quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O Tempo Não Pára...

Se lembram da minha bromélia imperial que estava começando a florir?
Olhem que beleza... as gotas de chuva parecendo cristais...

Não parece uma árvore de Natal?
Pena que essa flor é um sinal de despedida...um último aceno...
Ela se prepara com capricho, soma todas as suas forças, se embeleza esplendorosa...e sua única florada é seu ritual de despedida...
Depois disso, ela irá morrer...
Sinto uma certa tristeza ao vê-la assim, tão linda e, no entanto, anunciando a sua morte.
Penso em como o tempo tem andado rápido demais, fugidio demais...vejo as semanas se sucedendo numa velocidade espantosa....parece que ainda outro dia era natal e já é natal novamente...Os dezembros se acumulam, quase que um atrás do outro...a sensação é de que o ano passou e tudo continua exatamente igual...como se hoje ainda fosse ontem.
O tempo é implacável, pois a cada minuto, a cada segundo imperceptível, ele já passou...já nos tornamos um pouco mais velhos e quantas coisas deixaram de ser feitas.
Quantos desejos se perderam no caminho, quantas estórias deixaram de ser contadas, quanto tempo perdi com coisas inúteis...
Não quero parecer melancólica, não sou uma pessoa que se deixa abater pelas circunstâncias, mas penso muito, penso tanto, que às vezes dói...e sinto como se a tristeza habitasse no fundo de mim, mas tão fundo, que às vezes sinto vontade de mergulhar nela e bater com os pés na areia dessas profundezas...preciso fazer isso, pra poder dar impulso, reunir forças, pegar fôlego e, voltar.




11 comentários:

Dri Viaro disse...

oi, passei pra conhecer o blog e desejar bom dia
bjss

aguardo sua visita :)

Glorinha disse...

Apenas qdo nossos pés tocam as profundezes é qye conseguimos emergir novamente!...

Uma boa quinta pra vc linda!

Ah, e que belezura sua bromélia

bjooo da gorda

welze disse...

essa vai embora para deixar espaço para uma nova. como tudo nessa vida. o que não pode acontecer é ter vivido em vão. E vc fotografando, registrando e postando essa linda flor, além de nos dar um presente, fez da vida dela uma vida útil. Alegrar sem pedir nada em troca, é para poucos.Vocês são assim.

welze disse...

agradeço tanto carinho comigo e com a Tati

manuel marques disse...

Victor Hugo dizia:
A vida já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo ...

Abraço.

Paulo Tamburro disse...

GLORINHA, e aí do outro lado da poça, continua chovendo, também?

Pô, aqui não pára!

Quanto ao seu belíssimo, sincero e autêntico texto deixo uma frase para sua reflexão;

-O que para a lagarta é o fim do mundo , para Deus é o nascimento da borboleta.

Voe,Glorinha.

Um abração carioca, deste outro lado!

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha primeiro quero dizer que está linda a decoração de natal. O presépio que vc pintou também. Faz tempo que foi pintado? Quanto ao tempo, este é implacável mesmo. Ainda ontem nossos filhos eram bebês, ainda ontem.Ainda ontem sua bromélia era pequenininha. É a vida, uma renovação constante. Bjs

Claudia Bins (Cacau) disse...

Nossa, que linda... as minhas aqui estão em flor também!

Beijoca,

Cacau

Silvana disse...

Oi Querida!

Nossa, mas que triste saber disso né Glorinha|? Outro dia estava verndo um reportage, do Rio,. sbre as palmeiras que tb mostram flores semelhantes a essa. Disseram que tb era prenúncio da morte, de que partiriam. Fiquei tão triste.

Do jeito que sou apegada a animais e plantas, jamais poderei ter uma dessas, Morreria junto...

Menina, e a Cléo lá no fundo? É ela mesma? Que linda, meiga, fofa...

Ai, quero uma Cléo pra mim....snif...

coloque mais fotos dela aqui no blog, please!!!!

Beijoooo

Amara e Rozani Pereira disse...

Oi Glórinha!
É linda demais a árvore! Que pena que vai morrer! Sabe que da uma melancolia mesmo vc falando a respeito do tempo.Nossa, eu nem gosto de pensar que estou ficando mais velha.Pra falar a verdade nem quero falar, pq eu sou completamente paranóica com idade, tempo, beleza que vai embora...
Beijos, Rozani

G I L B E R T O disse...

Glorinha

Linda esta história que a bromélia nos oferece não é?

Tudo o que há nela, todo o seu esforço, seu tempo, sua energia, sua vitalidade é para dar viço e beleza a sua unica florada... única e derradeira!

Há nisso uma beleza singular, tal qual a florada da bromélia...

Há generosidade... ela dá, mesmo sabendo que sua dádiva é seu fim!

Há humildade... Ela reconhece seu destino e se entrega a ele com total plenitude e força - ela dá o seu melhor para que tenha exito em sua breve existência.

Há solidariedade... ela nos oferta sua unica florada para que tenhamos a beleza, sua beleza, ainda que por breves momentos.

Temos de aprender muito com as bromélias, minha amiga!

Post lindissimo, como sempre!

Escrever, para voce, é antes de tudo um ato de generosidade - não para voce, que o faz por ser de sua natureza, mas, para conosco, que temos a beleza do que escreves como se fossem lindas floradas de bromélias...

Graças a Deus que, em teu caso, as floradas são várias e variadas!

Beijos e longa vida e felicidade para voce e sua familia, minha amiga!