segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O Beijo Gay E Os Hipócritas


Isso é atentado ao pudor?

Duas meninas se beijavam num barzinho...um homem, incomodado com a demonstração de carinho entre duas mulheres, chamou a polícia e foram todos parar na delegacia.
Felizmente, elas foram liberadas e o delegado não achou que um beijo fosse atentado ao pudor ou coisa que o valha.
Isso aconteceu ontem, na Zona Sul do Rio!


É estarrecedor, que, na mesma cidade onde, durante uma semana se viu mulheres nuas em pelo, sambando e balançando seios, bundas e fios dentais ou como essa deusa aí em baixo, com tudo, tudo mesmo, de fora, um beijo gay ainda cause tanta comoção.
Porque esse homem se sentiu tão incomodado?
Porque um simples beijo causa tanto rebuliço numa cidade onde todo mundo vai à praia com biquínis ínfimos?
O Rio é considerado um dos melhores destinos gays do mundo...há points nas praias onde a comunidade gay se reúne...e, no entanto, um beijo transtorna uma pessoa a ponto de chamar a polícia...Não entendo, simplesmente não entendo...


E isso, é atentado ao pudor?


Aí é que vemos a hipocrisia da sociedade onde vivemos. Mulher nua de todos os jeitos se requebrando, abaixando, mostrando tudo, todo mundo acha bonito...é carnaval, tudo é permitido, nenhuma nudez é considerada atentado ao pudor, nem mesmo, quando uma das "musas" do carnaval desfilou só com um tapa sexo e, trazia escritos em seu corpo nu, coberto com tinta, nomes de ruas do bairro onde morava... Estratégicamente, atrás, perto da "saída de emergência", havia uma seta, indicando: "Buraco Quente", que é também um local desse bairro...seria isso algo de gosto duvidoso, para dizer o mínimo, ou atentado ao pudor?

Essa famosa cena de beijo foi considerada na época uma cena muito "quente" e erótica...



Outra foto famosíssima, da época da guerra...um beijo, um encontro, carinho, afeto...
E essa foto, seria na época, atentado ao pudor?


Porque incomoda tanto às pessoas ver a felicidade dos outros?
Tudo bem que ninguém precisa ficar dando beijo de língua no meio da rua...acho que é uma coisa maravilhosa de se fazer quando se está sozinho com quem se ama, não é preciso ficar dando showzinho pra ninguém...mas quando alguém quer se beijar em público é problema dele e da outra pessoa.
Ninguém tem nada com isso...pouco importando se é entre duas mulheres, dois homens ou entre um homem e uma mulher...
Quem faz esse tipo de denúncia, talvez (e eu disse, talvez) fique babando quando uma mulher passa ou sonha todas as noites com a fantasia mais comum a todos os homens: assistir a duas mulheres fazendo amor...Ou então, quem sabe, é um gay que ainda não saiu do "armário" e lança sua ira sobre quem tem sua sexualidade bem resolvida. Não estou dizendo que ele seja, mas sim, que a maioria das pessoas que se incomodam com a sexualidade alheia, deveriam fazer uma auto análise e procurar saber se sua sexualidade está bem resolvida.
Hipocrisia sexual não combina com essa cidade, com sua pemissividade e nem com seus habitantes que não dão a mínima nem para celebridades ou gente famosa...o carioca é blasé com essas coisas...daí minha perplexidade quando fico sabendo de atitudes como a dessa pessoa.
O que acho triste e que atenta ao pudor, no meu entender, são crianças sendo expostas, diariamente, às baixarias das letras de "músicas" funk, que falam de sexo no mais baixo calão, com seu gestual que imita uma relação sexual, com letras machistas onde a mulher é sempre objeto...são as músicas e os vídeo-clipes importados que apelam a todo tipo de erotismo e que passam na Tv a qualquer hora...
Um puro, inocente e amoroso beijo não deveria chocar quem quer que fosse.
Seja ele gay, bi ou hétero.

24 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Oi Glorinha
Mas quanta hipocrisia!
Adorei a tua pergunta: "Porque esse homem se sentiu tão incomodado?"
Concordo com tuas supostas respostas.

Tive um amigo super machista e galinha (mulherengo mesmo), eu tinha muita do' da mulher dele, depois descobri que seu filho é gay e morava em outra cidade. Ai' entendi tudo!
Bjos
Léia

Yoyo Pizy disse...

Eu também fico impressionada com tamanha hipocrisia!
Isso me faz lembrar de um fato ocorrido há um certo tempo, quando as dançarinas de "Can Can" vieram à São Paulo fazer um show e foram impedidas pq um certo juiz julgou que os seios das moças, à mostra, era um atentado violento ao pudor.Fiquei tão indignada quanto você está agora e pensei exatamente a mesma coisa: "as mulhers nuas no carnaval, as letras de música funk, as danças de alguns grupos na TV em qualquer horário...Tudo isso pode? Só pq o corpo e a imagem das mulheres são "vendidas" como simples mercadorias?
Ah! Faça-me o favor!!!
Então eu me pergunto: "que país é esse?" É muuuuita hipocrisia, mesmo!

Dan disse...

Oi Glorinha,



Concordo com tudo que você disse.
Preconceito é uma coisa nefasta. Os preconceituosos devem ter se deliciado com mulheres nuas no carnaval. Mas conviver com a diferença ao seu lado, aí é duro...
Deixe cada um viver como quer e pode, quem somos nós para julgar?


Abraços

Taia Assunção disse...

Aplausos de pé para você Glorinha. Belíssimo texto. Eu e a filha mais velha o lemos juntas. Excelente. Beijocas!

Claudia Bins (Cacau) disse...

Glorinha, análise perfeita! Hipocrisia total em um país (ou cidade) onde vergonha deveria ser tomar o que não lhe pertence (em todos os níveis, do público ao privado)ao invés de falso moralismo.

Sem palavras pra descrever o que leva uma pessoa a tomar tal atitude. Que vá pra casa curar sua doença e sua frustração... que infelicidade, felizmente, não pega.

Beijoca,

Cacau

Clarinha disse...

PARABÉNS, parabéns, parabéns!!!
Concordo com TUDO que vc escreveu!
AMEI!!!!!!!!!!!!!!!
Rashmi

welze disse...

olá minha deusa. e as dores foram embora com o carnaval? espero que sim. Quanto aos mijões, como fui muito ao Rio, fiquei freguesa dos banheiros quase subterraneos na praia. Bebia muito líquido e ia muito ao banheiro. Gastava um dinheirão com isso. Mas se fossem os fraldões, eu precissaria ir ao mar, pois jamais, em tempo algum conseguiria por mais apertada que estivesse usar esses fraldões. Senhor da Glória. Só para homens e olha lá. E sobre os beijos, "gueis" ou não, me incomodam um pouco. quando são trocados aqueles beijões que vc não sabe onde termina o rosto de um e começa o do outro, em lugares como restaurantes, fila de bancos, comércio em geral, igrejas, hospitais, enfim, lugares onde circulam pessoas de todas as idades e pensamentos, realmente me incomodam. Nada que eu não resolva simplesmente saindo a francesa. Mas como gosto muito da coisa, e amo beijar, e não me deixo levar pela vontade em qq lugar, acho que não custa nada, esse ato tão delicioso ser guardado para maior intimidade. Não que não dê meus beijos na rua, fora de casa em qualquer lugar que me dê vontade, mas nada que escandalize ninguém. Só mesmo demonstração de carinho. Isso é tudo de bom. quem não gosta não sabe o que está perdendo.

Anônimo disse...

Glorinha moro no Japão e leio sempre seu blog, encontrei-o por acaso e fiquei apaixonada.
Sempre que entro me pego pensando o que a Glorinha tem pra falar hoje??É como se nos conhecessemos.(risos)
Parabéns pelo blog e o post está perfeito; quanta hipocrisia.

Beijos
Angélica

Marliborges disse...

Glorinha, muito bom seu texto. O tal homem que sentiu-se tão incomodado, certamente ficou com inveja, prefiro pensar assim, pois do contrário..., sabe de uma coisa, ele bem que merecia uma lição! Pessoas preconceituosas tem mais é que sumir de circulação, evaporar-se, escafeder-se, darem o fora, ou coisa que o valha, pois nosso planeta não pode mais abrigar gente desse naipe. Desculpe amiga, fico muito indignada, não consigo tolerar pré(conceitos). Um beijo grande.

Beth/Lilás disse...

Web-mana, vc falou e disse!
Somos verdadeiramente um povo hipócrita, permitimos coisas que nunca seriam aceitas lá fora, até mesmo nos países mais descolados e modernos.
Agora, pera lá, beijo gay ou hetero o que que eu tenho com isso!?
O cara deve ser um revoltado, um completo infeliz que sonha todos os dias com o Gianechini, mas não tem coragem de assumir. hehe
E se formos analisar as cenas de carnaval vistas este ano na tv ou nos meios de comunicação, aí sim, concordo que deveriam censurar, afinal uma mulher peladona com posições pra lá de eróticas numa capa de banca de revistas estampada para todo mundo ver, inclusive crianças, isto sim deveria render assunto e críticas.
Quanto aos clipes da MTV hoje em dia, em qualquer horário, podemos ver cenas explícitas de lesbianismo, festas gays, incitação ao sexo sem segurança e outra cosita más.
Noutro dia, enquanto malhava na academia, via um clipe da Shakira que era um escândalo, depois em seguida outro de uma cantorazinha americana que dizia que tinha beijado e ficado com garotas e que era tudo de bom, depois mais um clipe de um cara na cama com duas garotas e dizendo que gostava de fazer sexo e que era o melhor da vida, mais um com a Angie e outro com a maluca da Lady Gaga incitando sexo e drogas. Isso pode!
Desfilar pelado na avenida, pode.
Mas, beijo não pode!
Ah, fala sério, que país é este!?
bjs cariocas (será que pode?)

Glorinha disse...

Xará,

O destaque do meu Blog tb foi esse tal beijo que 'chocou' o vovô que ainda por cima não quis se identificar!
Ah pelo amor da santa! Como bem dito a uma semana atras bundas não eram atentados ao puder era excesso de saúde. Falso moralismo!

p.s: Tb fiquei arrasado q nossa Viradouro tenha caido, que coisa ne!
bjooo

Manuela Freitas disse...

Olá Glorinha,
Tu disseste tudo e bem, aliás quando abordas algum assunto nunca é pela superficie.
O que se passa aí, passa-se também por cá. Aí o senhor sentiu-se incomodado, por cá quando os gays são topados em público, são sempre muito «gozados». Claro que isto não é geral. Queres saber a melhor? Quando a Assembleia da República aprovou o casamento dos homossexuais, muitos se juntaram à porta, mas estavam proibidos de festejar beijando-se. Há de facto ainda muito preconceito e hipocrisia. Eu quando vejo alguma manifestação de carinho na rua, seja hetero ou homo, o que habitualmente faço é olhar em frente ou para outro lado...eu já outro dia dizia, que a minha divisa na vida é viver e deixar viver e que cada um viva como goste.
Beijinhos.
Manú

jefhcardoso disse...

Estive no blog da Astrid onde tomei conhecimento da história de uma sensível artesã. Não sabia das dificuldades do ofício, como o aumento da dificuldade devido ao forte calor do verão; os trabalhos dela são lindos!
Conheci também um pouco mais de Pitágoras ao ler a postagem da Astrid. Li sobre o programa que lhe rendia rosas, e foi lá no “A Dinâmica do Invisível” que encontrei o seu rosto no quadro de seguidores.
Então quero lhe convidar a conhecer o meu blog http://jefhcardoso.blogspot.com e quem sabe ganhar mais uma amiga para o meu lugar.
Obrigado pela atenção e abraço: Jefhcardoso.

Edna Fadinha disse...

Com certeza esse senhor que ficou indignado com o beijo Gay deve ter pulado o carnaval ao lado de mulheres semi nuas.Vai entender né?
Bjs

Nane Cabral disse...

Glorinha querida, falou tudo, hipocrisia nua e crua, e tem mais essa pessoa que denunciou tem despeito por não ser feliz, por isso se incomoda com a felicidade alheia. Ai ai, ainda temos que nos deparar com esse tipo de coisa. Bjos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

Lidia Ferreira disse...

Pois e amiga , disser mais o que né , concordo com vc em tudo
Belíssimo texto
bjs

Silvia Masc disse...

Me fez lembrar de um personagem do filme Beleza Americana, sinceramente, NÂO confio em pessoas patrulheiras e preconceituosas, tenho certeza que são absolutamente "mal e mau" resolvidas.
Excelente o seu texto.
beijinho

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Apoiadíssima nas palavras verdadeiras.
Chega de tanta hipocrisia!
Um xero grande!

cantinho she disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk que gostosa coincidência de post entre a gente, querida! Afinal beijo é delicioso, né?
Bem, Glorinha, eu amei a forma que vc colocou o assunto...só tenho uma coisa pra falar sobre esse cidadão... quem mais faz alarde é quem MAIS TEM TETO DE VIDRO!
Beijooooooo e parabéns pelo texto! ;)

Cris França disse...

Glorinha, hipocrisia é o que mais se ve no mundo hoje em dia, a gente respira preconceito e hiprocisia todos os dias, e ai de quem quiser tentar ser feliz nos dias de hoje então.
Logo logo aparecem os vampiros negros sugadores da felicidade alheia.
Bom mesmo querida, é a gente viver nessa vida tendo como referência so a gente mesmo, so fazendo o que faz bem pra gente, e as favas com a opinião do outros. bjão pra vc minha queria e parabéns este post está um show!

Pedro disse...

É Gloria, infelizmente algumas pessoas ainda parecem não estarem dispostas a viver sem preconceito.
Como você bem coloca, é imprecionante como temos cenas de mulheres nuas no carnaval, beijos entre pessoas de mesmo sexo; além de músicas com forte letras de sexo (como é o caso do funk crioca e do forró nordestino) e ninguém se incomoda com isto.
Entretanto, é engraçado como um simples beijo entre pessoas de mesmo sexo, pode causar tanto furor e desconforto à população.
Direitos humanos já!

Glorinha disse...

Pois é Pedro, como eu disse, ainda há um grande preconceito e hipocrisia com relação aos gays...e no entanto, somos tão permissivos com outras coisas...Cabe a nós todos, lutarmos contra isso, não é?
Um abraço e obrigada pela gentil visita.

Glorinha disse...

Angélica, nossa, que orgulho saber que vc lê meus posts, aí, do outro lado do mundo! Isso me dá muita honra!
Espero te dar momentos agradáveis ao passar por aqui no meu espaço.
Grande beijo!

Lucia Cintra disse...

Cada paragrafo que lia do seu post, ja tinha na cabeca o que comentar. Ai voce escrevia no proximo paragrafo o que eu ia comentar e foi indo.

Conclusao: Voce falou tudinho o que eu penso. Acho hipocrisia e o cumulo do ridiculo!!!! Tenho amigos gays que amo de paixao e eles tem todo direito de ser felizes como qq outra pessoa.

Acho desnecessario essa nudez toda no carnaval e sabemos bem o que acontece em clubes e lugares parecidos nessa epoca, ne?

Esse carinha provavelmente era cristao metido a besta achando que relacionamento do mesmo sexo nao eh coisa de Deus. Ao mesmo tempo, como voce mesma diz, esta ele ali atras de portas fechadas assistindo pornografia com duas mulheres na televisao. ODEIO gente hipocrita. Devem tomar conta da sua propria vida, nao da dos outros!

bjos