terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Ao Meu Filho

Que a Vida te proteja, meu filho
de todas as tempestades
de certos mares bravios
e dos navios fantasmas.

Que o leme seja leve
no barco do teu destino
e que as ondas só te levem
aonde desejares ir.

Que a Vida te proteja, meu filho
de todos os sudoestes
de certos ventos que sopram
e carregam com as verdades.
Que a sua estrada seja bela, clara, verde, sem atalhos
e que a brisa te acompanhe
sussurrando um acalanto.

Que a Vida te proteja, meu filho
das armadilhas,
do medo,
das mentiras, dos enredos
das tramas, dos nós, das cordas.
E que as cordas que tocares
virem música em tuas mãos
e que as redes sejam tranças,
sejam fios perfumados
te enlaçando em seus abraços.

Que a Vida te proteja meu filho
De tudo o que é mal do mundo
De tudo o que é ruim e sórdido
De tudo o que é triste e falso.

Que a Vida só não te proteja
do Amor.
Desse sentimento
que é o mais doce
e o mais bonito,
mas que quando chega carrega
tudo o que vê pela frente
e transforma a brisa calma
em terrível vendaval.
Que leva o barco pra longe
e arranca âncora e leme
lá, do mais fundo de nós.

Que a Vida te abra bem o peito
e te abra bem os olhos
pra que possas enxergar
aquele amor verdadeiro
aquele que nos faz inteiros
depois de nos partir ao meio.

Que a Vida te faça também
cheio de amor por Ela,
de amor pela natureza,
de amor pelos animais,
de amor pelas coisas simples,
de amor pelas coisas frágeis
e que ele te dê força e fé
em seus ideais.

Para Gabriel, com todo o meu amor.

Escrevi esse poema para meu filho no aniversário de 5 anos dele, em 05 de junho de 1989.
Ele continua atual, pois não mudei uma vírgula do que escrevi há 20 anos.
E resume o sentimento de uma mãe que deseja, de todo o seu coração, que seu filho seja feliz.
Simples assim...








17 comentários:

Bordados e Retalhos disse...

Lindo demais! Sem palavras até pra comentar. É tudo que uma mãe pode querer para o filho. É singelo e profundo, simples e delicado, mas também é forte, puro equilíbrio porque foi escrito por alguem que ama incondicionalmente sua cria. Bjs para os dois, mãe e filho.

Claudia Bins (Cacau) disse...

Que lindo Glorinha, fiquei com lágrimas nos olhos... pensei na hora na minha Manoelinha e que eu desejo exatamente o mesmo para ela...

Beijo grande,

Cacau

Renata disse...

Glorinha, cheguei às lágrimas...me emocionei, de verdade! Se eu soubesse escrever, talvez escrevesse ao meu rapaz palavras como essas, mas não sei, então me deleito com as suas...e peço a Deus que proteja esses nossos filhos,que hoje são mais filhos do mundo do que verdadeiramente nossos!
Obrigada amiga, por palavras tão lindas!

Noiva em Fúria disse...

Que lindo, bravo, bravo, bravo...Ainda não sou Mamis, sou uma super tia, mas mãe está em meus mais breves planos. Se me permitir, roubarei seu texto e direi isso para meu filho por toda a sua vida.
Que mãe hein...
Tenho certeza de que todo esse apreço fez com que agora em seus pouco 25 anos, ele tenha encontrado mais amores que dores, mais sabores doces que amargos, e que todas suas lagrimas tenham encotrado em seu coração de mãe, doce, guerreira e unanime a força para sorrir mais um dia.
Wundaba un dir..

manuel marques disse...

Linda homenagem .Parabéns pelo poema,magistral.

Um abraço para essa mãe Galinha,rsrsrsr.

Vivi disse...

Que palavras lindas.....
Quanto sentimento.....
Emocionei-me....
Quando nos tornamos mães é isso realmente q desejamos.....
Minha querida Amiga... é lindo ver como as palavras fluem de vc!!!!!
bjs

welze disse...

oi lindona. Que maravilha ler sobre o seu garoto. que orgulho danado de bom a gente ver esses meninos indo tão longe não é mesmo?. Sempre muita paz no coração dessa família tão maravilhosa. saúde a todos.

Reino da Fantasia disse...

Juro que aplaudi de pé! Lindo demais!
Tem mais...Esta veia poética tem que ser cultivada. Vá em frente.
bjs e muita paz.

By Deva disse...

Perante tal poema fiquei eu sem palavras... LINDO!!!

Açuti disse...

Simplesmente lindo!!!!

Parabéns a vcs novamente!!!

bjks

Silvana disse...

Oi Glorinha!

Que coisa mais linda! Belas palavras de mãe...

Eu não tenho filhos, mas vc mesmo assim me emocionou...

Qdo virá um livro com suas coletâneas??

Beijoooo

Graça Pereira disse...

O que é que uma Mãe pode dizer ou desejar a seu filho, senão todas as palavras que bordaste no teu poema?! Foi escrito há vinte anos mas, o coração de uma mãe, nunca muda e por isso, está actualissimo. Daqui a vinte anos se o voltarmos a ler, chegaremos a uma preciosa conclusão: O coração de uma Mãe é a única coisa que não muda na vida.
Parabens, minha querida.
Graça

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha, mais uma vez voce me emocionou! Parabéns para teu filho por ter uma mae maravilhosa como voce e pela formatura. Muito sucesso.
Bjos
Léia

Cibele disse...

Glorinha, me emocionei lindo!
Que bom que gostou das minhas bonecas sou euzinha mesmo quem faço, é um trabalho demorado, mas muito gratificante.

um beijo

G I L B E R T O disse...

... E continuará eterno!

POrque a vontade que nos dá é declama-lo em todos os momentos para nossos filhos, teu poema, minha amiga, resume com perfeição o que sentimos por nossos filhos!

Parabéns pela familia que tens!
Parabens por seres esta magnifica poetisa!

Abraços!

Copiei aqui, com sua permissão, para declama-lo (com devidos créditos) para meu pequeno principe depois...

Patricia G. de Almeida Rossi disse...

Glorinha,
Você plantou uma semente tão bem, cuidou com tanto amor e dedicação que só poderia dar um fruto tão especial!
Beijos!!!

Glorinha Leão disse...

Obrigada de coração, a todos que deixaram uma mensagem sobre meu filhote...
Um grande beijo!