei, é meio o que me sinto, uma mistura de tudo, um pouco de todos, pq não? se o mundo pensasse mais assim, sem fazer tanta diferença, acho que era bem melhor...

bom dia Glorinha

Roy disse...

Oba, farei isso de casa!

Beijao

Roy

Glorinha L de Lion disse...

De nada Hugo, vc é sempre muito gentil comigo, grande beijo,

Glorinha L de Lion disse...

Querida Isabel San! És uma mulher sábia, digo sempre...e eu, sua pequena gafanhota que aprendo sempre, e muito, contigo, minha amiga, ainda que por vertentes diferentes, mas sempre aprendo! Acho que muitas mulheres passam por esse período da vida sem se darem conta do quão revolucionário ele pode ser. Beijos mil, adorei teu comentário!

Glorinha L de Lion disse...

Também acho, querido Alê. O mundo seria bem melhor se todos nós enxergássemos que há todos os sangues, sem exceção, misturados em nossas veias...beijão amigo amore!

Glorinha L de Lion disse...

Legal Roy, faz sim! beijão,

Misturação - Ana Karla disse...

Glorinha, muito sugestiva essa brincadeira, aliás bastante criativa.

Agradeço sua força e sua sinceridade.
Saibas que tens minha admiração por ser verdadeira e espontânea, viu?

Sucesso!

Xeros

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada xerosinha! Só sei ser assim, não sei ser diferente...rsrs beijos, sucesso na nova profissão!