segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Pra Não Dizer Que Não Falei De Livros...

Há muito não falo sobre minhas leituras por aqui, então vamos lá...estou lendo O Príncipe Maldito, de Mary Del Priore, historiadora notável, autora de muitos livros sobre história desse nosso Brasil, da qual, não sabemos quase nada...
Ano passado tive um surto e comprei vários livros sobre história do Brasil...já tinha lido 1808 do Laurentino Gomes, alguns do Eduardo Bueno e Era no Tempo do Rei, do Ruy Castro, que apesar de ficção é baseado em muitos fatos reais... E após uma, das muitas idas ao Museu Imperial de Petrópolis, para o qual minha filha, fez um trabalho, comecei a me interessar pelo tema. Aliado a isso, temos uma cultíssima e amada amiga portuguesa, Ana Roldão, que trabalhou durante anos no Museu Imperial e íamos lá com frequência...passávamos tardes conversando sobre as estórias macabras e os fantasmas do museu e almoçamos verdadeiras delícias da época do Império, pesquisadas com minúcia e carinho, pela incansável Ana, responsável à época, entre outras coisas, pelo charmoso bistrô do Museu, que infelizmente foi fechado após a troca da direção.
Bem, voltando à História do Brasil...ouvi tantas e curiosas estórias acerca da família imperial e dos fantasmas que habitam o Museu, que me lancei, compulsivamente, à compra de livros que contassem os fatos que quase não conhecemos...a história verdadeira do nosso país.
A que aprendemos no colégio é uma história "oficial", a autorizada...felizmente, hoje, temos livros dos mais diversos autores, muitos deles historiadores renomados, que contam a verdadeira história, a real, baseada em documentos e criteriosa pesquisa...
O Príncipe Maldito conta a estória, triste e trágica do Príncipe Pedro Augusto, neto de D. Pedro II, primeiro filho de sua filha, Leopoldina, morta aos 23 anos, de tifo, na Áustria. Durante anos foi preparado para suceder D. Pedro II, como Imperador do Brasil, pois a Princesa Isabel, sua tia e primogênita, não conseguia engravidar. E, só após vários abortos e muitos anos de casamento, nasceu finalmente, o herdeiro da coroa...o filho da Princesa, causando com isso, extremo desgosto e depressão em Pedro Augusto, pois quem seria o sucessor do avô, seria o filho de Isabel, caso a República não tivesse sido proclamada e levasse os sonhos do Império por água abaixo...
Ainda não terminei o livro, mas é interessantíssimo e recomendo a todo mundo que gosta de história.
Também comprei: As Barbas do Imperador, de Lilia Schwarcz; Princesa Isabel do Brasil, de Roderick J. Barman e D. Pedro II, de José Murilo de Carvalho...mas há outros na minha lista, mas terão que esperar um pouco, pois tenho mais de 30 livros aguardando na minha estante pra serem lidos...
Quanto às estórias de fantasmas do Museu, isso é assunto para um outro post...


10 comentários:

manuel marques disse...

A leitura engrandece a alma .

Abraço.

Bordados e Retalhos disse...

Boa indicação Glorinha. Adoro a Mary Del Priori. Já li: História das crianças no Brasil e Condessa de Barral. Adoro suas indicações de livros. 1808 tb é muito bom apesar de meu estagiário, que é estudanted de História dizer que esse autor não é confiável. Mas a mary Del Priori é, por excelência, uma grande pesquisadora.
Bjs

cantinho she disse...

Oie querida! Amei esse post. Não sou muito fã de história, desde criança, mas AMO ler. Adorei o resumo do livro que vc fez e fiquei megacuriosa pra saber as estórias dos fantasmas....hehe
Beijooooooo!
She.

Cucchiaio pieno disse...

Amiga, da' gôsto ver teu amor pela literatura!
Amo a historia do Brasil, infelizmente estou completamente sem tempo para leitura.
Bjos
Léia

Silvana disse...

Oi Glorinha querida!

Nossa, ams a gente tem coisa em comum mulher!!!

Saiba que fiz uma viagem ao interior do Rio uma vez especificamente para imersão nesse mundo da história. Fucei em tudo, conheci tudo nos detalhes... E só não fui mais atrás por falta de tempo...rs

Eu já havia viajado várias vezes ao Rio, mas sempre naquele lance de turista, de ir nos pontos e só. Então eu e um ex nos aventuramos nessa imersão, que foi uma das melhores viagens da minha vida.

Qto a história do Brasil pintaram e bordaram pra fazer a corte parecer com um bando de paspalhos. Mas é interessante começar a ter esse resgate, muitos historiadores e estudiosos se voltarem a esse resgate.

Eu não conhecia esse livro que está citando, ams agora já está na minha lista.

Obrigada pela dica!

Ah, faz tempo que não falo de livros em meu blog... Esse lance do Tutu me deixou desnorteada...

Beijooo

Vice disse...

Boas dicas Glorinha, menina letrada
adorei.
Tbm gosto muito de ler, mas depois que comecei com o blog não tenho muito tempo mais para os livros, estou lendo Marley e eu já faz uns seis meses e não termino.
Bjs

Renata disse...

Ler é viajar sem ter que sair do lugar! Não me aventuro tanto em história, fico mais na ficção...mas pelo que vc contou deur pra ter um gostinho!

Beth/Lilás disse...

Bom dia, Glorinha!
Que boa dica vc me deu!
Estava procurando um presente pro maridex e acho que este vai agradar.
Moramos em Petrópolis toda uma vida e fui muito a este bistrô, comemorei até um de meus aniversários por lá. Uma pena ter fechado, era tão charmosinho!
bjs cariocas

welze disse...

oi lindona. assim você fica especialista na nossa história e de quebra passa para nós, simples mortais, fatos até então não conhecidos de muito gente. Sempre tem gente enganando gente. Mas, não muita gente por muito tempo. De um modo ou de outro, por um motivo ou por outro, vira e mexe, a gente sempre está se deparando com fatos da nossa história que eram mantidos em surdina, à sete chaves. Os novos historiadores, estão trazendo muitos desses fatos à luz.

G I L B E R T O disse...

Glorinha

Também fiz uma compra gigante de livros, romances diversos de qualidade, e estou lendo aos poucos, agora mesmo estou com Cartas à um jovem poeta, do Rikler.

Seu post fez-me interessar pelo tempo e anotei em minha lista de compras, certamente, vou comprar alguns destes para estudar e me divertir um pouco.

Abraços.

Grato pela dica.

Post Coments

Sempre grato pela suas delicadas visitas em nel mezzo del cammim, enchem-me de ânimo, dobram-me o vigor e a vontade de escrever sempre melhor para voce e para minhas demais amigas!


Estejas feliz hoje e sempre, minha amiga!