sexta-feira, 9 de abril de 2010

Ladrão de Bicicleta...Que Filme!



Hoje à tarde estava ilhada em casa, sem poder sair, sem internet, sem carro, friozinho gostoso...
Resolvi ficar de preguiça na cama vendo dvds...Já há um tempo tinha comprado "Ladrão de Bicicleta" um clássico do cinema italiano neo realista, do magnífico diretor Vittorio de Sica.
Esse filme foi o primeiro estrangeiro a ganhar um Oscar. Foi realizado com poucos recursos, usando atores amadores e gente comum, do povo mesmo.
E, que filme! Fiquei impressionada com sua atualidade e similaridade com o que acontece no Brasil ainda nos dias de hoje...sendo que esse clássico foi filmado em 1948!
Vi ali, o retrato de nosso país...de nossa gente sofrida, feia, maltratada.
O filme se passa no pós guerra, numa Itália pobre, suja, de paredes descascadas...Não consegui reconhecer minha amada Roma em nenhuma daquelas ruas.
O filme é P&B...portanto quem não gosta de filme antigo e sem cor, é melhor nem ver, mas é uma lição de humanidade e de constatação de que em nosso país, essa mesma miséria mostrada num filme de 1948, persiste até hoje.
Um homem está desempregado há 2 anos, arranja um trabalho, mas para  isso precisa tirar sua bicicleta do "prego", pois só conseguirá a vaga caso tenha uma bicicleta.
 Sua mulher coloca os lençóis de linho do casamento , inclusive os que estão na cama, no prego para, com o dinheiro, resgatar a bicicleta do marido...E, lá vai ele, no dia seguinte, deixar o filho (que lustrou a bicicleta como se fosse um carro de luxo) na escola e parte, todo feliz para seu trabalho: colar cartazes de filmes nas paredes das ruas...Mas, sua bicicleta é roubada, e ele e o filho, dois atores magistrais, que só depois eu soube que são amadores, saem em busca do ladrão de bicicletas e tentam achá-lo por toda a cidade.
O filme mostra feiras de peças de bicicletas...pois como acontece com os carros aqui no Brasil, há feiras de peças roubadas...as feiras de "desmanche"...e eles buscam as peças para tentar remontá-la.
Não vou contar o filme todo para não perder a graça...mas o final...bem, o final é emocionante e tão tocante que eu fiquei chorando depois de horas do filme já ter acabado.
É um filme triste sim, mas tão encharcado de humanidade, tão parecido com nossa realidade...que a partir dele podemos tentar entender um pouco o que o sofrimento e o desespero podem fazer a um homem de bem.
É um daqueles filmes que quando acabam a gente ainda fica pensando nele durante muito tempo...
Recomendo a quem não tem medo nem preguiça de pensar.

14 comentários:

Beth/Lilás disse...

Ué, voltou a conexão?!

Pois eu gosto de filme que me faça pensar nele depois, acho que é aí que a coisa fica interessante, pois estes filmecos de hoje em dia que a gente vê e esquece logo em seguida, são tão sem graça!
Acho que vou pegar emprestado, empresta amiga?
Quanto à realidade de dias como aqueles numa Europa pós-guerra, empurrou muitos para fora daquele continente, mas hoje, os que aqui estão, devem sentir uma saudade, uma vontade de retornar, será?
Não, acho que não! A maioria criou raízes por aqui, tem filhos, netos e bisnetos e, mesmo o Brasil estando esta confusão atual, ainda assim, muitos destes estrangeiros amam este país e não saem nunca mais daqui. Mas, eu, sinceramente, se pudésse me mandava, prá onde, não sei! hehe
bjs cariocas

Renata Boechat disse...

Eu acho que esse filme foi um dos votados naquela lista do New York Times dos 1000 filmes que você não deve deixar de ver antes de morrer…é um clássico italiano, e concordo que deveria ser visto por todos, pois é uma lição de vida pros dias em que vivemos!

Esperando que você, apesar de ilhada esteja bem,

Deixo meu abraço, com votos de um bom fim de semana, se possivel

Cris França disse...

esta entre um dos meus favoritos, com certeza um filmão. bjs querida!

Eliane disse...

Oi vi e gostei dessa idéia de blogagem coletiva e queria participar posso? Meu link casinhadaeliane-eliane.blogspot.com , na segunda é azul!!

Anne Lieri disse...

Glorinha,já assisti faz um bom tempo esse classico do cinema,mas vc me fez ficar com vontade de rever!Muito lindo mesmo e com bela mensagem!Bjs,

Magia na Cozinha disse...

Parece maravilhoso! Obrigada pela dica!
Bjs :)

welze disse...

Oi linda. Espero que esteja bem azul perto de vc. ainda ñ estou muuito da boa, mas não pude deixar de vir lhe abraçar. Sei que vc há pouco tempo tb teve dores no ciático e há de me entender. é o cão. estou sentando com uma parte só da bunda e isso, por muito tempo, dá dores mais bravas ainda. Fique em paz. Estou lhe abençoando via net e pensamentos.

Tati Pastorello disse...

Glorinha, você me deixou com muita vontade de ver o filme. Vou em busca dele esta semana. Marido também gosta de filmes assim. Obrigada pela dica. Espero que o tempo esteja melhor por aí, por aqui o sol já apareceu. Vamos torcer (e lutar) por dias melhores.
Um grande beijo.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Glorinha para dizer que participo
de novo amanhã.Beijinhos/Irene

Astrid Annabelle disse...

Glorinha você me fez lembrar do meu marido me contando sobre esse filme.
Ele era fã de filmes desse gênero e não me poupava nunca...mesmo sabendo que não me encantava com essas histórias...o que não significa que o filme não é bom.
Foi uma doce lembrança, afinal faz pouco tempo que fiquei viúva...
Beijo de bom domingo!
Astrid Annabelle

Jacinta Dantas disse...

Oi Glorinha,
como aqui em Vila Velha será feriado amanhã, por ocasião da festa de Nossa Senhora da Penha, e como eu não sei programar o computador para fazer a postagem, E como amanhã eu não estarei em casa...
deixo minha participação na blogagem coletiva a partir de agora.
Bjs

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha vi esse filme na faculdade. Cursei uma sdisciplinada chamda "História do Cinema e do Vídeo". Fiquei muito impressionada com o filme, a emoção que ele trasnmitiu. Foi demais. Além daatualidade do tema é claro. Estão melhores as coisas por aí? Bjs

Astrid Annabelle disse...

Olha eu de novo Glorinha!!!
Só para lhe contar que já publiquei meu post sobre o Azul...porque a Chama Azul é irradiada principalmente durante os domingos!
Bom resto de domingo! Agora todo azul!!!
Beijocas
Astrid Annabelle

Espaço Clarear disse...

Gloria conheci seu blog através da Astrid, e me deliciei passeando por ele. Parabéns, seu espaço é bastante aconchegante e possui vários temas interessantes. Gostei tanto que ja passeia a te seguir.
Beijos, Clarice.