segunda-feira, 27 de julho de 2009

O Leitor

Finalmente vi o O Leitor...e, que filme!
É daqueles pra deixar a gente pensando até no dia seguinte.
Sem contar que a atuação, mais que atuação, a entrega, da Kate Winslet e do jovem ator David Kross, são tão verdadeiras e cheias de nuances, que é impossível não se sentir mexido com o filme.
Várias vezes, me peguei com pena, me peguei com nojo, me peguei pensando...."Será que eu agiria assim, se tivesse vivido as mesmas circunstâncias? O que será que faz pessoas comuns se tornarem monstros? Falta de opção? Desumanização? Genética? E eu, como agiria se fosse ela? E se fosse ele?"
Ele também se omitiu, por vergonha, por medo, mas poderia tê-la salvo....também agiu como ela.
Pode ser até obsceno, amoral levantar essa questão...mas, em que momento, que centelha, faz com que dentro de pessoas normais, com sentimentos como todo mundo, acorde esse lado negro que todos temos na alma?
Ao mesmo tempo pensava: "Não, eu nunca faria isso, sob nenhuma circunstância...mas posso afirmar com certeza?"
Todo ser humano tem dentro de si uma besta prestes a acordar?
Basta acordá-lo com o afago certo?
Não é possível que todo um povo fosse monstruoso....assim como não é possível que todos não vissem o que estava acontecendo....
Bem, continuei sem respostas aos meus questionamentos....
Acho que isto é que faz um grande filme ou uma grande estória, fazer a gente se perguntar, se questionar, com coragem, sem medo, olhar pra dentro de nós mesmos, e às vezes, não encontrar respostas.







Um comentário:

O Atelier de Lili Glacê. São Paulo, Campo Belo. disse...

Olá Glorinha!
Como vai?
Obrigada! Que bom que sempre gosta das nossas criações!
Ficamos muito feliz!:)
Muito obrigada pelo carinho, viu?

Estamos dando uma "fuçadinha" no seu blog! hehe

Grande beijo!

Ka e Ka