domingo, 27 de dezembro de 2009

Presentes...

Ganhei esse bloco lindo by Firmina, do meu querido genrinho Dudu.
Amei...É pra eu escrevinhar bastante!
Ganhei também essas lindas hortências da minha doce com-sogra, Sílvia(eu que inventei isso, pois ela é sogra da minha filha...não tem concunhada? Então, ela é minha com-sogra). Parece que ela adivinhou...eu adoro hortências, me lembra infância, pois no prédio ao lado do meu tinha uma vovozinha muito querida, que se chamava Hortência...sempre associo essas flores à minha infância, pois na minha cabeça, a Dona Hortência, cultivava hortências...fruto da imaginação de um tempo que passou...
A Sílvia é realmente um doce de pessoa e me mandou essas hortências pelo Dudu...sabe aquela pessoa que dá vontade de ser amiga pra sempre, de estreitar os laços, ser amiga, confidente? É ela, a Sílvia...um dia ainda vamos ser assim...eu sinto isso...
Agora, os presentes que o deus das pequenas coisas que mora aqui em casa me deu: pela primeira vez em 20 anos, cajus grandes e suculentos! Desde que eu plantei as castanhas do caju e viraram árvores, cajueiros grandes, eles nunca deram tantos cajus como esse ano...estão grandinhos, caindo dos pés, e eu e meu marido hoje, fizemos uma das coisas que eu mais amo na vida: tirar fruta do pé...colhemos cajus direto dos cajueiros...tem cachos com seis, sete cajus, mas ainda verdes. Coisa mais linda!
Nos anos anteriores, até dava, mas poucos e meio monstrinhos...pequenos e raquíticos, meio deformados...acho que de agora em diante vou ter cajus bonitões, sempre!
E hoje, já tomei uma caipivodka de caju...que é a que mais gosto...aliás é uma das minhas frutas preferidas...Eu como em fatias, com bastante suco de limão pra tirar a cica...ui, minha boca fica cheia d'água...delícia...
Tenho prazer com coisas simples...acho que isso é coisa de menina de cidade grande...sempre gostei de mato, de morar no meio do verde e colher fruta no pé...
Colhi também pitangas, mas estão bem pequenas...a pitangueira está carregada, mas como já deu esse ano, acho que agora estão menores. Fui provar uma e é pura cica, e azeda que só...acho que nem pra suco dá...mas que a pitangueira está uma beleza, isso está...parece uma árvore de natal enfeitada pela natureza, toda cheinha de bolinhas vermelhas de todos os tons...
Minha jabuticabeira é que não há santo que a faça dar...já fiz de tudo..esse ano estou colocando bastante fertilizante...pra ver se a miserenta dá...e eu nem gosto de jabuticaba, é só pra ter o prazer de olhar...acho lindas as flores e os frutos e, além do mais, os pássaros adoram.
Bem, assim se passou o meu domingo...banho de piscina de manhã, sol, amor, fruta, flor, escrevinhação...como é bom viver!
Um final de domingo maravilhoso pra todos vocês! Beijos!







6 comentários:

manuel marques disse...

Quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá a recompensa própria de um justo ...

Abraço.

Gina disse...

Glorinha, aqui já não encontramos mais pitangas nos pés, acabou a safra.
Fiz alguns pratos com elas, sorvete e muffins, que já publiquei. Se quiser fazer para aproveitar, sugiro que faça antes um docinho com elas, já que estão muito azedas.
Agora, caju com limão chega doeu em mim... Tínhamos caju também num sítio e eram enormes, suculentos e saborosos. Que coisa boa colher as frutas no pé!
Bjs.

Vice disse...

Gostei dos presentes, tbm gosto de ganhar flores, e as frutas, maravilhosas, já tive uma casa que tinha muitas frutas no quintal é uma delicia colhe-las.
Bjs

Juliana disse...

Oi, Glorinha! Como vai?
Pelo que se ve nas fotos, seu Natal deve ter sido muito lindo ao lado da familia!
Os presentes estao lindos. E a cesta de frutas entao... uma das coisas que sinto falta daqui é aquele cheirinho de fruta que tem nos supermercados do Brasil.
Tem selinho para voce no meu blog: http://historianaitalia.blogspot.com/2009/12/selinho.html

Beijos e feliz 2009!

Beth/Lilás disse...

Oi, amiga!
Que lindo o seu Natal familiar e estes presentinhos, principalmente as dádivas da natureza, tudo de bom e mais sincero não podia ser!

Também plantei um pé de jabuticabas, mas não vai pra frente. Acho que nós somos umas jardineiras de araque, não entendemos nada. hehe

Você tava super chic de verelho, adorei!

beijos cariocas

Cucchiaio pieno disse...

Que maravilha Glorinha!
Genro sensivel que sabe dos dons da sogra, hortencias que sao a beleza em flor e a natureza perfeita e harmonica! Pra que^ mais, nao é mesmo! Pequenas coisas que fazem toda a diferença.
Bjos
Léia