sexta-feira, 10 de junho de 2011

Para Portugal e os Portugueses

Túmulo de Camões, nos Jerónimos. (foto minha)

Hoje é dia de homenagear nossa ancestralidade, a comunidade portuguesa e através dela, meus amigos, d'além mar.
Confesso que não sabia que havia este dia e que inclusive, hoje, é feriado em Portugal.
Ao visitar Portugal e lá colocar meus pés, pela primeira vez, senti um assombro e uma enorme admiração.
Ao ver a Torre de Belém e imaginar que os bravos navegadores, dali saíam, lançando-se num oceano que mal conheciam, sem saber o que os aguardava, enfrentando a morte, as tempestades, o Mar Tenebroso, não pude deixar de sentir orgulho de meus ancestrais, por sua coragem, desassombro, desejo de conquistas.
Muitos dirão: ambição desmedida, colonialismo de exploração e dizimação. Sim, também.
Mas haja coragem para fazer tudo isto!
Quem, dentre os povos de hoje em dia, teria coragem para o que eles fizeram?
Ao olhar por esta sacada da Torre de Belém (foto minha) e ver o Tejo batendo, em ondas espumantes, imaginei as naus, imensas, partindo dali em busca de sonhos, riquezas, terras, rumo a um horizonte que não  sabiam onde daria...E, senti um enorme orgulho de ter em mim o sangue lusitano, o sangue rubro que corre em minhas veias, percorrendo, tal como os galeões, rios que desaguam no grande oceano que é o meu coração.
Deixo aqui, meu abraço, meu imenso carinho e meu orgulho de pertencer, também eu, ao povo português.

39 comentários:

Taia Assunção disse...

Meu professor de Francês disse que os portugueses que vieram para cá tentar a sorte há muitos anos, eram considerados iguais aos negros pelos belgas. Porque eles mantinham relações de trabalho e afeto com os locais. Fiquei pensando nisso, enquanto muitos de nós brasileiros os temos como exploradores, aqui eles são queridos. Diferentemente da Zâmbia, aqui percebe-se nitidamente a miscigenação racial, assim como no Brasil. Vivendo e aprendendo. Ontem comprei seu livro, mas só colocarei meus olhos em suas páginas em setembro quando formos ao Brasil. Beijocas!

MARIINHA disse...

Lindas palavras e muita bonita esta sua homenagem Glorinha. Sou suspeita porque como sabe sou portuguesa, vivo aqui neste cantinho à beira mar plantado e bem pertinho dos locais que você mostra no post. Hoje neste Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, estou muito feliz, porque um grande amigo meu, foi hoje agraciado pelo Presidente da República Portuguesa, com uma condecoração, está entre as 35 personalidades e instituições que tiveram hoje essa distinção.

Beijinho para você e obrigado pelas suas palavras. Falou o seu sangue português. É bonito!

R. R. Barcellos disse...

- As armas e os Barões assinalados...
- Estou preparando uma postagem para amanhã, onde cito Camões e seu épico "Os Lusíadas" - o verso heróico por excelência.
- Bela homenagem, moça. Beijos.

Élys disse...

Uma bonita homenagem a Camões, extensiva a Portugal e seu povo.São bem merecedores.
Beijos, minha amiga.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

não sabia dessa data, é a primeira vez que ouvi falar. e é uma data muito bacana, ainda mais para nós, brasileiros, já que muitos não assumem a origem portuguesa né, não sei por qual motivo.

quero conhecer Portugal um dia, acho que vou sentir uma emoção como a que vc teve ao ver os lugares históricos...fora que é um país muito bonito.

ambição desmedida, colonialismo, etc... são valores tomados pelos parâmetros que temos hoje. mas num mundo que só conhecia sua metade, com terras e terras não descobertas, era algo natural. a gente tem que aprender a adequar nossos valores com o contexto e época e não só julgar taxando o conquistador de ruim, ladrão, errado. tudo na vida, na história é relativo e até compreensível.

gostei!
bom dia

Bombom disse...

Glorinha, bela homenagem nos fazes, neste dia em que celebramos o Dia de Camões, Dia de Portugal e das Comunidades de Língua Portuguesa. Quer gostemos ou não, estamos irmanados para o bem e para o mal...
É verdade que descobrimos o Mundo, que o colonizámos, que ganhámos muito dinheiro, que perdemos muitas vidas...mas também é verdade que nesses tempos não o conceito de Colonialismo que temos hoje. A Europa tinha diversos Impérios que nunca foram postos em causa. Os Portugueses desbravaram meio mundo, descobriram novos instrumentos de navegação, desenvolveram a Cartografia, as Ciências e a Medicina que, com a descoberta de novas plantas, pôde usar os seus benefícios para fazer remédios. Ao contrário de muitos outros, o colonialismo português é apelidado de ecológico porque de um modo geral, ao ocuparem os territórios, casavam com pessoas nativas e miscigenaram-se.
Quando estive no Brasil, senti o ódio que muita gente tem contra contra a colonização portuguesa. Houve muitos erros, sim, fruto dos tempos e do pensamento da época.
Mas o Brasil não seria o que é hoje, se isso não tivesse acontecido.
Obrigada por esta homenagem que hoje fazes a Camões. Só lamento que a Pátria o tenha tratado tão mal. Nos últimos anos da sua vida teve de contratar um escravo para pedir esmola para ele, e morreu à míngua. Bjs. Bombom

manuela baptista disse...

recebido o abraço

e neste momento, bem precisamos de muitos, porque os tempos são duros e às vezes a esperança no futuro parece coisa impossível

irmãos somos desse Brasil, que eu tenho sempre, mas sempre no coração!

um beijo Glorinha e obrigada


manuela

Simples Assim disse...

Oi Glorinha,
Essa emoção, tão bem descrita por você, foi a mesma que também senti quando estive lá.
Lindo texto.
Bj,
Lylia

ManDrag disse...

Bem hajas pela linda homenagem, amiga.

O meu abraço solidário e fraterno.

Vinha também deixar o meu pedido de perdão pela ausência, assim como deixar o pedido de desculpas geral, que elaborei (e se encontra no meu post de hoje, no Confessium) e segue em PS. Mas o teu fraterno post de hoje não poderia deixar de me obrigar a uma visita mais demorada.

Saudações lusófonas!

PS: Como se não bastasse tudo o resto, tenho estado com uma forte crise de espondilose, que me inibe a concentração e o ânimo, pelo que fiquei mais ausente que o habitual, das lides internéticas. O meu pedido de desculpas a todos!

Marilia Marques disse...

Obrigado pela homenagem Glorinha.

Um abraço apertado do lado de cá do Oceano.

Marília Marques

Glorinha L de Lion disse...

OI Taia, eles foram para a Zâmbia sem o poder que tinham aqui, já os belgas fizeram miséria, né? Essa mistura com os portugueses talvez seja a razão do nosso povo ser tão caloroso.Que legal! Comprou meu livro? Espero que goste! Mas só em setembro? Demora ainda hein? beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Mariinha, tb te agradeço as gentis palavras. E que alegria deves estar sentindo pelo teu amigo. Felicidades a ele! Bem Hajas! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada Rodolfo, acredita que nunca li os Lusíadas? Só conheço alguns trechos...amanhã vou lá te ler...beijinhos querido,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Élys, são mesmo e, afinal, poucos de nós não tem o sangue português em nossas veias, não é? beijos,

Kelly disse...

Essa data a é nova para mim. Lindo post. beijos

Glorinha L de Lion disse...

Querida, amada amiga Bombom. Havia todo um contexto...muito se fala aqui: "Ah, se o Brasil não tivesse sido descoberto por Portugal, se tivesse sido colonizado pelos holandeses ou pelos franceses..."Ao que eu sempre respondo: seria a mesmíssima coisa, pois era um tipo de colonização exploratória que não visava fixar o homem na nova terra e sim levar e explorar suas riquezas para enriquecimento das nações descobridoras.
Agora, me perdoe Bombom, mas, colonialismo ecológico, quando dizimaram o pau brasil, inúmeras plantas e animais? Aí, já é exagero...Creio que os de hoje não são culpados pelo que os antigos fizeram, como disse antes, havia todo um contexto...Ainda acho que a culpada de tudo sempre foi a Igreja Católica e seus reis que a serviam...beijos querida, não me leve a mal na resposta, ok? Te adoro!

Glorinha L de Lion disse...

Manuela querida escrevinhadora de sonhos em aquarela...recebe meu abraço, cheio de carinho desta irmã, do lado de cá, beijos, muitos,

Glorinha L de Lion disse...

É uma emoção muito grande, não é mesmo Lylia? Obrigada por seu comentário, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Amigo Man Drag! Saudações! Estava com saudades tuas, então reapareces neste dia tão bonito? Bem Hajas tb! Saúde e melhoras! Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Marília, um abraço apertado tb pra ti, bem hajas! beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Tem toda razão Alê. O tipo de colonialismo à época era assim. E há que se contextualizar sim. A única exceção foi a Inglaterra nos EUA, não por ser boazinha, mas pelas religiões protestante e anglicana que não eram corruptas e diabólicas como a Igreja Católica. A noção de certo e errado, o cumprimento de normas e regras, a disciplina, tudo isso advém do protestantismo...Diferentemente da bagunça perpetrada pela igreja católica , seu poder imenso e corruptor e sua ambição desmedida que, ao fim e ao cabo, era quem financiava as grandes navegações.

Mafia Sonora disse...

Espero um dia conhecer Portugal também, vai ser uma ótima viagem com certeza, até mais Glória :-)

Glorinha L de Lion disse...

Eu tb não sabia Kelly, fiquei sabendo hoje, pelos amigos portugueses, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Máfia, vc vai adorar, tenha a certeza, o país é lindo, as estradas, verdadeiros tapetes, tudo bem cuidado e o povo, ah, o povo, irmão mesmo! beijão,

URBAN.GO disse...

Olá!
Muito obrigado Glórinha, pela tua sinceridade e bom coração.
De fato, hoje 10 de Junho é dia de Portugal e Camões, mas eu diria mais, é dia do Mundo Novo, de todas as pessoas que tal como tu, partilham sangue antepassados e acima de tudo, muito amor pelo próximo.
Grande beijinho.
Neste dia, faço também anos de casado e como tal decidi visitar o "berço" desta Nação, e fui até à cidade de Guimarães revisitar e mostrar às filhotas, Afonso Henriques (primeiro Rei de Portugal) o seu castelo e o Paço dos Duques.
Foi um ótimo passeio, aconselho.

Eduardo disse...

Homenagem muito justa aos portugueses, que com muito risco e enfrentando todo tipo de dificuldades descobriram como navegar pelos oceanos. O grande segredo da epoca eram os portulanos - mapas de navegacao - que continham os segredos das rotas pelos mares afora. Devemos muito a eles e nao devemos julga-los sob a otica de hoje quando os valores sao outros e os erros do passado sao conhecidos. Dedico a eles todo o meu respeito e admiracao pelos feitos valorosos do passado e sua personalidade do presente.
Shrek

Calu disse...

Desconhecia a data, mas a descobri aqui, numa homenagem linda e poética feita por vc, amiga.È tocante acompanhar tuas elogiosas e sinceras palavras.Creia-me senti como vc ao visitar estes lugares.Um real sentimento atávico, muito presente!
Lindo post, Glorinha,
Bjo grande, querida,
Calu

William Garibaldi disse...

"Um dia os portugueses embarcaram em caravelas feitas do que os sonhos são feitos!"

Tbm não sabia deste dia!
Que belo!
Amo Portugal e sua língua mãe...
os seus modos verbais, suas figuras de linguagem e maneirismos.. são sonoros!

Glorinha Tuda Leão! Bjus de luz e um bom final de semana!

William Garibaldi disse...

Saravá Camoes! ( tinha esquecido! rsss ) Amo!

Anabela Jardim disse...

AINDA NÃO CONHEÇO pORTUGAL, MAS SE UM DIA CHEGAR POR LÁ COM CERTEZA TAMBÉM VOU ME EMOCIONAR. APÓS O SÉCULO XV FICOU DIFÍCIL SEPARAR A HISTÓRIA DO BRASIL E PORTUGAL. POR ONDE ANDAMOS SEMPRE HÁ UMA LEMBRANÇA DOS DESBRAVADORES.

Glorinha L de Lion disse...

Que beleza de data pra fazer anos de casamento Urbano! Parabéns! Fazes muito bem em mostrar às tuas filhas a história do teu país, que não tem motivos pra se envergonhar do que foi feito lá atrás. Agradeço tuas palavras tão gentis, de fato tenho grande carinho por Portugal e pelos irmãos portugueses.

Glorinha L de Lion disse...

Olá Eduardo, há mesmo que se orgulhar de nossos ancestrais e de sua bravura. Grande abraço,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Querida Calu, é uma emoção enorme quando pisamos pela primeira vez em solo português, não é mesmo? Obrigada por suas palavras, minha amiga, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

OI William, pois é, esses nossos ancestrais merecem nossas homenagens, não é mesmo? Apesar de tudo o que houve, há que se reconhecer sua bravura e destemor. Os portugueses de hoje são nossos irmãos de sangue. Eu os considero assim...Grande beijo querido,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Anabela, vc há de gostar! é um belíssimo país repleto de História e estórias, abraço,

manuel marques disse...

Cheguei tarde mas ainda a tempo de lhe agradecer a homenagem.

Beijos.

Manuela Freitas disse...

Querida Glorinha,
Gostei desta tua publicação e o que eu considero é que temos mais a unir-nos do que a temos a separar-nos.
Não podemos esquecer, os que são falantes do português, que Camões também é uma forte ligação entre nós, porque foi um inovador da linguística! Houve comemorações em vários países onde se fala português!
10 de Junho, foi o dia em que morreu Camões, daí a comemoração, já que é incerta a data do seu nascimento, como é incerto o desenrolar da sua vida, só através de alguns documentos se tem algumas indicações.
Beijinhos e não te esqueças que tens costelinha portuguesa e foi dos que foram, os bárbaros! rsssssss
Não leves a mal as minhas brincadeiras!
Grande abraço amigona,
Manu

Glorinha L de Lion disse...

Querido Manuel, os amigos nunca chegam tarde. Chegam sempre em tempo. Beijos pra ti, amigão,

Glorinha L de Lion disse...

Yes Manu!, sou portuguesa dos dois lados pelo lado materno...hehe e além de bárbaros, devo ter cristãos novos e desterrados nesses meus costados...Adoro ter esse sangue quente e adoravelmente alegre e triste correndo em minhas veias! Não levo a mal, de jeito nenhum, até gosto das tuas brincadeiras, beijos querida amiga!