terça-feira, 28 de junho de 2011

A Favor da Vida e do Amor

A Parada Gay de São Paulo causou uma grande polêmica porque usou (lindamente, por sinal) imagens de belos homens como se fossem santos, fazendo uma campanha a favor do uso de preservativo, coisa que a igreja católica condena. Acho que prefere gente doente ou morta do que abrir a cabeça à reflexão e aos novos tempos em que AIDS mata.
Queria saber o seguinte: O que a igreja católica tem a ver com isso? Aliás, o que as igrejas, de modo geral, têm a ver com o lugar onde as pessoas colocam os seus pênis ou suas vulvas (palavra feia, aff).
Deveriam se preocupar com a pobreza, a miséria, os pedófilos, isso sim!
E ainda dizem aos seus fiéis para não usar camisinha porque sexo é só para procriação. Eu hein? Se fosse assim, depois da menopausa todas as mulheres seriam condenadas ao celibato. Como se debaixo de tanta hipocrisia eles fossem os donos da verdade e da razão. Eu não acredito em santos, porque devo respeitar as imagens, como se religiosa fosse?

Se não se abrir os olhos, daqui a pouco, com o recrudescimento de valores ultrapassados, o Brasil vai ficar igualzinho a certas correntes muçulmanas que mandam matar quem faz charge com Maomé. A constituição brasileira prega que o Estado é laico. Cada um acredita no que entende e quer e nem todos são católicos, evangélicos ou umbandistas ou crêem em algum deus.
Sou a favor, como já disse várias vezes antes, à total e irrestrita liberdade de expressão.
O que fizeram nesses cartazes foi Arte.  E Arte criativa. Arte a favor da Vida.
Eu apóio.
Assim como acho que quem é contra tem o direito de expressar sua opinião, sem enfiá-la goela abaixo dos demais...
Discordar é salutar, faz pensar. Só não aceito que as igrejas se arvorem no direito de dizer o que é bom ou ruim para todos.
Que orientem seus rebanhos e que eles aquiesçam, como rebanho que são, aos seus mandamentos.
Eu, como sou herege, atéia e para alguns, vou arder no fogo do inferno, discordo e coloco aqui minha discordância, pois esta é minha tribuna e meu território do livre pensar.
Sou a Favor da Vida e do Amor! "Qualquer maneira de Amor vale a pena!"
USE CAMISINHA!

34 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Myriam Rios, da bancada católica, deputada pelo Rio
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/06/myrian-rios-causa-polemica-ao-relacionar-gays-com-pedofilia-no-rio.html

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/935691-ex-seminarista-portador-de-hiv-perde-acao-contra-diocese-em-sp.shtml

a igreja pode ter uma postura contra o homossexualismo, camisinha, etc.
é a crença deles, o que acreditam. mas que isso fique restrito aos seus cantos. assim como qualquer crença, que fique no seu quadrado. um saco isso, essa misturada de política, religião, comportamento, etc. por isso que o país não vai pra frente, pq continua preso nas discussões primárias, misturando de tudo que não deve ser misturado.

bjs

Taia Assunção disse...

Sou católica, mas a opinião da Igreja em alguns assuntos devem ser revistas para a continuidade da própria Igreja. É claro que ela funciona como 'freio' e nós precisamos de um pouco de 'freio', mas também precisamos por em prática o livre arbítrio e arcar com as consequências dos nossos atos. Sou casada e operada, não posso dar filhos biológicos ao meu marido, vou ter que ficar 'pura'?! A propósito, prefiro buceta (só o nome viu?!)...rsrsrsrs. Beijocas!

manuela baptista disse...

Glorinha guerreira

no seu melhor

tem toda a razão!

é uma questão de liberdade e de saúde pública, a religião, seja ela qual for, não é para aqui chamada


um beijo

manuela

Beth/Lilás disse...

Tá certa, não tem como discutir este assunto e misturar religião!
A escolha do sexo deve ser respeitada, afinal são todos cidadãos e pertencem ao mesmo país, têm direitos e deveres.
Também detesto carolice religiosa sobre este ou outro assunto qualquer que têm que ser decididos pelas Leis e não por Igrejas.
E meu lema é: Viva e deixe Viver.
Acho muito oportuno você levantar por aqui este tema que tem levantado polêmica, afinal são assuntos que estão na mídia e precisam ser discutidos, com amplo respeito de opiniões e idéias.
beijos cariocas

Meri Pellens disse...

Olá, Glorinha. Simplesmente sou da opinião que respeito de ambos os lados é fundamental. A Igreja tem suas regras, mas são para quem se decide segui-las e ponto. Não adiantaria mesmo de modo algum seguir sem fé ou por obrigação.
Paz e bênçãos!

Maria Izabel Viégas disse...

Amiga,
sabe o que acho?
Que a Igreja católica manipula seus devotos trazendo a baila questões como esta só para que não pensem eles, no bando de padres pedófilos que existem por ai. Nos EEUU o pprio papa pediu desculpas pelo vexame. E pagou altas indenizações.
O vaticano está repleto de padres gays, já li várias reportagens sérias sobre. Também para que exigir celibato dos moços?
Realmente, toda esta celuma é desenecessária. Nenhum católica cumpre meeeesmo!
beijinhos, querida!

*Amiga, não estou mais no FB, falta de tempo. Agora só Blog! Bj Bj Bj

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Alê, a igreja sempre metendo o bedelho onde não devia e onde devia meter não mete...ando de saco cheio tb da postura dessa gente retrógrada que posa de avançada...só na fachada! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Discordo Taia, mas respeito. Não acho que são as religiões que colocam freios. Ética, respeito, honestidade não se ensina nas igrejas, se ensina em casa, ou pelo menos deveria ser assim. Não gosto de buceta, acho vulgar demais, vulva tb é péssimo...vou falar como uma amiga diz pras netas: pepeca! É mais bonitinho....rsrs beijios,

Glorinha L de Lion disse...

Isso mesmo Manuela, aliás religião e igrejas só deviam se meter quando o assunto lhes dissesse respeito, não é? Beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Acho que se as pessoas realmente vivessem e deixassem viver o mundo seria bem melhor, né Betita? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

É isso Meri, segue quem quer e eles que fiquem de boca fechada quando o assunto não lhes disser respeito...se são celibatários, sexo não é assunto pra eles, visto que, hipoteticamente, não fazem uso de seus respectivos pingulins ou furingos e não sabem ou não deveriam saber sobre estes assuntos. Obrigada por sua opinião,bjs,

Glorinha L de Lion disse...

As igrejas fazem isso sim, Izabel San, querida: lavagem cerebral...Não vê o que as evangélicas fazem com os pobres coitados que só faltam dar as calças que vestem? Triste que um país que se diz laico deixe esse tipo de discussão ter esse cunho religioso. Um absurdo! beijos,

Taia Assunção disse...

Ok, não vamos entrar nesse mérito. Acho Pepeca péssimo, infantilizado...kkkkkkk. Só uso esses termos para crianças, mas lá em casa de 'mamando a caducando é buceta mesmo'. Quando mamãe fala, papai pede 5 Kg...kkkkkkkkkkk. Marido faz cara feia, na casa dele ninguém xinga. Beijocas!

Eduardo disse...

A religiao nao tem o direito de se meter na vida das pessoas principalmente daquelas que nao pertencem ao seu clube. As diversas regras que criam so servem para intimidar e controlar as suas vitimas - os fieis - e os paises precisam colocar uma separacao total entre o estado e as crencas. Vejam a situacao deprimente em que se encontram os pises infectados pelo islamismo e os males que essa crenca esta fazendo na Europa - com a anuencia dos governantes ingenuos daquela regiao.
Precisamos defender a liberdade a livre expressao e o direito das pessoas de fazerem o que quiserem desde que dentro da lei e sem prejudicar o proximo. Nenhuma religiao tem moral para ditar regras de conduta porque todas elas tem um passado negro e um presente duvidoso - algumas um presente claramente ofensivo a razao e ao bom senso.
Sugiro ouvirem alguns videos no U-tube do sr Pat Condell. Sei que se trata de um radical e ouvi-lo pode perturbar pessoas sensiveis, porem TUDO o que ele fala, infelizmente eh verdade. Ele fala claro e direto sem subterfugios usando uma linguagem correta que nao pode ser classificada de ofensiva a moral e aos bons costumes. Ele fala a verdade e defende a liberdade de expressao.
Nota: a declaracao da Myriam Rios apontada acima pelo Alexandre, de que homossexual eh pedofilo demonstra que ela eh muito burra.
Um abraco
Shrek

Glorinha L de Lion disse...

Certo Taia, então combinemos assim: cada uma chama a sua dita cuja como lhe aprouver...hehe é melhor assim! beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Isso mesmo Eduardo, concordo com tudo...essa Miriam Rios é uma mula...não sei como não bateu as botas, pois foi mulher do Roberto Carlos e ele tem algum problema pois todas as mulheres dele morrem cedo...rsrs Humor negro, I'm sorry, beijos,

Lúcia Soares disse...

Só para esclarecer: Miriam Rios não é católica, é evangélica, e das chatas.
Glorinha, acho que religião cada um tem a que quer. E todas devem ser respeitadas.
Não vi arte nenhuma nas fotos de rapazes posando como santos.
Os santos, para quem acredita ou não neles, foram pessoas respeitáveis, que morreram por um ideal.
Se não é pra misturar religião, então que não se fizessem os "santinhos". Foi uma heresia.
O que houve foi um deboche contra o catolicismo.
O propósito foi bom, pois incentiva o uso da camisinha, mas as fotos foram apelativas, com rapazes seminus, de uma maneira vulgar. Muitos santos e até Jesus na cruz aparecem com o corpo sugerindo a nudez, mas com o manto os cobrindo nas partes necessárias.
Acho, sim, que toda opinião deve ser respeitada;
acho que a Igreja católica está errada em muitas coisas;
acho desnecessária parada de orgulho gay. O que vi nas reportagens foi uma maioria absurda de travestis. Acho que os homossexuais que realmente querem ser vistos como um ser absolutamente normal se sentiram envergonhados.
A religião é uma diretriz.
Como tudo na vida, se for seguida com viseiras, não será benéfica.
Sou católica, já tive muito medo de Deus, pois foi assim que me ensinaram a vê-Lo, como um Ser que punia qualquer deslize, mas logo que se cresce e se começa a entender as coisas, a mente se abre e se aceita ou não.
Então, nem as religiões têm que se meter na vida das pessoas, nem as pessoas têm que vilipendiá-las.
Obrigada pela oportunidade de realmente falar o que quero.

Luma Rosa disse...

Acho que deveria cada um cuidar da sua vida e pronto! A Igreja não tem que se meter com a opção sexual de cada um, como também os homossexuais e simpatizantes não usarem imagens de santos para criar polêmica. Foi uma publicidade desrespeitosa do tipo que não gosto, de baixo nível para chamar atenção, criar polêmica. Ao meu ver, respeito se tem quando nos damos respeito. E não vi originalidade, pois copiaram uma campanha que circulou na Itália tempos atrás. Beijus,

Eduardo disse...

Glorinha, eu nao sabia que essa Myriam era a do Roberto Carlos, mas desconfiei pelo nome. Obviamente ela tem muita competencia para ser politica e representar os interesses do povo, assim como o Tiririca, Lula e muitos outros analfabetos, literalmente e intelectualmente. Pobre do meu pais!
Shrek

Calu disse...

È esse ranço ancestral que bota todos os assuntos no mesmo balaio que dá em tantas patuscadas que vemos por aí.
Há que se delimitar a alçada de cada instituição sem avanços nos limites alheios.
A sociedade civil não está atrelada a religiões de qualquer natureza, podendo e devendo( observando posturas de civilidade)expressar-se ante suas prerrogativas.
Pelo livre-arbítrio.Pela saúde!
Bem orquestrado, amiga.
Bjos mil,
Calu

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lúcia, acho que vc está enganada ela é católica, de uma igreja carismática, mas não tenho certeza pois não acompanho esse tipo de gente. Discordo total e radicalmente de vc, mas respeito seu modo de ver. Não acho que santos sequer tenham existido, portanto não tenho que respeitar invencionices que pra mim não passam de lendas, como fadas e duendes.
Jesus sempre apareceu nu na cruz só com o pênis coberto, ou ele não tinha pingulim? São Sebastião idem. Fui criada na igreja católica sabe, Lúcia? Só virei "herege" depois que enxerguei melhor a manipulação que as religiões fazem com as pessoas. E como vi tudo claro! Inclusive conto isso no meu livro. Não achei heresia, de jeito nenhum, achei realmente lindo, arte de verdade, mas cada um enxerga de seu jeito e não quero polemizar com vc. Acho que o ponto de vista de cada um pode e deve ser expresso sim. O meu é esse. Obrigada por vir aqui falar e expor o seu. Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Lumita, discordo de vc tb, meu bem! E mesmo que seja cópia do que foi feito na Itália, achei lindo...belos homens e uma mensagem importantíssima. Os gays são tão desrespeitados e sofrem tanto preconceito que têm que chamar a atenção de uma maneira, por vezes, chocante. Acho legal essa polêmica, as pessoas mostrarem como pensam de verdade, sem ficar em cima do muro ou posando de politicamente corretas. Muita gente se diz moderna, antenada, com pensamentos e ideias arrojadas, mas não é bem assim. Quando olhamos de perto são bem diferente do que mostram. Pra mim o importante nisso tudo é ser sincero e tanto vc como a Lúcia e os que discordaram o foram. Legal isso. Enfim, cada um tem direito de pensar e agir como sua consciência manda desde que não machuque ou mate ninguém. Obrigada por se expor aqui. beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Eduardo, esses são os representantes do povo que o povo elegeu. Pobre Brasil. Mesmo! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Isso mesmo Calu, vindo de uma católica como sei que vc é, minha amiga, grande lição de ideais democráticos e civilidade vc nos passa, beijos querida amiga,

Jussara disse...

Glorinha, Oh povinho sem ter o que fazer, os banners são lindos com a mensagem certa. Não sou especialmente religiosa, mas acredito em Deus e gosto de orar por ser uma reflexão, mas...acho que Deus tem mais o que fazer do que ficar se ligando em uns banners, dois o que faço com meu corpo ou prá quem eu "dou" é problema meu com minha consciência. OH! que surpresa pros fundamentalistas de plantão: o Estado é laico!
Acho que fé, consciência e sexualidade são questões de fôro íntimo não é prá ser discutido com o padre, rabino, pastor ou mulá se por pensar assim irei pro inferno, não será tão mal assim pois lá encontrarei muito amigos e será até divertido, rs....até por que o Infernos são os Outros!
bjs

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKK Jussara, então nos encontraremos lá! Quem chegar primeiro vai pedindo um chopp! Será que vai estar quente? hehehe beijão,

Jussara disse...

Só depois que enviei meu comentário foi que li os demais, Glorinha você está certa a Mirian Rios é missionária católica de orientação carismática e Lucia você também está certa, ela é muito chata além de burra! Como eu conheço ela pessoalmente e conheço seu passado tudo isso é só para aparecer, com isso mais um pedaço andado em direção ao inferno, rs
bjs

Glorinha L de Lion disse...

É sim Jussara, fui lá conferir no link que o Alexandre me mandou...uma maluca carismática, chata como todos os fanáticos! bjs,

Lúcia Soares disse...

Verdade, Glorinha e Jussara. Ela é da Canção Nova, uma comunidade reconhecida pela Igreja Católica.
Glorinha, os santos são pessoas de carne e osso, como não existiram? Há testemunhos em vários livros de história, não só na Bíblia!
Assim como conhecemos João Paulo II, Frei Galvão, Madre Teresa, Irmã Dulce, Padre Eustáquio e milhares de outros nossos contemporâneos, pelo mundo afora, beatificados pelo Papa. Então, daqui há 2000 anos, poderá alguém duvidar que eles não existiram apenas porque não viveram na mesma época que eles???!!!
Também acho que todo mundo tem que viver sua vida, mas para que haja paz, o respeito é fundamental.

Celina Dutra disse...

Glorinha,

Papo mais que cansativo! Porque as igrejas não se preocupam em ensinar o que de fato faz diferença para o homem e o universo, o amor, mas o amor sem pieguice como filosofia de vida com mais qualidade!

A falta de amor no mundo é assunto sério... aliás se houvesse amor no mundo nem passeatas gays haveria...
Assim como não haveria a quantidade imensa de barbaridades que vemos nos jornais todos os dias (estupros, crimes de pedofilia, os mais variados crimes cometidos pela ganância de poder e/ou dinheiro)

Eu, embora acredite no amor, vou também, se Deus, Alá, Maomé, Buda.... forem preconceituosos e ignorantes como as empresas religiosas (de todas as religiões) pregam, arder no inferno e encontrar muita gente boa por lá. Viva o amor como filosofia de vida!

Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Lúcia, me desculpe, mas na época em que vivemos hj tem Tv, filme, fotos etc. e há como registrar essas pessoas e mostrar que existiram, santas ou não, daqui a 2000 anos. Quanto aos santos de que a bíblia fala ou mesmo Jesus, trata-se de uma época sem registros, a não ser os escritos e que funcionavam como um telefone sem fio, aquela brincadeira que fazíamos quando crianças, onde a estória chegava lá no fim da fila totalmente modificada. Enfim Lúcia, acho que a igreja católica inventou tudo isso sim, assim como não acho que João Paulo II é santo, ou os outros que citou, forma apenas boas pessoas melhores , muito melhores do que a maioria e são apenas mais um golpe de marketing do Vaticano pra não perder fiéis para as evangélicas...a Igreja católica é toda construída em cima de contos da carochinha...acredita quem é ingênuo e precisa desse consolo. Eu não acredito e posso falar o que quiser sobre um assunto que conheço bem e pelo qual tenho profundo desprezo. Agora, cansei...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Celina querida...e bota cansativo nisso...não adianta vir com mil argumentos que eu virei com 2.500! Ninguém vai me convencer de que as religiões não sejam o ópio do povo. Mas, sei muito sobre história e sobre essa baboseira toda que as religiões tentam impingir aos seus devotos...enfim, crê quem quer e eu não creio. Cansei, tb Celina....rsrs beijos

ManDrag disse...

Minha amiga, atrasado no comentário, mas não fora de prazo, pois infelizmente o tema ainda não sairá de debate durante muito e muito tempo; pelo puritanismo hipócrita e machista que vejo por aí muita água correrá debaixo da ponte até à compreensão definitiva pelas gentes que o direito individual à própria identidade é o princípio fundamental da verdadeira liberdade.

A Igreja Católica veio rosnar a sua prepotência pela voz do arcebispo de São Paulo, mas esqueceu-se que foi ela mesma que banalizou a imagem dos seus próprios santos na sua ânsia de evangelização e missionarismo imperialista.

Abraços de solidariedade e contestação

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza, amigo Man Drag ainda estás dentro do prazo! Nunca é tarde pra se dizer o que se pensa sobre este tema. O melhor deste debate é que acabou tirando muita gente do muro da hipocrisia...ficam posando de "cabeça aberta" sem o serem na realidade. Homofóbicos disfarçados que acabam por deixar cair as máscaras...como aliás, sempre acontece com as máscaras, elas acabam caindo uma hora ou outra, concordo totalmente contigo. Beijos,