sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Blogagem Coletiva - Felicidade!


Felicidade...
Parece simples falar sobre ela, mas não é não.
Ser feliz pra mim, significa muito mais do que pequenos e fugidios momentos.
Eu procuro guardar na minha lembrança os momentos felizes, os tristes, vou jogando numa lixeira, onde ficam os problemas, as tragédias, as doenças e as pessoas insignificantes.
Tenho memória seletiva.
Já fui muito magoada.
E já magoei também.
Mas, procuro viver dentro do que considero minha verdade.
O que me fizeram de ruim, procuro esquecer.
Alguns eu perdôo, outros é difícil, mas tento não pensar.

E ser feliz pra mim é:
Ver meus filhos realizados e felizes, amando e sendo amados.
Ter minha casa, meus cães, meus bichinhos que me visitam todos os dias.
Felicidade é vê-los livres na natureza.
E, mais que isso, ter o privilégio de ter nascido com olhos de ver.
Porque tem quem passe pela vida, só reclamando, olhando o feio, mostrando as feridas.
Sou feliz porque sobrevivi.
A um câncer.
À asma e à falta de ar.
À internações.
À inúmeras cirurgias.
Às dores constantes pela artrose e hérnia que tenho na coluna, nos joelhos, nas juntas, e pouco reclamar delas.
À decepções imensas com quem considerava mais que amiga, irmã.
Sou feliz porque não tenho medo:
De me jogar nas coisas que acredito
Nas coisas que falo
E que assumo.
De ser descarada
Desbocada
Atrevida.
Mas também saber ser gentil.



Sou feliz porque tive pais que me amaram e um pai que foi um mestre, e que, apesar de ter partido cedo, me deixou as maiores lições da minha vida e meu amor pelos livros.
Sou feliz porque tenho amigos que me amam. Muitos mais do que poderia imaginar.
E se não consigo agradar à todos, faz parte também da vida, ninguém é unanimidade absoluta, até porque, toda unanimidade é burra.
Sou feliz porque posso usufruir do pão que eu mesma fiz e do vinho que meus amigos trazem.
Sou feliz quando faz frio e posso acender a lareira.
E conversar e jogar conversa fora com amigos queridos.
Sou feliz ao ver minha buganvílea florida e os beija flores sugando a sua seiva.
Sou feliz porque tenho um homem que me ama com todos os meus defeitos e falhas.

Sou feliz porque já nasci e renasci inúmeras vezes ao longo da minha vida e nunca reneguei a possibilidade de reviver e renascer, mesmo quando tudo caía em minha volta.
Sou feliz, porque mesmo em meio ao caos, ao sofrimento e à dor, sempre soube buscar o outro lado, o lado da luz.
Sou feliz por ter conhecido tantas pessoas maravilhosas que hoje fazem parte da minha vida.
Sou feliz quando me entupo de brigadeiros, sem culpa.
Sou feliz por amar e dar valor a cada dia que acordo e posso olhar o céu, as flores e as nuvens.
Sou feliz porque sou capaz de escrever, mesmo que nunca venha a ter um livro publicado.
E sou feliz porque sou feita de sentimentos e inspiração.
E por poder usufruir o sabor de um café com bolo sozinha e não achar isso triste, pelo contrário.
Sou feliz quando posso comer esse mesmo bolo com café com gente inteligente e bacana que faz parte do meu círculo de amigos.
Sou feliz por ser hoje uma pessoa melhor do que fui ontem e pela certeza de que amanhã serei melhor ainda.
Sou feliz porque aprendo todos os dias e não me fechei pro mundo.
Sou feliz porque tenho um computador e o prefiro mil vezes a  uma TV de plasma LCD de 56 polegadas.
Sou feliz porque estudei em escola pública quando elas ainda eram boas.
Sou feliz mesmo sem ser rica, até porque nunca o fui.
E por dar valor às pessoas pelo que elas são e não pelo que têm.

Sou feliz porque pude fazer a viagem dos meus sonhos.
Porque subi o Douro de barco.
Porque conheci Roma.
Porque um dia ainda vou à Paris.
Porque conheço Recife, Olinda, Porto de Galinhas, Lisboa, Veneza, Maceió, Maragogi, a Toscana, Tiradentes, Búzios e muitos outros lugares que me fizeram feliz demais.
Sou feliz ao ver o mar.
Ao sentir a brisa de uma tarde fria no meu rosto.
E o cheiro de maresia nas minhas narinas.

E, mais que tudo, sou feliz porque sei que sou guerreira e pouca coisa me derruba.
E se derruba, levanto novamente e vou em frente.
Nunca tentei puxar o tapete de ninguém nem nunca pensei em passar ninguém para trás.
Não sou vingativa e sou feliz por ser do jeito que sou.
Sou feliz por ser íntegra, verdadeira e amiga dos meus amigos.
Sou feliz quando ganho de presentes, flores, livros ou bombons.
Valorizo cada minuto de minha vida, como se fosse o último.
E sou feliz por poder ter sempre um sorriso no rosto.
E me sinto feliz por que sou feita de sonhos.
E, enquanto viver, meus sonhos me moverão.

Acho que isso resume o que penso sobre a felicidade.
Felicidade para mim é tudo isso.
Sou feliz porque estou viva!
Gracias a la Vida!
E obrigada a todos vocês, meus amigos, meus amores, filhos, marido, afilhados, sobrinhos, irmão por, a cada dia, me fazerem acreditar em mim e na minha eterna possibilidade de ser feliz.
Felicidade é saber dar valor a tudo isso. Acho, que por isso, eu sou feliz.

57 comentários:

Luma Rosa disse...

Perfeito Glorinha!! A felicidade é uma construção feita no dia a dia, com momentos! E estes momentos podem até não terem efeito no momento vivido, mas um dia, lá na frente, em um momento de nostalgia, podemos lembrar deste momento passado como um momento de felicidade! A felicidade é um sentimento nem sempre reconhecido à primeira vista, infelizmente! Vamos curtir todos os momentos para termos bastante felicidade em recordá-los!! Beijus,

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Luma, às vezes eles passam tão rápido que não percebemos como aqueles instantes estavam repletos de felicidade. Beijos.

António Rosa disse...

Glorinha

Apreciei a sua definição de felicidade e aproveitei e levei um brigadeiro comigo. A felicidade é isso mesmo: uma construção nossa de cada dia.

Beijos.

Mari disse...

Amei todo seu texto. Vc é uma verdadeira guerreira,Glorinha.

Obrigada por nos contagiar com sua energia positiva.

Um beijo

LILIANE disse...

Glorinha...
Meus Deus, quantas oportunidades para ser feliz.
Quantos motivos simples e ao mesmo tempo fantásticos...
Acho que ser feliz é uma questão de escolhas.
Uma pessoa pode olhar para sua vida e ficar exultante, outra, ficar entediada.
Pessoas como você resgatam no outro a vontade de SER feliz.
Foi isso que você me inspirou.
Quer saber?
Estou muito FELIZ por ter conhecido você, e mais, por considerá-la minha amiga.
Será que ainda é cedo para eu dizer que eu amo você?
rsrs
Beijo, um dia de muita FELICIDADE para você...

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que lindo!
Vc passou uma aula de sabedoria. É como se fosse uma receita para ser feliz.
É juntar os bons momentos da vida, separar dos ruins. Saber que podemos vencer desafios imensos. Acreditar em nosso talento, ver o quanto fomos e somos amados.

E ter felicidade no que é simples e cotidiano. Ao mesmo tempo se encantar com o que é único e especial.

Ou seja, a felicidade é no agora e dentro da gente.

adorei!

Camille disse...

Que post lindo Glorinha! Disse tudo, se inseriu dentro do contexto e ainda escreveu algo de universal. Espero que voce seja cada vez mais feliz, com as pequenas e as grandes coisas da vida. Beijos e muitas felicidades!
( Estou participando da blogagem, so vi hoje, mas deu tempo de escrever alguma coisa)

Leci Irene disse...

Bom dia,Glorinha! Ser feliz é estar aqui e agora lendo teu texto e conhecendo os motivos que te dão felicidade!
Beijos

Chica disse...

Temos tantos momentos felizes em nossas vidas,não?

Linda tua postagem e é bem assim,de pouquinho em pouquinho, vemos o quanto felizes somos!beijos,chica e lindo fds!

Sonia Beth disse...

Glorinha, bom dia.

Também senti dificuldade em escrever sobre felicidade. Consultei, procurei, refleti (só faltou sentir rsrrs)e lhe agradeço por isso.

beijinhos

Meru Sâmi disse...

Oi, Glorinha!
Sem dúvidas você é feliz!
Só os seres felizes conseguem lembrar-se dos verdadeiros valores e enumerá-lo felicidade.
Seu post está gracioso e melodioso, uma delícia como os bombons, bolos brigadeiros, rsrsrs ( sou formiga feliz ).
E aquela menininha na abertura, que fofura!
Ah, e antes que eu me esqueça, é melhor ser próspera que rica, e você é próspera. Diferente do muitos pensam prosperidade é o Dom da transformação positiva...
Aí no Rio o sol já deve estar bem mais forte que aqui em Sampa, e olhe que aqui já vale a primavera!

Beijos

Regina Rozenbaum disse...

YESSSSSS isso é realmente SER FELIZ... o resto, como disse uma amigamada, "é cosmética"! Em 28/08 no Divã: "...Felicidade é construção. E com muita insistência, diga-se de passagem. É feliz quem consegue sustentar seu desejo, apesar das demandas dos outros e de todas as pressões contrárias, e maneja bem uma situação para salvaguardar aquilo que lhe é mais particular.
Assim sendo, felicidade é conseguir ter a atitude de estar sempre na escuta do desejo praticando a fidelidade – não ao outro, mas ao próprio desejo. Fácil não é. É e não é. Pode até parecer, mas já viu alguma construção ser fácil? Se D’US construiu o mundo em seis dias e descansou no sétimo, imagina nós - pobres mortais – para essa lida mais que diária?!"(R.R) E aí guerreira (tô abobada com vc!) vãobora passar esse feriado em TIRADENTES? Comer uma comidinha mineira, prosear atééé a língua ficar dormente? E aí - descobre-se - que Dona Felicidade adormece e acorda com a gente!!!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Liza Souza disse...

Lindo texto, Glorinha! Tem muita gente que vive reclamando das mazelas da vida e nao consegue enxergar como a felicidade está por toda parte, nas coisas simples, naquilo que o dinheiro nao pode comprar. E que essa felicidade é uma escolha que a gente faz e que ninguem mais pode fazer por nós. Ser feliz é seguir em frente, renascer como voce fez e fará se for preciso. É nao ter medo de ser o que se é, é estar sempre cercado de coisas e pessoas boas. Felicidade é reconhecer a dádiva que é estar vivo.
Parabéns pelo texto!
Beijos

Beatriz disse...

Que lindo post Glorinha!
Felicidade é isso aí mesmo. Eu me contento com pouco e sou feliz com cada pedacinho que conquisto. Já morei por quatro meses numa ilha ajudando como voluntária em pesquisas marinhas, sem água potável(que vinha dos navios mercantes), sem energia elétrica (só o gerador, quando funcionava), sem televisão....mas tinha a lua e o sol nascendo e se pondo no mar todo dia, salto de baleia, pássaros mergulhando...e tudo isso de graça! E porque eu ía querer mais?
Beijocas,
BIa
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Mylla Galvão disse...

Sou feliz porque amo e sou amada!

simples assim
Adorei seu texto!!!

bjo

Lis. disse...

Bom dia Glorinha...

Estou notando que existe um lado muito bom no que diz respeito a blogagem coletiva, que é ao meu ver a "economia" de comentários.

Tanto que estou transcrevendo abaixo, um comentário que acabei de fazer no blog da Cris França.

Espero que goste...

Bom dia Cris França...

Há dez anos atrás comecei a fazer um trabalho de doutorado sobre o tema: Felicidade. Hoje, posso começar este comentário afirmando-lhe que a felicidade simplesmente não existe.

Pense bem e pense comigo: Se pudessemos separar todas as alegrias possíveis de serem vividas, teriamos encontrado a felicidade.

Mas como seria possível encontrá-la neste mundo onde precisamos da presença da tristeza como contraste? Só reconhecemos a alegria graças a existência da tristeza.

Então... conclusão:
Felicidade é uma utopia,
ou apenas senso direcional.

Se trilhamos o destino onde pelo caminho só aparece tristezas, alguma coisa está errada, e pode ser que estejamos indo para o lado errado, para o lado contrário da Felicidade rumando para o sofrimento.

O sofrimento também não existe, o sofrimento puro também é utopia. E em verdade vivemos entre altos e baixos mediante oscilações.

Imagine que coisa interessante: Sabemos o que é calor por termos o contraste do frio. Se não houvesse frio e tivessemos uma temperatura constante e sem variantes de digamos 36Cº aconteceria de nem existir a palavra: TEMPERATURA.

Consequentemente: Se vivessemos só as alegrias, nem mesmo a palavra FELICIDADE existiria.

Entretanto, quando passamos a ter muitas alegrias, a linha mediana sobe e certamente estaremos mais perto da paz.

Imagine uma pessoa atada a um eletrocardiograma, onde o coração dá picos de altos e baixos, e de repente o coração pára. Morreu... encontrou a paz finalmente.

Isto é impossível porquanto estamos vivos, mas não ter paz, é não estar dirigindo-se rumo a, posto que a paz é a real gratificação de estarmos trilhando o caminho certo.

Então...

Felicidade
é só sendo
direcional
e de paz.

Tati Pastorello disse...

OI Glorinha, em cada linha fui vendo partes de minha vida também. Vivemos coisas diferentes, viagens diferentes, pessoas diferentes, mas uma coisa em comum. Sabemos ser felizes em cada momento, em cada pedacinho que compõe nossa história.
Você é uma mulher exuberante e feliz, e faz feliz aos que a rodeiam.
Te admiro, amiga. E que você não seja feliz apenas (e é muito) por escrever, mas também por PUBLICAR seus livros. O acesso a eles fará muita gente feliz, aposto!
Beijos.

Irene Moreira disse...

Bom dia Glorinha!!!
Que linda postagem!!! Belíssima participação nessa Blogagem coletiva e que bom que estou aqui neste tema de Felicidade.
Sou feliz por poder estar aqui te visitando, conhecer cada pedacinho da sua felicidade, aproveitando um intervalo de cafezinho aqui no trabalho.
Fiquei muito feliz em ter ver na M@myrene e não sabe como me fez bem ler a simplicidade das palavras que ali colocastes. A vida continua e é um renascer constante e nesse caminhar aprendemos sempre, mesmo que em alguns momentos fiquemos tristes. A tristeza é necessária para nos fortalecer e criar elos que nos guiarão na conquista de nossos sonhos.
Um abraço bem forte e gostoso minha amiga. Posso não ser uma presença constante, mas te vejo sempre da minha janela e sei que você está ali e quando quisermos é só entrar.

Beijos e um bom final de semana

Isadora disse...

Glorinha, ainda que a felicidade seja pessoal e intrasferível, algumas situações, momentos são felizes e ponto.
A vida não é sempre fácil, nem tudo são flores. Dificuldade, tristeza e dor caminham também ao nosso lado, mas a felicidade, essa danada que nos deixa em estado de graça, passa como ventania e por alguns minutos tudo perde a importância, pois ela veio nos visitar.
Um beijo

Eliane disse...

Vc diz o que tem pra dizer não manda recado e faz a mesma coisa com sua felicidade, vc é uma guerreira feliz Parabéns!!!!!!Tenha um lindo dia Feliz!!!!!

Mila Viegas disse...

Como não ser feliz assim, Guxa? Agradecendo e amando cada coisa ao seu redor? Fico feliz em saber que você é feliz assim... Sua felicidade transbordou aí e eu resgatei um copinho dela aqui... rs. É muita felicidade que não cabe numa Guxa só!!! kkkkk

Adorei!
beijos grandes

Amica Philosophiae disse...

Glorinha, que exemplo! Pareceu-me um balanço de vida que no fim das subidas e descidas e apesar dos pesares resultaram em felicidade! Que um dia eu tenha maturidade para fazer o meu balanço e no fim colher bons momentos felizes.
um bjo

disse...

Olá Glorinha, essa blogagem me despertou para uma grande integração de desejos em comum, o de ser feliz. Parabéns pela corrente que você está proporcionando, fazendo sentir o que se escreve. Bjosss

Deia disse...

Oi Glorinha! Do seu texto, uma frase me chamou a atenção,pois pude "revê-la" ao longo dos próximos parágrafos, e assim, percebi o quão verdadeiro é o seu olhar para a felicidade: "Sou feliz porque nasci com olhos para ver" . Uma frase aparentemente simples, mas que resume a sua capacidade de se adaptar ao que a vida lhe apresenta ao longo do caminho. Olhos para interagir, olhos para desviar, olhos para enfrentar. Estou muito sensibilizada nessas últimos dias, e esse seu post traz uma tranquilidade reconfortante. Que saibamos usar nossos olhos para olharmos... Um beijo, Deia.

Beth/Lilás disse...

Querida Glorinha!
Você sabe bem o que esta palavra encerra e eu sinto-me inserida em seus momentos de felicidade, assim como você nos meus, nas risadas que a gente dá de nós mesmas, de nossas birutices, de nossos erros e tropeços pela aí.
Que lindo e emocionante seu texto!
beijo grande carioca

Cris França disse...

vc é linda Glorinha! bjs meus

Bleeding_Angel disse...

Gostei mto do seu post Glorinha, e da visaum q vc tem sobre Felicidade.
O lance de ter memoria seletiva, eu aprendi ha pouco tempo, antes era mto vingativo e rancoroso, mas as consequencias disso sempre fikm, no entanto, sou como vc, naum eh taum facil assim me derrubar e, se me derrubam, levanto novamente, pq a vida eh feita de erros e acertos e nem sempre vc pode se responsabilizar de tudo q ocorre contigo e com os outros.
Eh como vc msm disse, o q eh ruim eh pra ser jogado na lixeira e o q eh bom devemos priorizar. O q eh ruim, os q tentam puxar nosso tapete, melhor tentar naum pensar msm e ignorar. Complikdo eh qndo outros naum ignoram, mas tbm, se estes outros naum ignoram eh pq naum saum nossos amigos de fato e devemos ser felizes pelos amigos fieis q temos e amamos.
Naum sabia q vc era uma sobrevivente, isso me fez te admirar mais do q jah te admiro neste curto espaco de tempo q nos conhecemos.
Meu avo faleceu de cancer na prostata e, assim como vc, era uma pessoa grandiosa, NUNK, NUNK msm, em todo seu sofrimento ao leito, o presenciamos reclamar de alguma coisa. Eu, por outro lado, tenho q aprender a ser forte assim, ainda me resta um longo kminho a trilhar e atingir o apice q vcs atingem, pq sou mto reclamaum. rs
Tbm jah tive decepcoes imensas com uma amigas q considerava minhas irmas, sei q fui em parte responsavel pois errei com elas, mas tbm pedi desculpas e naum fui desculopado. Sempre digo q naum creio no perdaum creio nas desculpas (perdoar seria esquecer e nunk esquecemos o mal q nos fzem, relevamos) e logo elas q pregava tanto o perdaum, sequer me desculparam e sei q guardam um rancor q as corroem. Mas fiz minha parte, pedi desculpas publikmente no blog a todos q pudesse ter magoado, houveram belissimas reconciliacoes de amigos fieis, outras ameacas e enfim, eh a vida...
Enfim, acho q falei dmais, desculpe pelo "desabafo", mas eh q este teu post me fez refletir mto sobre o signifikdo da felicidade.
Bom final de semana, de mtos momentos felizes.

Nilce disse...

Oi, Glorinha

Que coisa boa é esse negócio de ser feliz!
Seu texto é de uma doçura, transmite o que queremos falar sobre felicidade, sobre momentos e tudo que nos deixa felizes, jogando no lixo o que não nos faz bem.
Li-o duas vezes (caiu a net, rsrs), e realmente entendemos da mesma forma o que é felicidade.

Que seus momentos se multipliquem e que mais desejos se realizem para que mais feliz ainda, vc consiga ser.

Bjs no coração!

Nilce

PS; Lindo o novo template. Amei!

Bordados e Retalhos disse...

Adorei essa lista de felicidades.Só pessoas especiais conseguem escrever tanta coisa assim. Vc é uma pessoa muito especial mesmo. Daquelas que vê felicidade em coisas pequenas, vê valor em coisas simples e principalmente busca a felicidade dentro de você mesma. Beijos amiga, gosto muito de você.

Gina disse...

Glorinha, tem muita coisa boa pra gente dar valor nessa vida. Sua lista é grande e valoriza coisas que realmente valem a pena.
Cada um tem seu modo de ver a vida e entender a felicidade. A lista é individual.
Atualmente, depois da aposentadoria, tem algo que me deixa muito feliz, o trabalho voluntário com mães carentes.
Também sou muito positiva, não gosto de focar no negativo ou, pelo menos, não enxergar o lado bom, sabe?
Continue sendo feliz!
Bjs.

Thaís leão disse...

Vc é feliz pq vc é minha bigorrrrrna favorita!
Vc é feliz pq tem aí dentro uma pesssoa maravilhosa, que todos amam.Quem quer te colocar pra baixo e apagar a sua luz não merece ler ou ouvir o que vc tem a dizer!
Te amo muito!
Felicidade é ter vc como minha mãe!
Uma mãe bigorrrna!
hauahuahuahauahuahuau!
bjs

Crica Ribeiro disse...

Estou feliz por ter lido este post!
Obrigada!

Cantinho She disse...

Oie... querida Glorinha que intensidade deliciosa nas suas estrofes... menina me emocionei e sorri, tudo no mesmo texto, e a vida é assim emoções e sorrisos, mulher guerreira, mas além disso, vc é uma mulher vencedora e por isso vc terá o merecimento de ver os seus livros publicados sim...
Beijo, beijoooooo!
She

Nika disse...

Lindo texto, quanto sentimento e sabedoria vc nos passa coms eus textos.
Podemos ser muito felizes se soubermos reconhecer todos os dias as benção que existem em nossa vida e descartar tudo que é negativo, assim como vc descreve no seu texto.
Te desejo tudo de bom....
Bjs e um lindo fim de semana.

Camille disse...

É Glorinha, nem sempre dizer tudo que eu penso me trouxe felicidade. E mesmo quando dizia continuava ruminante. Mas gostei da idéia da "carnivora". No dia que for preciso, mostrarei as minhas garras, depois venho te contar se foi bom ou nao. E te digo, espero que nao seja preciso mostra-las.
Enfim, a vida meio que me amoleceu para certas coisas. Ainda mais em consultorio,a gente tem que ser assertivo, mas tomar muito cuidado. Apesar que la nao é um bom exemplo, por que ali so tenho alegrias, mesmo que a sessao seja triste.
Dificil é quando passa um Feneme pela gente ne? Ai que da vontade de soltar o verbo.
Bjos,
Cam

Lúcia Soares disse...

Glorinha, me vi muito no que voc~e descreveu.
Felizmente nunca passei por uma doença mais grave nem por alguma tragédia na vida, mas também sei driblar o que me vem e não me agrada.
Ter olhos para ver é uma ótima constatação, pois não apenas se passa pela vida, mas a vivemos plenamente.
Cada dia descubro mais que você é uma mulher especial, no sentido de ser , principalmente, corajosa.
Beijo!

Glorinha L de Lion disse...

Leci Irene e Renatinha Boechat, os blogs de vcs não me deixam entrar: diz que há um malware no blog abobrinhas na cozinha. Sugiro que retirem ou falam com a dona. beijos.

Françoise disse...

Uau, você contou sua vida neste texto. E com olhos de Glorinha , pude entender que posso ser muito mais pelos meus olhos, basta eu querer. É bom ter por perto pessoas como vc que nos mostram o lado amarelo das coisas. Te gosto minha amiga!!!!


Destaco :
"Sou feliz porque já nasci e renasci inúmeras vezes ao longo da minha vida e nunca reneguei a possibilidade de reviver e renascer, mesmo quando tudo caía em minha volta". Esta é você!

Beijos felizes.

Astrid Annabelle disse...

Olá Glorinha!
Felicidade é ter você como amiga!
Lindo texto!
Mas acabei de "entrar no ar" depois de 25hrs sem net...nem tive tempo de avisar nem nada. Como deve ter percebido não fiz um post sobre felicidade. Irei fazer agora.
Vi que deixou um comentário no meu post que fiz ontem de manhã cedo...vou lhe responder por lá daqui a pouco...se tudo continuar como está,OK?
Vim mesmo lhe dar uma satisfação pelo meu sumiço. Depois eu volto com calma para ler todos os comentários.
Um beijo grande e até daqui a pouco.
Astrid Annabelle

Socorro Melo disse...

Oi, Glorinha!

Adoreeeeeei sua descrição de felicidade,linda, fofa, gostosa(enchi a boca d'agua ao ver os brigadeiros), kkkk
Concordo com você, e olha, você de fato é uma guerreira. A coisa mais importante da vida é nos sentirmos felizes, independentemente dos obstáculos que tenhamos que enfrentar.

Seja muito feliz, sempre.
Socorro Melo

Bombom disse...

Glorinha, como hoje não estava muito inspirada por várias razões momentâneas que logo passarão, vim até aqui tomar um Café com Bolo contigo. E, claro, adorei, não só por ter sido recebida com Bombons e Brigadeiros que adoro, mas teu belo texto que diz tudo o que eu não fui capaz! É linda a maneira como consegues descrever tão bem o que vai no coração de tantas de nós que te acompanhamos com grande Amizade!
Que sejas sempre muito feliz! Bjs. Bombom

Yoyo Pizy disse...

Passar por aqui é sempre motivo de algria, hoje no entanto passar por aqui me deixou comovida, emocionada, ao saber de tantas coisas pelas quais passou(e ainda passa) e que mesmo assim, é uma pessoa que irradia alegria, uma guereira.
Bjo no core querida

P.S - Estou viajando e não pude fazer meu post hoje, mas logo que possível eu também quero falar do que me faz feliz

Vivi disse...

Lindo
Lindo
Lindo
Lindo!!!!!!!!!!!!!
Maninha..nem tenho palavras pra te elogiar...
Lindo!!!!!
e quer saber ??? eu tb sou muito feliz por ter uma amiga assim como vc!!!!!
Tenha um ótimooooooooooo feliz feriadão viu!!!!!
com muito carinho
bjs

Lulú disse...

Olá Glorinha, adorei seu conceito de felicidade. Simples encontra-la em coisas , as vezes tão pequenas, mas que nos deixa numa felicidade incrível.
Não sou uma pessoa infeliz, mas, tenho aprendido muito visitando tantos blogs maravilhosos, assim como o seu.
Vou continuar passando sempre por aqui.
Um grande abraço, e que Deus abençoi suas felicidades.
Maria Luiza (Lulú)

Macá disse...

Glorinha
Só agora consegui chegar aqui para leitura dos blogs, e sabe que estou muito feliz? Você vai me perguntar o porquê?
Porque eu comecei meu blog há pouco tempo (6 meses é pouco não é?) e logo tive o privilégio de conhecer o seu, conhecer um pouco de você. E ser sua amiga - virtual, por enquanto - é motivo de felicidade.
Poder ler seus poemas, seus pensamentos transcritos, é um orgulho, saiba disso.
E saiba também que eu agradeço sempre por ter como você, esses momentos na vida, onde posso observar tudo, ouvir, ir e vir, ler e escrever, não passar fome, viajar, ter amigos - reais e virtuais - e então por isso tudo eu fiz a minha escolha.
Escolhi ser feliz.
um beijo grande

Maria Izabel Viégas disse...

Amiga Glorinha leoa,
que lindo!!! Gosto de gente como você, que fala com a alma. Que não teoriza, embora o saiba fazê-lo muito bem. pois que d felicidade quem conhece é a voz do coração!
E cada um de nós vivencia a vida e as expriências que são só nossas.
Amiga querida, como gosto de vc!
E como cada vez mais te admiro!
A felicidade incomoda aos que não a enxergam na dor, na tristeza. e que não entendem que ao lado de uma dor está uma alegria, um bem querer, um amor que nos ama e nos faz feliz!.
Hoje pensei que não fosse conseguir escrever nada. olhei n minha estante e encontrei aquele meuAlbum, vc viu... dalí me vieram toadas as lembranças boas e jogaram para o fundo do mar os medos, a dor, tudo , enfim, que incomoda mas não nos derrota.
Como te respondi no Memórias após teu comentário que me trouxe doce aemoçao, meu ntinho nasce agora, com 8 meses pois não pode ficar mais lá... e meu filho e nora estão felizes. E eu espero com o coração aberto! Hoje faço 40 anos de casada com o meu primeiro e único amor. Como não iria escrever na tua blogagem, dane-se esta dor danada. Eu amo a Glorinha . Eu amo o que faz de bom para todos nós! Claro que somos felizes!!!
E olha que lindo oque thaís escreveu! Isso é felicidade!
Beijos no teu coração, amiga querida!
Obrigada por me deixar entrar na tua vida!E vc vai publicar sim!!!!!!

orvalho do ceu disse...

Olá, pessoa feliz!!!
Quanta FELICIDADE!!!
Sabe que teci um comentário logo pela manhã e creio que vc nãoo tenha recebido???
Mas não posso deixar de lhe dizer que hoje passo pra trazer-lhe flores num lindo cesto.. Bem perfumadas e de acordo com o seu gosto pessoal...
Sinta a felicidade que emana de um coração feliz e abençoado!!!
Para outro que se derramou pra nós nesse tema tão encantador.
Obrigada mais uma vez, querida.
Que delícia a vida de que é feliz!!!
Bjs felizes pra vc.
P.S.Espero que esse chegue...

Flor de Lótus disse...

Oi,Glorinha!Felicidade é estar aberto para novas possibilidades e rir mesmo quando o seu maior desejo é chorar...
Felicidade é tomar banho de chuva ao lado de quem se ama e andar devagar como se estivesse a mais linda noite de luar...
Felicidade é acordar e ver o sol brilhando, os pássaros cantando...
Um ótimo e feliz final de semana!
Beijosss

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Olá linda flor do meu perfumado jardim!
Essa é a Glorinha, e eu sou feliz por tê-la conhecido viu? Sou de verdade sim rs, choro e dou risada num curto espaço de tempo mesmo sem ser bipolar rsrsrs...e se assim fosse ainda seria feliz! rsrs
Que vc seja sempre abençoada, que este seu alto astral continue contagiando as pessoas que tem a sorte de conhecê-la. E Viva Paris!!! Sei que vc vai chegar lá em breve e eu ainda vou ver fotos lindíssimas deste lugar maravilhoso no seu belo blog.
Obrigada pelo seu doce carinho, gosto muito de vc florzinha.
Beijinhos e um ótimo feriado.

Flores e Luz.

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Glorinha!

Sempre achei que felicidade está nas coisas e nos atos mais simples da vida.
Desejo então muitas felicidades.
Olha eu realmente tardei, mas preparei um post com carinho.
Xeros

manuel marques disse...

Felicidade também é passar por aqui .

continuo viajando,adoro você querida amiga.

Beijinhos.

Eduardo disse...

Glorinha, palavras abrangentes e profundas as suas; muito bonito.
Voce me permite resumir a felicidade em uma frase?
Que tal: estar de bem com a vida.

Um abraco
Shrek

Cantinho da Cê disse...

Boa Tarde Glorinha,

Acho que pude conhecer um pouco de você só neste post. Adorei. A felicidade é uma construção de momentos que se eternizam na alma...
Sou principiante neste mundo de blogs e gostaria de saber se posso participar da sua blogagem coletiva, vi que dia 10 agora vai ser sobre o Orgulho...

Desejo a você e a sua família um excelente feriado,

Taia Assunção disse...

Amei o texto Glorinha, simples como é a felicidade. Verdadeiro como deve ser nossa vida. Intenso como deve ser nossas maiores emoções.
*********************************
Quanto ao seu comentário sobre o meu texto, muito obrigada pelo seu carinho. Procuro olhar o lado bom das coisas apesar de nem sempre ser apresentada para mim a melhor faceta. Apesar de vizinhos, Zâmbia e RD do Congo são muito diferentes. A vida aqui é muito mais difícil, para nativos e expatriados. Quase um barril de pólvora, onde um acidente de automóvel pode dar início a um conflito maior. É como se andássemos pisando em ovos, cuidados e atentos, reclusos em nosso mundinho. O contato com o mundo externo normalmente não é dos mais fáceis, seja pela abordagem de um guarda de trânsito pedindo propina, seja pelo tratamento indigno entre eles. Zé Ramalho já fez melodia que reflete um pouco do que há aqui, aí e acolá:
Vida de gado
Povo marcado
Êh!
Povo feliz!
Beijocas e bom feriado, com bastante linhas redigidas da melhor qualidade como lhe é comum.

Clau Finotti disse...

Glorinha, de tanto vir aqui aprendi a gostar de você como pessoa e não só da escritora que habita em você.
Somos gêmeas muito diferentes...rs... mas me sinto atraída pelos seus pensamentos inteligentes e pela sua sensibilidade e generosidade.
Eu aprendi também a ter memória seletiva e hoje tento ser menos reclamona e negativa. Melhor assim, os problemas existem a gente reclamando ou não... então vamos ser felizes!!!

Bjão.

Clau

Manuela Freitas disse...

Olá querida Glorinha,
Regressei, o passeio foi muito bom, mas depois eu farei referências no Blogue. Desejo que tudo esteja o melhor possível contigo.
Que posso dizer da tua descrição de felicidade? Que ela está super-óptima, de facto nõs temos que valorizar a nossa vida, procurar nessa mesma vida criarmos à nossa volta felicidade, dando para também receber.
Beijinhos amada amiga,
Manú

IsaMalfatti disse...

SUAS PALAVRAS SAO MUITO SABIAS, ADOREI SUA POSIÇAO SOBRE FELICIDADE, GOSTARIA DE COMPREENDER ISSO TUDO A FUNDO A PONTO DE COLOCA -LAS EM PRATICA EM MINHA VIDA PESSOA, POREM AINDA TENHO UM LONGE CAMINHO A SER TRILHADO PARA DEPOIS PODER CHEGAR A ESTE GRAU DE SABEDORIA... BJOSSSSSS ISA