sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Considerações Pós Natal...

Chego ao dia 25 totalmente convencida de que o Natal deixou de ser Natal há muito tempo.
Fiquei observando as pessoas nas ruas, todas loucas, os shoppings entupidos de gente, os supermercados sem carrinho, sem lugar pra andar, quase bateram no carro que eu dirigia, só porque ousei sair de uma rua pra pegar a via principal...Enfim, o caos...
Mas quero fazer algumas considerações sobre alguns acontecimentos...

1# O Caso Sean:
Não vou entrar aqui no mérito da questão, se a mãe agiu certo ou a avó, ou o pai adotivo ou o pai americano...o que me revoltou profundamente nesse caso foi: Alguém ouviu a pobre criança em algum momento? Alguém pensou no coitadinho do menino em todo o decorrer desse caso? Uma criança de 9 anos, foi arrancada de casa (pra ele, a casa da avó materna e do padrasto, era a "sua" casa) na véspera de Natal...foi embora com um pai, que embora pai legítimo, é um desconhecido pra ele...na véspera de Natal....deixou sua irmãzinha de 1 aninho, na véspera de Natal....ele havia pedido a Papai Noel um porquinho da índia, foi embora sem nada, aos prantos, na véspera de Natal....
Que tipo de justiça é a nossa que em nenhum momento pensou nessa criança, como criança, e não um joguete de adultos, egoisticamente, pensando só neles, como um objeto de interesse e barganha entre 2 países?
Que tipo de juiz, de homem, de ser humano, arranca uma criança de casa, do lado de seus entes mais queridos e a joga num avião com um quase desconhecido, na véspera de Natal?
Fiquei triste, chocada, horrorizada e morrendo de pena do pobre Sean...O que será que o espera lá, onde vai morar, alguma espécie de reality, bem ao gosto americano?
Como disse muito bem o ex juiz da Infância e Juventude, Ciro Darlan, nesse caso, foram violados os Direitos Humanos e, também, os Direitos da Criança.
Enquanto bandidos e assassinos aguardam anos para serem julgados ou extraditados, Sean foi tratado como se oferecesse perigo à sociedade, rapidamente, foi julgado, extraditado e, desumanamente castigado por um crime que não cometeu...Na véspera de Natal!

2# Mais duas favelas do Rio de Janeiro estão sendo pacificadas...ótimo, muito bom....Os moradores terão finalmente o direito de ir e vir e de viver em paz... Mas, a pergunta que me faço e não quer calar: Pra onde estarão indo os bandidos, traficantes, homicidas expulsos de lá? Se não foram presos, nem mortos, pra algum lugar eles foram e vão continuar exercendo suas atividades maléficas e seus crimes hediondos....Pra onde? Ou alguém aí acha que eles simplesmente, num passe de mágica, sumiram como fumaça?
Dá medo só de pensar no que vem por aí...

3# Esse consumo desenfreado no Natal, essa loucura que parece tomar conta das pessoas, do trânsito, das ruas, das lojas...isso leva a algum lugar, além do caos e da sensação de inutilidade, de gastança desnecessária, de vazio?
E olhem que posso falar de cadeira, pois fui, no passado, uma consumista desenfreada... Hoje, olho pra tudo isso e me dá uma sensação horrorosa de que é uma data comercial, sem sentido e totalmente absurda...Tudo bem que para uns poucos, apesar de simbólica, é a data do nascimento de Cristo...mas precisa desse consumo, dessa loucura toda?
Esse ano, os dias que antecederam o Natal, me fizeram refletir sobre a inutilidade disso tudo, com tanta gente passando fome no mundo...


Bem , é isso pessoal, sem querer deixar ninguém de baixo astral, deixo com vocês essas questões pós natalinas...acho importante todo mundo pensar um pouco, repensar as escolhas que fizemos ao longo desse ano e procurar as respostas...pode ser que nunca as achemos, mas não custa nada procurar dentro de cada um de nós.
Paz, Justiça, Amor ao Próximo! É o que desejo hoje, neste 25 de dezembro.
Beijos a todos!


17 comentários:

Vivi disse...

Querida Glorinha!!!!!
Como mulher, mãe, cidadã, penso assim....
qto lixo resulta desta data??? pensou!!!!
qual a percenteagem de reciclagem???
consumismo absurdo....
verbos: querer e comprar estão no topo...e aquela história de preservarmos o meio ambiente?? pra muito a resposta é assim: - ah !!! agora é Natal!!!!
esquecem...simplesmente!!!!!
já já é ano novo no tudo de velho....as mesmas situações....os mesmos novos velhos problemas!!!! decisões irracionais....mudanças paradoxais.... e seres humanos cada vez mais menos pensantes....
o que eu quero??? quero o q vc disse, quero PAZ, quero JUSTIÇA, quero AMOR AO PRÓXIMO, quero um 2010 melhor!!! sim... e isso começa conosco não é verdade!!!!
minha querida...um 2010 melhor pra vc viu!!!!
com carinho
bjs

manuel marques disse...

Os Deuses andam loucos querida amiga.

Beijos.

Vivi disse...

Oiiiiiiiiiii
Olha...até eu gostaria de ir pra uma ilha viu!!!! rsrsrsr
acabei de colocar um post sobre livros... e vim aqui te agradecer por vc ser minha amiga !!! e uma amiga que lê muito !!!!!!! isso me animou tannnnnto!!!!!!rsrsrs
brgada...brgada...brgda...rsrsrs
bjs

Beth/Lilás disse...

Glorinha, mais uma vez concordo com suas avaliações.
Realemnte o caso do menino Sean me deixou preocupada quando vi na tv, mas espero que o pai que tanto lutou para tê-lo por perto, cerque-o de amor e carinho. Mas, fiquei com pena do bichinho com tanto assédio da mídia em torno do seu caso e ninguém para ouvi-lo, pelo menos no seu choro.
Infelizmente estamos vivenciando dias difíceis e sem sensibilidade humana. Até o Obama que eu gostava de carteirinha me decepcionou.

bjs cariocas

welze disse...

oi minha lindona querida. Pelo adiantado da hora, só posso desejar que tenha passado um feliz Natal. Tenho certeza que passou sim. Numa coisa, eu estava enganada. Achei que Papai Noel já estava bem longe, mas não. Estava aqui no seu blog me esperando para me entregar um presente. As suas palavras. Que presente pra mim, le-las aqui. É facil ser sua amiga. É só ser correta, honesta, verdadeira. E amar muito. muito muito. Esteja certa que em mim, sempre terá uma aliada. Para o que der e vier. Em ritmo de plantão permanente. A qualquer hora. do dia ou da noite. Quem não gostar de seus comentários, é facil. é só não le-los. Se conseguir, é claro. Tudo de bom. sempre.

Gina disse...

Glorinha, há alguns anos só comemoramos o Natal os 4 da família, o casal e 2 filhos. Não há loucura por compras de presentes, evitamos os shoppings nesse período e só compro frutas bem próximo do Natal por serem perecíveis. Portanto, meu Natal tem sido bem tranquilo e consciente.
Adoro essa época, decorar a casa, elaborar os detalhes, luzes e espírito natalino, no bom sentido.
Cada um ao seu jeito, o nosso é simples, mas é a única época em que os 4 se reunem e isso é muito importante para nós.
Bjs.

Silvana disse...

Glorinha concordo plenamente com vc sobre o caso do menino Sean.

Hj, vendo as imagens do pai embarcando com ele no avião, vi que ele não tem carinho pelo menino, apenas pelos holofotes. Ele ia na frente e o menino atrás, cabisbaixo. Para quem queria tanto o garoto, deveria subir com ele no avião abraçadinho, dando o maior carinho, segurando pela mão. Afinal é um garotinho de 9 anos traumatizado.

Eu lamento demais essa decisão absurda do Gilmar Mendes. Esse cara é um boçal indigno de ocupar aquele cargo...

Lamento tanto por esse menininho que o Brasil tanto preservou, sem nunca mostrar o rostinho dele e na primeira oportunidade o pai americano o expôs em rede nacional, vendendo direitos de imagem e lucrando horrores em cima desse drama! Isso é amor ou oportunismo?

Qto ao consumo, sem comentários. Aqui tb foi um terror.

Qto aos traficantes, acho que falta no Rio atrair indústrias para geração de empregos. Essa falta de oportunidades decentes no Rio é um dos pontos nevrálgicos a serem combatidos com ferocidade.

Várias empresas do Rio se mudaram para Sampa. Sampa dá mais oportunidades, isenção de iptu, impostos e muito mais. O Rio deveria fazer o mesmo e assim estrangular o tráfico, pq quem tem emprego decente não ficará na clandestinidade. Ninguém é traficante pq quer. Claro que em Sampa tem tráfico, mas a comparação per capita é infinitamente menor, pois temos 20 milhões de habitantes contra 7 milhões.

Acho que esse é um dos pontos. Outros são fiscalizações nas estradas, e das brabas. As estradas do Rio são abandonadas ao léu, pode-se andar quilometros sem posto policial nenhum. Cheguei a passar apuros uma vez, andamos por 2 horas sem posto de polícia, um descalabro pois isso JAMAIS aconteceria em Sp, as estradas aqui são policiadas a cada 50 km, no máximo. Assim fica dificil a droga entrar na cidade grande, assim como armas e outras porcarias.

Acho que uma ação conjunta ajudaria e, claro, fazer com que a classe alta pare de usar essa porcaria de droga né? Os que alimentam o tráfico são os que estão passando a morrer agora né?

Beijoooo

Juliana disse...

Gloria, tenho passado aqui sempre para ler seus posts...estou adorando!!! Beijos, Juliana (do Arthur...da Erica...hehehehe)

Vice disse...

Glorinha, vc tem razão em tudo que disse, tbm tenho pensado em tudo isto pra onde leva este consumismo?
O caso do menino Sean nem sei o que falar, pensa bem o que passa naquela cabecinha, e a avó como deve estar sofrendo.
Bjs e Boas Festas!

KINHA disse...

Hi my friend

MERY CHRISTMAS...

KISSES

Amara e Rozani Pereira disse...

Oi Glorinha!
O caso do menino Sean é vergonhoso!
Parece que eles estão jogando o menino na boca do leão!Que sensacionalismo!Tudo por causa de política! Este país adora abrir as pernas para os Estados Unidos, que m...!!!
Espero que os traficantes dessas favelas ñ venham para Niterói!
Eu tb acho que o natal é muito consumismo!Mais eu amo comprar!
Muitos bjs, Rozani

soninha disse...

Pois é! É a vida e é bonita...é bonita!Como canta o mestre Gonzaguinha.
Gostei das considerações,inteligentes e autênticas.bjs

Cinara disse...

O Natal já passou, e apesar da correria, acho que consegui proporcionar uma ceia gostosa aqui em casa e reunir a minha família e a do meu marido, que é o que realmente importa!
Querida, espero que seu 2010 traga muita saúde e felicidade para você e toda a sua família!
Beijos!

Graça Pereira disse...

Minha Querida

Enquanto tomava café e comia uma deliciosa fatia de bolo(huuuum, gostoso) li o teu post.
Estou convencida que esta loucura de despesismo inútil(por cá também foi assim..) é o modo que grande parte das passoas encontraram para se "desforrar" da crise, de frustações, de desânimos, de muita coisa negativa que 2009 lhes trouxe...
Esperemos que 2010 ( que é ainda uma carta fechada..) chegue pela mão de Deus, espalhando felicidad para todos.

Todo o Ano pode ser
Um bilhetinho enviado
Por Deus que o quis remeter
Mesmo sem ser assinado.

Feliz ano de 2010, em GRANDE!
Um beijo amigo
Graça

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Glorinha, também fiquei revoltada com o caso Sean.
Suas palavras expressam exatamente o que penso.

Quanto as compras de Natal, acho que as pessoas vivem uma ilusão e depois um pesadelo,,,porque depois de comprarem tanto, e estourarem seus cartões de crédito, vem o pesadelo de como farão para pagar. Isso por que a maioria é assim.
Lamento demais pela falta de espírito natalino na maioria das pessoas.
Penso num Natal bem diferente e tranquilo.
Comprar para mim nessa época, só se for de extrema necessidade.
Os meus como ainda são pequeninos, compro-lhes o presente que vem do Noel. kkkk
Será que sou muito radical?

Aproveito para desejar-lhe o ano de 2010 de muita prosperidade e dizer-lhe que foi maravilhoso te encontrar.
sucesso e paz.
Xeros!

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha, excelentes colocaçoes pos-natal! Eu nao soube do caso Sean e fiquei com muita piedade do garoto, pelo que vc relatou aqui. Essa das favelas eu também estou por fora - visto que nao leio jornais brasileiros (os italianos ja' me bastam de tanta tragédia), mas teu pensamento é tao logico, mas isso a imprensa nao fala - somente mudaram o problema de lugar!
Quanto ao consumismo desenfreado desta época, me faz sentir mal. Pensa que no nosso Natal, onde dizem que é um dos paises mais cristaos do mundo, nao fizeram nem uma prece antes da ceia! E se dizem catolicos! Fiquei horrorizada mais uma vez, visto que é meu segundo natal aqui! Que saudade do Natal simples, mas aconchegante da casa da minha mae! Confesso que chorei muito dia 24, depois da ceia, e dia 25, depois do almoço em familia, menos mal que meu marido me entende e apoia, senao ja' tinha pegado um voo de volta a muuuuuito tempo. Quanta hipocrisia amiga! Desculpe-me o desabafo.
Um forte abraço
Léia

G I L B E R T O disse...

Glorinha

Desse tal de Gilmar Mendes só se pode esperar esse tipo de coisa, como o habeas corpus que ele deu na calada da noite para liberar aquele ricaço do banco Opportunity... Gilmar Mendes queria somente holofotes e isso ele conseguiu!
que Deus abençoe o Sean e que ele consiga ser feliz!

Quanto aos bandidos minha cara, o tráfico de drogas somente existe porque há quem as compre. É a lei do mercado, oferta e procura, se tu vendes pacoquinha, somente continuará no comercio delas se houver quem as compre e te de o retorno esperado... com drogas é a mesma coisa...

Abraços, considerações bem a calhar. É natal mas a vida continua...