segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A China Que Não Conhecemos

Sempre admirei a cultura chinesa, fosse sua medicina milenar, a delicadeza das chinesas, com suas peles de porcelana, ou sua arquitetura, jardins...afinal, esse povo tem história.
Mas, há alguns anos atrás, li um livro que se chama "Os Cisnes Selvagens" e conta a estória de 3 mulheres, de 3 gerações de uma mesma família, desde os tempos de Mao...Elas passam pela fome, miséria e depois, pelo horror da Revolução Cultural, até os anos 2000, acho, não tenho mais certeza em que ano o livro termina, mas é a estória real dessas mulheres e de todos os percalços por que passam nesses anos de chumbo...Fiquei horrorizada com o relato da escritora, a mais jovem da família.
Tempos depois, li outro livro sobre mulheres na China, "As Boas Mulheres Da China", cujo relato de como as mulheres são tratadas lá, me causou uma verdadeira mudança no meu modo de ver essa cultura, que eu julgava superior à ocidental, embora em termos culturais eu saiba que não se deve falar em superioridade ou inferioridade. Mas, o que me revoltou é a maneira como as mulheres são tratadas...até hoje, a sogra pode bater na nora se achar que ela fez algo que não tenha gostado...e o marido, idem. Isso é permitido!


Trabalho infantil...ainda hoje isso existe, principalmente fora dos grandes centros...

Foi com extrema dificuldade que consegui fotos desabonadoras, pois como se sabe, apesar da abertura da China, ainda hoje, a censura existe e o Estado é quem dita o que pode ou não ser filmado, fotografado ou divulgado...recentemente houve o caso de censura ao google e ao yahoo.


Essas são peônias, as flores-símbolo da China.

Estou lendo o livro "Laoway" da jornalista Sonia Bridi que foi correspondente da Globo na China durante 2 anos...e, confesso, há situações, no mínimo, esdrúxulas, descritas por ela...os chineses cospem, escarram, arrotam e soltam....gases! Falam com as pessoas, viram para o lado e escarram, se tiverem vontade de soltar puns, soltam e arrotos, idem...
Ela conta que viajar nos aviões por lá é uma verdadeira tortura, por causa do mal cheiro.
Nas ruas, o chão é cheio de cusparadas, algumas com aspecto tenebroso...imaginem que nojo!
Os banheiros públicos, pois quase não há banheiros nas casas, já que isso era considerado luxo, são fétidos, imundos e constam de um buraco no chão, onde se tem que acocorar, sem paredes, um ao lado do outro, sem a menor privacidade! Louças sanitárias só agora estão aparecendo por lá...pode ser que depois das Olimpíadas isso tenha melhorado bastante.

Flor de Pessegueiro
Mas, de todos os relatos que já ouvi sobre a China, o que mais me chocou, pela falta de respeito à privacidade e aos direitos humanos ( e nem vou falar aqui das execuções sumárias que existem até hoje...) foi do estilista mineiro Ronaldo Fraga, a quem admiro muito. Numa entrevista, eu o ouvi contando que foi à China tentar viabilizar a confecção de suas roupas numa fábrica chinesa.
Ao chegar lá, viu centenas de mulheres sentadas em máquinas de costura, cuja cadeira, tinha um penico, isso mesmo, um penico! embaixo...para elas não terem que parar de trabalhar nem um minuto! Se desse vontade de fazer xixi, faziam sentadas sem parar de costurar, e, se desse vontade de fazer o número 2, faziam ali também!
Ele desistiu na hora de fazer negócio com quem escraviza as pessoas a tal ponto, que as pobres tem que se aliviar sentadas, e, trabalhando! Imagino que nem calcinha devam usar para "facilitar" e não perder tempo tão precioso, abaixando-as....
Fiquei tão chocada com isso e com outras coisas que vi, como tirar a bile dos ursos, mantendo-os vivos, porque a bile é afrodisíaca ou algo que o valha, provocando imenso sofrimento no animal, confinado a vida toda até morrer de tanto sofrer!
Quanta barbárie! Vendo isso tudo, vejo como a humanidade está atrasada!
Quanto sofrimento ainda é impingido aos mais fracos, aos mais pobres, aos indefesos animais, aos que não tem voz no mundo.
Recomendo que leiam o livro da Sônia Bridi para entendermos um pouco esse país tão distante, tão diferente, tão corrupto quanto o nosso, mas ao mesmo tempo com milênios de estória e sabedoria, apesar de tantos horrores.
Embora a cultura seja milenar e tenha muitas coisas admiráveis, confesso que fiquei bastante impressionada e não sei se algum dia, se tivesse chance, visitaria a China.
Que me perdoem os chineses que moram no Brasil, certamente já aculturados e seus descendentes, mas nada disso é mentira, infelizmente.

15 comentários:

Fatima disse...

Glorinha,
sendo professora de história esta China eu tb já conhecia e para contribuir com suas leituras recomendo o livro:
"Adeus China", de Li Cunxin.
Bjs.

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha, já li o livro da Xinran, As boas mulheres da China e fiqeui muito impressionada. Não li o da Sônia Bridi (estou doida pra ler) e nem o primeiro que vc indicou (vai entrar pra minha lista). Li Adeus, China: o Último Bailarino de Mao e também fiquei impressionada com as coisas que o autor conta sobre a revolução Cultural, a miséria do povo e tudo mais. De qualquer forma adoro leitura que falam de outras culturas e até entendo que para nós é difícil aceitar e entender certas coisas. mas Direitos Humanos são Direitos que não podemos abrir mão e nem mesmo a cultura pode estar acima deles. Muito bom o post. Bjs

Açuti disse...

Oiii Glorinha,

nossa horrivel tudo isso!!!

Bom, passando pra te desejar uma excelente semana!!

bjkss

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha
Permitir a violencia é uma prova de grande inferioridade moral, pobres mulheres.
Procuro nao comprar nada da China, pelos inumeros trabalhos escravos que existem ali!
Amiga, a parte "suja" que voce descreveu, preferi nao ler pois meu estomago é fraco -hehehe!
Esta do urso eu nao sabia, fiquei chocada.
Que triste realidade.
Um abraço
Léia

angela disse...

triste demais, por ser real. bjs

Vicentina disse...

Glorinha, que horror, acho que vivo no céu.
Pobres chineses, por isto mandam tantas coisas baratas para vender no mundo inteiro.
Vou procurar e comprar o livro da Sonia Bridi pra ler.
Bjs

Cris França disse...

Glorinha, passei pra deixar um beijo, passei ontem na verdade, só não deixei comentários, porque vc sabe né Glorinha foi feita pra gente ler com calma, saboreando, mas ja adianta que a poesia da Luiza esta maravilhosa para se ler e reler.
Então volto com mais calma. bjo grande querida! saudade enorme!

Dan disse...

Oi Glorinha,

Os poderosos conseguiram colocar o povo chinês na mais absurda das trevas. Acabando com uma cultura milenar.

Abraços

Renata Boechat disse...

Apesar de todos os pesares, de toda a imundície, inclusive moral e política,é um dos destinos que está na minha lista para conhecer...são milênios de história e de vidas que infelizmente chegaram até essa triste realidade...mas eu acho, não tenho absoluta certeza que vale à pena ser visto, mesmo que tenhamos que sem querer, querendo, fechar nossos olhos à realidade fria e cruel!

Quanto aos livros, ótimas e valiosas dicas,thank´s!

angela disse...

Glorinha, parabens pelos 100 seguidores! vc merece muito...
bem busquei seu e mail e não localizei, se tiver alguma duvida entre no meu que está no blog.
o site da proteção, free, é este http://myfreecopyright.com/ foi muito simples, se precisar de ajuda estarei por aqui. bjs

Beth/Lilás disse...

Web-mana, querida!
Também li o livro As boas Mulheres da China da Xinran, asism como A Montanha e o Rio de Da Chen, adoro literatura sobre a China e, ocnfesso, até visitaria, mas realmente o sofrimento a que eles estão causando a tantas pessoas para seu crescimento financeiro me enoja. Fiquei horrorizada com essa história das mulheres trabalharem escravizadas desse jeito.
Tenho outro livro pra ler sobre a China do século III AC, comecei e parei, mas tem coisas muito esquisitas também que forjaram o destino do poderoso Império Chinês e que tenho que retomar esta leitura com mais calma, fora deste período conturbado de férias e verão.
bjs cariocas

Beth/Lilás disse...

Ainda sobre a China, vc por um acaso viu esta foto e reportagem?

http://estoriasdedesabafo.blogspot.com/2010/02/acorrentado.html

bjs

jmariakennedy disse...

Glorinha vc termina seu post dizendo q nada é mentira e é verdade. Gosto mto de estudar história e pesquisar a história pq sabemos qta coisa é inverdade né? Mas, as barbáries chinesas, q mtos culpam o comunismo, na verdade sp existiram. Se vc se aprofundar em leituras que descrevem as dinastias vai chorar. Aliás, imperadores, reis, czares, foram mto cruéis e as mulheres sp ficavam na sombra, qdo não apanhavam e tinham q se subjugar aos maridos. As exceções foram bem poucas. Mas, o pior q eu acho, é que até hoje, certas "culturas" ainda primam pelo barbarismo. Você não viu a entrevista da embaixatriz no Haiti q perguntou às haitianas o pq de tantos filhos? resp: pq qdo estamos grávidas não apanhamos dos maridos... Aliás as crianças tb são espancadas pelos pais. Pais q não compram leite p/ os filhos pq preferem comprar armas!
bjsss... judy

Manuela Freitas disse...

Olá querida Glorinha,
Estou a utilizar o computador portátil, mas tenho pouco traquejo e vou escrever pouco. O outro computador está sem anti-virus, comprei outro, mas há qualquer coisa errada, porque não entra e eu segui as instruções!...
Sobre A China, de facto tudo que dizes é verdade, lá não existem direitos humanos, existe é muita barbaridade, mas passam aquela imagem de serenidade, exotismo,do culto pela natureza com paisagens idílicas...e parece assim um fascínio!...
Bjinhos,
Manuela

Paula Pacheco disse...

Amiga que post maravilhosooooooo, sobre a minha descendência, amei..país que se evidenciou nas Olimpidas, crescendo economicamente a mais de 8% ao mês, consumidora mundial de aço, minérios, soja etc...todas marcas textêis, calçadistas estão por lá, de brinquedos, relogios, oculos também. Mas pena que em contrapartida essa cultura milenar de comer cachorro, bater nas mulheres, escarrar, arrotar na mesa a qualquer hora (minha avozinha linda fazia isso, nos riamos, fazer o que? brigar com ela?), soltar "pum" seja verdadeira...acho que vc não citou sobre ter os pés pequenos??? Antigamente elas eram obrigadas a usar sapatos sempre pequenos e apertados, pois assim era bonito aos olhos dos chineses imagina que crueldade, mas como outra cultura qualquer muitos são vistos a olhos grossos principalemnte pelo ocidente...
Ganhei o o livro de uma amiga sobre "as boas mulheresa da China"e o da Sonia Bridi gostaria de um dia comprar e devorar o livro...por um lado a China cresce e muitos jovens não tem mais estes hábitos super antigos, mas em muitos locais a pobreza impera, e o absurdo de tudo é a censura, em joranis, livros, internet...como vc mencionou, um absurdo tudo passa pelo unico partido do governo, o Partido Comunista, já pesnou o Brasil com um unico partido? hahahaha ia ser engraçado cada um querendo pegar o seu de qualquer jeito,
amiga escrevi muito, é um assunto que eu adoro é sobre a China...
bjs otimo dia