sexta-feira, 30 de abril de 2010

Afetos..



Hoje acordei com uma vontade enorme de escrever e não sabia sobre o que....
Daí, depois de visitar várias amigas de blogs e ver que algumas estão passando por problemas, resolvi escrever sobre o AFETO.
Foto Kininha


O que é o afeto?
É a relação de carinho ou cuidado com alguém querido.
É um estado de sensibilidade que permite demonstrar ao outro suas emoções e sentimentos...
O afeto é um sentimento só humano? Eu acho que não...os animais demonstram afeto por seus donos, por seus filhotes, ao brincar com eles....

Porque então, algumas pessoas tem tanta dificuldade de demonstrar afeto?
Não foram amadas? Não se sentem gostadas e queridas?
Porque há pessoas que não suportam um toque, um afago?
O que teria acontecido a essas criaturas, de nossa convivência, para não se permitirem amar e ser amadas, fazer um carinho, dar um abraço?
Conheço tanta gente assim...parece que beija nos dando um soco com o rosto...chega a machucar...
Quando é afagada, retira a mão, ou o braço, rapidamente...
Quando abraça, é rapidinho, correndo...e o aperto de mão é frouxo, sem vontade...
Tem pessoas que tem medo do toque, se sentem vulneráveis, talvez inconscientemente, tenham medo de gostar do afago...e tudo nelas é tão espinhento e duro...
Tenho pena de quem é assim....me dá vontade de perguntar porque não se permite ser acarinhada...tocada...
Usam uma espécie de armadura...e são assim perante a vida também...demonstram frieza e rudeza o tempo todo, seja num dia feliz ou menos alegre....

Muita gente me recrimina por eu ser assim, escancarada.
Já ouvi muita gente me dizer que me exponho demais e que exponho outras pessoas também...
Só o que tenho a dizer é: I'm sorry...sou assim...mostro em mim o que talvez nem todo mundo queira ver em si mesmo...falo mesmo dos meus defeitos, do que penso, de como sou...
Estou muito longe de ser perfeita, não chego nem perto de tanta gente espetacular que conheço, cheia de bondade e tolerância...Mas sou desse jeito...sou franca, alegre, tenho muitos momentos de tristeza e melancolia, mas sou verdadeira em cada um deles...me mostro por dentro como numa dissecação...
Mas adoro um carinho, um chamego, um elogio, um beijo...
Gosto de me sentir abraçada, tocada, acarinhada...
Não fujo de abraços, nem de afagos....e procuro dar muito carinho a quem eu amo...
Uma vez, uma ex amiga me disse que achava um exagero esse meu jeito de abraçar apertado e demoradamente as pessoas....que isso não era demonstração de amizade...Realmente, nem sempre....mas gosto de abraçar apertado, isso é meu, vem talvez de minha ancestralidade tão passional....posso nem ser muito amiga da pessoa, mas gosto de abraçá-la apertado...
Foto Tadeu Vilani


E eu pergunto, desde quando carinho demais faz mal?
Desde quando afeto e toque fazem mal à saúde?
Que eu saiba, pelo contrário, falta de afeto é que torna as pessoas amargas e insensíveis...e disso não posso me queixar, sou uma pessoa de sensibilidade extrema e gosto de gostar de ser afetuosa.
Por isso, quando sentirem que estou triste ou mesmo melancólica, basta receber um abraço demorado e sair cantando que estarei curada! Mesmo virtualmente, me sinto amada e abraçada todos os dias...
Afinal, sou e nasci para ser feliz!
Beijos e abraços apertados para todos os que passarem por aqui!

45 comentários:

TATA... disse...

Concordo com vc!!!
Acho até que é um pouco do reflexo do que restou da infancia... uma criança bem amada será um adulto amavel... ela aprendeu a amar... a fazer carinho...Mas como todos nos estamos sempre aprendendo... sempre é tempo de mudar... de aprender a receber afeto...
é a minha opinião..

bjsss

Manuela Freitas disse...

Que post bonito a falar de afectos...os afectos é assim como um «calcanhar de Aquiles» na vida das pessoas, o ponto mais sensível...Há quem não ame para não se tornar vulnerável, há quem não ame, pelas decepções sofridas, há os que não querem amar mais do que a si próprios...
Os afectos são tão necessários e às vezes andam tão longe das pessoas...
O que realmente é uma constante hoje em dia são ao pessoas mal amadas!...
Um abraço poderoso, para uma mulher de «grande fibra!...
Manú

Astrid Annabelle disse...

Glorinha,olá!
É isso mesmo...por que não gostar de um afeto ou um carinho?
Não é o meu caso...gosto de ser carinhosa e de abraçar gostoso.
Belo tema para reflexão num tempo onde as pessoas se isolam...
Um beijo gostoso na bochecha! rss
Astrid Annabelle

Tati Pastorello disse...

Ah Glorinha, como gostaria de estar mais perto para dar e receber este abraço apertado!! Adoooooro! Entendi tudo sobre o que falava e parecia que era eu falando (!), também sou muito recriminada por ser escancarada, verdadeira. Daí,tentei ser diferente e me resguardar, sabe o que aconteceu? Meu blog mostra claramente... eu estava ficando down... Eu não estava sendo mais sincera comigo! Isso não pode. Então mudei tudo. Falei para quem me magoava tudo o que eu estava sentindo. Ele continuou sendo mentiroso, falava e eu via que não era sincero. Eu fiquei mais vlnerável por isso? Nem um pouco. Fiquei forte! EU SOU VERDADEIRA! E sinto orgulho disso!
A gente tem que marcar esse abraço pessoalmente, né? Fiquei com tanta vontade... Beijos.

Drix disse...

Você tem razão, ultimamente as pessoas usam uma espécie de armadura.
Eu não sou muito de dar beijos, abraços, etc...
Demonstro meu afeto de outros modos, com ações, com palavras amigas,me preocupando em ajudar,...
Eu tb estou passando um momento muito difícil,mas ler os blogs e escrever nos meus, tem me ajudado a esquecer tudo e me sentir de certa forma ,querida e amada.
Muito boa inspiração!!!1
bjos

Lu Souza Brito disse...

Glorinha,

Afeto é bom demais. Dar e receber carinho, abraço, beijo é tudo de bom.
Eu também sou como você, sou a "melosa" de casa. Mas nem sempre foi assim. Na minha casa não existia isso de abraçar, dar beijo, dizer te amo.
Não é culpa da minha mãe, ela também foi criada assim e se sentia acanhada quando os filhos iam beijá-la ou abraçá-la.
A gente acaba crescendo com isso. Mas conheci pessoas que apreciam o carinho, o afeto e fui aprendendo. Mas quem mais me ensinou foi a familia do meu marido (minha sogra especificamente). Na casa dela nao se acorda e sai de casa sem dar um beijo caloroso e um abraço de bom dia. E isso estendi ao meu marido e hoje me derreto em beijos e abraços por todos que gosto.
Minha mãe também já mudou bastante. Ela até já diz que sente saudade quando falamos por telefone, fica envergonhada, mas diz.

Deixa eu parar que meu comentário tá virando post, desculpaa.

beijos e abraços calorosos em vc!

Irene Moreira disse...

Glorinha
Um beijo enorme e me dá um abraço bem apertado porque estou precisando tanto... Neste momento estou no trabalho e só falta eu arrancar meus cabelos de tanto stress. Parei para relaxar e procurei um blog e cai nesta postagem... parece que meu anjo da aguardo me trouxe até aqui.
Bom final de semana!

manuel marques disse...

Quem é que não gosta de um colinho? eu adoro.

Beijo e bom fds.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Tata, acho que tem a ver sim com amor de infância, principalmente com amor de mãe...mas que tem uma coisa que é nossa, vem de dentro, isso tem tb.obrigada por me seguir, fui lá no seu pra te seguir e vc não colocou seguidores?bjs

Glorinha L de Lion disse...

Realmente, às vezes se tem todas as razões do mundo pra não se amar , mas isso não é desculpa pra se deixar amar, não acha? Beijos Manu querida...obrigada pela "mulher de fibra"..rsrs

Astrid, amada, como é bom ser carinhosa né? a gente acaba recebendo em dobro todo o afeto que dá...
beijo

Drix, se vc não é uma pessoa melosa, tudo bem, mas carinhosa, tente ser...vc vai ver como tudo melhora quando a gente dá carinho...pois como já falei, ele volta em dobro...bjs.

Tatinha! Somos parecidas entonces? Eu tb queria te conhecer pessoalmente e te dar aqueeele abração....quem sabe um dia?
Que bom que tb é escancarada como eu...assim uma já sabe o que esperar da outra...transparência absoluta...
beijão amada!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Irene, pois então sinta-se abraçaaaaada...com um abraço apertaaaaado demais...sentiu? É bom demais dar carinho e saber que fez efeito e tirou alguém da tristeza...
Grande beijo!

Mari disse...

É, eu não era mt de afetos quando mais jovenzinha.Era bem rebelde e fria. Da minha mãe sempre recebi carinho, até dormir juntinho dela eu dormia. Mas com meu pai, irmãos, não. E esse lado me influenciou mt. Até que conheci o meu marido, que é um doce de pessoa.

Tenho mt carinho dentro de mim guardado há anos; tinha vergonha de demonstrar...Agora to mt mais sensível por estar longe tb.

Ainda tenho que me soltar bastante! Escrever no blog ajuda mt.

Gostei mt do que li e me senti realmente abraçada :)

Beijo grande

Mulher na Polícia disse...

É...

Dá pra ver o seu coração daqui...
E que bonita essa visão.

Beijos e abraços fartos pra você, moça.

Glorinha L de Lion disse...

Eu não sou melosa, sou bastante carinhosa....mas não grudenta...mas minha mãe era muito seca, meu pai era mais carinhoso, mas tb não muito...naquele tempo era difícil ver pai e mãe muito carinhosos com os filhos...mas saí assim, desse jeito...ainda bem! E sempre é tempo de mudar né? Salve a sua mãe!
Beijos.


Manuel...que delícia que é um colinho, né? Ainda mais quando a gente não tem mais mãe pra dar colo...aí os amigos é que nos dão.
Beijos e bom fds pra vc tb amigão!

Lucia Cintra disse...

Nao sei bem dizer o por que, mas deve ter haver com o jeito que a pessoa foi criada ou entao a cultura.

Minha avo paterna sempre foi mt arrecatada, e nao mt afetuosa. Ate hoje ela eh incapaz de sequer mandar um beijo pelo telefone. A gente fala: "um beijo, vo", ela responde: "um abraco", rs. Sempre foi assim.

Qto a cultura, posso dizer que isso influencia tb. Morando nos USA ha mais de 17 anos, hoje em dia eu prefiro nao trocar beijinhos com as pessoas. Sei que eh um costume com o qual eu cresci, mas hoje em dia, apesar de fazer isso com brasileiros que conheco por aqui, eu nao gosto mt - e olha que eu sou super afetuosa.

As pessoas aqui se cumprimentam com um aperto de mao e abracos nos amigos e familia. Ou entao um abraco ou um beijinho so. Engracado isso, ne? Mas me desacostumei mesmo, prefiro abracar. Bjos

Glorinha L de Lion disse...

Então se solta Mari..carinho é sempre bom e ser carinhosa melhor ainda...bjs

Glorinha L de Lion disse...

Mulher na Polícia...obrigada....mas conseguiu ver daí? Meu coração deve ser grande demais da conta ein sô?rsrs
obrigada por seu carinho.bjs

Lu Souza Brito disse...

Oi Glorinha,

Não quis dizer que você é melosa. Eu também não sou. Mas as pessoas de minha família que são mais "secas", frias, me vêem dessa maneira. Mesmo porque ser grudenta também enjoa né.
Melosa foi maneira de dizer!
Beijos

»¤Þ䵣䤫 disse...

Ai Glorinha, lendo seu texto me identifiquei muito com vc! Sabe minha cunhada me falou uma fez que não existe uma pessoa como eu, disse que eu sou pura falsidade, me acha muito boa e carinhosa se acredita?!?!? Já passei por cada uma, eu também adoro um abraço apertado e muito carinho! Bjooooooooooooooooo enorme!

Tia Ném disse...

Glorinha, incrível a sua sensibilidade em tratar tão claramente de um assunto que para muitas pessoas ainda é difícil. Não é o meu caso, sou muito parecida com você, chego a incomodar certas pessoas que não conseguem ser assim como nós somos. Tenho uma sobrinha, aliás minha primeira sobrinha. Foi criada dentro de um "casulo", afastada da família do pai. Quando encontro com ela, é muito diferente,do que com os outros, aquela falta de calor humano, parece que estou abraçando um bloco de gelo ou uma pedra. Não digo almofadas, porque elas são macias e nos aquece. Fico com vontade mudar alguma coisa nela, mas acho que nem terapia resolve, infelizmente. Parabéns pelo belo texto, como sempre. Adoro passar por aqui, só não o faço mais vezes por falta de tempo...bjs: Tia Ném.

Eliana Pessoa disse...

Oi Glorinha falar de carinho e afeto nunca é demais pois quem ñ gosta de um abraço bem apertado carinhoso e amigo?
Bom fim de semana!

Hod disse...

Belo texto com contornos de fortes aromas e doces fragrâncias.

Bom final de semana com muitas bençãos.

Alôha,

Hod.

Vivi disse...

Que lindo post!!!!
Por eu ser a caçula e mulher tive muito carinho.... e amor
cresci ouvindo q " amor nunca estragou ninguém...a falta de amor estragou muita gente...
acho que é por aí!!!!
Eu adoro um cafuné...um abraço... e gosto de abraçar e beijar tb...rs é tão delicioso demosntrar afeto né...
sinta-se bem abraçadinha por mim te desejando um ótimo fds maninha...
com carinho
bjs

Beth/Lilás disse...

Amiga, já falei isso, inclusive lá no blog uma vez.
Eu prefiro um bom abraço, apertado e afetuoso do que estes beiinhos no ar que as pessoas aqui no Brasil dão e sequer passam ou recebem energias.
Você sabe que estou num lugar zen, um lugar que as pessoas veem para relax, mas muitas chegam carregadas de tristezas e problemas. Hoje mesmo, depois de conversar com uma mulher super simpática, bonita e inteligente, pediu-me um abnraço, pois precisava disso.
Claro que dei e fiquei uns bons segundos assim, passando minha energia positiva a ela.
Senti-a bem melhor hoje à tarde e isso me fez feliz também.
Portanto, vc tem muita razão ao colocar as coisas desse jeito e, quem te conhece pessoalmente vai querer te abraçar muito também, tanto para dar quanto para receber sua energia bonita.
um super beijo da serra

efeitoseconceitos disse...

Querida,
Mesmo que você diz que não sabe sobre o que escrever, ainda assim o faz de modo maravilhoso!
Lendo o seu post lembrei de um livro que li há muito tempo, chamdo !"A Carícia Essencial", de Roberto Shinyashiki. Uma leitura super recomendada para quem não gosta de abraços.
Bjo
Yoyo

G I L B E R T O disse...

Glorinha, minha amiga

Certa vez dissestes o quanto somos parecidos e concordo plenamente.

Também sou assim, completo, entregue, passional, a verdade anda na minha boca em todo o momento e ela assusta as pessoas que preferem os protocolos sociais os cerimonialismos.

Gosto de pessoas que tem sangue nas veias, colocam a faca nos dentes, que gostam de amar e serem amadas na plenitude dessa palavra.

Não critico pessoas, critico as ideias e as atitudes, e isso, faço com a mesma verdade, energia e força com que elogio. Amo elogiar e, ao elogiar, elogio as idéias, as atitudes e também as pessoas - todos gostam de serem elogiados.

Não se condene jamais por distribuir afeto e carinho a quem tu gostas, e aqueles todos que te cercam - todos os que te recriminam o fazem por que, coitados, não conhecem verdadeiramente o afeto e de como é bom ser alvo e despejar esse sentimento tão magico mundo afora.

Bom demais estar aqui, comendo bolo e tomando café quente contigo!

P.S. Por ter essa verdade, é que, sumi uns tempos dos blogs, estava mal, com tudo, com todos, comigo mesmo e, fiquei no casulo lambendo as feridas até poder voltar, inteiro e querendo voltar de verdade.

lembre-se, minha amiga, gente como a gente não faz nada de mentira!

Beijos, estejas bem nessa noite e em todas as demais!

Maria Izabel Viégas disse...

Minha Glorinhaaaa!
Que abraço gostoso o seu! E que energia positiva, hein!!!??
Ah... que bom que cheguei aqui no dia do abraço apertado. Adooooro.
Interessante, amada, já conheci tantas pessoas assim, de tão reprimidas parecem que a pele fica grossa, criam uma casca, para se protegerem.
Algumas não foram amadas, mas outras simplesmmente vieram com a missão de amar assim e sentem extremo medo, não fazem correr a energia, vira dor!
Glorinha, estou aqui apaixonada pelas mandalas, esta de flores é singela, maravilhosa.
E obrigada, muito obrigada pelo tanto de carinho que me dás.
Ahhh.. e continua, a ser assim como és, viu? Esta é a grande diferença,"o jeito special de SER GLORINHA", a nossa Glorinha!
Beijoquinhas doces e muitos abraços. Um por dia: um de manhã, um de tarde e um ao dormir!
Coisa boa, meu Deus!

Fátima disse...

Ai que coisa boa ser acarinhado, e poder acarinhar.
Sou feito galinha choca, queria todos de baixo da minha asa pra sentir o calor, ficar bem juntinho...

Me demoro com seu abraço apertado... hoje estou precisando mais que nunca, obrigada Glórinha.

Beijo e lindo final de semana.

Anny disse...

Glorinha:
Adoro este assunto: sentimentos. E afeto é um dos que mais gosto.
Não tive uma criação onde afeto era demonstrado. Mas como acredito que podemos mudar nossa história, se assim o desejarmos. Resolvi tomar conta da minha e fazer diferente. Criei meus filhos demonstrando meu afeto por eles e pelos amigos virtuais ou não.
È mais ou menos assim que vou levando a vida. Adoro abraços e abraço muito.
Sou espontânea e não vejo problemas em demontrar meu afeto.
Senti-me abraçada pelo texto e pela dona do texto.
Beijos e abraços.
Anny.

*Posso saber qual é o seu signo?
Parabéns pelo texto!

Lúcia Soares disse...

Glorinha, també, falei sobre o afeto máximo, que é o amor.
Minha família toda, pelo lado da mãe, é super-seca, abraço e beijo é só pra cumprimentar, e olhe lá!
Isso veio da minha avó materna, mas comigo ela era um chamego só!
Os outros irmãos dela (da avó) eram super abraçadores, olhavam pra gente e elogiavam, acarinhavam.
E nós, filhos da minha mãe e netos da avó, acabamos todos assim, sem saber demonstrar. Agora que a filha mora longe, aí, sim, nos beijamso, falamos que nos amamos, mas ainda é difícil.
Agora, com criança, sou sufocante! Abraço, beijo, aperto, cheiro, até ouvir um "Não, vovó, não vovó!" Mas eles bem que gostam!
Bj

Yoyo Pizy disse...

Meu comentário não foi...Snif, snif,snif
Eu escrevi que mesmo quando você diz que não sabia sobre o que escrever, ainda assim o faz de modo maravilhoso.
Bjo

Blog do Beagle disse...

Afeto é um lindo sentimento e que só enriquece cada ser. Demonstrar afeto é uma arte que estamos sempre devenvolvendo. Posso voltar? Gostei do blog. Bj. Elza

Françoise disse...

Sei bem o que é esse jeito arredio de ser de algumas pessoas. Sempre optei em trabalhar em periferias da minha cidade, com aqueles mais "ranhentinhos" mas que sempre me encantaram. Geralmente são ariscos e procuram se defender de tudo e de todos. O afeto e o vínculo são essenciais para aprendizagem também e não consigo ficar sem abraçá-los e beijá-los. Muitos tem uma história de vida triste desde bem pequenos, minha depressão (quando tinha) começou em 2002 quando já estava trabalhando a 3 anos em um projeto da prefeitura como psicopedagoga junto a alunos que apresentavam dificuldades na aprendizagem . Para ajuda-los precisava conhecer a história de cada um . Era muito triste, comecei a me envolver até que não separava mais, não gostava de vê-los sofrer. Precisei me afastar do projeto e depois de 7 anos como orientadora entendo que devo ajudar mais cuidar de mim, antes de ser professora sou ser humano e isso faz a diferença pra eles também .Sem amor não somos nada.
Bjos Glorinha,
Fran

pensandoemfamilia disse...

Olá Glorinha
Amei a sua idéia e desejo participar desta blogagem coletiva colorindo a vida. Como posso fazer parte?
Meu blog é pensandoemfamilia.com.br/blog.
Parabéns
Abraços, Norma

Glorinha L de Lion disse...

Lucinha...entendo que tenha mudado seu jeito por viver aí...americanos são frios....não são de beijar e abraçar se não conhecem...vc vive aí há anos, pegou o jeitão deles e perdeu o nosso "calorzinho"...eu gosto deesse jeito brasileiro caloroso de ser....é justamente isso que cativa tanto os estrangeiros que vem aqui...Bjs

Paula, eu sempre dou esse conselho: seja quem vc é sempre, não se modifique por causa de ninguém...quem quiser que fale...deve ser alguém infeliz ou carente com certeza...bjs.

Oi Ném...é dissso que falo, gente que parece de gelo...é horrível...parece que não tem sentimento...acho que nesses casos terapia ajuda sim...dê esse conselho a ela...é sempre tempo de mudar...bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Eliana e Hod, aliás benvindo Hod ou é benvinda? Falar de carinho e afeto é sempre uma boa oprtunidade de chamar a atenção das pesssoas pra uma coisa tão boa e muitas vezes sufocada nelas, né? obrigada por vir aqui, bjs.

Maninha Vivi, vc eu sei que é uma abelhinha...vive distribuindo açúcar e afeto por onde passa...pra mim então...me dá várias doses de chamego aqui no blog...te adoro amiga abelha rainha! bjs

Beth...saudades amiga....vc é outra chameguenta querida.....pra vc ver, ás vezes as pessoas são fortes de aparência e são extremamente carentes...ainda bem que vc estava aí e deu um pouco de carinho pra pobre moça....bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Yoyo querida, obrigada pelo elogio, quanto ao livro, taí a dica pra quem precisa aprender a receber carinho...bjs.

Gilberto meu querido amigo! bem vindo de volta! Saudade danada de vc menino!
Tá vendo como somos parecidos? Andava estranhando seu sumiço...agora entendi...mas nunca deixe de ser quem é, nem se modifique por alguém...não permite isso amigo! Tomara que agora volte de vez!Beijo grande.

Glorinha L de Lion disse...

Amada Izabel, obrigada pelas lindas palavras...vindas de vc é elogio em dobro! Não deixo mais que me modifiquem não! Já deixei muito...agora quem quiser gostar de mim é assim desse jeito...estou velha pra mudar de novo....beijos querida e que bom que gostou das mandalas.

Anny, que bom que deu a volta por cima e age assim com todos, que bom que se sentiu abraçada por mim tb! Meu signo é virgem sou de setembro. bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Fátima, eu vi que precisava de um abraço hoje e foi uma das que me inspirou a escrever sobre o afeto...pois então sinta-se abraçada por mim e vai um xi coração bem grande pra vc!beijos

Lúcia, não saber demonstar afeto é mais cruel com a própria pessoa...meu irmão é assim e sei que ele sofre por não saber ser carinhoso...só é com a neta...igual a vc...sofrem mais, eu sei, mas procure mudar...dá tempo...vc vai ver como tudo vai melhorar ao seu redor...beijo grande.

Glorinha L de Lion disse...

Yoyo...seu coment entrou sim é que às vezes eu não estou no laptop aí só aprovo depois...por isso às vezes demra um pouco...bjs.

Oi Elza, seja benvinda! Claro que pode participr...pena que só faltam 3 cores...a próxima é alaranjado ou laranja...segunda feira é dia, tá?
Beijos.

Françoise, eu sou uma que já quis trabalhar com crianças carentes, mas acho que me falta estrutura emocional pra isso...ver aquele sofrimento todo vai me deixar muito mal, principalmente por saber que não tem como trazer todas pra casa...acho que ia entrar numa deprê, igual a vc...
Mas nesse post nem estva falando sobre esse tipo de carência, mas sim de pessoas próximas, da família mesmo...e que parecem de pedra...
beijinhos.

Oi Norma, benvinda ao meu blog...pode participar sim...agora faltam 3 cores é toda segunda e a próxima é laranja, escreve algo e coloca no seu blog...vou linkar o seu e o da Elza que são novos, ok? Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lu, não achei que vc falou que eu era melosa não menina! Só falei que eu sou carinhosa mas não melosa.. Não fiquei ofendida nem quis te ofender...ai as confusãoes que a palavra escrita fazem...Beijão, espero que com tudo esclarecido rsrs

angela disse...

minha querida "writer",perfeita sua postagem,eu tambem sou do tipo afetuosa sem ser melosa, acho que abraços apertados sempre cabem numa amizade terna e sincera.bjs

Glorinha L de Lion disse...

Oi Angela queridona! Também acho..abraçar é bom demais...sentir e receber carinho, uma das melhores coisas da vida! De amiga então, nem se fala!
Beijinhos mil e um abraço apertado!

pensandoemfamilia disse...

Oi Glorinha.
Ok.
Vou escrever e postar na segunda.
Abços,
Norma

telma disse...

Olá....primeiro, quero parabenizar pela beleza es tética do seu blog, aliás, você tem um bom gosto apurado. Lindo, lindo. Achei sua resposta bem pertinente, aliás, a rede tem dessas coisas né?? Lametável. Mas, se você me permite, só queria fazer um aparte: quando você coloca que não tem depressão, no contexto da resposta, dá-me a impressão de que se refere ao assunto de foram pejorativa. Eu acredito, que assim como eu, é perceptível que você é uma mulher realizada, e com um bom gosto incrível, e faço essa observação porquê trabalho com pessoas vítimas desse mal, e é muito triste, não é uma escolha, é uma doença de fato. À parte isto, repito: Parabéns. Eu não tenho um blog, tenho um perfil aberto mas não preenchido e um "espacinho" onde posto alguma coisa ou outra, quando me dá vontade, uma espécie de diário virtual. Longe anos luz do seu blog lindo (rs). Em tempo, achei o seu blog pesquisando sobre mulheres ruivas (curiosidade porquê eu também sou), e achei muito bacana a sua postagem. Aproveitei para viajar no seu espaço que é um encanto, amei as fotos do casamento da "Marcelinha"... Bom gosto mesmo. Boa sorte e continue presenteando o seu público com esse espaço. Abraços,e toda a sorte do mundo!!!!