quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Editamos Nossa Imagem?

Ontem vi um debate muito interessante, no Programa Saia Justa, sobre as verdades e mentiras na internet. Sobre como as pessoas se mostram e como são de verdade.
Será que nos editamos? Alguns achavam que sim, que ninguém se mostra como é...que as pessoas divulgam perfis falsos e se escondem atrás da tela do pc para mostrar coisas que não são...
Fiquei pensando sobre o assunto e pensei primeiro em mim: Eu sou muito mais verdadeira aqui, do que na vida real. Na vida, a gente se intimida ao olhar para as pessoas e dizer o que pensa, ou o que acha, com medo de magoá-las. Aqui, não, pelo menos para mim, fica muito mais fácil dizer o que penso ou acho sem o olhar do outro me inibindo ou censurando...
Sou, na vida, uma amostra censurada do que sou aqui.
Aqui, realmente tenho pouca auto censura, mas lógico, que alguma sempre há...
Aí, pensei se na vida real também não nos editamos o tempo todo...ao escolher uma roupa e não aquela outra, ao escolher um perfume, ao pensar no que vamos falar ao encontrar alguém...Isso é edição. Ninguém é o que realmente é, a não ser com ele mesmo, sozinho, cara a cara com sua alma. Sempre procuramos parecer melhores do que somos...ou porque realmente temos uma ideia cheia de auto estima da gente mesmo, ou porque queremos parecer bem para os outros sejam amigos, conhecidos ou, simplesmente, causar boa impressão em quem nos conhecer...
Tenho visto muito que todo mundo é sempre muito bonzinho, muito legal, muito compreensivo...Poucos, realmente muito poucos, dizem quem são, o que pensam, apontam suas falhas, seus próprios erros.
E, cabe aqui, uma nota de pé de página: ninguém precisa ser grosseiro ou mal educado para dizer o que pensa, embora, nós brasileiros, levemos tudo para o lado pessoal, até mesmo críticas construtivas...Mas, voltemos à auto edição de nossas imagens.
Gostaria de saber o que vocês pensam, meus amigos.
Somos todos tão bonzinhos e perfeitos como nos mostramos aqui?
Onde fica o demoniozinho, o monstrinho que cada um tem dentro de si?

Ou seremos todos uns fofos, uns amores, umas doçuras?
Somos aqui como realmente somos, de verdade, na vida extranet?
Cartas para a redação, please...

83 comentários:

Malu Machado disse...

Oi Glorinha,

Sabe que este é um tema que também tem me deixado intrigada? Acho sim, que existe uma polidez no escrever, uma edição de palavras corretas.

E não poderia ser diferente. Porque texto tem de ser bem escrito, não só para ser lido, mas para não sermos mal interpretados no mundo virtual.

Mas no conteúdo, o que abordamos, eu optei pela sinceridade.

Outro dia uma pessoa comentou no meu blog que está estudando sobre como as mulheres têm mais facilidades para escrever sobre seus tombos e gafes.

A pessoa dizia que, nós, as mulheres, não temos muito problemas em nos expor. Enquanto os homens teriam mais cuidados para falar de suas mancadas na vida.

Não tenho certeza se a tese da pessoa se confirma, mas acredito que de maneira geral as mulheres falam mais abertamente do que deu errado com elas.

Fazemos isso de maneira jocosa, uma piada, é claro. Rindo do próprio tombo.

Ou seja, somos mais gouché na vida.

Será?

Clau Finotti disse...

Oi Glorinha!

Eu já até comecei a listar algumas manias minhas, que seriam mais defeitos do que qualquer outra coisa. Mas depois pensei: prá que fazer as pessoas desgostarem tão explicitamente assim de mim? rs

Prefiro deixar os defeitos irem fluindo nas entrelinhas... e haja entrelinhas pra tanta imperfeição!


Mas tenho que confessar um defeito grave: acordo num péssimo humor que só melhora qdo o sol já está alto... hahaha

Bjao.

Clau

Yasmine Lemos disse...

Editamos, maquiamos, outras vezes escancaramos. A arma do anonimato é covarde, a virtualidade é covarde se mal usada, somos imperfeitos, somos criaturas dificeis , mas vamos saber separar patologia de indole.
excelente post. Assunto para blogagem coletiva
Glorinha beijos e uma otima tarde

Lu Souza Brito disse...

Olá Glorinha,

Ah, acho que é como você disse, a gente se edita o tempo todo, mas não acho que isso seja falso. Eu por exemplo sou geniosa e as vezes egoísta. Não preciso demonstrar isso o tempo todo para as pessoas que convivem comigo - dai nas "edições" a gente vai encontrando o equilibrio, serve até para se conhecer melhor, testar seu auto controle, etc.

Na net? ahhhhh, eu me expresso aqui da mesma maneira que sou no dia a dia. OK, no trabalho ou com desconhecidos sou mais comedida, mas entre amigos? Eu sou a bocuda, a que chama a razão, a que fala mesmo que o outro nao queira ouvir.

Mas entre desconhecidos eu sou tímida, tenho certo pavor de expor minha opinião e virar o centro das atenções.

Um pouco de maquiagem a gente sempre coloca, mesmo que nao seja intencional, só nao pode (nao deve na verdade) colocar máscara.

Eu sou BEM Demoninha de vez em quando - nem sempre sou boa, nem sempre sou justa, nem sempre sou cortez, mas nao sou a única, sou???
Dia de descer do salto e rodar a baiana, destes quase ninguém se orgulha, ahahahaha.

Beijooooooooooooos
Adorei a reflexão.

Lúcia Soares disse...

Glorinha, como minha auto-estima é, a maioria do tempo, baixa, sempre falo muito mal de mim mesma.
Mas me pego falando apenas dos "defeitos" óbvios, os que são tão arraigados que estão "na cara".
Resumindo tudo:
"Ninguém é o que realmente é, a não ser com ele mesmo, sozinho, cara a cara com sua alma."
Beijo!

Renata disse...

Uai, eu só falo por mim...afinal detesto falar da vida alheia...quem faz e está no Eternos Prazeres sou eu mesma, Renata Boechat, que cozinha aquelas gororobas, que tira aquelas fotos, que escreve aquelas besteiras, que uns gostam, outros não, outros fingem que gostam, e outros até duvidam, como um que me perguntou de onde eu tiro aquelas fotos pra colocar no meu blog...

Um abraço,
Tudo de bom!

welze disse...

que tema legal esse minha linda. realkmente tem muita gente que pensamos ser uma coisa, mas quando vemos mais de perto é outra. As vezes essa outra face é até mais divertida, mais espontânea, mais a nossa cara. Tem tb aquelas pessoas que tanto se esforçam por ser uma coisa que não são, fazem isso por tanto tempo que acabam sendo daquela maneira.(Nossa, que confusão). Mas me lembro de algumas palavras que ouvi uma vez . daquelas para nunca mais esquecer. Podemos enganar poucos por pouco tempo, alguns por algum tempo, mas jamais muitos ou todos por todo ou muito tempo. beijos

Beth/Lilás disse...

Maninha, também vi um pedacinho do programa ontem, mas queria ter visto mesmo a primeira parte que foi mais interessante.
Olha, eu sempre me coloquei diante do meu PC com a minha verdade, naquilo que amo e acredito, nas experiências vividas e lidas.
Quando eu discordo de uma pessoa, se ela me for muito importante, querida mesmo, posso até dizer o meu ponto de vista e tentar argumentar ou entender o outro lado, mas sinceramente, não perco meu tempo tentando persuadir uma ou outra pessoa que tem pensamentos formados sobre tudo. Quando é assim, eu me canso, não tenho mesmo paciência e muitas vezes já deixei de comentar sobre um texto para não magoar ou dizer algo contra ao pensamento e crença da pessoa.
Acho que cada um faz o que quer do seu pedaço e neste caso, o pedaço é o Blog que criou.
Se eu não concordo, simplesmente não comento. É assim que tenho agido todos esses anos e nunca me atritei seriamente.
Notoriamente sou uma pessoa que gosta de comentar fatos ou textos verdadeiros ou de bom humor. Fujo das tristezas, das reclamações, da religiosidade, da pieguice, do mau humor, da baixaria e de pessoas que acham que seu ponto de vista político é o certo e melhor, ou seja, me dou este direito. Aliás, falar ou não falar uma determinada coisa para alguém pode ser um direito da pessoa e não uma lei estabelecida. Inclusive, uma das convidadas de ontem no programa assim disse.
Deu certo pra mim e pode não dar para outros, no entanto este é o meu estilo.
Então, é essa a minha experiência por aqui pela rede nestes quase 4 anos.
beijoquinhas e fui!

Zélia Guardiano disse...

Boa pergunta, Glorinha!
Boa pergunta...rs...
Vou fazer rigoroso exame de consciência!
Adorei a postagem, querida.
Abraço

Kelly disse...

Muito legal esse assunto Glorinha. Eu me edito o tempo todo no blog, já citei isso algumas vezes, sou uma pessoa extremamente crítica, e que aponto os erros a todo momento, principalmente na política. Por´me quando criei o blog me propus a não falar de política e políticos, principalmente das atrocidades que vejo onde moro. Sou funcionária pública e já me dei mal por falar demais e as coisas continuaram como estavam.
Evito falar de assuntos polêmicos pois uma crítica mal colocada vai despertar em mim a Kelly que por enquanto está escondidinha, ainda não aprendi a lidar com críticas é algo que ainda trabalho comigo e espero aprender. Assim a minha auto edição funciona como um meio de me proteger.
Ufa!!! Falei...rsrs
beijos

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza Malu, as mulheres tem menos medo de se expor. Acho que a gente até se ridiculariza...eu mesma, faço isso... já os homens, não vejo muito isso não. Mas a gente parando pra refletir, vê, que todos, de uma forma ou de outra, nos editamos sim, pra ficar bem na foto. Obrigada pela opinião, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Clau, virginiano tem isso né? Adora mostrar seus defeitos...iss É um defeito...pra que chamar atenção dos defeitos da gente se temos inúmeras qualidades? Será uma espécie de baixa auto estima? Ou será, pelo contrário, pra valorizar as nossas qualidades? Ein? O que acha disso amiga virginiana?
Beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Yasmine, adoro temas difíceis que dão pano pra manga e nos fazem pensar...tem toda razão daria um ótimo tema pra blogagem...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lu querida, nem eu! tb não acho que seja falso ser assim, simplesmente é! Todos somos assim, em menor ou maior grau, numa coisa e não em outra...mas concordo com vc! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lúcia, será que vc tem mesmo baixa auto estima? Já pensou nisso? Eu não acho que tenha, sinceramente...claro, não te conheço ao vivo, mas aqui, de longe, pelo que leio de vc não acho que tenha baixa auto estima não. Já refletiu com vc mesma sobre isso? Olha só, a sessão terapia começando...hehehe beijos, obrigada por dar sua opinião,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Renata, claro que é a gente, a pergunta não é essa...mas sim, se nos mostramos 100% como somos...talvez quem tenha um blog de culinária, ou de viagens realmente não se exponha tanto quanto quem tem um de opinião, mas na vida extranet a gente tb se edita, não acha não? beijos, obrigada por dar sua opinião...isso daria um longo bate papo...

Glorinha L de Lion disse...

Oi queridona, isso, com toda certeza! Ninguém consegue enganar o tempo todo, sempre escapa uma coisinha aqui, outra ali....mesmo quem é daqueles bem falsos e mentirosos...a não ser que seja tão patológico e inteligente que ele mesmo passe a acreditar na mentira que é...Eu tenho tido sorte! Só tenho amigos maneiros e verdadeiros, com vc! hehe beijão

Crica Viegas disse...

Olha, aproveitando a net do centro da cidade (rs) quero deixar registrado que não me faço em nada de boazinha. Claro que em sociedade em algum nível TODOS usamos algum tipo de máscara até mesmo como mecanismo de defesa. Mas eu, Crica Viegas, particularmente, sou besta, palhaça, grossa, boa, má, sou muitas em uma só. E nunca fiz questão de parecer boazinha pra ninguém, nunca senti que deveria fazer isso.
Fiz amizades e inimizades com meu jeito de ser, melhorei, piorei, numa luta constante de me ajustar (ou não) a esse mundo louco.
Bom, é isso. Eu me edito, mas sem muito photoshop..rsrsrsr

Glorinha L de Lion disse...

Isso já aprendi Betita! Quando não concordo e vejo que dará polêmica, prefiro não falar no blog da pessoa...aí vou no meu, que é meu espaço e falo o que penso. Muitas vezes tb me canso e nem falo nada...Ai às vezes os seres humanos são tão cansativos...eu mesma devo ser, claro, pois humana sou e não planta! hehehe Agora, já briguei, já discuti pra caramba! Agora, não faço mais isso nos outros blogs, que não gosto de bater boca, mas no meu, coloco a boca no trombone e quem não quiser que não leia... vc me conhece bem e sabe bem que a "dona coelhilda" aqui não é mole não, né? Sou uma malagueta ardida, às vezes até demais...tanto que acaba ardendo em mim tb!
No mais, concordo contigo, agora no meu espaço me dou o direito de falar ou não falar sobre o que quero ou não quero...aqui é meu território como falo lá no cabeçalho do blog...fui tb! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Zelia, não é um bom assunto pra se pensar? Beijão querida!

Glorinha L de Lion disse...

Isso é uma verdade Kelly! As palavras escritas tem um peso que as faladas muitas vezes não tem, pois podem ser interpretadas de N formas...cada um lê e entende como pode e como quer...difícil...acho que todo mundo se edita sim, com certeza ninguém é 100% o que parece ser, na vida real ou virtual, beijos, legal sua opinião!

Tati Pastorello disse...

hahaha Sei que não foi para mim, por que eu nem sou esta flor e amor todo, e já mostrei meu retrato ao estilo Dorian Gray, todo deformado... Mas enfim, também não gosto de mostrar o pior de mim, por que também temos coisas boas, e são elas que cativam. E quem não quer cativar? Além disso, se queremos nos melhorar como pessoas temos que dar foco no que temos de melhor, para que ele se expanda (olha as influências da entrevista da Astrid aê, geeeente). Mas eu também me sinto mais inteira por aqui. Sou mais verdadeira comigo por escrito, por conseguinte, com quem lê. E quando podo minhas palavras no blog tenho consciência que é por que sei que tem pessoas da minha vida pessoal que o lêem. Se fossem apenas os amigos virtuais eu me exporia ainda mais! rsrs.
Adoreeeeei seu texto (deu para ver, não é? Pelo tamanho do comentário...)
Beijos.

Lu Souza Brito disse...

Oi Glorinha,

Voltei aqui para ler os demais comentários e suas respostas.
Isso daria uma nova blogagem: terapia com a Glorinha, ahahahahah.
Muito muito bacana o tema.
Beijooos

Cucchiaio pieno disse...

Oi amiga
Acabei de te ligar, mas dizia que o numero era inexistente, snif, snif, snif... Espero conseguir falar com voce antes do Natal!
Penso que a possibilidade de nos editarmos, usarmos mascaras é muito maior na vida real. Quando tudo é muito bonzinhos e perfeitos eu desconfio.
Ja' usei o Velhas atualidades para desabafar, pois sei que poucas pessoas lêem e nao queria ninguém preocupado com minhas crises emocionais, no entanto duas amigas leram e me procuraram. Depois que me acalmei pensei em tirar o post, mas ai' pensei que fazendo isso nao seria mais eu mesma, pois era justo o sobre o assunto que falava no post! Muitas vezes, no Cucchiaio Pieno mostro que esta' tudo bem em um dia que estou com problemas, ai' vem a mascara. Mas quem nao as usa? Agora, mostrar que esta' tudo bem quando se esta' em crise é uma coisa, mostrar que voce tem uma personalidade ou vida diferente é outra!
Bjo grande amiga
Léia

Glorinha L de Lion disse...

Crica, algumas somos assim...com um pouco de photoshop que tb ninguém é anjo pra não precisar de um pouco de maquiagem, né? hehehe adorei seu comentário!

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKKKK Ai Tati, vc sou eu ontem! Mas numa edição beeeeem melhorada! O que a gente se mostra né amiga? Dá a cara à tapa...mas realmente isso não é bom não...o melhor é pegar o que a gente tem de bom, mais do que os defeitos. Mas, pensando bem, aí não seria eu, seria uma edição revisada, cortada e censurada de mim...Versão "AI5" da Glorinha...Sou assim e não assado! Claro que devemos dar ~ ênfase ao que a gente tem de melhor, mas tb esquecer o que temos de ruim? Não é assim que a gente melhora e muda? Sei lá amiguinha...não sei de nada, estou aprendendo...beijão!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lu querida E ainda tem gente que acha que blog não faz catarse nem faz as pessoas refletirem! E que isso é uma grande bobagem! Pra mim, o mais bacana de blogar é isso sabia? Catarses, reflexões, discussões em alto nível sobre temas polêmicos...Auto conhecimento...amo muito tudo isso! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Leinha, me liga agora, tenta aí...estou esperando! Concordo com vc! Obrigada por dar sua opinião! beijos,

orvalho do ceu disse...

Olá, Glorinha
Esse Tema me interressa muito... Em meu perfil deixei bem claro que tenho "sombras" (Jung) mas trabalho-as constantemente...
Minhas virtudes são contrabalanceadas com o que não é tão bom em mim... sou humana (em processo de crescimento)...com tudo o que implica o termo...
Mas, vou melhorando sobretudo com o que aprendo aqui... e nos grupos nos quais participo...
Vejo que a relação na net é a mesma como se procede na vida real... quem é transparente no mundo haverá de sê-lo por aqui...
Creio nisso!!!
Bjs de paz, minha amiga.

Luma Rosa disse...

Desconfio de quem é bonzinho o tempo todo, mas isso é por causa da minha mineirice. Ah, e eu te digo, se todos temos o lado bonzinho e fofinho, todos também temos o lado malzinho e obscuro, basta que nos tirem da zona de conforto ou que soframos riscos de perdas. Muito fácil ditar regras para o mundo enquanto a vida pessoal está um caos e sei bem, muita gente aqui na web tem a vida um lixo e mostra nos blogues luxuría. Não estou condenando, até porque as pessoas precisam criar mundos particulares quando não tem acesso à psicanálise, por exemplo. Como uma criança que ludicamente brinca com seu carrinho ou sua casinha e os que não se mostram verdadeiramente, nem sempre fazem por maldadde. A mundo virtual não é mais um mundo paralelo ao real, ele está ligado ao nosso dia a dia e é muito difícil alguém enganar por muito tempo. Muito mais que falsidade na internet, acredito que existam muitas pessoas solitárias que não mais encaram a internet como passatempo e sim como parte de suas vidas. Vejo amizades e amores sendo construídos - vivências compartilhadas - eu tenho cura em acreditar que o bem sempre vence o mal? Beijus,

Açuti disse...

Oiiii amiga Glorinha

com certeza me edito muito mais na vida real do que na vida virtual...sinto que consigo soltar um pouco mais de mim, ou melhor, faço das "páginas" do blog o meu diário mesmo...e quando sumo, é o momento em que estou sumindo de mim mesma...sem querer olhar a verdade minha....
Mas tenho minhas censuras, são minhas censuras que me acompanham tb no mundo real....

bjkssss e saudadessss

Manuela Freitas disse...

Olá querida amiga,
Este post é realmente muito interessante e oportuno. Já tantas vezes pensei em tudo que expões!
Eu não sei se me ando a armar em boazinha! Às vezes fico muito em dúvida da recepção do que o que vou escrevendo terá nas pessoas que leio! Tento não escrever muito sobre mim, porque isso podia ser interessante para algumas pessoas, mas não para todos e também porque a minha vida é banal, não para mim, já que é a minha, mas para as outras pessoas! Para mim um blogue não é um diário da minha vida, eu até pessoalmente não falo com muita gente da minha vida mais pessoal! Portanto não considero que me edito, nem me deixo de editar, tento ser eu própria, interveniente, mas moderada.
Contrariamente a ti, pessoalmente sou diferente, com as pessoas realmente com quem tenho confiança, sou muito mais aberta, gosto de brincar, sou provocador e polémica, mas como as pessoas me conhecem ninguém leva a mal, acham piada e até estão sempre a picar-me para eu dizer das minhas! Se não tenho confiança com as pessoas, não gosto nada de conversas formais, aí é onde reside mais as máscaras! Não tenho paciência para isso!
Aqui tenho que ser contida, o que se escreve tem mais peso, do que aquilo que se diz, ninguém me conhece, quando escrevo não sabem se estou a rir ou estou séria, posso ferir susceptibilidades e não estou assim perto para dar um beijo ou um abraço e ficar tudo bem! Deste modo tento não entrar em confronto com as pessoas, respeitar as ideias de cada um, porque afinal este convívio é fundamentalmente para criar uma aproximação e não um confronto. Obviamente que não digo amén, quando há determinados assuntos a que estou completamente em desacordo, passo à frente e não comento. Podia emitir a minha opinião, mas a isso não sou obrigada e como não gosto que façam a minha cabeça, também procuro não cair nesse erro perante os outros.
Para concluir eu sempre disse por aqui, que não sou uma pessoa que vivo com muitas certezas, a minha auto-estima é muito variável e estou sempre aberta a todos os dias aprender!
Será que sou boazinha?
Diz-me lá a tua opinião! Rsssssssssss
Beijinhos afectuosos e um xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii (cuidado vê lá se eu estou a ser lisonjeadora!...) rssssssssssss
Manú

PS. Desculpa o super-comentário!!!

Ju Gehrke disse...

Um tema interessante. Penso que dependendo do meio de comunicação na internet as pessoas se mostram como são sim.
Nos blogs temáticos podemos perceber do que a pessoa gosta, seu estilo, preferências e dá muito bem para perceber o nível cultural pela maneira que escreve. Portanto, acho que em blogs é difícil "fingir", a não ser que queira fazer mesmo um perfil falso.
Acho que o que comenta-se muito das identidades fakes na internet são nos sites de relacionamentos, ou em lugares onde a pessoa tem algum interesse em 'fingir' algo para conquistar alguma coisa, no caso de sites de procura por namoros, alí acho que rola solto uma bela edição de imagem...rsrs... se for para o real pode cair do cavalo...kkk
Os blogs de mulheres são bem mais interessantes porque somos mais abertas, colocamos nossa opinião, adoramos escrever (porque adoramos falar!!) e expressar os sentimentos.
Tem muita gente que tem medo da internet, eu mesmo recebo críticas de pessoas da familia e de alguns amigos porque faço blogs e estou em vários sites, acham que me exponho, porém sou na internet da mesma forma que na vida real, nada de mentirinhas, sou real no virtual. Geralmente as pessoas que criticam e falam mal da internet são aquelas que não frequentam, que nem sabem usar esse meio tão maravilhoso de contato com o mundo.
Aqui temos informação das mais variadas, encontramos gente com os mesmos interesses, rimos, nos divertimos, podemos refletir, fazemos amizades e encontramos velhos amigos, é um jeito totalmente novo de ser, pena dos que não entendem e perdem essa oportunidade. Temos o privilégio de viver essa maravilha!

beijo
Ju

Misturação - Ana Karla disse...

Sabes que tens razão mais uma vez?!!!
Eu mesma me mostro como sou no dia a dia,,, alegre, solidária, atenciosa, prestativa, mas há dias em que ninguém me segura. Chego até "rosnar". rsss
Porém, são nesses dias que evito passar o que estou sentindo, por que é tão passageiro que, do meu ponto de vista, não vale a pena compartilhar. Mas muitos por aqui, sabem e já leram alguns momentos meus assim.

Acho que aqui nesse mundo da internet é mesmo, quase todo mundo, muito "maquiado".
E como não gosto de magoar, prefiro não magoar com minhas verdades. Prefiro me calar.

Ei, Gloríssima, essa é blogagem coletiva, hein!
Que tal? rsss
Xeros

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Sabe o que penso, todos temos qualidades e defeitos que aparacem de acordo com o que estamos vivenciando e, pode parecer incrível, mas algo que se considera qualidade há momentos que se torna nosso pesadelo, exemplificando: se sou generosa e encontro alguém "encostado" , isto pode se transformar num superfuncionamento para mim e a manutenção da passividade do outro.
Por outro lado, não creio que podemos nos esconder através das palavras. Somos o que somos e o "EU" em algum momento supera qualquer disfarçe de palavras.
Sabe, ontem me inspirei numa foto e fiz escrevi sobre mim: verdades/mentiras? É o que sinto hoje sobre mim, que pode em algum outro momento ser pensado diferente.
Nossa escrevi demais, mas o assunto é instigante para mim...
bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Rosélinha! Tenho tido a sorte de encontrar gente de carne e osso, verdadeira como eu...e tenho tido a prova disso ao desvirtualizá-las! Pelo menos até agora, todos os meus amigos de blog são iguais ao que mostram na vida extranet....ainda bem! Mas deve haver quem se esconda e se mostre o que não é sim! é um universo enorme, e o que conhecemos é uma pequena parcela, uma amostragem desse mundo...beijos

Glorinha L de Lion disse...

Lumita até eu que não sou mineira, sou carioca e espertalhona(até parece...)tb desconfio dos totalmente bonzinhos, até pq isso é irreal. Bonzinho demais não existe! Ou então é um pobre coitado precisando urgente de análise. Do mesmo jeito que desconfio de quem não quer se comprometer e dar sua opinião, preferindo ficar em cima do muro...Gente assim me dá medo! Agora, que Freud explica muitos comportamentos, isso explica. Quanto à solidão, tocou num ponto importante! Tem muita gente que "se achou" na net e nos blogs, seja no Facebook, no Orkut ou em qq outro site de relacionamentos pq preenchem a vida e dividem sentimentos com outros. Acho que a revolução da internet, em tempos de afastamento, vida corrida, falta de tempo pra ver os amigos, veio suprir essa carência do mundo atual. Adorei esse post! Pois está um verdadeiro fórum de debates e ideias né, Lumita? Beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Açuti querida! Surpresa boa! Saiu da toca criatura! Então é pq o assunto é bom mesmo! Então, somos bem parecidas nisso...Só não faço do blog dia´rio, mas faço de algumas ideias e pensamentos, espaço pra reflexão mesmo...adorei! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Manu, minha querida, tenho tido a sorte de encontrar amigas "reais" como tu e tantas outras. Gente que eu sei como é pq se mostra como é. Mesmo falando pouco da vida pessoal, nos blogs, vemos como as pessoas são...é a tal estória do não poder enganar todos todo o tempo. Ninguém é totalmente bom ou mau, temos nossos momentos bons e ruins, mas até agora, creio não topei com ninguém que seja psicopata ou serial killer! Acho que iguais se atraem e diferentes se repelem, naturalmente...e isso acontece tanto aqui, como na vida real. Obrigada por tua opinião. Está sendo bom demais esse fórum de debates! Grande beijo minha amiga querida!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Ju, outro dia mesmo pensei em vc e queria me lembrar do nome do seu blog! Que bom que reapareceu! Adorei tua opinião. Concordo em tudo com vc. Só não concordo que perfis falsos só existam em sites de relacionamentos...acho que nos blogs tem sim, muita gente que se esconde e se mostra de um jeito totalmente diferente do que é, talvez até mentindo...eu nunca topei com nenhum, mas sei que existem. Adorei ter vc aqui, vou te linkar novamente. Beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Acho que a maioria é assim né Xerosinha? Acho que uns mais, outros menos, alguns escondem essa "faceta" digamos, mais antipática, outros se preservam...Agora não há vida sem edição, isso é ponto pacífico...o que falei lá em cima que só a gente com a gente mesmo sabe quem somos de verdade e, muitas vezes nem assim, tem gente que sabe tão pouco de si mesmo...Acho que os blogs tb tem prestado esse serviço às pessoas: se conhecerem mais, numa espécie de espelho de si mesmas, olhando para os outros e se enxergando, Adorei, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Norma, fez uma análise perfeita com sua visão psicanalítica da coisa toda. Gostei e estou adorando esse debate aberto de opiniões e conceitos! Está demais de bom! beijos,

Eliete disse...

Glórinha penso que somos uma colcha de retalhos. Alguns são lindos, outros mais feinhos,mas quando juntamos, o resultado pode ser muito lindo. Ás vezes penso que temos mais dificuldade em escolher os retalhos bonitinhos quando estamos em família. Aí parece que relaxamos e não passamos a ter o cuidado que temos quando estamos com outras pessoas.
Sabe aquele costume que deixamos as roupas mais finas para sair e as feinhas para ficar em casa?
Talvez seja esta a edição melhorada que fazemos.

manuel marques disse...

Vou-me debruçar-me sobre o assunto mas penso que aqui sou mais real,não jogo tanto á defesa.

Beijinho.

Glorinha L de Lion disse...

Eliete, impressionante! Escrevi um texto há algum tempo sobre isso ( que somos colchas formadas por pequenos retalhos...)e acabei de ler quando vi seu comentário! Sintonia pura! Fiquei até arrepiada! Concordo com tudo, aliás, nem poderia ser diferente diante disso que aconteceu...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Meu amigo Manuel, o mundo virtual nos protege um pouco e somos mais verdadeiros e corajosos aqui, não é mesmo? beijinhos,

Margot Félix disse...

Eu acredito que a vida na net é apenas uma extensão do que somos na vida "real". Aquele que, na net, se "edita" para o mal, certamente também faz o mesmo na vida real.

Quanto aos demônios, todos temos os nossos. Sendo que alguns guardam bem guardados e outros deixam que eles passeiem à vontade.

Ótima a sua reflexão.

Bjos!

Glorinha L de Lion disse...

Nem sempre Margot, acho que isso funciona em muitos casos sim, mas em outros, não sei...Acho que muita gente finge ser o que não é, ou pensa ser o que não é...Outros mostram ser o que desejariam ser...esse é um tema instigante, não acha?
obrigada por participar, beijos,

lolipop disse...

Oi Glorinha!
Não quis faltar neste debate...rs
Se trabalhamos nossa imagem? Eu acho que sim, ninguém gosta de ficar mal no retrato, como se costuma dizer. E não digam que não, porque senão as mulheres não faziam depilação, cortavam as unhas curtinhas e nunca iam ao cabeleireiro. Na blogosfera acho que toda a gente se preocupa um pouco com a imagem que passa, por isso fazemos templates, decoramos o blogue e damos atenção ao perfil.
O meu é curto e enigmático, acho que no inicio afastou muitos potenciais seguidores. Uma vez fiz um post sobre o problema de julgar pelas aparências, falei no meu perfil e disse que se me quisessem conhecer teriam que ler nas linhas e entrelinhas do que eu escrevia ali, porque isso eram pedaços de mim. E são. Nunca seria capaz de escrever o que não sinto e não vejo que sentido faria isso num espaço que é meu.
Sou Áries, por isso impulsiva e cheia de energia, comovo-me fácil, mas tenho tanto de doce como de mau feitiozinho, e tenho o vicio da franqueza, por isso, na vida real tanto sou amada como detestada...suponho que na blogosfera será igual...
Quem nos conhece verdadeiramente?
Como é que é aquele ditado??
"Ninguém é herói para o seu criado de quarto..."
CARINHOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Glorinha L de Lion disse...

Oi Loli!!!! Já estava a sentir tua falta! És de áries, o signo de meu marido...é bom e mauzinho, aliás, como todos os outros signos...todos temos nosso lado sombrio e nosso lado luminoso. Somos duais, ambíguos e multifacetados! Ninguém é só uma coisa, somos várias coisas, somos formados por silencio e som, fúria e placidez...Já imaginou se fôssemos iguais e não tivéssemos facetas? O mundo seria muito aborrecido! Beijos amada! Adorei que tenha vindo dar sua opinião. Isto aqui virou um grande fórum! bjs,

William Garibaldi disse...

Oi Glorinha! Super texto, aliás quero elogiar tbem, o texto Leque Menopausa e Modismo e o Marca D'Água... muito bem escritos, vc é mesmo uma grande escritora... e a postagem de hoje...
Olha dessa ao menos aqui na net eu me escapo! Absolvido! Risos... você melhor que ninguém sabe que sou chato, falo o que penso, projeto e ainda cutuco e alfineto!...
Espero Glorinha que eu consiga não ser mais grosseiro!...
Mas te confesso... não estou tão absolvido assim no dia a dia não.. ainda "devo muita satisfação"... ainda me moldo segundo o que os OUTROS pensam...

É um crescimento mesmo esta vida...!

Um Beijo ! Do seu leitor nada fofinho!
Mas bem menos ogro!...Graças a vc!
Aliás eu te acho Fofa e Selvagem feito uma Leoa! ... +.-

MARIINHA disse...

Olá Glorinha,
Não sei se você vai ler este meu comentário, depois de tantos que estão antes deste.
Tenho ouvido que de facto as pessoas, muitas vezes, não são quem dizem ser, são muitas vezes o oposto, até se diz, que criam um personagem que nada têm a ver com o que são na realidade. Até há segundo dizem quem minta sobre se são homens ou mulheres. Quanto a todos serem muito bons e compreensivos, acho que é para não criar polémicas e para não se mostrarem demasiado.

Bjks

Glorinha L de Lion disse...

Oi William eu tb não sou nada "fofinha" às vezes, mas ando aprendendo bastante por aqui. Obrigada por ter gostado dos meus escritos. Pois é, nosso encontro não foi dos mais felizes, mas acho que tá morto e enterrado ne´? Vida nova pra nós! E que em 2011 aprendamos muito mais e sempre! A vida é isso caro amigo, aprender, ensinar um pouquinho e ter a coragem de voltar atrás. Minha mãe dizia: A vida ensina...e eu completo: o mundo dos blogs, também! Beijinhos, obrigada por ser verdadeiro, mas agora, melhor ainda, um lord verdadeiro...ou um verdadeiro lord? hehe, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Mariinha, claro que iria ler. Leio tudo o que escrevem pra mim! Concordo com o que dizes, muitos se escondem com medo da exposição excessiva, outros, por pura maldade, para fazer coisas feias e covardes por detrás do anonimato...igualzinho à vida! Beijos, obrigada por vir aqui opinar tb!

nacasadorau disse...

Olá amiga!

Mais um Blog que me atrai pelo seu nome e pelo seu conteúdo.
Parabéns.

Se me visitar, perceberá automaticamente que me exponho "demais", se isso é possível, eu o faço!

Sou Leão de signo, gosto do belo e de não sujar as "patas".
Sou fiel até à morte a todos os níveis.
Sou vaidosa, tento sempre dar nas vistas e sou ... dominante :(

Tenho tido dissabores por ser como sou, mas ... como ninguém é perfeito, eu gosto de mim assim e não sou nada narcisista.

Voltarei seguramente.

Bjs.

Maria Izabel Viégas disse...

Oi Glorinha amada, stou chegando tarde, hoje foi um dia cheio... mas, amei o teu post!
Não assisti o programa, há muito q não o vejo.
Menina, uma boa pergunta!!!
Ah, quero primeiro te agradecer o carinho do comentário no Memórias. obrigada!
Se eu sou sincera no meu Blog? Sim, com certeza.
Se sou boazinha, não, com certeza, não!Sempre digo e dizia que não quero sr chamada de nenhuma: "zinha".
ou se é bom ou não! Metade não dá.
O Memórias tem uma filosofia própria, que é passar a minha visão como terapeuta e a crença que tenho no plano espiritual. Levo ambos muito à sério.
Na vida real sou uma pessoa extremamente alegre, falo sempre o que penso, mas a cada dia que passa , procuro olhar e respeitar o que o outro ser é.
Mesmo não concordando com pessoas ou coisas, fico na minha. Sei que sou alguém muito firme, não sigo a cabeça de ninguém. Mas, no cômputo geral, busco o equilibrio. Sou valente que nem pão quente desde pequena, e sou chorona que nem manteiga. kkk
Realmente amada, quando falo em Amor, é porque acredito , pela minha vida, que nem sempre foi fácil( uma infância terrível), que o Amor vence tudo. Vence o mal, vence qualquer desafio.É um escudo de luz. Tenho provas disto bem fortes num tempo bem próximo e ninguém percebeu nada.
Creio e me parece ser a opinião de quem me cerca que sou verdadeira. Até porque quero a minha paz interior. E só eu posso buscá-la!
Observo outros Blogs, em que ao propósito é falar de si, seu cotidiano, e gosto muito de muitos.
vc é uma destas que expõe teus sentimentos pois é sincera. Mas é amorosa, muito amorosa! Ah, é geniosa de uma maneira diferente que eu, que sou tbém kkk pois isto entendo e gosto.
Afinal, Glorinha leoa, vc é uma poetisa, contadora de contos, e ir lá no fundo e se abrir creio que faz parte de um processo de grande criatividade.
Quando Glorinha, eu não gosto de alguém, nunca digo: Eu te gosto. Sou gentil ou nada falo.
Ih... e eu não tenho maquiagem nenhuma.rssss Juro, só tenho baton e hidratante.
Amada amiga, ninguém consegue enganar as pessoas num Blog, nem virtualmente. A não ser àqueles que gostam de ser enganados; esses... um dia aprendem.
Beijos,minha linda!

Casa de Catarina - lelê disse...

Glorinha
Como boa paulistana, sou beeeem desconfiada! rsss. Eu penso nisso algumas vezes, mas vejo que tem todo tipo de pessoa... assim como na vida real, não virtual, existem aquelas pessoas que se mostram de corpo e alma e aquelas que usam máscaras. Acho que aqui é um espelho da vida real... você vai encontrar os dois tipos de pessoas.
Eu mostro o que amo, o que faz parte do meu dia a dia, da mesma forma que mostro na vida real... acho que é o que me faz sentir a vontade!
Beijos
lelê

Vicentina disse...

Boa pergunta amiga.
Acho que todos temos este demoniozinho dentro de nós.
Eu sou como sou, procuro sempre ser sincera, no que faço e digo aqui na net, sou simples moro simples, e vivo uma vida simples.
Pelo meu blog se vê que se trata de uma mineira, que só quer se comunicar e não tem pretenção nenhuma em ser o que não é, mas todos nós temos ilusões na vida, e queremos sempre melhorar em todos os aspectos.
Bjs

Glorinha L de Lion disse...

Oi Ná, eu sou virgem com ascendente em leão, portanto somos parecidas...sou danada mas sei ser doce! Eu me exponho muito e pago um preço alto por isso, mas sou assim...obrigada pela visita, já fui lá no seu, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Minha querida Izabel San! Eu te acho muito verdadeira! Mesmo sem te conhecer pessoalmente, acho isso sim, e sei que não me engano! Tb não sei dizer que amo alguém se detesto ou se me é indiferente, sou polida, mas não puxo o saco de ninguém...adorei vc ter vindo dar sua opinião! Bjkas da sua gafanhota!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lelê, tb penso assim, mas não sou muito desconfiada não, mas se pisam no meu pé: sai de baixo! Obrigada por vir aqui opinar, adorei esse post! bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Vice, vc é meu doce de leite mineirim e nem precisa de muita explicação, dá pra ver que vc é verdadeira em tudo o que mostra e faz! É um doce messssmo!!!!beijim,

Beth/Lilás disse...

Amiga,
Vou te contar, que post bom este!
Quantas pessoas falaram, e bastante até, interagindo de forma como se estivessem numa sala de bate papo ao vivo. Aliás, muito melhor o debate por aqui do que com os convidados da Mônica Waldvogel no referido programa.
Quero arrematar, dando ênfase ao que a nossa amiga Maria Izabel deixou, pois ninguém pode enganar por muito tempo através de um Blog, ou qualquer outro meio de comunicação virtual hoje em dia, só engana a quem permite ou desatentos que não lêem e acompanham os movimentos de quem lhes interessa pela internet.
A blogosfera então, está a cada dia interagindo mais e mais, muitas pessoas estão se colocando ou mesmo quando não se colocam, já dá para traçarmos um perfil do mesmo.
Parabéns pelo excelente assunto aqui trazido e, se a Waldvogel aparecer por aqui, tenho certeza que irá gostar mais do que as respostas dadas por seus convidados.
beijinhos e inté!

Naty e Carlos disse...

"Se chovesse felicidade, eu lhe desejaria uma tempestade. Feliz Natal e um Prospero Ano Novo repleto de saude paz amor na companhia de todos os que vos são queridos.
São os nossos maiores desejos.
Bjs com carinho

Junia Ansaloni disse...

Glorinha querida, passo sempre por aqui...Adoroooo, baci

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

O Natal chegou. Com ele nossas esperanças, nossos novos sonhos. Que nossas esperanças estejam sempre vivas, e que nossos sonhos tornem-se realidade. E que neste Natal o amor, a fé e a esperança estejam presentes em cada um de nós, que a cada novo dia do ano que está para começar estejamos iluminados. Feliz Natal, para você e a todos os seus familiares.
Você é muito querida e uma das boas descobertas dessa blogosfera!

beijos

Maria Helena disse...

Minha querida,
Amei o assunto! Eu sou o que penso que sou,pois ainda vivo em busca de algumas partes de mim, tanto no mundo real como no virtual. As máscaras são necessárias, em alguns momentos, nos dois mundos. Tanto aqui como no mundo real nós nos mostramos parcialmente para algumas pessoas e quase que inteiramente para outras. É normal que confiemos mais em algumas pessoas do que em outras. E ainda acrescento: às vezes temos simpatia virtual imediata. É como se fosse um encontro de almas. Já aconteceu comigo em relação a algumas pessoas que desde que as conheci, no mundo virtual, não houve mais como me separar. Estabeleci várias amizades por aqui. E até que me provem ao contrário, são pessoas que se mostram como são, na medida do possível.
O que importa mesmo, é que essa rede social, pelo menos para mim, é um alento, é uma doce companhia, é uma terapia.
Beijos pra você, Glorinha e para todos meus queridos amigos virtuais.
Inclusive, na minha página tem um abraço pra cada um de vocês!

Ângela disse...

Glorinha, faz tempo que não venho por aqui, estou de volta e não poderia deixar de comentar. No meu perfil digo sobre como é fácil saber de mim, como é fácil saber quem sou. Para alguns sou frágil, sensível demais, coração de manteiga, para outros sou a exigente, perfeccionista, chata, sou o que sou, aqui ou em outro qualquer lugar. Outro dia uma pessoa disse que estava me expondo demais nos posts que escrevo, que falo demais sobre mim, não teria sentido se fosse diferente, escrevo o que sinto, o que julgo ser importante pra mim, coisas que merecem destaque e outras nem tanto, escrevo o que sinto e pronto, leiam ou não, mas não teria sentido se não fosse eu mesma. Posso confessar a você que vez ou outra gostaria de ser menos emoção e mais razão, fico mazinha apenas um certo período do mês, onde até eu mesma não me suporto, ai sim fico bem mazinha, esmurrando até mesmo minha sombra...
Claro que faço minha edição pessoal todos os dias, quero tentar ficar bem pra mim mesma!!!!
beijos com carinho.

LILIANE disse...

Glorinha
que bacana...
ja vim antes e não consegui postar comentario.
mas foi bom, porque pude ler mais uma vez e os comentários.
Maquiar-se é uma forma talentosa de ficar mais agradável e interessante não é.
as namoradas que o digam
depois de casada, às vezes o batom passa longe, né
e aí enxergamos quem está do outro lado do batom.
a edição poderia fazer parte do equilibrio.
eu gosto quando consigo ir cortando coisas na vida que são desnecessárias, frutos do cansaço e da raiva por exemplo.
quanta gente já se feriu porque não se permitiu deletar nada.
vai na explosão.
eu nao consigo ser assim
penso demais, amadureço as coisas e ainda fico confusa.
com você mesma acredita?
fiz um comentario contigo e depois ate me arrependi, afinal quem sou eu para lhe dizer algo mais pessoal?
que experiência eu tenho?
mal cuido de mim:?
até me desculpo porque o fato de eu gostar de você não dá liberdade para tanto...
pretendo ficar mais atenciosa com os meus afetos e comentários.
Glorinha, como sempre acrescentando reflexão pra gente.
beijos

LILIANE disse...

glorinha
tem um selinho la no sonhareser pra tu, tá.
tchau

Carla Farinazzi disse...

Oi Glorinha!!!

Que saudades, parece que não venho aqui há um tempão, rsrsrs!!

Como você está???

Bem... Penso que é um excelente e instigante post. Eu busco me jogar de forma tão grande ao que eu escrevo, que não dá para diferenciar eu mesma daquilo que escrevo... Às vezes catarse, às vezes sonho, às vezes libertação, às vezes auto conhecimento; às vezes eu mesma na essência, às vezes desejo, às vezes tensão....

Mas eu mesma, sempre!

EXCELENTE post, Glorinha!

Um beijo, querida

Carla

Malu Machado disse...

Oi Glorinha, Percebeu quantos comentários masculinos você colheu com este post? Já as mulheres ...

Bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Naty e Carlos, muito obrigada pelos votos! Desesejo-lhes tb muitas felicidades no Natal e Ano Novo! Beijos, Luz e Paz!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Julia, grazzie! bacci!

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada querida Cíntia, muita paz e felicidades para vc e sua família! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Maria Helena, depoimento cheio de sabedoria...há nos dois mundos pessoas sinceras e pessoas em quem não se deve confiar. Muito bom! Beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Oi angela, tb sou assim, como vc...no final, queremos é ser felizes e aceitos, não é? Beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Liliane, não me recordo desse comentário que fez, se fez, não me magoou, senão me lembraria, pode estar certa. devemos ser quem somos, sempre e, na medida do possível, segurar nossos atos impensados...eu mesma, muitas vezes, quando vi, já fiz, não há como voltar atrás, é da vida! beijos querida, e ó, me perdoe, mas não sou adepta de selinhos, tá? Te agradeço a lembrança, mas me abstenho de pegar, ok? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Carla, pois é, quando digo que me identifico com vc é por aí mesmo: verdade e exposição de quem somos, do que nos passa na alma...quem não gostar, sinto muito...obrigada pelo seu depoimento...esse assunto dava mais posts...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Malu, ah as mulheres...são bichos complicados e no entanto se mostram tanto, são tão verdadeiras! Talvez venha daí, a complicação...hehe beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Betita, esse assunto dava pra mais uns dois ou três posts, né? Fica pra uma próxima vez...Será que a Mônica Waldwogel, está precisando de uma ajudante? hehehe... beijinhos

Paula Pacheco disse...

Glorinha querida, passei aqui para te passar um blog que eu gostei, talvez vc goste, de uma olhada lá:

http://tanianienkotterrocha.blogspot.com/

Esse negocio de ser boazinha (o) o tempo todo é só no mundo da web mesmo, não tem como mostrar a cara verdadeira sem a conhecermos, impossível repassarmos tudo pela web. A mesma coisa procurar um emprego e dizer: hummm gostei dele, depois de uma semana vc quer demiti-lo por justa causa hahahaha. A web é um mundo virtual mesmo, por isso adoro os encontros com os blogueiros para que possamos nos conhecer pessoalmente, isso sim causa boa impressão e depois podemos dizer esse fulano é transparente como na web.
Ai menina esta na hora, se tiver tempo estou com a promoção da Mococa no meu blog, apareça,
bjs
Paula

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

acho que não somos nem monstros nem anjos. somos gente.
temos nossa maneira de mostrar as coisas.
é diferente de ser bonzinho e cordial, noto que expomos nossa verdade, mas de forma que respeita-se o próximo.
porque sabemos concordar, discordar, dar opinião sem ferir ou magoar o outro, por respeito ao ser que nos lê ou ouve, por ter por ele um sentimento bom, afeto ou carinho, que seja (quase todos)

sempre parto do princípio que a gente tem que ser a gente mesmo, ter o nosso jeito e convicções, mas sem invadir o espaço do outro.
é o que fazemos no blog, escrevemos o que pensamos e leia quem quiser ou achar que deve.

Ao termos a necessidade de mostrar ao outro o que somos (seja bom ou ruim) já é algo errado: é encenação, não é vc. Porque a necessidade de convencer o outro sobre alguma coisa de vc mesmo? Sinal que nem em vc há a convicção do que se é, por isso a necessidade de mostrar ao outro.
Sua verdade é boa e tem que ser ouvida sempre por vc, quem quiser ouvir que venha, quem não quiser junte com seus semelhantes.

e sim, tudo o que é fajuto cai, não dura, a máscara se dissolve. basta um piso em falso que nego tomba legal

muito bacana a discussão!
bom dia Glorinha!