sábado, 1 de maio de 2010

Família....



Há uns dias atrás terminei de ler um livro chamado: Arroz de Palma, de Francisco Azevedo.
É uma estória linda, contada por um senhor de 88 anos no dia em que comemora seu aniversário e prepara o almoço para a enorme família que vai chegar... vale a pena ser lido.
Pois no livro, durante várias vezes ele cita uma frase: "família é prato difícil de preparar"....E eu, concordo inteiramente...até as famílias, que, do lado de fora, admiramos por acharmos perfeitas, tem seus problemas, suas querelas, suas brigas e desavenças...Todas, sem exceção.
Ando há tempos querendo falar sobre uns probleminhas na minha, mas não sei como falar sem melindrar pessoas, magoar outras, enfim...está difícil colocar pra fora umas coisas que tem me incomodado muito: algumas há anos, outras há menos tempo, mas também bastante espinhentas...
Como algumas dessas pessoas não lêem meu blog mesmo...só muito raramente, vou colocar pra fora a pedra entalada na garganta...Os graus de parentesco são fictícios...
Tenho uma prima que é bem mais velha que eu....desde pequena sente muito ciúme de mim....em parte entendo, em parte não...Ela tem mania de perseguição, tudo o que eu faço ou falo, ela acha que é para atingí-la...Não podemos ficar juntas mais de 1 hora, que lá vem briga, discussão ou patada. Ela me chama de agressiva...eu a acho também...e assim vamos nós discutindo pela vida a fora...Não é que não nos gostemos, claro que gosto dela, só não me dou bem com ela...somos diametralmente opostas...se escrevo sobre a família, ela diz que expus fatos que não eram para ser expostos, que desrespeitei minha avó ao contar tudo sobre ela....No dia do aniversário de uma criança da família, ela estava vestida de roxo, coisa que eu nem prestei atenção, pois ela ontem teve que me dizer que leu meu post colorido roxo e que apesar de eu ter dito que roxo é pra quem pode, ela estava de roxo....MYGODI! Pode uma coisa dessas? Parecia que eu tinha escrito pra ela: ó você não pode usar roxo porque você não tem "capacidade", personalidade pra isso...Eu expliquei que aquilo foi uma licença poética...que eu acho que cada um deve usar a cor que gosta, que quer....e eu nem tinha visto que ela estava de roxo...Além do mais eu já tinha escrito o post há vários dias atrás e programado....como eu saberia que ela ia de roxo na festa? Só que ela não sabe disso, deve ter achado que minha inspiração foi ela....PLEASE...Quando eu pergunto se leu ou tem lido meu blog me diz sempre que não tem tempo pra essas coisas, o que significa, nas entrelinhas: "isso é pra você que não tem o que fazer"...mas, o engraçado é que ela vivia jogando paciência no computador...pra isso tinha tempo...but, se não gosta de me ler, acha que é perda de tempo, tudo bem...ninguém tem obrigação de fazer qualquer coisa....só acho é que eu incomodo por expor certas coisas e ser desse jeito...me ler é dar o braço a torcer e, acho que o ciúme e a inveja, infelizmente, são mais fortes, mesmo que inconscientes...

Bem, isso é um problema que tenho desde que nasci, já devia estar acostumada, mas a cada dia me surpreendo mais...essa minha prima teve depressão, faz terapia há mais de 30 anos e até hoje continua com os mesmos problemas, que eu, leiga e muito mais nova, vejo com uma clareza enorme que continuam lá, talvez hoje com uma carga maior de ressentimento....Não vou entrar no xis da questão, pois são tantos e tantos detalhes até de crueldade mental comigo quando eu era criança, que vocês ficariam com raiva dela...eu não...Eu a amo, apesar de tudo, só não posso ficar perto dela muito tempo....sai faísca!
Vou contar só mais uma coisinha que ouvi várias vezes dela ao longo da minha vida: de que enquanto meu pai enfartava, eu dormia como se nada houvesse...Acontece que quando meu pai teve seu primeiro infarto, eu tinha 12 anos e ele sempre infartava em casa...eu, me cobria até a cabeça e ficava lá, tremendo debaixo das cobertas...e muitas vezes pegava no sono...era por indiferença ou crueldade? Claro que não: era por medo, era uma fuga! Bem, isso foi jogado na minha cara a vida toda...até que um dia eu falei: Mas eu tinha 12 anos, era uma criança!
Bem, chega disso! Agora vou falar de outra coisa que me aflige: Falta de atenção e carinho por parte do namorado de uma amiga...Isso me deixa louca, pois demonstra uma falta de amor próprio enorme da minha amiga...uma moça linda...linda demais, batalhadora, guerreira, carinhosa...Pois ela namora um rapaz já há uns anos e ele nunca pode pegá-la em casa, nas férias, ele viaja, sempre sozinho, nunca passa a sexta feira com ela e quando ela não vai para a casa dele, ele parece não fazer a menor questão de estar com ela...nas festas, ela dança muitas vezes sozinha...ele fica com os amigos, bebendo....Ora bolas, isso, no meu tempo de namorar queria dizer: Ele não está apaixonado por você! Está com você ou por obrigação ou comodismo!
Mas ela é maior de idade e não admite que eu sequer toque no assunto..acha que tenho implicância...Não é isso, até gosto muito dele, acho que ele é uma pessoa bacana, inteligente, interessante, só não a ama do jeito que ela o ama..E isso é péssimo! Mulher tem que ser paparicada, acarinhada e, de preferência, que o homem esteja aos seus pés, e não o contrário...Bem, penso assim...meu marido me paparica, só não me paparica mais porque senão estragava...e isso há 31 quase 32 anos de casamento...fico pensando se minha amiga insistir e se ele algum dia se casar com ela...chegarão à fazer aniversário de casamento?  Quando vierem os filhos, quando as individualidades caem por terra de vez, como uma pessoa que pensa nela em primeiro lugar vai ajudá-la com os filhos? Como pode não ver que está desperdiçando os melhores anos de sua vida com alguém que não a ama o bastante?

Bem, é isso, desabafei!
Como viram, família é prato dificílimo de preparar....Espero que minha prima e minha amiga não me matem quando lerem isso e a carapuça entrar até o dedão do pé...
Bom Fim de Semana a Todos!

21 comentários:

manuel marques disse...

Sem dúvida:família é prato dificílimo de preparar....

Grato pela dica.

Beijo.

Rozani disse...

Oi Glorinha!
Que história louca!Sua "prima",1º lugar é louca,e muito ruim,também.Falar que vc ñ estava nem aí para seu pai quando ele infartava!Isso é muita maldade e ruindade.Que bicha invejosa, tb! E sua amiga, coitada, é uma iludida.
Não vê o quadro por inteiro.Além do cara, não está nem aí pra ela, me desculpa, mais ele com certaza, a
trai.
Manda sua "prima" catar coquinho em ladeira e arrumar alguma coisa útil pra fazer.E sua amiga, arregalar os olhos.
Bjs, Rozani

Lu disse...

Complicado...

gosto muito de ler postagens como essa, porque sempre me identifico muito, mas quem não se identifica, não é mesmo?
Cheguei a uma conclusão, depois de muitos conflitos com minha mãe. Família é otima e amavel quando você não convive com ela, então se você ama sua prima, releve, largue ela de lado, e so veja ela quando necessário, melhor do que você ficar guardando ressentimento, assim ela vai ser uma pessoa que você não vê tanto, e que você guarda um carinho especial por ela, com a sua consciencia tranquila sabe? Quanto a sua amiga, bom tem várias coisas nos meus amigos que eu também não concordo, assim como também eles veem coisas insuportaveis em mim, porem, muitas vezes a gente não sabe a verdadeira razão da pessoa fazer aquilo, então, amigo a gente aconselha, mostra nosso ponto de vista, e depois, mesmo que ele quebre a cara você vai está lá para apoiar...na minha opnião é assim que a vida segue...

Boa sorte na sua jornada =]]

beijinhos

Elaine disse...

Glorinha,
Tem uma surpresa esperando por você aqui!
Espero que goste.
Alguns amigos seus e meus indicaram seu blog, e eu gostei demais!
Beijos e parabéns! Seu blog está estreando a coluna nova!

claudete disse...

Olá Glorinha, cheguei aqui atraves do Blog da Elaine Gasparetto, e corresponde a tudo que lá foi dito sobre seu espaço, realmente um delicioso "Café com Bolo". Família é realmente complicado,sabe por que? Porque é nela que tem início nosso esboço de viver em sociedade, onde todos se respeitam e se ajudam mutuamente, por isso tão difícil...apesar de todos acharem fácil. Sua "prima" tem uma desculpa, é doente mesmo, se não seria tocada pela sua sensibilidade de buscar o aconchego, a conciliação. A você só resta , continuar carregando esta cruz e ser feliz mais do que já é, nem tudo é perfeito e nisto reside a superação!
Prazer em conhecer tão lindo espaço.

Marilac disse...

Oii Glória,
Boa noite, e um abraço carinhoso para afastar essa angustia que sei que essas situações nos fazem sentir.É tão ruim quando alguem insiste em interpretar errado nossos atos, sua prima tem problemas mesmo.Fiquei impressionada com a crueldade das palavras sobre o infarto do seu pai, e fiquei querendo tranquilizar a gloria criança que temia o desfecho do que acontecia.
Que Deus lhe ajude a lidar com essa prima, dizem que quando temos alguem assim na familia ela traz uma lição a ser aprendida.

Quanto a sua amiga, que namorado emocionalmente negligente, concordo com você pois carinho e gentileza e querer estar junto faz parte do verdadeiro amor.Quem ama, cuida, mima e procurar estar junto sempre que pode.
Que sua amiga possa ler este post e quem sabe consiga enxergar alguns pontos e tenha uma conversa séria com esse moço.

bjs
Marilac

legalmente loira... disse...

adorei vir aqui.
vou ler o livro.
o texto ficou perfeito muito bem elaborado.
lindo fds.
bjos.

Tati Pastorello disse...

É Glorinha... cada coisa por que passamos,né? Toda família tem suas confusões, suas fases, seus desafetos. Temos que aprender a lidar com isso, já que não há como fugir. Tem horas que é difícil, né?
Eu também gostaria de mudar muitas coisas em muita gente da minha família, e tenho certeza que eles gostariam de fazer o mesmo comigo... O principal é aprender a tolerar as escolhas, boas ou ruins, de quem se ama.
Beijos.

Mylla Galvão disse...

Oi Glorinha,
Cheguei aqui pelo blog da Elaine - Um pouco de mim!
E gostei do que vi, por isso vou te seguir...
Sobre seu post, família é um osso duro de roer viu? Eu que o diga!!!
Olha tem pessoas q se acham... Igual a sua prima aí! Pura inveja!
E o namorado dessa sua amiga... parece não gostar tanto assim dela... Manda ela abrir o olho com ele, tem treta aí...

bjs

Blog da Fatima disse...

Olá...
Passando por aqui através do blog da Elaine=Um pouco de mim.
Li a postagem que fizeste lá..muito bonita ...fiquei intrigada e resolvi visitar teu blog...menina!!! Que delicinha de se ler essas cosinhas aqui!!! Adorei..estou seguindo e vou linkar nos saltos diarios lá de casa!@!! Muito bom mesmo.Voltarei sempre por aqui!!

Vou te deixar meu endereço caso queira fazer uma visitinha. Tenha certeza que serás mto bem vinda!!

http://fatimadisse.blogspot.com/

Bom final de semana...
Bjos no ♥

Drix disse...

Toda família tem alguma história parecida com a sua!!!!!
Ninguém escolhe a família que tem ,o difícil é conviver com as diferenças.
Haja PACIÊNCIA !!!!!
bjos

Glorinha L de Lion disse...

Manuel, meu amigo, e como é....pelo menos em fogo brando a gente vai levando...bjs.

Rozani e Lu, hoje em dia já consigo perdoar muita coisa, a idade serve pelo menos pra isso, né? Mas há que ter muita paciência mesmo...fazer o que?
Bjs

Elaine, nem imagina como fiquei feliz! Obrigada pelo pesente, como é bom se sentir gostada!
Beijão!

Claudete, seja benvinda! Que bom que gostou do meu café! Vou lá te visitar tb! bjs.

Marilac, obigada pelos conselhos...vou cozinhando esse prato em fogo lento, pra não queimar...e vamos indo e levando né?
Bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Legalmente loira, obrigada pela visita e o livro é ótimo mesmo.
Bjinho

É Tati, como é difícil, mas a gente tb tem defeitos né? Então temos que aprender a relevar o dos outros tb...estou aqui, tentando...Bjs.

Mylla, obrigada pela visita, vou lá no seu tb! Benvinda e volte sempre que quiser. bjs.

Oi Fatima, obrigada tb por ter vindo aqui e ter gostado do meu bloguito...vou lá sim, te visitar tb. bjs.

É Drix, haja saco, menina...tem que ter paciência de santo, mas no fim, o amor sempre vence as desavenças...bjs.

Yoyo Pizy disse...

Eu arrisco dizer que família não é apenas um prato difícil de preparar, não. Muitas vezes é difícil de engolir também,rsrsr
Beijão

Mari disse...

Oi Glorinha, o desabafo é válido! Não acho que fez mal em vir aqui se expressar, esse é seu espaço...
Desentendimentos a gente sempre tem, infelizmente,em família!

Bjs

Lúcia Soares disse...

Glorinha, falou tudo!
Família é mesmo difícil de entender. Quiando tudo são só flores, pode saber, há indiferença no meio...
Tenho uma irmã que é como a sua prima. Difícil de engolir. O jeito é não ouvir as coisas que ela fala. É negativa, invejosa, ciumneta, nada na vida é bom o suficiente pra ela.
E, olha, tenha certeza: essa prima lê seu blog, sim, todo dia, pode crer! rsrsr
Bj

Kamyla disse...

Adoro sua coragem ao escrever seus textos...mas esse deveria ser mesmo nosso espaço, onde desabafamos e tiramos o peso que nos esmaga... Já sou fã,rsrsrsrsrs.
Ah, perguntei, anteriormente, como faria para participar da blogagem colorida...não obtive resposta, mas amanhã já me sinto participando!!!
Gde abraço.

Manuela Freitas disse...

Olá Glorinha,
Família não se escolhe, como alguém já disse! Na família há sempre chispas! Às vezes com a família o relacionamento é bem pior, do que com amigos. Sempre há uma «ovelha ronhosa» e incompatibilidades de carácter!...
Bjs,
Manú

Glorinha L de Lion disse...

Yoyo...é dificílimo de engolir mesmo...às vezes vai até pedra junto...beijos.

Mari...é isso aí...aqui possso tudo né?beijinho

Lúcia... toda família tem dessas coisas né? Não existe família perfeita...não mesmo...às vezes é melhor fingir que não ouviu ou se fazer de burra...pra não sair mais briga...beijos.

É ,dasabafei, mas ao mesmo tempo estou tensa...acho que vai sair discussão...olha, claro que pode participar da blogagem, só faltam 3 cores agora e amanhã é dia laranja, tá? beijinhos...vou colocar seu link lá.

Acho que tem razão Manu...com os amigos a gente escolhe...já família, vem pronta...temos que aturar...beijos.

Mila Viegas disse...

E como é dificílimo!!! Aliás, eu penso que minha família sou eu, meu marido e meu filho... o resto é parente! Infelizmente existe muita incompatibilidade com alguns parentes e isso é uma saia justa em certas reuniões e eventos.
Mas eu vivo assim: cada um na sua e de preferência longe, para quando reencontrar não dar nem muito tempo para conflitos e sim matar as saudades.. e olha que mesmo assim ainda tem que aturar!!!
É fogo!

beijocas

Eliane disse...

Menina Familia é um negocio mega complicado E saiba tambem tenho uma "prima" desse modelo. Não é facil mas como vc disse a idade serve pra fazer a gente pensar e hoje vejo-a com olhos de compaixão e gosto muito dela desde que ela fique lá na casa dela.Um beijo da Eliane.