quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O Mundo Mágico de Escher

Eu já conhecia algumas obras de Escher, através de livros e gravuras, mas não profundamente.
Ontem fiquei fascinada.
Maurits Cornelis Escher (1898-1972) nasceu na Holanda. Artista gráfico que se iniciou na arquitetura e fascinou-se com a gravura, através da xilogravura e da litografia, foi um homem genial. Construiu mundos impossíveis, irreais, e, talvez por isso mesmo, extraordinários.
Seu conhecimento de matemática era restrito, mas, intuitivamente, construiu verdadeiros tratados matemáticos através de seus desenhos que desafiam a lógica e nos pregam peças devido às ilusões de ótica das quais faz uso contínuo.
Nessa exposição, com 92 obras do artista, entra-se num mundo mágico, cuja observação atenta nos leva, mesmo sem ler as explicações adjacentes às obras, à um mundo paralelo, onde podemos ficar minutos parados diante de uma gravura procurando ver tudo o que há subliminarmente mostrado, como num jogo de ilusões. Às vezes se vê de imediato o jogo que ele propõe, noutras, precisamos ficar olhando alguns segundos até conseguir enxergar.
Lizard

A exposição é como um grande desafio, onde a cada gravura, vai-se descortinando um horizonte novo, um novo olhar. Basta olharmos novamente e vemos a obra de outra maneira.Olhamos de novo e a vemos diferente...

Moebios Birds

O que me encantou, além das mandalas em quase todas as suas gravuras, foi como ele brincava com o símbolo do infinito...
Sky-Water

As metamorfoses, onde aves viram peixes e peixes saem voando para virar aves...como se nada tivesse fim.
Matemática pura...E até eu que nunca fui fã dessa matéria, ao visitar a exposição constatei que a natureza é matemática com suas geometrias perfeitas, suas mandalas únicas, como uma impressão digital que nunca é igual à outra...
Drawing Hands

Escher usava também a técnica do espelhamento (com espelhos) para reproduzir obras inusitadas, vistas por ângulos geniais.
A exposição conta também com filmes, telas com efeitos óticos, desenhos, instalações, como aquela em que fiquei gigante e minha filha minúscula, e vice versa. Essa, tem até fila para tirar fotos!
Enfim, uma exposição imperdível para quem gosta de arte.
Aqui no Rio a exposição permanecerá até março e depois irá para São Paulo, onde ficará até julho.
Quem quiser saber mais sobre esse artista genial, pode ver aqui.

42 comentários:

Jussara Gehrke disse...

Glorinha,

é tão lindo seu blog que é um grande prazer te visitar e sempre com coisas legais, acho interessantíssima a obra de Escher, os desenhos enigmáticos com perspectivas são o máximo, imagino que a exposição deve ser linda mesmo, adorei as fotos!

bjs
Ju

Glorinha L de Lion disse...

Oi Jussara, obrigada, a exposição foi uma "viagem" muito legal mesmo a esse mundo mágico de Escher...beijos,

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que delícia essa exposição, tá um sarro a foto de vcs na casinha rs.

Ja me veio na cachola blogagem coletiva baseada nas imagens desse post, hahaha, olha eu o doido.

incrível, é uma matemática paupável (e muito mais agradável, pq eu não gosto de exatas, sou uma negação)

mais uma que aprendo aqui...
e claro, adorei o passeio, gosto muito de arte.
se tiver mais coisas pra conte, sim, conte, eu quero sim munido do meu café com bolo.

bom dia

Taddeu Vargas disse...

Olá Glorinha, fazia um tempo que eu não vinha aqui, mas, novamente, fiquei encantado com o teu blog. Bonito e com matérias muito interessantes. Parabéns! Abraço forte e uma vela e feliz quinta-feira.

Bordados e Retalhos disse...

Kkkkkkkkkkkkkk. Que mico, escrevi errado no comentário do post abaixo o nome do autor das obras dessa exposição. Imperdoável. Foi mal Glorinha. Agora só chorando, snif, snif..Bjs

Malu Machado disse...

Glorinha, que bela exposição! E pelas fotos vc curtiu muito ein? kkk

Vou ficar de olho neste trabalho.

Há, uma dica, veja o documentário do Vick Muniz Lixo Extraordinário. Vc vai amar.

Bjs

Glorinha L de Lion disse...

Oi Alê, pensa que eu tb não pensei logo nisso? Ia ser uma viagem, ein? Imaginou as loucuras que iriam sair dessas gravuras, cada um vendo de um jeito? Vou pensar no assunto...mas a querida Macá tb me fez uma proposta de uma coletiva bem legal. Estou recebendo tantas propostas...será que ninguém aí conhece uma editora ou editor pra me fazer uma proposta tb não, ein? hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Tadeu, obrigada pela visita, fico feliz em tê-lo por aqui, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Acontece, vivo errando a digitação, não pq naõ saiba, mas pq às vezes sai errado mesmo...outras vezes pq escrevi mesmo errado...ah amiga, acontece com todo mundo...liga não! beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Malu, tava precisando sair um pouco de casca e rir um bocado...fiz isso e voltei de alma renovada...nada como a arte pra fazer isso com a gente..,..quanto ao filme, já estava na minha lista de coisas a fazer...vou ver sim! beijos,

Zélia Guardiano disse...

Maravilha, minha querida Glorinha!
Tomara que julho chegue logo...
Grata por repartir comigo esta riqueza!
Abraço bem apertado, amiga.

Glorinha L de Lion disse...

Ainda vai demorar um pouquinho, mas vale a pena ir ver Zélia! beijos,

Misturação - Ana Karla disse...

Glorinha eu viajo quando vejo essas maravilhas.
Posso dizer que é mesmo um espetáculo.
Gostei da fotinha de vocês.rss
Xeros

MARCELO DALLA disse...

Querida!!!!!!! Saudades!!!!!!
Que legal essa exposição, sou fã do Escher, queria muito ir tb... aqui deu pra sentir um pouco o gostinho.
Gostei do blog, tá mais clean!!!
bjossssssssss

Glorinha L de Lion disse...

Xerosa querida, foi mesmo muito legal! Blog tb é cultura, né? hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Marcelo querido...tô sumida...mas vc tb tá, então, tô perdoada...hehe
Olha, em julho ela vai pra Sampa, vc vai poder ver e se deliciar...é imperdível mesmo! beijão,

Manuela Freitas disse...

Olá querida Glorinha,
Que fantástica exposição, que «raivinha» de não estar contigo e que satisfação saber que sai, que vai ver coisas estimulantes e que areja corpo e espírito.
Voilá c'est la Vie!!
Beijos,
Manu

William Garibaldi disse...

As belas obras de artye destas imagens são mãe e filha!
Ah e Escher...?
Bonzinho!...
rssss
Meus respeitos.
Boa tarde!
Que requinte estas postagens!

William Garibaldi disse...

Voltei pra dizer que somos todos humanos mesmo, e que não devemos mesmo nos envergonhar de nos entristecer, cair, chorar, gritar!
Super Glorinha!
Isto Ai!
Sempre recomecemos!
Abraço!

Kelly disse...

Adoro vir aqui, sempre saio me sentindo mais intelectual rsrs. Lindas as fotos, beijos

Macá disse...

Glorinha
Vou adorar ver essa exposição aqui. Eu conheço algumas coisas, mas meu marido adora as obras dele.
Que bom ver você com essa carinha feliz.
beijos

lolipop disse...

Oi amiga querida...
Sou admiradora do trabalho de Escher faz tempo. Essa exposição deve ser mesmo imperdível...
E a foto de mãe e filha está FAB!
CARINHOSSSSSS

otilia cristina disse...

NOSSA COMO A GENTE PERDE EM NÃO MORAR NESSE MUNDO AI...NOSSO ESTADO AQUI FICA TANTO A DESEJAR DE ARTES..DE EXPOSIÇÕES...DE TUDO...EU VI UMA REPORTAGEM SOBRE ESSE ARTISTA ESCHER ..E AQUELA GRAVURA DAS MÃOS ACHEI INCRIVEL ..COMO AQUELES LAGARTOS QUE NA PRIMEIRA VEZ QUE OLHAMOS NÃO ENXEGAMOS NADA..KKK..OLHA SABE EU NUNCA FUI A MUSEUS ..EXPOSIÇÕES ASSIM ATE POR QUE TEM 25 ANOS QUE VIVO AQUI E NÃO VIAJO MUITO...VOU AO INTERIOR DE SÃO PAULO E AS VEZES A PRAIA MAS É POUCO...PENSO QUE SE TIVESSE MAIS JEITO EU IRIA ASSISTIR PEÇAS..COMO UMA QUE EU SONHAVA VER COM PAULO AUTRAN REI LEAR... E O CEU PODE ESPERAR COM ELE TAMBEM QUE JAMAIS VOU VER ...ASSIM GRAÇAS A DEUS ENCONTREI SEU BLOG QUE MATO MINHA VONTADE DAQUI MESMO....VENDO AS COISAS QUE VOCE NOS PRESENTEIA ..
BEIJOS QUERIDA
ADOREI..
OTILIA

Glorinha L de Lion disse...

E eu, querida Manu, iria adorar ter-te como companhia numa ida a um museu ou exposição...ainda iremos amiga, tenho certeza disso!
Grande beijo,

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKK William, vc anda de ótimo humor...e me contagia sabia? Pois querido, vá ver e tire uma foto na "casinha" pra gente ver vc gigantão tb! hehehe, mas só vale se levar alguém pra ficar minusclinho e fazer par contigo! hehehe Obrigada pela parte que me toca...mas beleza mesmo é minha filha...ô garota bonita sô! hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é, William, a gente precisa aprender que nossa humanidade é comum à todos...todos tem seus momentos de dor e alegria...faz parte do viver, né? Obrigada pela força meu querido, beijocas,

Glorinha L de Lion disse...

Que bom Kelly que faço as pessoas se sentirem bem vindo aqui, beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Macá querida, ele é incrível né? Vai mesmo, quando a exposição chegar aí, não deixe de ir não...E olha, ver arte transforma a tristeza em alegria...a arte é mesmo transformadora...impressionante, beijos, obrigada pela amizade!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Loli, tinha uma fila imeeeensa pra tirar foto na casinha do Escher...hehe todo mundo querendo ser gigante e "minusclinho"...hehe beijos querida!

Glorinha L de Lion disse...

Puxa Otília, seu comentário me tocou sabia?
É emocionante saber que de alguma forma levo alegria, alguma informação, coisas novas e bonitas pra pessoas que não tem acesso a esse tipo de arte ou de espetáculo.
Me sinto recompensada em saber que te deixei feliz, te informei, te mostrei algo que talvez nunca fosse saber...isso pra mim é uma das coisas que mais me empolga em blogar...Obrigada, hj foi vc quem me deu o presente! beijos,

Tati Pastorello disse...

Oi Glorinha, estou com água na boca para esta exposição. Como tinha marcado com minha prima para assistir em março iria esperar (ou não), mas não tinha pensado em ir com o Bê. Agora, lendo suas impressões, percebo que ele pode viver uma experiência marcante! Vou levá-lo, com certeza. O máximo mesmo. Fiquei daqui aguando... rsrsrs
E que bom que foi com a Thaís. Adorei vê-las neste passeio tão gostoso.
Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Tati, primeiro pensei, não, o Bê é muito pequeno...a exposição é beeem grande, ele vai se cansar, mas depois pensei: tem tanta coisa bacana lá, lugares pra ele entrar, tipo instalações...a exposição é muito lúdica, mas talvez vc é que não consiga ver tudo com calma. Mas aí, volta outro dia sem ele. Ele vai gostar sim! Eu adorei ir com a Thaís, a gente se diverte muito juntas...damos boas risadas, foi ótimo pra mim, que estava de baixo astral...beijão, bom passeio! Mas se puder vá durante a semana, sábado e domingo vai entupir de gente...ontem já estava muito cheio!

Isadora disse...

Glorinha, eu desconheço as obras dela mas pelos comentários bons que tenho lido e agora, aqui pelo blog me interessei.
Vou pesquisar para ver até quando ficará.
Um grande beijo

Carla Farinazzi disse...

Oi Glorinha!

Dica excelente, adorei as fotos, as gravuras, tudo.
Gostei muito de viajar com você nesse post e na arte de Escher.

Parabéns pela riqueza do post, como sempre costuma ser por aqui. Tanto que adoro visitá-la!! Gostei muito da Sky-Water. Talento e inteligência não são pra quem quer, né? E sim pra quem tem, rsrsrs! A nós, só resta aproveitar, apreciando tais obras com olhos da alma. Que coisa, não? Até mesmo a matemática pode ser apreciada com a alma.

Beijos

Carla

Glorinha L de Lion disse...

Oi Isa, tudo bem querida? Eu dei as informações no post...e não é "ela", é ele...acho que vc não leu tudo...rsrs acontece....beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Carla, até a matemática (que detesto, aliás) pode ser vista com outros olhos depois dessa exposição...interessantíssima a maneira que ele disseca e vira a geometria e a física do avesso. Fiquei maravilhada, obrigada por gostar de vir aqui, beijos,

Andréia souto disse...

Oi glorinha! Fiquei uma semana sem passar por aqui e quando passo, tá tudo muito mais lindo! Achei fantástico o quadro com os pássaros e peixes.Li esta semana na revista Lola, um pouco sobre o artista.
Parabéns pelo post.


Abraços, querida.

Nilce disse...

Amei Glorinha!
Fico aqui imaginando tudo mais desta exposição. Aguça o ver mais, a imaginação e o senso de descoberta.
É nessas horas que sinto tristeza por morar em uma cidade tão pequena e distante de centros maiores.
Mas é só nessa hora.
Na verdade, o marido de sobrenome "trabalho", (pra não dizer o nome da Empresa), nem quer viajar nos raros finais de semana que não vamos a Castro.
Fazer o quê? Ir só? Até dá, mas ter que voltar na 116 de madruga, não dá mesmo.

Bjs no coração!

Nilce

Lu Souza Brito disse...

Glorinha,

Que espetáculo de exposiçao. To aqui olhando as gravuras, a dos lagartos formando uam roseta é lindo!
Com minha altura (1,57m) só numa caixa dessa pra ficar grandona mesmo.
Ficou demais a foto sua com a Thais!
Beijos

Drika disse...

Nossa... que 10 isso, Glorinha! Deve ser muito divertido e 'mágico' ir a uma exposição assim...=)

Abraço no coração!! Grata por partilhar as fotos...

Bombom disse...

Em Novembro passado, tive a sorte de ver em Évora numa Exposição, muitos desses quadros de Escher. É impressionante o que ele faz com os seus desenhos! A imaginação, o raciocínio e o cálculo que são necessários a cada um deles! Achei fantástico aquele universo que ele pintou em que até o que está torcido e desnivelado, nos leva a outro patamar! Vale a pena ver e faz-nos meditar...
Bjs. Bombom

Lívia disse...

Nossa, amo o Escher, tanto que tenho até uma tattoo de uma das gravuras dele! =))
bjo!