sábado, 22 de janeiro de 2011

Em Portugal, de Lisboa ao Porto, com GPS...ou, Apesar Dele...Reedição


Eu, no Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa.


Ontem fiquei me lembrando de nossas peripécias em Portugal e dando risada sozinha...depois ainda fazemos piada com nossos amigos portugueses...
Quando fomos à Portugal, alugamos um carro para ir de Lisboa ao Porto e para ir parando onde nos apetecesse...meu marido queria ir à Figueira da Foz, onde morou com os pais, e queríamos parar em Óbidos, Batalha, Coimbra e tínhamos tempo de sobra...
Pois bem, alugamos um carro com GPS, ele de piloto e eu, de co-pilota com mapas nas mãos e GPS ao lado...
Quando pegamos a auto estrada, que por sinal é uma beleza, lisa, sem um buraco, um verdadeiro tapete...bem diferente das nossas, começamos a ver que não era tão simples assim seguir as instruções do GPS, ainda mais que meu excelentíssimo marido achava que as instruções estavam sempre erradas...
Resumindo, discutimos tanto que esquecemos Batalha e Figueira da Foz...paramos só em Óbidos, que, aliás, é a coisa mais linda e, partimos para Coimbra...
E era um tal de entrar na estrada errada e ter que voltar pra trás...e meu marido dizendo que estava errado, que não era aquele o caminho por onde tínhamos que ir...ele achava que o GPS estava nos boicotando, ensinando o caminho errado!
Brincadeirinha...mas que ele toda hora achava que as instruções não estavam certas, isso ele achava...Eu dizia que GPS não erra, que nós é que éramos burros...Hoje a gente ri muito disso, mas na hora, num país estranho, apesar de ser a mesma língua, dava um frio na barriga a cada vez que errávamos e tínhamos que voltar... E tome de briga e discussão!
Só sei que a viagem durou o dia todo, de tanto que erramos...Quando nos acostumamos com o GPS, 5 dias depois, já na volta do Porto para Lisboa, pegamos um mega engarrafamento na estrada, pois era uma segunda feira, todo mundo indo trabalhar ou voltando do fim de semana...
Comecei a ficar apertada pra fazer xixi, acho que de nervoso...cada vez ficava mais apertada e o trânsito não fluía...já estava quase fazendo xixi nas calças, pois lá, não tem postos de gasolina para parar, como aqui.
Então, coitado, meu marido com pena de mim, entrou por uma estrada vicinal...aí, começou nossa luta com as tais das rotundas...São contornos, com várias entradas...e o Gps dizia: terceira rotunda à esquerda, entre. Entramos em tantas rotundas, que perdi até as contas...e a bexiga latejando...Ele me dizia pra prestar atenção, porque eu era a co-pilota e deveria indicar onde ele tinha que entrar...e eu, vocês já sabem...nem conseguia mais raciocinar.
Quando entrávamos na dita cuja da rotunda, esquecíamos de contar, eu porque só pensava na minha bexiga explodindo, e ele porque é enrolado mesmo, então, perdíamos a conta, nunca sabíamos se era a segunda, a terceira ou a quarta...quando víamos, tínhamos feito uma volta de 360 graus, voltando ao mesmo lugar...e eu, quase molhando as calças, já suando frio...até que finalmente, entramos numa cidadezinha que tinha uma lanchonete e eu, feito um foguete, entrei já desabotoando as calças e perguntando: Pelamordedeus meu senhor, onde fica o toalete?
Ufa! Acho que foi por pouco, pois apesar de ter feito xixi antes de sair do hotel, por causa do nervoso, fiquei mais de cinco minutos no banheiro, eu devo ter fabricado mais ou menos um litro...
Brinquei com meu marido, depois, já aliviada, que da póxima vez, vou usar fraldão...
Aí, meu bom humor até voltou...poderíamos até ter nos perdido mais um pouco que eu nem ligava...
Acho que fomos os únicos seres sobre a terra que conseguiram se perder com um GPS, e, o que é pior, duvidando das indicações que ele dava!
Isso foi ou não uma piada de brasileiro?

Reedição de um post de 03/02/2010.

24 comentários:

Mila Viegas disse...

ahahahahahaha... Adoro esses relatos!!! Já passei por situação assim de ficar apertada pra fazer xixi e em uma delas acabei literalmente fazendo nas calças... rsrs. Que sufoco!!!
beijos

KINHA disse...

Olá

Portugal é tudo de bom!!!
O blog Amiga da Moda, está fazendo seu 1ºsorteio e ficaria muito feliz com sua participação. O brinde é uma fofura.Gostaria muito de contar com sua ajuda na divulgação.
http://amigadamoda.blogspot.com

Beijo

Kinha

Vagamundos disse...

Eh eh eh! Bem divertida a vossa road trip por Portugal. E este ano vai mais uma não é? Com ou sem GPS? :)Têm que explorar o sul agora. Évora é um must see!
Beijinhos

welze disse...

parabéns para seu garoto. Que ele tenha muitas vitórias com muita saúde e toda a alegria do mundo. Essa que vc passou em Portugal, é situação constante para mim. Bebo muito líquido, por ter tido alguns cálculos renais e ainda para ajudar, remédio para hipertensão. Então, sou chafariz mesmo. Quando viajo, não passamos em um posto ou lanchonete que eu não visite, mesmo sem vontade. Vai que depois logo ali na frente dê vontade e não tenha mais nada,né?. É melhor prevenir. Melhoras querida. muitas melhoras mesmo

soninha disse...

Oi menina!
Que maratona hein!!bom que no final tudo deu certo!
Vou desenhar o mapa para você chegar no seu selinho.Duas alternativas (rs)
01-Você chega lá nosso Reino da Fantasia, na faixa lateral direita tem uma imagem de duas crianças lindas sentadinhas onde eu coloquei:"clique e visite o blog Lindos Selinhos. ou...02)rs rs você vai pelo link que te mandei:
www.apenaslindosselinhos.blogspot.com. Sacaste?!
Ou....mais nada!! rsrs.
Fiz um blog pra armazenar os selinhos porque fazer selinhos para mim é uma grande e deliciosa terapia,melhor do que antidepressivo.
Vai buscar senão eu vou na tua casa e te trago pela mão até o selinho...rs.
bjs menina.

Maria Lúcia disse...

Oi Glorinha! Que bom que vc já está melhor!
Amo fotos de viagem; mostre mais fotos pra nós e conte-nos mais "causos" engraçados como este do GPS e a bexiga cheia...rsrsrs.
Beijos.

manuel marques disse...

Mas que aperto querida amiga.Hehehehehehehe.

Beijos.

SUELY PERES disse...

Amiga, lendo a forma que relatou, parece que estava vivendo a tua aflição, também ja passei por situação parecida e que alívio quando se encontra o lugarzinho apropriado, e mesmo assim se não cuidarmos o pisicológico relaxa e sai antes da hora só pq chegou la kkkkkkk.beijinhos

Manuela Freitas disse...

Olá Glorinha,
Venho pôr a escrita em dia, depois da leitura dos posts que ainda não tinha lido, o tempo tem sido escasso!...Desde o princípio do ano, que ando a tentar orientar a minha vida, acabei com as aulas de pintura e de inglês e mesmo assim não sobra tempo!.. Além de frequentar o ginásio, todos os dias há coisas para tratar!...
Os teus posts, revelam vários estados de espírito! Revolta e indignação relativamente a Niemeyer e «aquela mulher», de facto quando não se está de acordo, deve-se manifestar o desagrado e tu mostras isso de uma forma bem fundamentada, claro que há sempre quem esteja de acordo e não. Ditaduras para mim, NÃO!...Sou de uma esquerda humanista que cumpra os direitos humanos, até pode ser uma utopia!..
Carinho e amor quando escreveste sobre Léia e o valor da amizade e bastante humor nessa aventura pelas estradas de Portugal com GPS. Cena delirante!...Mas consola-te, as minhas viagens de carro são sempre muito agitadas, com enganos nas estradas e retrocessos e com as consequentes discussões!...
Desejo que estejas melhor da hérnia lombar, não é para operar?
Beijinhos,
Manuela

António Rosa disse...

Glorinha

Diverti-me muito com as suas peripécias em Portugal. da próxima vez que vier, vai ter que avisar, viu?

Uma informação extra: hoje perguntei lá na minha editora qual era a previsão da chegada a São Paulo do seu livro e... aí quem ficou com um friozinho fui eu. Então não é que enviaram por correio normal, em vez de ser por correio especial? Isto quer dizer que o livro foi de barco, em vez de avião.

Peço muita desculpa, mas terá que esperar umas duas semanas.

lamento muito.

Gina disse...

O trânsito não fluía, mas você quase "fluiu"...kkkk
Bjs.

Maria Izabel Viégas disse...

Glorinha ...minha Glorinha.
obrigada pela visita no Memorias. vc me faz muito bem.
vc me faz sentir uma pessoa "normal" rsss pois às vezes duvido da minha sanidade rsssssss
por tudo que falas , uau , pareces minha irmã de idéias e "confusões".
Acho querida, se estivesse com marido e neste carro com este GPS... fariamos tudo igualzinho.somos dois trapalhões e ele, meu marido, me condecorou com o título d co-piloto. Claro para se safar, concorda. É que tenho mais direção, nunca me perco. mas é um cargo cansativo, não posso fechar os olhos. Que já estamos no lugar errado
Ri muito do seu "causo" in Portugal.
Amo vc flor linda!

Vice disse...

Glorinha, ri demais de vcs esta istória de aperto para fazer xixi, quem ainda não passou? mas é realmente um sufoco.
Bjs

Cucchiaio pieno disse...

Que aventura amiga! So' em pensar no teu desespero para ir ao banheiro, sinto mal!
Bjos
Léia

Mariana disse...

hahahaha Essas situações são ótimas depois, pois na hora é sufoco!

ano passado estivemos em Portugal e no início tivemos dificuldade de entender o GPS: "saia na saída" era o melhor! hahaha

Vou te mandar uma foto por e-mail que tirei no Mosteiro dos Jerônimos, quase igual a sua!

Beijinhos,
Mari

Beth/Lilás disse...

kkkk
Glorinha, nós duas como co-pilotas somos um desastre, pois eu, além de perdidinha como sempre, ainda tenho esses ataques de xixi quando viajo.
Nossos maridos estão mal, coitados! kkkkkk
bjs cariocas

cantinho she disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
muito bom, menina, me diverti muito aqui lendo esse seu post!
E dei uma gargalhada com o seu marido achando que o GPS que estava errado, isso é mal do sexo, minha Linda, né?
Muito bom tudo!
Bjooooo

G I L B E R T O disse...

Glorinha

O que vou comentar aqui já comentei hoje no canto da Cris.

Parece-me que quanto a gente quer ser feliz, botou na cabeça que não quer se chatear, nada consegue tirar a gente do sério, de nosso estado de espírito elevado, centrado, zen.

Devíamos sempre fazer como voces fizeram, quiseram ser felizes, houveram umas discussãozinhas, que até serve de tempero e colorido quando bem administradas, e no final, tudo valeu a pena... Como disse o famoso e maravilhoso poeta portugues: Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena!

E, não sei se sabes, mas, metade de mim é portuguesa, meu pai o é e tenho pai e irmã por lá, vivendo suas vidas!

Irei conhecer Portugal qualquer dias desses e, provavelmente, esticarei um bocadito para ver uma certa bota....

G I L B E R T O disse...

Glorinha

O que vou comentar aqui já comentei hoje no canto da Cris.

Parece-me que quanto a gente quer ser feliz, botou na cabeça que não quer se chatear, nada consegue tirar a gente do sério, de nosso estado de espírito elevado, centrado, zen.

Devíamos sempre fazer como voces fizeram, quiseram ser felizes, houveram umas discussãozinhas, que até serve de tempero e colorido quando bem administradas, e no final, tudo valeu a pena... Como disse o famoso e maravilhoso poeta portugues: Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena!

E, não sei se sabes, mas, metade de mim é portuguesa, meu pai o é e tenho pai e irmã por lá, vivendo suas vidas!

Irei conhecer Portugal qualquer dias desses e, provavelmente, esticarei um bocadito para ver uma certa bota....

Thais disse...

Glorinhaaa, passsei por aqui para apreciar o famoso cafe com bolo, adorei, ainda mais quando vi essas fotos em Lisboa a ''minha'' Lisboa, morei la por quase 3 anos e morro de saudades atè hj, tanto que todo ano tenho que ir la rever amigos, familiares, visitar tudooo novamente pq nao me canso nunca e comer claro pastel de Belem...
Bjokas minha flor e tudo de bom..
Seja bem vinda no meu Blog...
:)

Bombom disse...

Glorinha, nessas alturas, não achamos piada nenhuma às aventuras, mas depois de passados os apertos, ainda nos rimos! Aí, lembrei-me da nossa aventura no Brasil, em carro alugado sem GPS (foi há 10 anos e acho que ainda não havia). Eu, o marido, uma irmã e o cunhado, fomos desde o Recife até Fortaleza, com o Guia Michelin por companhia. Foram duas semanas memoráveis com muitas histórias para contar. Numa delas, já a meio caminho, recusaram-nos guarida num Grande Hotel das Termas, porque nós aperaltadinhas, ficámos no carro e eles, de calções e ténis e muito suados fizeram tão triste figura que foram recusados! quando chegámos junto deles à recepção, diziam-nos que estava lotado e já não havia mais quartos!Em Junho, época baixa, pode? He, he! E tivémos que ir dormir a um Hotelzinho de beira de estrada, de fazer medo! Mas correu tudo bem a partir daí e hoje tenho muitas saudades. Vais ver que da próxima vez nem vão precisar de GPS!
As melhoras. Bjs. Bombom

Vanessa Souza Moraes disse...

Brasileiros são impagáveis.

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahaha
a brasileirada aqui compra gps e coloca no carro. detalhe: a maioria não sabe um A em japonês, o gps vira enfeite hahaha. e saem cenas assim, eu me divirto hahaha

mas sim, dá desespero não poder ir ao banheiro, é pior do que qualquer labirinto que estejamos.
rs
bjs e bom dia

ManDrag disse...

hahaha

Desculpa, amiga, uma pergunta sem maldade; se não acreditavam nas informações do GPS por o levaram e o consultavam?

TÊM DE VOLTAR LÁ!!! Não admito que tenham passado pela Batalha e não tenham visitado essa maravilha do gótico português!!! É o meu monumento favorito em Portugal. Um sítio duma paz e beleza imensas. A Sala do Capítulo, a Capela do Fundador, as Capelas Imperfeitas (que de imperfeitas só têm o nome, por estarem inacabadas), ... Uma visita inesquecível.

Mas viajar em Portugal nem é assim tão difícil. Indo pela auto-estrada e seguindo a sinalização, não tem como enganar. E depois, em caso de dúvida, é parar, baixar o vidro e perguntar ao primeiro português ou portuguesa que apareça por indicações (eles falam português, sabes né, rsrsrs) toda gente se desunha para esclarecer um visitante.

Adoro estes teus relatos de viagens.

Abraços tugas

PS: estou preparando uns mini-textos sobre cozinha. Só porque me chamaste mestre cuca, num comentário. hehehe MAS EU NÃO SOU COZINHEIRO!