terça-feira, 29 de março de 2011

Xixi do Adriano

Pegando carona num texto da amiga Chica, aqui, me lembrei de um fato engraçado da minha viagem à Roma.
Roma tem mais de duas mil e quinhentas fontes de água potável espalhadas pela cidade.
Vê-se, por todos os cantos da cidade, milhares de turistas enchendo suas garrafinhas e bebendo a água que jorra das milhares de torneirinhas das fontes de água potável, ininterruptamente. Há séculos que as águas correm por debaixo das ruas de Roma, vindo dos inúmeros aquedutos que sempre abundaram pela cidade e arredores.
Mas, eu dizia brincando ao meu marido, que aquelas águas que jorravam das bicas e fontes tinham ainda restos do xixi do Imperador Adriano e nós dois, rindo muito, comprávamos água mineral em garrafas....Ficava imaginando os aquedutos passando por debaixo das ruas, em meio às ruínas por debaixo dos meus pés. Imaginava os ratos andando pelos canos e andares abaixo da superfície de pedras antiquíssimas. Imaginava sempre, muitos andares e ruínas abaixo de mim, com minha imaginação fervilhante, como num desses documentários feitos pelo Nat Geo que mostram as cidades secretas por baixo das ruas, aquelas ruelas escuras que ninguém vê...
Um dia à noite, passeávamos pelo Pantheon, que já estava fechado, e vimos dezenas de ratazanas gordas e bem nutridas, passeando entre as ruínas externas, com certeza muito bem abastecidas de água potável também...
Fiquei cismada e não houve jeito de me fazerem beber a água das fontes, que por sinal, é geladíssima, mesmo no verão. Lavei meu rosto e mãos nelas, mas beber, não consegui.
Tirei essa foto, para mim, uma das mais belas da viagem, no Monte Palatino, uma das sete colinas de Roma, local, cuja lenda diz, foi erguida por Rômulo, a Cidade Eterna.
Reparem na pombinha pousada na beira da fonte, como se soubesse que ficaria eternizada na foto.
Para mim, essa foto simboliza meu amor por Roma. E mesmo quando falo brincando sobre ela, o faço com todo o amor que alguém é capaz de sentir por um lugar. Já contei outras vezes, aqui e aqui o quanto é enorme meu amor por Roma e como me identifiquei com essa cidade imediatamente no momento em que meus pés a tocaram pela primeira vez.
Quando eu voltar à Roma, não me importarei mais e brindarei ao meu retorno com um belo copo do xixi do Adriano, agora, já meu amigo íntimo e pessoal...

33 comentários:

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha adoro esas histórias de Roma e de outros países que vc visitou e nos presenteia aqui no Café com Bolo.Depois de ler, veio na minha memória a música dos Titãs, Epitáfio. A vida é tão curta né amiga? Tenho certeza que vc vai voltar lá pra viver momentos muitos especiais. ]Melhorou? Qualquer coisa manda e-mail. Bjs

Nilce disse...

E pensar que a Ângela está lá nesse momento. Ela está amando.
Ah, deve ser um retorno ao passado e eu tenho paixão por isso. Um dia eu chego lá e também vou beber "xixi do Adriano". rsrs

Adoro você minha linda.

Bjs no coração!

Nilce

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza que é amiga...Queria tanto um dia voltar lá...mas ainda volto sim. Obrigada por gostar das minhas estórias...beijos Gi querida,

Glorinha L de Lion disse...

Ai que felicidade! Quisera eu! E ela vai ficar quase um mês lá, né? Que vontade...mas um dia volto lá, tenho certeza! beijos Nilcita, obrigada,

Manuela Freitas disse...

OLá querida Glorinha,

Xixi do Adriano não digo, mas de ratazana deve ser à fartazana, eu por lá fui bebendo, porque apanhei muito calor, mas sobrevivi! rssss
Ai Roma...mas para voltar a Roma, terei que antes fazer um périplo por Itália, tenjo jogado todas as semanas na lotaria! rssssssss

Beijinhos querida amiga,
Manu

Bombom disse...

Roma também é uma cidade que povoa o meu imaginário. Gostava muito de um dia a poder visitar também.
Foi divertido "passear" contigo por esses recantos e imaginar o Xixi de Adriano, he,he!
Que esteja tudo bem contigo. Bjs. Bombom

welze disse...

quanto as costelinhas, tb gostamos delas na brasa. estou bem, está tudo caminhando bem. já estou com consulta para o procto e onco agendadas. vai dar tudo certo. estou tranquila, só quero que passe logo. tudo bem. beijo beijo beijo.

chica disse...

Adoro Roma, adorei morar lá e gostei muito da tua história por lá...Acontece cada uma! Eu não tomei nunca água das fontes, tinha nojo,srrs O Franco,maridão que é de lá, não entendia...Mas eu sou assim...

Obrigado por me citar aqui, fiquei feliz! beijos,mtudo de bom,chica( Tô precisando uma boa Água na cabeça pra relaxar de um dia daqueeeeeeeeeeeeeeeeeeeeles de matar!!!srsr)

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKKK pois é Manu, ratazanas tem aos montes....hehehe e mesmo assim a cidade é linda! Eu voltaria lá e andaria pela Itália de cabo a rabo e de fio a pavio, vamos?beijos querida amiga,

Glorinha L de Lion disse...

Bombom, tu aí tão perto, devias ir...que cidade amiga!...Deixei meu coração lá, enterrado numa curva do Tibre....beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Queridona, é isso aí. Sei que nem preciso te dizer isso, mas tua força é que emana pra todos nós. Bem Hajas, como dizem nossos amigos d'além mar! Bem Hajas mil vezes! beijão,

Glorinha L de Lion disse...

Chica, ainda bem que não fui só eu que cismei com aquela água...hehehe teu marido deve ter ficado muito espantado com isso....mas fazer o que? tb sou meio cheia de nojo pra essas coisas....INVEJA DE TI POR TER MORADO EM ROMA, ISSO SIM!beijos querida amiga,

Elvira disse...

Pois é Glorinha.

Eu não confio muito nessa história de água potável. Ainda mais com ratazanas gordinhas por perto ...

Bjs.
Elvira

Carla Farinazzi disse...

Lindo post, Glorinha.

Tenho o sonho de conhecer Roma, juntamente com Paris... quem sabe um dia. Por enquanto vou conhecendo os lugares por conta de textos como esse seu, que já me adianta o que preciso fazer, conhecer e provar, rsrsrsr.

No "Café Com Bolo & Poesia" encontrei certa tristeza num jardim... algo assim como a "descrença" que me assola ultimamente. Um algo parecido.
Essa ressonância me dá força, mas é preciso, quando se gosta de alguém, perguntar: está tudo bem?
Esta pergunta, não leve a mal, faz parte de mim, e é feita de modo especial, olhando-te os olhos, como se olha a um espelho.
Por tuas palavras se vê a força que você tem, é o que posso dizer no momento.

Beijos

Carla

Leo disse...

Ah, eu quero ir a Roma também!!

O prazer é todo meu Glorinha, vou seguir o cheiro do café!!!

Beijoss

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahahha Glorinha. vc não bebeu o elixir da felicidade, o mijo do Adriano? hahaha da próxima vez toma e vai ser daquelas que saem do pintinho dos anjinhos barrocos rs.

sei que a gente imagina essas coisas, mas acho que se realmente tivesse algum perigo eles avisariam, colocariam placas com "não beba", essas coisas rs. a gente tem trauma né, pq já viu cada uma na vida, então fica precavido. mas qdo voltar lá (eu sei q vc vai voltar) toma só um golinho mesmo rs.

aqui no Japão sempre pego água da fonte, é diferente, é bem gostosa, leve... geladinha. vem da montanha. tem mtos minerais, dizem q faz bem...

então anote ai, no próximo passeio à Roma, beber um mijinho do bão rs.

bjs e bom descanso ou bom dia

Luma Rosa disse...

No último dia 21 foi aniversário da fundação de Roma, sabia? Não vi comemoração alguma e acho que passou desapercebida para os atuais viventes da cidade.
Dizem que existe uma grande força, chamada espírito que nos rege e que faz várias pessoas pensarem igual e quem sabe você não entrou em conexão com esta grande festividade virtual? Sim, alguma coisa moveu seu pensamento para se lembrar dos dias de vida que passou lá!
Fiquei meio com nojinho dessa coisa de rato, mas sabe, em Paris algum ratinho deve estar tomando banho em uma caixa d'água e os habitantes tomando água das torneiras - Sei lá essa água que chega para nós. Poxa, fiquei com nojo de água e sabe por quê? Uma vez fui em uma mina d'agua e todos tomavam água dali, fechando as palmas das mãos. Minha mãe chegou e disse que no alto da montanha haviam vacas soltas que tomavam banho no córrego que levava água para a mina. Vê, esse mundo não é seguro! Pensou nos peixinhos e outros seres defecando nos rios? Ah, Glorinha! Isso não se faz! (rs*) Beijus,

Cucla disse...

Gatissima, tenho o maior receio do mundo com fonte seja de onde for.
Uma vez um conhecido contou que sei lá eu quem havia engolido uma cobrinha por tomar água de fonte, logo, odeioooooooooooo....

Glorinha L de Lion disse...

Acho que não deve mesmo Elvira, é mais garantido a água das garrafinhas, né?
beijos,

Roy Frenkiel disse...

Que bom, ai voce sera um pouco corinthiana! hehe

bjx

RF

Glorinha L de Lion disse...

Oi Carla, e eu sonho em voltar à Itália, à Portugal e conhecer Paris e Grécia...Humilde meu sonho não é? Mas é possível, claro, todos os sonhos são possíveis...agora mesmo, um dos meus sonhos está quase a se concretizar, falta pouco...Obrigada pelo carinho. Não ando numa fase muito boa comigo mesma, fora os problemas, inúmeros, pelos quais venho passando, mas isso é bobagem...logo passa. Problema é não ter saúde e isso, não posso me queixar....beijos querida,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Léo, vamos? Obrigada por gostar do meu café, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Alê, não bebi...mas joguei a moeda na Fontana de Trevi para poder voltar, isso fiz, com certeza...Sabe que até a água da Fontana é potável? Mas quem tem coragem de beber? No dia que fui ainda tinha uma fulana com os pés dentro da água...veio logo uma carabinieri e mandou ela sair...devia ser brasileira, folgada....hehehe
ui....beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lumita, não sabia não! É, acho que tenho mesmo uma conexão incrível com essa cidade! Quanto à agua tb tenho um certo nojinho. Não bebo qq água não! será frescura? bem, então sou fresca....hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Cluquíssima! Ui, cobra então, nem pensar! Aff chega a dar arrepios hehehe ....beijos,

Beth/Lilás disse...

Ahh, que foto bonita!
E beber o xixi do Adriano poderia ter lhe trazido sorte, quem sabe!
Da próxima, leva uma garrafinha e não esquenta, garnto que a água é mais pura do que estes garrafões que vendem por aqui, de águas que nem sei de onde vêm.
bjs cariocas

Lívia Azzi disse...

Vamos fazer um encontro de amigas lá e brindar o "xixi do Adriano"?!

Glorinha, apeteceu-me de deixar essa citação para você:

"A ficção é o único modo pelo qual a realidade se mostra real. O exagero é o único modo válido para fazer retratos bons, não exagerados, da realidade..." (Paulo Ghiraldelli, In: 'Filosofia, amores e companhia', p. 148)

Carinhos...

;-)

Lu Souza Brito disse...

Oi Glorinha,

Ah, eu sou fresquinha também (se é que isso é ser fresca). Mas eu acho que nao beberia não.
Você sabe que no sábado eu apostei na mega sena (eu sei que é só jogar dinheiro fora, mas jogo de vez em quando, vai que...né?) e dai eu comentei com meu marido que se eu ganhar algum dia, vou convidar você a Beth para uma viagem a Europa e olha só, pensei logo em Roma e Paris.Ele até achou engraçado eu dizer que convidaria alguém "do blog" e nao dos meus conhecidos de anos....
Não custa sonhar ne. Se eu ganhar ou tiver uma grana legal algum dia, o convite está feito, ahahahaha.
Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Pois é, beber o xixi do Adriano podia me dar a sorte de voltar mais vezes lá, ou quem sabe, realizar meu sonho, morar lá...mas não bebi, na próxima eu bebo....beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Roy, se eu bebesse o xixi "desse" Adriano de quem vc fala, com certeza morreria de overdose...rsrs aff, sou Flamenguista, meu amigo, carioca da gema...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Já imaginou Livinha? Nós todas lá, brindando em frente à Fontana di Trevi? Ai que sonho...mas não custa sonhar, né? Adorei a citação...a realidade é muito mais exagerada do que a ficção, não é mesmo? beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Ai Lu, que fofa...vai jogando sim. Quem não joga não ganha...eu por exemplo...Se eu fosse milionária faria um encontro das blogueiras mais queridas numa cidade assim. Quando eu ficar famosa, tipo um Paulo Coelho, miliardária com meus livros, faço isso, com certeza...Obrigada por ter se lembrado de mim e me incluir nos seus sonhos, vc é uma querida! Beijos,

Socorro Melo disse...

Adoro suas histórias. E acho que um dia, quando for a Roma, e me ver diante de uma dessas fontes, com certeza vou lembrar de você, e do xixi do Adriano, kkk


Beijos
Socorro Melo