segunda-feira, 13 de junho de 2011

Amizade

Hoje eu gostaria de falar sobre a amizade. Não sobre a "amizade" bajuladora, que aplaude tudo o que a gente diz ou faz, mas sobre a amizade dos amigos que nos dão força diariamente, e, mesmo quando discordamos dele ou ele de nós, ainda assim, continuamos nos gostando e respeitando.
Tenho visto muita gente aqui, nos blogs, se dizendo amigos, amicíssimos de gente que nem conhece, com quem mal trocou um ou dois emails.
Hellouuuu!!!! Amizade não é isso...isso pode ser coleguismo, ter coisas em comum, pensamentos parecidos...mas amizade é outra coisa! Muito diferente!
Só se pode chamar de amigo, daqueles de verdade, alguém que nos conhece, às vezes até mais do que nós mesmos. Existem amigos virtuais, claro, amigos com quem trocamos tantos emails que nos conhecem a alma. Eu mesma tenho alguns amigos assim, aqui e espalhados pelo mundo. Com quem tenho tanto em comum, tanto a dizer e ouvir que posso chamar de amigo/a.
Mas, sinceramente, só se conhece alguém de verdade, quando nos colocamos frente a frente com ele. Quando olhamos nos olhos e convivemos. E podemos ver, entre gestos, entre frases o que ele não diz ou não  disse. Aí sim, se conhece alguém, se sabe quem é a pessoa. E, muitas vezes, cai a máscara.
Porque, virtualmente é muito fácil ser cordato, legal, "bonzinho".
Há um dito que diz que ama-se alguém, de verdade, não por causa de, mas apesar de. Porque, realmente, é fácil amar alguém por causa de suas qualidades, por causa do que ele pode nos proporcionar, por sua disponibilidade e generosidade. Agora, amar alguém que nos aponta os defeitos, que nos leva a pensar, a questionar e a refletir, isso é que é difícil.
Da mesma maneira que é muito fácil ser "bonzinho" de longe...Ai, como abomino os bonzinhos, os presentes demais, pegajosos demais, piegas demais. Os que dizem que está sempre tudo bem com ele, com sua maravilhosa família sem um ínfimo defeito, sem um minúsculo problema...Estes são os perigosos, os falsos, os duas caras. Os que usam uma máscara para sair na rua. Destes tenho medo...Dos que são transparentes, dos que se mostram, dos que não tem medo de levar um tapa na cara, com estes sei lidar, estes são meus iguais, neles sei que posso confiar.
Porque o mundo virtual está pululando de gente assim, como na vida. A pieguice que me dá ânsias. O puxa saquismo me causa enjôos. O medo de ser mal interpretado, o cuidado com as palavras, o mau trato às palavras.. A mediocridade impera. A obviedade manda. O popular é que é o bom, porque é de fácil depreensão. Todo mundo se auto censurando...Que nojo!
Amigo para mim, é aquele que não manda recado, diz na lata o que pensa. Amizade para mim, tem que ser genuína, embora às vezes fira e magoe. Mas, como tudo o que arde, cura, mostrando aí, sim, que é amizade verdadeira e desinteressada.
Uma coisa eu aprendi: Jamais confiar nos bonzinhos, jamais dar crédito à boçalidade.
Não, não dou meu aval ao boçal e ao medíocre. Jamais me verão cobrando algo de alguém, quer seja opinião sobre meu livro, quer seja visitas ao meu blog. Jamais me verão bajulando alguém porque pode me render frutos futuros.
Como já disse aqui, várias vezes, eu só faço o que minha consciência manda, o que acho que devo e, principalmente, o que quero.
Não agrado a ninguém esperando algo em troca. Fiz inúmeros desafetos aqui, sei disto, mas não vou mudar por este motivo.
Penso sempre que quem abandona o meu blog, é porque vai dar lugar à gente melhor. E é o que tem acontecido. E quem não concordar ou aceitar meu jeito, é um favor que me faz dando o fora e não voltando mais. Grazias!
Bem, tudo isso foi para falar da amizade e de uma grande amiga que fiz aqui, a Beth, do blog Mãe Gaia. Não vou ficar enumerando suas qualidades, pois já o fiz diversas vezes, muito menos falando dos seus defeitos (sim, porque elas os têm, e muitos, como todo ser humano).
Só queria dizer que mesmo com nossos defeitos, nossas (muitas) diferenças no pensar e no agir, nos amamos, como irmãs, nos respeitando e sabendo, que mesmo sem nos ver, sabemos que a outra está lá, à nossa espera, e de braços abertos, com seu ombro amigo, ouvidos atentos e a força que só um amigo sabe dar ao outro. Amizade, de verdade, real, legítima.
Dedico esse post à Beth e também a uma amiga recente e também muito querida, a Calu que tem me mostrado que amizade é uma rua de mão e contra mão, é preciso saber dar e também receber. Ouvir e falar, nas horas certas. Tem me dado seu ombro amigo e eu, à ela. Olhos nos olhos, já lemos a alma uma da outra, e garanto a vocês (quem aguentou ler até aqui): outra Amiga com A que encontrei por aqui.
Beijos às duas, e aos grandes e verdadeiros amigos que fiz aqui, mesmo sem nunca ter-lhes posto os olhos em cima...

67 comentários:

Cantinho She disse...

Ah que post lindo! Adorei! E concordo contigo... ;)
Bjbj
She

Maria Izabel Viégas disse...

Oi, Glorinha,
tava passando por acaso por aqui e confesso: não gostei de nada que vc escreveu! Não concordo nem com a cor do post. E tenho dito!



kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

TE AMUUUUUUU

Maria Izabel Viégas disse...

Amada amiga,
rsrsrsrsrsrs mil!
É por isso tudo que escreveu que gosto muito de tu, logo logo vc vai ter q colocar meu nome na lista dos q leram teu livro. É q estou lendo 3 ao mesmo tempo. E devo dar uma parada pois tenho que além de ler, pesquisar para fazer um trabalho.

Creio, querida, que realmente há que se ter cuidado no mundo virtual. Até porque ele não é real... é virtual.
Mas, na verdade, nós acabamos por nos reunir com nossos afins. Talvez pelo meu lado escorpião(lua) eu sinto e leio nas entrelinhas. E dou crédito às intuições que me chegam.
Normalmente quando digo que uma pessoa é "meio desonesta", logo ela se desnuda. ou comigo ou com outras pessoas.
Por tal eu não me incomodo com o n° de comentários. Muitas pessoas nem sabem q voltei. Não posso entrar em todos os blogs q gosto.
Mas quando entro é porque aquela pessoa vale a pena para mim.
Há neste universo de logs uma célebre mania , pelo menos é meu conceito, que Blog é Livro, é Jornal.
Eu sigo Blogs que às vezes tem pouquíssimos seguidores e os leio pois o autor passa caráter.

Posso dizer que vc é uma fofa? kkkkkk
beijokas em vc e na Beth, ambas são felizardas, merecem ter uma amizade assim tão leal.

Mafia Sonora disse...

Realmente é complicado achar amigos de verdade no mundo virtual, eu por exemplo tenho bem poucos por assim dizer.

Lu Souza Brito disse...

Eita Glorinha arretada. "Papo reto como diz a molecada.
É isso mesmo Glorinha. Na amizade verdadeira nao há espaço para meias palavras, para ficar em cima do muro, nem para o interesse.
Esse negocio de fazer inimizade por ser sincera é muito comum para mim (no blog até que não, já que os assuntos tratados aqui sao maioria pessoal), mas na vida real.
Ai como as pessoas sao 'dodói'. Gente que prefere mil mentiras bem contadas a uma verdade direta.
E se enganam, e nao tem relacionamento profundo, porque cada palavra tem que ser medida, porque há analise em tempo integral tipo, o que vou perder se responder assim ou assado. Afffffff.
Quanta a Bethinha, taí alguém por quem eu sinto um enorme carinho também. Para mim ela é mais que real. Transmite alegria, sinceridade, é uma pessoa de bem com a vida e que valoriza as pessoas.
Ela merece esta homenagem, com certeza.
Beijokas

angela disse...

vc é muito especial, bj enorme

Vicentina disse...

Olá Glorinha, como sempre vc falando as coisas certas.
Amigo mesmo, penso eu, são as pessoas intimas, que vc pode contar um segredo, ter aquela intimidade gostosa.
Mas tbm por outro lado, a gente se afeiçoa muito a pessoas aqui neste mundo virtual, sempre tem uns que transmitem uma sinceridade, a mais que outros, e a gente sente aqui do outro lado, são mais calorosos mais comunicativos e com isto a gente se aproxima mais.
Bjs e Boa Semana

✿ chica disse...

Não conheço a Beth, nem a Calu nem a ti, ao vivo, mas mesmo assim, gosto muito de vocês e me faz bem rir, me emocionar, com o que dizem.

Isso é legal!E acontece om muitas outras comigo.Tenho um montão que posso dizer que são amigas, que sei ver por dentro, mesmo estando longe, como até de gente da N.Zelândia. Isso nada importa a distância.Estranho né?

Mas claro, quando não gostamos, mesmo sem conhecer, não adianta! E essa antipatia acontece ao vivo também,né?


Um beijo às três,linda semana,chica

Lúcia Soares disse...

Glorinha, penso como você. Não sei até onde podemos nos dizer amigos, sem uma convivência direta, "um olhos-nos-olhos" que desnudam. Mesmo quando amizade é "real" (fora do virtual), às vezes não nos damos bem. Imagina, então, como é delicada uma relação onde podemosnos mostrar como quisermos. Muitas vezes temos que pensar num comentário talvez "diplomático", justamente porque podemos parecer duros, já que as palavras estão ali, diretas, e muitas vezes a entonação da nossa voz torna uma frase mais leve ou mais forte. Com a escrita não temos como dosar, e pode parecer duro demais. Mas sempre procuro fazer meu comentário sincero, acho que até afasto um pouco as pessoas.
Dependendo do assunto, não dá para "dourar a pílula", temos que ir direto.
Acho que através dos blogs podem surgir verdadeiras amizades, sim.
Com chances de serem reais para sempre.
A Beth é unanimidade em aceitação no nosso rol. Ela é uma iluminada, sem dúvida!
Beijo!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Glorinha, mas... vc notou uma coisa? As pessoas (falando sem julgar, sem olhar por cima) NÃO ESTÃO PREPARADAS PARA UM MUNDO NÃO-ORKUTIZADO.

É tudo de muito amor, doçura. Isso é bom, não to falando que é ruim. Mas é o jeito que se faz: o açúcar é verdadeiro ou paraguaio?

e será que... não é estratégia de sobrevivência? pq a hora que o povo pega pra encarar a própria vida, pra valer (principalmente na limitação, no que precisa fazer para se tornar o que se sonha/acredita ser) dá um desespero.

pena q os bons se cansam da coisa aguada e caem fora... e orkutiza-se o mundo virtual.

bem, da Beth, o que dizer... acho que nem é preciso falar nada dela. é peça rara, não tem por ai sobrando não.

bjs e o desabafo tá ótimo

Luma Rosa disse...

Parabéns pelas amizades e pela postagem! Realmente não dá para advinhar o interesse das pessoas, se elas nos querem bem ou não, mas sabemos de nós e da nossa medida, até onde podemos ir. Para não me exceder, continuo retribuindo aquilo que me dão, mesmo achando que mereço mais. Por que tem que ser assim Glorinha - não podemos nos contentar com pouco.

*A postagem que você comentou não se referia a TV aberta, que também não assisto - mas ao que está sendo discutido em nosso país e a "mídia" engloba todos os meios de comunicação.

Boa semana! Beijus,

Calu disse...

Amiga,
Já sei quando tua pena correita desliza traçando nas linhas desabafos de tua alma apimentada.De A a Z vc não esqueceu nenhum cenário apresentado por esse universo virtual." È preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte", cantava Gal, nos idos festivais da canção e o refrão jamais perderá a atualidade.
Apesar de toda a verdade escrita,vemos luz ao fim do túnel, pois exceções são achadas nesse mundinho, como Vc e Betinha, duas generosas surpresas que ganhei.
Estou envaidecida por receber teu explícito carinho e amizade.
Tenha certeza de que lhe tenho real apreço e a cada dia sinto-me mais ligada a nossa amizade.
Obrigada por rir e chorar comigo.
Te gosto demais.
Bjos mil,
Calu

Gina disse...

Considerar-se perfeito é algo que não tem sentido.
Penso que devemos reforçar os aspectos positivos das pessoas, coisa que muitas vezes vamos deixando de lado e focamos o negativo. Nesse ponto, a convivência se torna difícil.
A Beth passa uma imagem boa e merece a homenagem.
Boa semana!

R. R. Barcellos disse...

- Uma amizade nova, como a nossa, Glorinha, merece certos cuidados - mas sem exageros, claro. Água demais mata a planta.
- Abraços.

Manuela Freitas disse...

Olá querida Glorinha,
Nunca tive muitos amigos, assim desses que se dizem grandes, porque as pessoas podem ser amigas de uma forma menos íntima, porque gostam de coisas similares e se tratam com respeito e carinho. Assim a nossa vida decorre, cruzando-se com pessoas em sítios pontuais, em que houve um bom relacionamento, pode não ser durável, porque por vezes as mutações da vida, vão quebrar esses relacionamentos e vão aparecendo outros!
Quanto à amizade virtual, isto é algo que nunca me passou pela cabeça...mas é muito interessante conhecer pessoas, trocar ideias, ler o que escrevem e ver nisso uma certa afinidade e até admiração.
Por vezes as palavras são demasiado vulgarizadas e parece que se esvaziam de sentido...não é muito vulgar empregar na realidade, certas palavras que já tenho escrito nos blogues...mas de facto também considero que é uma forma mais acentuada de aproximação, quando efectivamente estamos tão longe e não hipocrisia, porque esta sempre implica um interesse! Creio que a uma grande parte das pessoas que escreve nos blogues, quer revelar-se por aquilo que publica e busca algum eco!
Claro que tanto na vida real, como nesta virtual a amizade pode ser uma falsidade!..
Será que disse tudo o que queria? Parece-me é que já me expandi bastante! rssssssssss
A Beth, por tudo aquilo que revela tem em mim uma alta cotação, mas como dizes, tu, eu, ela...temos os nossos defeitos, mas quem os não tem?
Beijinhos e fica bem,
Manu

manuela baptista disse...

e tem mais,

o vosso sorriso é parecido!

um beijo, Glorinha

manuela

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Gostei muito quando escreveu em meu livro: "Para a querida amiga Roselia"... fiquei feliz!!!
Há duas segundas tem poesias com inspiração em seu livro...
A Segunda com Poesia está firme e forte para mim... "religiosamente"...
Bjs fraternos e de paz

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada She, beijo,

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKKKK Eu, fofa, Izabelita? Sou tudo, menos fofa, aliás não sou nada fofa...mas se vc acha, que seja! Sou daquele tipo de pessoa: ame-o ou deixe-o. Vc bem sabe! Prefiro ser amada mostrando quem sou de verdade do que amada pelo que não sou, ou finjo ser. Obrigada amiga querida, vc tb é uma fofa! hehehe

Fernanda disse...

Olá Glorinha!

Concordo consigo e explico porquê, sem medo de ferir susceptibilidades, porque tal como você não tenho duas caras e abomino gente que não é carne nem peixe, é mais do tipo invertebrado.

Eu sou do tipo de chamar toda a gente de querida/o amiga/o, mas isso é coisa que em mim sai naturalmente.
Sabe que é mais um defeito de profissão, por causa do inglês "my dear friend".
Ao dizer isto, pode haver por aí alguém a pensar que é desculpa minha, mas eu quero lá saber...pensem o que quiserem.

O facto é que sempre disse e digo, que conto os meus amigos pelos dedos de uma mão. AMIGOS mesmo do coração, mais do que irmãos, eu conto-os.

Todos os outros/as, são pessoas que eu admiro, respeito e considero, uns mais do que outros, como é óbvio, mas sempre que alguém me magoa, ou invade a minha privacidade, ou me incomoda, eu não tenho problemas em claramente marcar a minha posição.

Há pouco tempo falei sobre o tema seguidores com um AMIGO virtual, o Quicas, e ambos concordamos que isso dos seguidores é uma fantochada, muito mais os ditos amigos que só aparecem nos nossos Blogs de nós primeiro formos ao deles.
É como se houvesse uma espécie de contabilidade entre o Deve e o Haver. Detesto isso.
Sei que saí agora do contexto, mas fui levada na onda.

Espero que o comentário entre, hoje, para variar, já repeti vários, o que é sempre frustrante.

Fique bem e passe lá só quando tiver mesmo vontade.

Beijinhos

Glorinha L de Lion disse...

Oi Máfia, acho que o mundo virtual anda tão chato pq ficamos querendo deixar de arranjar amigos no mundo real para arranjá-los no virtual. Será que é a solidão que faz isso com a gente? te confesso que não sei ainda a resposta! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Luzinha. Esse negócio de morar em cima do muro não é comigo. prefiro cair do muro do que ficar em cima dele. Sou do tipo que aguento as consequências dos meus atos, Sempre fui. Se acho que agi mal ou errado, vou lá e peço desculpas, se vou ser desculpada vão ser outros quinhentos, mas agi, como minha consciência mandou. Vc é das minhas, não tem frescuras! hehe beijão querida!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Angela, querida amiga. Nos falamos tão pouco né? mas eu te conheço e sei que vc me conhece. Sabemos quem somos por atos e não só por palavras vãs. Aí é que é o ó do borogodó e que a maioria não entende quando eu coloco minhas pimentas de fora...heheh beijão querida,

Glorinha L de Lion disse...

Vice, vc disse tudo...ô docinho de leite esperto esse meu! Tenho carinho por tanta gente aqui no mundo virtual...agora, amizade, amizade mesmo é outra coisa, concorda?...E, outra coisa vc é muito querida viu?
beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Chica, outra querida, pois é...acontece mesmo...eu mesma tenho amigas lá do outro lado do mundo que tenho certeza que são minhas amigas/os. Nunca nos vimos pessoalmente, MAS SEI. A gente sabe, ou pelo menos intui...às vezes se engana? Claro, pois somos humanos e factíveis de cometer erros...eu sou humana gente! beijão queridoca!

Glorinha L de Lion disse...

Eitcha Lúcia que eu não sou nada diplomática. Não sei ser. Outro dia conversamos aqui em casa sobre isso. Como fingir o que não sou, o que não acho, o que não concordo? Confesso que teria que nascer de novo...se agisse assim, não seria eu. Beijos,

William Garibaldi disse...

Lendo este post seu Tuda, eu fiquei feliz, pois vc já me chamou de amigo! Então de tão encherido que sou, me considero seu amigo virtual!

Beth é um luxo de gente, e uma amiga virtual que eu adoro!

E vc sempre verdadeira e mestra!
Como deve ser belo ser teu amigo pessoal! Um presente pra poucos!

Bjus de Luz Glorinha querida!

Glorinha L de Lion disse...

Alê, quanto mais o tempo passa, mas eu tenho certeza que as pessoas só querem ouvir elogios, puxação de saco e conivência...discordância, nunca. Ninguém se enxerga como é, isto, é claro, faz parte da natureza humana, numa espécie de autodefesa. Quanto à infantilidade vigente no mundo blogueiro, acho que faz parte tb, da imbecilização das pessoas, beijos queridão,

Eduardo disse...

Meu conceito de amizade eh o sentimento de alegria que outra pessoa nos tras, e a dedicacao desinteressada para com essa pessoa. Uma amizade verdadeira faz um favor sem esperar nada em troca, nem um obrigado; da mesma forma eh capaz de perdoar uma ofensa mesmo quando quem errou nao se arrepende do que fez. Uma amizade verdadeira nao tem preco, por isso nao pode ser abalada por atitudes que nao valem nada, como ofensas, erros, agressividade. Quando ela pode ser perdida por essas causas entao nao era uma amizade verdadeira, mas uma simpatia temporaria. Se o seu companheiro ou companheira errou e existe amizade entre as partes, entao o erro sera colocado de lado em prol do que realmente tem valor: a amizade que os une.
Um abraco
Shrek

Beth/Lilás disse...

Ô dona Pimentinha, assim eu fico inté vermelha aqui. Poxa, obrigada pela consideração! Realmente eu prezo minhas amizades verdadeiras, mesmo às vezes divergindo de algum ou outro ponto, mas quando gosto de alguém tento passar por cima disso, olhar lá dentro e ver o ser humano que é, procuro o lado que mais combina comigo e deixo os outros pra lá, vou vivendo assim e tem dado certo.
Este é o teu caso minha irmã, você é uma pessoa grande, tem conteúdo, complexa, mais difícil que outras que conheço, mas é bonita por dentro, tem aprendido com a vida e crescido com ela, tem sentimentos nobres e enxerga poesia nas coisas, por isso se renova a cada dia, mesmo com tantas adversidades. Gosto de gente assim, com pegada, com sangue nas veias, com coisas a dizer.
Sou uma pessoa leal aos meus amigos, disso tenho orgulho, mas sou também desligada em alguns aspectos, talvez deixe a desejar noutros sentidos. E uma coisa muito importante, principalmente neste mundo da blogosfera é não e levar e trazer assuntos que gerem fofoca ou disse me disse. Acabará sempre dando confusão um dia, por isso o ideal é que mantenhamos por aqui, neste canal aberto, simpatia, respeito e consideração por todos, sabendo diferenciar cada indivíduo do outro e cada personalidade já demonstrada nestes tantos meses de convívio.
Obrigada minha querida amiga pelas palavras e consideração e a você dedico minha sincera amizade sempre.
um super beijo e abraço.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Luma querida, outra querida que encontrei aqui. Acho a divergência salutar desde que feita com respeito ao outro. Todo mundo espera Luma, embora bem poucos tenham a coragem de admitir. Eu, só espero de quem dou. Se dou, quero também, claro, isso é próprio da natureza humana. Mas não fico chateada se a pessoa ficou meses sem vir aqui, ou se está sem tempo, ou seja lá o motivo que for. Eu realmente boiei no seu post...se foi sobre o que o Alê falou num post, sobre a grosseria que anda grassando por aí, já era de se esperar...é disso o que o "povão" gosta...e a voz do povo, vc bem sabe...Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Calu, tenha certeza de que vc tb foi uma maravilhosa surpresa que recebi dos blogs...talvez ainda não tenha visto meu lado, digamos, mais apimentado...até que ando paz e amor...hehe beijos querida amiga, fico feliz por ter te feito esse agradinho,

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Gina. Eu tenho um gênio pra lá de difícil e forte, e sei que tenho zilhões de defeitos, mas uma das minhas qualidades é reconhecê-los, sou crítica demais comigo e com o outro...taí um defeitão! obrigada por seu comentário, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKKK Adorei meu querido Rodolfo, grande novo amigo! Água demais mata e grude demais sufoca! Sejamos parcimoniosos no amar, sábio amigo!
Beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Manu, uma das minhas mais queridas amigas. Teu comentário está repleto da sabedoria dos observadores, dos que conhecem a vida e seus atores. Concordo com tudo o que disse,e, embora tenha feito boas amizades por aqui, na verdade, só passa a ser amizade legítima quando passa para o real, ou no mínimo, como no nosso caso, quando se troca coisas íntimas e pessoais. Aí, sim, podemos de fato dizer que somos amigos dessa pessoa. E eu, a ti, considero minha amiga, beijo grande,

Glorinha L de Lion disse...

É mesmo Manuela! as duas têm dentinhos de coelho! hehehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Roselinha querida! Ando em falta com todos, vc inclusive, mas ando tão assoberbada! Me perdoe...vou ver se consigo passar por lá...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

My Dear Ná! kkkk Pois então, concordamos em tudo! Tb chamo quase todos de queridos/as...é uma mania carinhosa que tenho...fazer o que? Falsa não sou, já tenho provado bastante aqui o quão sincera (até demais!)eu sou. Pois então, quem não se agradar com meu jeito, com o que escrevo, ou mostro aqui,que faça como diria minha avó: a porta da rua é serventia da casa...rsrs Também tenho poucos amigos, daqueles que considero irmãos. Com alguns, aqui da net, mesmo só conhecendo virtualmente tenho tamanha sintonia que os considero amigos mesmo...mas só conhecendo pessoalmente é que se pode atestar se essa nossa impressão é verídica ou foi pura ilusão...acontece isso tb na vida real, não é mesmo? Adorei seu comentário e pelo que vi, és das minhas! beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Oi William querido, vc foi um daqueles apimentados, iguais à mim, que surgiram de supetão e vieram pra ficar! Conviver comigo não é fácil, tenho plena consciência disto, mas quem gosta de mim, gosta mesmo, isso eu sei...talvez por ser leal aos meus amigos, beijão,

Glorinha L de Lion disse...

OI Eduardo, vc deu uma aula sobre a amizade. Concordo com tudo o que disse...se não for assim, não é amigo, tb acho! beijão, obrigada por comentar!

Glorinha L de Lion disse...

Gostou Betita? Pois é, vi nossa fotinho tão bonitinha e me deu vontade de escrever sobre: amizade, lealdade, fidelidade aos nossos princípios, negação a fazer o que ESPERAM DA GENTE E NÃO O QUE ESPERAMOS DE NÓS MESMOS, ETC, ETC, ETC...acho que uma das melhores coisas que me aconteceram ultimamente foi ter te conhecido e termos nos transformado nessa dupla dinâmica e devemos isso à Luma, né? que teve o feelling de saber que a gente ia combinar tão bem, apesar das diferenças (inúmeras). Acho que o que eu quis passar na essência desse post é que jamais serei o que não sou para agradar a alguns ou para parecer boazinha. Beijaço!

Rô... disse...

oi Glorinha,

que post esse,
incrível te vi do avesso,
acho que amizade é antes de qualquer coisa,
o despertar de uma afinidade entre duas pessoas,
afinidades que podem ser marcadas até pelas grandes diferenças,
tudo deve ser cuidado e cultivado,
para crescer e florescer,
as vezes dá muito certo,
outras vezes a plantinha morre por falta ou excesso de água,
e assim vamos aprendendo a cuidar do nosso jardim...

beijinhos

Mila Viegas disse...

Guxa, eu "gosditu"! kkkkkk...

Li tudo e confesso que minha mente está num processo de falta de assimilação temporária... rs. Mas no geral eu entendi o que quis dizer, ou melhor, o que disse mesmo e pá pum!

Eu tenho poucos amigos, acho que você pode perceber isso. São poucos, mas são sinceros. Não são quantidade, são qualidade... e é o que me importa. Graças aos deuses com o passar do tempo parece que eu me envolvi num repelente contra pessoas oportunistas. Faz tempo que não tenho sido incomodada... ou se há tentativas neste sentido, eu nem reparo mais. Eu sinto que meus olhos estão voltados para outros aspectos da minha vida e não tenho dado muito espaço para pensar por muito tempo a respeito de falta de consideração, gente "total zen" e coisas do tipo.

Na internet ainda a coisa é meio esquisita. Um jogo de interesses muito escancarado para qualquer um perceber. Eu nem ligo mais. Senti e sinto isso nesta fase onde não estou conseguindo visitar todos os blogs e comentar, além de ter a questão: eu nem sempre estou com vontade de comentar ou de ler um post inteiro. São fases. O foco muda. As coisas mudam. O tempo que temos vai se adequando a outras situações... Enfim... O resultado disso é a baixa que tive em visitas no meu blog. Pensa que eu tô me importando horrores com isso? Eu não!

Então, amiga... eu concordo com você!

beijooosss

Leila Brasil disse...

passando pela madrugada para te mandar um beijinho, ler o que você diz e constatar relações verdadeiras e boas que você conquista. Contagia, isso! faz lembrar o que temos de bom em nossa vida , nossos amigos também.
Vou dizer uma coisa boa que ouvi de uma pessoa altamente culta mas que usou uma expressão jovial e adolescente que resume o que eu gostaria de dizer para você . Sabe o que foi dito , rsss:


"TAMO JUNTO"( ADOREI, RSSSS)
Beijos

LILIANE disse...

Olá Glorinha...

fico pensando em como realmente será a Glorinha?
Brava, sincera demais, não leva desaforo pra casa.... enfim, confesso que às vezes fico assustada mesmo com tanta firmeza,rs

Mas fico aqui imaginando o outro lado da Glorinha... uma pessoa sensível, humana, sem frescura.
Isso me encanta...

é neste equilibrio que vejo você.
admiro sua ousadia e coragem, tento aprender com você esta grande qualidade.

os amigos são tão necessários em nossa vida, não é.
é um presente maravilhoso da vida.
e acho que a Beth é mesmo uma pessoa sensata, amiga, inteligente, humana, firme tambem.
por isso vocês são tao amigas não é.

que bom que vcs se conheceram....
muito bom mesmo.
desejo as duas muitas alegrias e que esta amizade seja regada de carinho, compreensão, tolerância e amor.

obrigada Glorinha pela oportunidade de aprender sempre por aqui.

abraço.

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha eu adorei esse post. Achei verdadeiro e direto, bem a sua cara e no seu estilo. Amiga querida, ainda quero olhar mais nos seus olhos e fortalecer esse carinho que nutro por você e que começou aqui no blog. Bjs

Meru Sâmi disse...

Olá, Glorinha!

Apesar dos espinhos, rosas serão sempre bem vindas. Um dia você está na maravilha, outro você vira na pimenta, mas as duas têm cores quentes e é nisso que reside sua natureza.
Quanto a nós, somos mesmo o oposto uma da outra, mas para mim está ótimo, pois se quisesse somente relações homógenas passaria o dia em frente ao espelho estacionada no tempo e nos mins mesma...
Se somos amigas mesmo, não sei dizer, mas sei que vivo cada momento por inteiro e, hoje, estar aqui escrevendo essas palavras em reação às suas me é bom e importante. Amanhâ é outro dia!

Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Pessoal, estou muito resfriada e de "molho"...assim que melhorar respondo a todos, tá? beijos,

orvalho do ceu disse...

Olá,
Venho convidar-lhe para o meu post do dia 15 onde participamos um número considerável na BCFV em que debateremos a JUVENTUDE...
Participe vc também!!!
Seja sempre muito bem vindo(a)!!!
Bjs de paz
http://espiritual-idade.blogspot.com/

Lívia Azzi disse...

Reflexão construtiva, Glorinha!

Conheci pessoas incríveis virtualmente, e outras nem tanto assim... A presença física é muito diferente do contato virtual, temos uma dimensão maior da relação: nenhum contato virtual jamais substituirá o calor de um braço, embora possamos senti-lo por sintonia ou transmissão de pensamento, mas isso só acontece quando construímos uma ligação muito forte com a outra pessoa e compartilhamos afinidades e aprendizados comuns.

Beijos e carinhos sintonizados... ;-)

Graça Pereira disse...

Gostei deste texto sobre a Amizade por que este é um sentimento muito mais complexo e completo e, paradoxalmente, puro na sua simplicidade!
Tambem eu não gosto de gente certinha! Desconfio de gente que nunca se expõe. Desconfio das pessoas que querem impressionar.Desconfio dos competitivos.Desconfio dos provocadores.Desconfio dos invejosos e ciumentos.
Aplaudo aqueles que querem ser eles próprios, dando sentido ás suas misérias e limitações. Estes sim, são dos meus.
Beijo Glorinha!
Graça

pensandoemfamilia disse...

Oi Glorinha

Concordo que a amizade é um bem preciosos e quando a encontramos devemos cultivá-la, mas nem sempre é o olho no olho que se percebe o outro.
Tenho conhecido pessoas na blogosfera de todos os cantos e algumas dá para se perceber sua forma de ser.
Mas concordo com a Chica no que diz sobre a antipatia gratuita.

A Beth é uma pessoa que rapidamente se percebe a sensibilidade e a generosidade e apenas pelo que escreve...
Bela amizade a que construiram.
bjs

VELOSO disse...

Bom eu tenho amigos que trocavamos correspondencia nos anos 80 hoje voltei a reencontrar através da internet são muito importante para mim apesar de nunca termos nos encontrado pessoalmente... por isso discordo no varejo e concordo no atacado com você Colegas temos muito Amigos são mais raros...
Tudo de bom em tudo e sempre.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Rô, é verdade, as relações humanas são muito complicadas...manter amizades não é nada fácil. É preciso tudo na dose certa! eis o grande mistério...como dosar?
beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Eu tb tenho poucos amigos Mi, pois como disse aqui, simpatia, coleguismo, muitas vezes podem ser confundidos com amizade, mas não é...Eu sei bem do que fala...no mundo dos blogs, basta a gente não responder a alguém que o fulano some ou nos tira de seu blogroll...é assim um toma lá dá cá...muita gente interesseira mas muita gente bacana e da melhor qualidade...Aliás, tenho encontrado mais gente bacana do que o contrário...mas esses, infelizmente, vez por outra, aparecem...e adoram se dar bem pegando carona no nosso sucesso, pois só assim, aparecem e se destacam. beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Leila, então, embora com pouco tempo disponível atualmente, TAMO JUNTO! rsrs beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Lili, por favor: NÃO TENTE APRENDER NADA COMIGO! Não quero ensinar nada a ninguém, pois se nem eu mesma me entendo às vezes! Não fiz o blog pra isso...fiz o blog pra me divertir, escrever sobre o que eu quero, do jeito que eu quiser, sem ficar me autocensurando...e, mesmo assim tenho que me auto censurar por uma questão de educação. Não quero que ninguém aprenda nada comigo não...a quem tive que ensinar algumas coisas, já ensinei e foram meus filhos, hj, já adultos.Pensa que muitas vezes não tenho vontade de mandar sicrana ou beltrana pra M$@#%? Tem dias que chego a sentir cócegas nos dedinhos pra dizer uma meia dúzia de desaforos pra uns e outros...e só não o faço em nome da educação que recebi...mas bem queria rodar a baiana às vezes e dar nomes aos bois...não gosto muito de falar por indiretas, mas aqui, sou obrigada. O problema, é que alguns são tão boçais que nem entendem o recado...rsrs Isso aí, Lili, sou uma metamorfose ambulante, não queira e nem ouse me entender...vai dar mais nó ainda na sua cabeça...hehehe bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Taí Gi, alguém que me conhece, sabe como sou e me aceita do jeito que sou...e só nos vimos uma única vez, olho no olho, né? E como foi forte o nosso encontro, lembra? E nós já sabemos tanto uma da outra e nos respeitamos assim, nas nossas diferenças...Isso, pra mim, é amizade sincera! te amo amiga,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Meru, tenho extrema simpatia por vc. Amizade como, se nunca nem vi seu rosto? Me perdoe a sinceridade, mas é a realidade...Tenho simpatia sim, acho vc uma fofa, legal, mas não sei nada de vc, a não ser que é bailarina e que acredita em coisas nas quais não creio...o que não impede, de forma alguma, uma empatia, uma sintonia...Mas amizade de que falo, é coisa bem diferente, precisa de intimidade, concorda? beijos, mesmo assim, pelo pouco que sei de vc, acho vc deve ser muito bacana. Intuição? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza Livinha, pensamos igual...tb tenho feito algumas boas amizades aqui, algumas grandes decepções (que aliás nem deveriam ter acontecido...), muitas alegrias, algumas pessoas com uma sintonia fina...Acho bacana essa troca, mas daí a ser amigo, de verdade, vai uma grande distância...concordamos nisso tb! Beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Graça, concordo com tudo, sem tirar uma letra, embora ache que po ser humano é competitivo por natureza. Compete por espaço, por não ser apenas mais um na multidão, enfim, o ser humano, de modo geral, quer sobressair-se das demais formiguinhas do formigueiro...uns mais, outros muito, outros menos...e assim vamos caminhando, fazendo nossas escolhas de acordo com quem combinamos mais...acho que aí, nascem as amizades, dessa sintonia maior com alguns. Beijos, adorei teu comentário!

Glorinha L de Lion disse...

Concordo com a maior parte do que vc disse, mas não foi o que eu quis dizer Norma, que basta colocar os olhos em cima pra já sabermos quem é a pessoa...não, de jeito nenhum! tem gente que engana os outros por anos a fio...o que faz a gente conhecer alguém á palavra mágica: convivência...aí sim, separamos o joio do trigo! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Veloso. Eu tb reencontrei gente que não via há 35 anos...e aí? Eram os mesmos? De jeito nenhum, assim como eu tb não sou...a Net tem isso de legal, pode nos trazer o passado de volta e às vezes fazer com que nos decepcionemos com ele, de outras vezes, é uma alegria só!...adorei o que escreveu, me fez refletir, beijos,

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha
A cada dia você nos mostra o quanto és especial!
Sorte da Beth pode estar perto, te abraçar e sentir essa energia boa e sincera!
Bjo grande
Léia

Lorena Viana, disse...

Olá Glorinha,

Faz pouco tempo que ando visitando e lendo seu blog... Mas que Blog hein!
rsrs*
Me identifico demais com suas palavras, as vezes parece que você lê o que estou pensando!
Esse seu post de Amizade, são palavras que expressa bem o real significado de Amizade!
Amizade vai bem além do virtual...

Parabéns,
adoro seu blog!
Estarei aqui sempre...

Bjo,
Lorena Viana
http://vinculomamaeebebe.blogspot.com

Misturação - Ana Karla disse...

Beth é uma fôfa e também quero conhecê-la pessoalmente.

Amizade mesmo conto nos dedinhos e digo mais, quem até hoje pensei que fosse amigo de verdade, de vinte e poucos anos atrás, me faço surpreender.

Beatriz disse...

Oi Glorinha
Que linda dedicação à verdadeira amizade! Confesso que tenho amigas fiéis que não vejo há anos, mesmo porque nem moramos na mesma cidade ou país! De vez em quando nos falamos pela web mas, quando nos encontramos de verdade, é aquela choradeira, buááááá.... Poxa, agora bateu aquela saudade agora....
Beijinhos
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com