segunda-feira, 20 de junho de 2011

Dando Murro Em Ponta De Faca

Já falei sobre isso antes e vou tornar a falar. Não querendo ser chata, mas já sendo...Não quero dar aulas pra ninguém, até porque quem não tem base, quem não leu esses autores durante a vida, não pode mesmo reconhecer seus poemas e textos...Mas essa displicência anda me dando nos nervos.
Andam postando textos pelos blogs como sendo de Fernando Pessoa e William Shakespeare....
Gente, pelo amor dos meus filhinhos...Que é isso? Cada aberração que eu ando lendo por aí e ninguém fala nada, ou porque têm medo de magoar o blogueiro em questão ou porque ficam sem graça, ou porque não sabem mesmo...
Será possível que não saibam reconhecer um poema de Fernando Pessoa? Será possível que não notem que é impossível ser dele? Ou de Shakespeare?
Por favor, não peguem textos apócrifos no google,,,não joguem o nome desses escritores magníficos na lama...se não reconhecem a escrita do sujeito, seu estilo, não coloquem. Na dúvida, não coloquem.
E, por favor, não há coisa melhor para se reconhecer e conhecer um autor do que ler seus livros.
Leiam, leiam livros, não o google!

38 comentários:

Lívia Azzi disse...

Glorinha,

Além de corajosa você é super bem humorada, mesmo quando está com nervosa!!

Não sei escrever sobre tudo, assim como você faz, juro que não... Mas sei perceber os estilos dos escritos, recorrer às fontes e ter meus livros prediletos na estante e com marcadores nas páginas dos meus fragmentos prediletos eu tenho com muito mimo!!

Beijos e sorrisos...

Palavras Vagabundas disse...

Glorinha,
estou aplaudindo de pé seu post
CLAP, CLAP, CLAP
o que eu já vi de besteira! Tenho pena do Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector e Luis Fernando Veríssimo entre outros, aff
Ando atarefada mas sempre que posso, passo por aqui.
bjs
Jussara

Beth/Lilás disse...

Eu confesso que já cometi certa vez um erro desses, logo no começo do meu blog e foi justamente com uma poesia de F.Pessoa que eu não soube distinguir. Então, uma amiga super delicada me enviou um email e provou-me que não poderia ser dele tais palavras, pois eram muito atuais e ainda por cima tinha a marca de religiosidade, coisa que ele não tem em nenhum de seus textos.
Dali para a frente só cito com fontes sérias ou do próprio livro ou site do escritor.
E teve uma outra vez que um poema muito antigo de um grande compositor e poeta brasileiro que coloquei em meu blog, foi contestado por alguém, mas aí eu sabia que era realmente dele e pude provar isso à pessoa. Portanto, concordo contigo de que devemos ter um grande cuidado na busca e na postagem de obras pela internet.
beijos cariocas

Lúcia Soares disse...

Glorinha, sempre que leio algum post que atribui autoria de um texto que eu conheça o autor, falo para a/o blogueira/o. A maioria das vezes o faço por e-mail, só comento no blog se lá não consta o e-mail da pessoa.
Têm atribuido muitos textos a Charles Chaplin, também, que nunca soube que fosse um pensador. Mas sobre ele não tenho certeza.
Se acontecesse comigo, ficaria grata por me falarem, mas a maioria não gosta, acha que estamos "metendo a colher" onde não devemos. Teve uma blogueira que me respondeu ao e-mail, agradecendo, e em vez de ir ao blog dela e arrumar, deletou o post! Perdeu a chance de fazer um gancho e falar sobre o assunto.
Mas vou continuar falando, quando vir algum texto e conhecer o autor verdadeiro.
Beijo!

Maria Izabel Viégas disse...

Bem, minha Glorinha san, nem sempre eu tenho o livro, mas sempre busco as fontes.
Estes dias quase comentei sobre o que fazem com o poema declamado por Oswaldo Montenegro, "Metade", é lindo... todos o citam. Só que o autor é o genial Ferreira Gullar. E ninguém sabe.
Atualmente estou lendo dois livros de Jorge Luis Borges: O Aleph( que está m deixando louca, o homem é um gênio e eu uma mosca rsrsrs!!!) e Ganhei do filhote: Ficções, este quase no final e O Tao da Física. . Estou relendo tudo que tenho sobre Psicologia transpessoal, Astrologia e outros do genero. Acho que sou meio doidinha( sempre fiz isso), gosto de ler vários ao mesmo tempo.
Concordo contigo, amiga. pior é que fico mui triste com pessoas que gosto, que começaram a postar mensagens de Seres Extra terrestres, e pior de Mestres Ascensos, de Maria, até de Jesus. É como falei a uma amiga, o que de nada adianta , pois acreditam e pronto. Mas viver a me mandar e-mails com o que publicaram é que doi. Eu me recuso a acreditar que Jesus, Maria, Mestres Ascensos voltaram para escrever tanta besteira. Parágrafos repetidos. Uma linguagem fajuta, Vou ás fontes e chego a estas Entidades Norte- americanas, que devem ganhar o pão nosso de cada dia com estas bobagens. Quando comentei isto, que tudo era mal escrito, me responderam que este era o objetivo: uma linguagem que todos entendessem. Ora Ora. O mundo emburreceu? E fica assim, descem o nível? Já não basta o que contem o Evangelho, querem mais lições de moral? E os livros sagrados orientais. Não são suficientes? Peloamordedeusnumguentomais, Glorinha San!
Querida, d-e-s-a-b-a--e-i!!! ;)))))
Tem blogs , muitos, inteirinhos disto!!! Senhor!!!
Beijos no teu coração!

✿ chica disse...

Um grande alerta pois vemos cada uma "autoria" no google e pior, são espalhadas por emails e as pessoas acreditam e passam adiante...

Um lindo dia(hoje caí da cama,rsrs) beijos,chica

Mylla Galvão disse...

Oi Glorinha, bom dia!

Eu gosto mto de Fernando Pessoa. Acho seu poema "Chuva Oblíqua" de uma magnitude extrema!
Mas tem gente que coloca qq coisa para eles que realmente não convence!

Estou com saudades de suas blogagens!
E de vc claro!

bjinho

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Livinha, vc tocou no ponto chave da questão: recorrer às fontes. Isso é importantíssimo, em tempos de mediocridades à solta por aí, feito uma grande feira de quinquilharias...hehe obrigada, beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Jussara, pois é menina, a gente fica com os cabelos em pé e neguinho nem se toca, se acha culto! Culto PO#@#$A nenhuma! Culto é quem lê o livro, o legítimo e daí tira trechos e inserções e reconhece um autor à distãncia. Acreditar em PPs e em google dá nisso, nessa ignorância vigente, a cada dia mais, aliás. Gente que nem português escreve direito se dando ares de grandes leitores dos autores clássicos...Ah, me poupe! hehehe Obrigada Jussara, tb ando sem tempo, mas não podia deixar passar...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Beth, mas a maioria das pessoas não avisa nada à pessoa que cometeu o erro e ela fica lá "se achando"...hehehe Quem dera todos tivessem pelo menos um pouco mais de leitura pra reconhecer um texto de determinado autor ou até colocar em dúvida, né? bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Ah Lúcia tb já cansei de ver os tais textos do Chaplin...ou neguinho é muito burro ou é preguiça de pensar mesmo...Chaplin, quando muito, fez músicas, letras de músicas, tb nunca soube que fosse um pensador, apesar de sua genialidade. Acho legal avisar por email quando a gente tem intimidade ou se importa com a pessoa que cometeu o erro, bacana sua atitude, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi querida Izabel San, pois é, existe realmente a música do Oswaldo Montenegro e há toda uma polêmica em torno da letra. O Gullar diz que foi plagiado pelo Oswaldo. O Oswaldo diz que já havia feito essa letra muito antes do poema do Gullar...Pode até ser que a mesma ideia ande pelo ar, o tal inconsciente coletivo né? Mas que são parecidas demais, são mesmo...e ambas lindas...Agora, se eu for começar a desfiar o rosário aqui, minha querida....vou ficar escrevendo até amanhã... E o que são esses livros espíritas? Subliteratura da pior espécie! Mal escritos pra cacete...se os espíritos escrevem piegas desse jeito e mal dessa maneira, aff, quero continuar atéia! hehehe Adorei seu "desabafo"...a net anda demais da conta ultimamente...e o pior, a cada dia surgem mais aberrações caindo de para quedas nos blogs da gente! Xô capeta! beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Chica, eu tb caí da cama hoje! hehehe Jamais irá me encontrar blogando a esta hora...hj deu bicho carpinteiro na cama...o pior Chica é que as pessoas espalham o vírus da ignorância por aí e vão proliferando feito peste bubônica! rsrs beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Mylla, tudo bem? Pois é menina, blogagem agora, não é tão cedo que faço outra... anda uma overdose de blogagens por aí...cada um tão fraquinho e um atrás do outro. Deixou de ser uma coisa original e criativa pra ser motivo para chamar seguidores. Cansei! E tb estou sem tempo escrevendo...mas obrigada por vir me visitar, beijos,

Lu Souza Brito disse...

Oi Glorinha,

Também já fiz isso no inicio do blog. Hoje até evito, mas tem coisas que logo de cara voc~e vê que nao é o autor. Mas também não tenho este conhecimento para identificar se é ou não, mas se suspeito que nao seja, nao posto.

Falando em Pessoa, estou com um livro em casa que se chama COMO LER FERNANDO PESSOA. No inicio ainda, mas muito interessante.

Um beijo

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Lu, acho até desculpável pra quem é novo no mundo dos blogs ou então quem é muito crédulo na net...mas pra quem lê muito, ou pelo menos diz que lê e já tem tempos de estrada no mundo blogueiro, acho indesculpável, passa atestado de burro pra si próprio, né? beijinhos,

Roy disse...

Infelizmente tem gente que eu adoro que faz isso. Eu tento sempre ensinar. Nem todos aceitam.

Me da nos nervos MUITO tambem!

Acho uma mentira :-(

bjx

Roy

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

booooooooooa Glorinha! pq isso é OFENDER a memória do escritor. Poxa, tem gente que posta texto de Chico Xavier em nome de autor famoso e ateu, é sério! um que faz isso, acho que de zoeira...e o povo viciado no copiou colou, dá nisso.

internet é papel em branco, escrevo: sou mais rico que o Bill Gates, olha ai, a internet aceita isso. Mas o que tá no livro, tá no livro, lá não tem como alterar.

é isso aí! gostei do tapa na xeca do povo, bom pra todo mundo acordar

bom dia

Christian disse...

Olá Glorinha, espero que estejas melhor.
Eu, em realidade, não sou adepto aos blogues que ficam no copiar e colar, gosto de blogues autênticos, com textos autênticos dos blogueiros.
Contanto, concordo que há muitos textos com autores equivocados e que os blogueiros que preferem usar o copiar e colar deveriam ser mais cautelosos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Roy, sabe o que é? A mediocridade impera...quando falo isso posso até melindrar alguns ou muitos, não sei, mas o fato é que a net acabou trazendo gente que não tem formação, base educacional sólida para suas trincheiras e aí, virou zona, meu amigo...o que tem de analfa se dizendo escritor por aí...fala sério! a coisa está a cada dia pior...e ninguém se enxerga não...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Alê...copiou colou não dá mais, né? Encheu, torrou o saco...que criem, inventem, façam alguma coisa da cabeça deles...mas o problema é que grande parte tem vento na cabeça...não digo isso pra ofender ninguém, mas, pára e pensa: se é pra escrever alguma coisa, então que peguem um livro e copiem do livro( não do meu, por favor...hehe) é mais garantido e vem com poucos erros de português, beijão querido,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Christian, eu tb não. Detesto esse negócio de copia e cola. Uma frase, um pensamento, até vai, até eu às vezes coloco pra dar um final legal ao que escrevi, mas copiar o texto todo? Qual é a graça disso? Não gosto...mas como cada um faz o que quer com seu blog, que faça, mas faça, pelo menos, com o autor certo, não é mesmo? beijos,

Regina Rozenbaum disse...

Glorinha amaaada!
Golaço esse seu. É bem verdade que euzinha não consigo reconhecer todos os autores que admiro e já li...falhas, mas fazer o quê? Lidar com minhas imperfeições, mas nem por isso me autorizo a tanto assim, né?! Não tenho mais muitas obras, seja pq acredito que livros devam circular, seja por empréstimos (principalmente aqueles que a gente não deveria emprestar...os clássicos) jamais devolvidos. Mas, quando não consigo ter a afirmação - fidedigna - da fonte, coloco assim: texto atribuído a... Isso desde quando atribuí um a L.F.Veríssimo (que adoro mais que o papis dele... Não atire pedras!rsrs) e o autor verdadeiro veio ao Divã ratificando (estilos parecidíssimos...mesmo humor refinado)e fiquei roxa de vergonha!
Agora quanto à leitura e o google... SEM COMENTÁRIOS! Um dia, quem sabe, chegamos ao patamar dos portugueses.
Beijuuss, lindona, n.a.

R. R. Barcellos disse...

- Pesquisar - seja em livros, seja no Google - é garimpar. É preciso saber reconhecer a pequenina pepita de ouro entre inúmeros pedacinhos de pirita - o ouro dos tolos. Abraços.

Lívia Azzi disse...

Ui!! Cometi alguns erros... Faltou de reler o comentário antes de postar, vou tomar mais cuidado, ainda bem que deu para entender... ;-)

Macá disse...

Olá Glorinha
Muito bom esse post viu?
Eu confesso que tem muita, mas muita coisa mesmo que não sei, então não me arrisco a propagar por aí. Você já viu o quem tem de coisa na internet como sendo do Luis F. Veríssimo? Meu marido adora, já leu tudo dele, então quando recebo, repasso pra ele com a pergunta: E aí, é dele? E a resposta é quase sempre a mesma: Nunca. Ele jamais escreveu ou escreveria isso.
Mas fazer o que não? Hoje o que impera é a preguiça - física e mental.
beijos
Já li os posts anteriores também e já estou agitando minhas amigas por aqui ok?
Macá

Paula disse...

Olá Glorinha, vim agradecer a mensagem que deixou no meu blogue e desejar-lhe tudo de bom e muito sucesso.
Um abraço

Glorinha L de Lion disse...

Rê, vc tá chiquerésima nessa foto hein? Estilo inverno...rsrs
Ó, ando cansada "das ingnorãnça" que a gente vê por aqui...seja lá pelo motivo que for: preguiça, falta de conhecimento, fé demais...sei lá eu...mas tudo tem limite...meu pobre F. Pessoa tem sido jogado na boca do sapo, o bardo inglês arrastado na lama, o Veríssimo e o Jabor, esses então ui, nem se fala, pobrezinhos...e o Chaplin tb, virou pensador...Ai, chega dói a alma. Tudo bem, tb não sei tudo, não conheço todos os textos do mundo, nem todos os escritores do universo, mas esses, os manjados, os que viveram no século XVIII como Shakespeare não podem ter usado esse linguajar chulo de hj em dia...não pode, não dá! E é isso Rê amada, um dia, quem sabe um dia, chegamos aos pés dos nossos irmãos portugas? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Eita Rodolfo, matou a pau! É isso mesmo...tá cheio de pirita...(nunca tinha ouvido essa palavra, tá vendo? blog tb é cultura...)é o que mais tem. Ouro mesmo, tá difícil meu amigo. Quem tem seu tesouro entre os amigos que segure-os e não os largue de jeito nenhum, pq o que mais se vê é gente que se diz leitora, mas é ledora e, o pior, não sabem a diferença entre os dois...rsrs beijão querido!

Glorinha L de Lion disse...

Ih Livinha, não esquenta não...tô cansada de escrever depressa e sair um monte de coisa errada...é, mas a gente precisa prestar atenção quando escreve pra escrever direitinho e depois poder falar mal de quem escreve errado...heheheh beijão linda!

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Macá, quem lê muito, como o seu marido, a Jussara, como eu e tantos outros, sabe ver quando um texto não é daquele autor...chega a gritar...tem algo que destoa, chama mesmo a atenção. Claro que não posso querer que todo mundo seja assim, mas um mínimo de atenção, de conhecimento...saber que aquele autor não poderia ter escrito assim pq é antigo, escrevia com palavras mais pomposas, etc etc...mas tem que ter feelling mesmo, e isso aí só se aprende com o tempo e muita, muita leitura, mas não serve Paulos Coelhos nem Zíbias, etc, etc....É preciso o tal estofo de que falo tanto, beijão querida,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Paula, que gentil. Obrigada tb pela visita, beijinhos,

Eduardo disse...

Gente, relaxem! Claro que eh muito mais facil recorrer a internet do que ler, porem o risco eh grande e "shit happens!". Nao se estressem, nao faz mal; pelo menos a pessoa leu alguma coisa e quem sabe depois vai descobrir o erro. Melhor um passo incerto depois do outro do que ficar sentado sem andar. Se alguem errou e por acaso um outro sabe o certo eh so avisar e pronto. Glorinha, entendo voce mas lembre-se de que estresse faz mal. Voce viu que dia bonito que foi hoje?
Um abraco
Shrek

Glorinha L de Lion disse...

Uai, e quem está estressado aqui Eduardo? Estamos discutindo em alto nível o baixo nível alheio e isso é bom demais...desopila o fígado...experimenta, vai...rsrs E, by the way o dia hoje foi lindo mesmo, aqui fez até calor! beijão,

ManDrag disse...

A internet é uma faca de dois gumes; tanto pode educar como deseducar.
Também eu por vezes apanho cada susto com as asneiras que encontro propagadas, mesmo em sites que deveriam ter mais cuidado na informação que passam (como a Wikipedia, p.ex.).
Mas é o que temos. Cabe a cada um ser mais esperto e procurar confirmação em várias fontes.

Abraços

Maria Izabel Viégas disse...

Glorinha querida,
só uma ressalva, as mensagens a que me referi não são mensagens de espíritas, tipo as psicografadas por Chico Xavier, de nível moral e excelência.
Há textos , infelizmente, de 'espiritados' bem esquisitos.
O que está em moda é um sensacionalismo barato de esotéricos e de seitas loucas.Tipo comércio barato. Totalmente sem noção. Mesmo que o mundo acabe em dezembro de 2012 como dizem uma grupo que interpreta as profecias maias, nada é motivo para assombrar pessoas, spalhar o medo. isto porque ninguém melhora sua conduta só porque o mundo vai acabar. Ou não como diz Caetano, ;)
Um beijinho no coração!

Glorinha L de Lion disse...

É verdade, amigo Man Drag...é o que temos, fazer o que?
Alertar para os erros é o que cabe a quem enxerga, embora muitos odeiem saber que erraram...rsrs beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Bem, querida Izabel San, eu sou suspeita pra falar sobre livros espíritas e não quero polemizar com vc, minha amiga querida....comentário aceito, mas não vou argumentar, pois discordo...enfim, sempre amigas! rsrs beijos,