quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Um Urso Chamado Zé: Zé Colméia

foto Custódio Coimbra - Jornal O Globo


O nome dele é Zé. Zé Colméia. Sua vida mudou para melhor em 2007 quando, cansado dos maus tratos do domador, dono de um circo itinerante, em Campos dos Goytacazes, cidade do interior do Estado do Rio, o atacou e foi entregue ao Zoo do Rio. Seu sofrimento chegava ao fim.
Zé Colméia tem aproximadamente 10 anos. Chegou tão debilitado ao Zoo, tão raquítico (com 96 kg, quando o peso de um urso normal e saudável é de cerca de 250  a 500 kg ), sem pelos na cabeça, devido ao roçar constante no teto de sua jaula exígua, em que ficou preso por cinco anos.
Só comia ração de cachorros. Por isso, hoje, ao sentir aproximar-se a hora das refeições, ele fica excitado, ansioso e come sem parar.
Devido aos maus tratos que sofreu, hoje tem problemas comportamentais, é atrasado e bem menor do que Trina, a ursa com quem agora divide uma jaula de 100 metros quadrados, com piscina de água limpa e cachoeira.
Ali, é o paraíso para ele, depois do inferno que foi sua vida. Em dois anos, seu peso dobrou. Sua compulsão por comida o faz devorar cerca de 30 kg de alimento diariamente, entre frutas, vegetais, carne bovina e uns presentinhos, tipo lanches surpresa, que ganha de vez em quando: melancias, peixe, um cacho de bananas e maçãs.
Como Zé é muito ansioso não consegue copular com Trina, embora agora ela o aceite. No início ela não o aceitava e brigavam.
A missão de Zé é engravidar Trina no seu próximo cio. Caso não consiga será levado para o departamento médico para que seu sêmen seja coletado e examinado para saber se seu dna foi afetado pelos maus tratos.
Ao ler esse artigo no Caderno Terra do Jornal O Globo, fiquei tão triste...Ele ainda vai sofrer mais um pouco...Porque não o deixam viver somente, sem a necessidade de procriação?
Fora os absurdos que vários países asiáticos fazem com animais, assunto sobre o qual já escrevi uma vez aqui, retirando bile de ursos vivos que ficam sendo torturados até à morte, porque acham que a bile é um poderoso afrodisíaco. Existe toda uma cultura em torno disso nos países da Ásia. Animais são mortos ou torturados, ou usados para exibição até hoje.
Já escrevi várias outras vezes sobre a maldade humana.
Essa é uma pequena amostra do que o homem é capaz.
No Brasil uma lei recente, proíbe o uso de animais em circos. Ainda bem que um pouco de humanidade ainda nos resta.
Quem quiser colaborar ou denunciar maus tratos à animais, pode contactar o Santuário Rancho dos Gnomos que faz um trabalho maravilhoso e muito sério, resgatando animais selvagens abandonados por circos, e também, qualquer outro tipo de animal maltratado.
Acho que é muito pouco o que posso fazer. Mas já é alguma coisa.
Que o Zé seja feliz, na medida do possível, já que viver num Zoo não é lá a ideia que tenho de felicidade para um urso pardo. Mas, que pelo menos, nunca mais sofra maus tratos em sua vida. Dos males, o menor.
Se eu fosse um deus ou uma rainha, libertaria todos os animais que vivem presos, trancafiados em jaulas e gaiolas, fora de seus habitats para o deleite único e exclusivo dos homens.
Mas, meu cetro é minha escrita, minha lei são minhas palavras, meu édito é meu blog.
É o que posso fazer. Denunciar, alertar, conclamar, assinar petições, protestar.
Ajudem também, como puderem!
Façamos jus à palavra que perdeu credibilidade, e com razão, ao longo dos séculos: Humanos.

52 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

O silêncio sempre foi a pior de todas as armas! Especialmente hoje sinto o tanto que nos calamos ao longa da história dessa que se nomeia HUMANIDADE!
Beijuuss, amada, n.c.

J Araújo disse...

Glorinha, parabéns pela postagem. Apesar de divertir muita gente sou contra rodeos e circos que usam os animais.

Aquiem minha cidade é proibido tudo isso, ah, se outros municípios fizesse mesmo!!

Quando vejo uma tourada ou rodeio sempre torço pro animal que está sendo montado. Estou explicando isso, porque pra mim o animal sem excrúpulo é o homem.

Bj

manuel marques disse...

Os animais são pessoas, como nós somos animais ...

Bjos.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

nossa, q triste isso. crueldade. qtos zé colmeias não existem pelo mundo todo?

lembro q qdo entrei na faculdade, uma das primeiras aulas que tive era aprender como o urso dança: uma chapa quente queima o pé do urso, ao mesmo tempo que se toca uma música. ele condiciona a música à dor e sempre q ouvir a música...vai dançar.

ser humano... irracional.

O remédio de bile de urso é da velha medicina chinesa. Usa-se tb no Vietnã se não me engano. Mas apenas nestes países e não no resto da Ásia, que proíbe esse tio de substância.
é mta crueldade... um nojo.

aff...

vou dormir chateado com mais essa bela proeza do ser humano. ainda bem que tem alguns que pensam em salvar estes animais, muito bacana esse santuário Rancho dos Gnomos.

Anabela Jardim disse...

Maltratar os animais, não pode!Coitadinho do urso e de tantos outros que já passaram pelas mãos de donos de circo.

Misturação - Ana Karla disse...

Poxa Glorinha, morri de pena em ler que esse Urso chegou a pesar 96ks?!! Pasmei, coitado.
Ainda bem que está melhorando.
E essa lei de proibir animais em circo, foi a melhor que já vi, pois sabemos que os animais sofriam maus tratos.
Sem falar que há anos atrás, veio um cico aqui pra Recife e nele tinha um Leão(quando ainda era permitido animais), que ao terminar o espetáculo as pessoas podiam passar por perto da jaula para apreciar o bicho, resultado, uma crinça de nove anos, acho que era isso, foi arrastada pelo o animal e devorada na jaula. Já imaginou, tamanha a fome desse animal?!!!
Foi muita irresponsabilidade.
Espero que esses bichos tenham sempre uma vida digna.

Xeros

MARIINHA disse...

Olá Glorinha
Gostei muito do seu post. Cá em Portugal também existe uma lei que proibe animais em circos. Há uns meses atrás foi muito falado e contestado pelos donos dos circos. Nem sei como é que ficou, parece-me que lhes deram um prazo. Bjks

Beth/Lilás disse...

Glorinha,
Eu acho que a gente tem que fazer exatamente isso que você, eu e muitos outros fazem com esta arma que temos em mãos, afinal Blogs são armar poderosas de interação humana.
Tadinho do Zé Colméia! Agora ele só pensa e tem prazer na comida em excesso, mas os chatos dos humanos vão continuar impondo a ele mais este sacrifício, ou seja, tem que transar a todo custo. Tadinho!
Olha, preciso da sua ajuda lá no meu pedaço!
bjs cariocas

lolipop disse...

Amiga querida...
Que crueldade infelizmente comum, essa que sofreu esse ursinho Zé Colmeia que dá vontade de adoptar, se não fosse tão grande e não comesse tanto...
Concordo com vc, Glorinha, devia ser possível libertar todos esses animais enjaulados, devolvê-los ao seu habitat natural...deixar em paz todos os Zé Colmeia...mas não vivemos num mundo ideal...
Mas,podemos lutar sim, com as armas que temos para ajudar, denunciando e protestando, pedindo mais humanidade.
Excelente texto!
Ternurassss

Kelly disse...

O problema é que o homem se acha o Deus! Ele pode fazer e desfazer em prol daquilo que julga necessário, essa maldade não tem limite!!!
bj

Bombom disse...

Não tem limites a malvadez do bicho homem! Felizmente aqui em Portugal também há leis que tendem a pôr fim à barbaridade de enjaular animais para os fazer trabalhar em circos. A pouco e pouco as pessoas têm vindo a tomar consciência dos Direitos dos Animais. Mas ainda há muito a fazer em matéria de educação, nos nossos países! Um tema para nos "acordar" a consciência. Obrigada, Glorinha. Bjs.
Bombom

Dani Etoile disse...

Ai que dozinha do Zé... Fui Assistir o filme homônimo, mas lá o bbichinho vive livre e feliz!!! - Ilusão nos dias de hoje!

Lembro-me uma vez de ter pedido, quando criança, um passarinho ao meu pai. Ele brilhantemente me respondeu: se o bichinho nasceu com asas não o impessa de voar!

Nunca mais topei um bichinho preso, detesto!

Tema muito bem abordado, as always, flor!

beijinhos,
Dani

Glorinha L de Lion disse...

É Rê, a famosa boca no trombone é o que funciona nesses e em outros casos horríveis assim. Berremos! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi J. abomino rodeios e circos, hj em dia até zoos eu detesto. Tudo para o homem se divertir e maltratar os pobres animais...acho isso um absurdo! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Concordo contigo amigo Manuel, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Muito triste né Alê? Eu sei que não é em toda a Ásia...mas em alguns países asiáticos fazem crueldades horrendas com os animais em nome de uma cultura milenar que deveria ser revista. Da mesma forma que touradas e rodeios deveriam ser proibidas no mundo todo. Abominável o ser humano, e o Rancho dos Gnomos é mesmo sensacional beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Horrível né Anabela, muito triste isso, beijos,

Taia Assunção disse...

É realmente um absurdo...chegamos a um ponto difícil de voltar atrás. A Maldade humana é uma coisa que transcede todos os limites da sanidade. Na Zâmbia, mais precisamente na cidade de Chigola tem um orfanato para chipanzés oriundos de vários países africanos que chegam lá em estado lastimável. E há também uma hipo que vive em liberdade dentro da fazenda, o orfanato vive de doações e faz um trabalho extraordinário e totalmente voluntário. Admiro gente assim, que investe tempo e dinheiro para ajeitar a "cagada" alheia. Beijocas minha querida.

Glorinha L de Lion disse...

Coitadinho né xerosa? Imagina um animal com dois metros, pesra 96 kg! é maldade demais alimentar um urso com ração canina...tadinho...deviam é deixar ele viver em paz, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Mariinha, Acho que circos e zoos deviam acabar. que se criassem santuários preservados, quem quisesse que fosse lá, pagava um preço altíssimo pra ver. Não quero animais presos numa jaula pra que meus netos vejam. Não, não quero isso. Prefiro que vivam livres na natureza. Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

É, querida Loli, nossa arma é essa, a denúncia, a reportagem, mostrando o que podemos ou o que não devemos fazer. Circos, por ex, abomino. Zoos tb. Pássaros em gaiolas, me dá vontade de abrir as portinholas...Não posso aceitar que animais sejam capturados e enjaulados para bel prazer do ser humano...isso é um absurdo tão grande, que nos faz mais irracionais do que os próprios bichos, que aliás, de irracionais, nada têm...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

É Kelly, a maldade humana não tem limites...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Taia querida, aqui no canal Nat Geo tinha um programa semanal que se passava nesse santuário. Acho que era esse de um casal de ingleses ou americanos, não me lembro, que criavam chimpanzés e macacos vítimas de maus tratos...eu chorava todas as vezes que via. A maldade humana não tem mesmo limites, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

É Bombom querida, é o que se espera, que o homem aprenda ao longo dos séculos que é bicho como os outros que ele explora e maltrata, beijos, que um dia o homem finalmente aprenda!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Dani querida, tb detesto ver bicho preso...acho uma maldade inominável. Bicho silvestre ou selvagem foi feito pra viver livre na natureza. Esperemos que um dia o homem aceite sua condição de bicho também e respeite os outros animais, beijos,

Nilce disse...

Que horrível isso Glorinha. Quanta crueldade.
Ah, eu também soltaria todos os animais silvestres que estão presos por puro egoísmo das pessoas.
Adoro vê-los na Natureza.

Bjs no coração!

Nilce

Vicentina disse...

Detesto judiação com animais, sinto até mal se ver.
Tadinho do urso agora ele está mais seguro e alegre.
Bjs

Cucchiaio pieno disse...

Amiga, chorei ao ler teu post, fiquei muito emocionada, ao menos o Zé nao é mais mal tratado no circo!
Isso tem que mudar, aqui na Itália tem muitos circos com animais, é uma tristeza. Pais sem consciência levam suas crianças para verem esse tipo de crime!
Mil beijos de quem te ama
Léia

Eliete disse...

Olá Glórinha, por favor passe no meu blog e pegue um selinho que te ofereço, afinal seu blog é muito bom. bjs

Lu Souza Brito disse...

OLá Glorinha,

Ao menos o Zé tem uma vida melhor hoje depois de tanto sofrimento. E quantos outros animais sofrem até a morte?
Linda a iniciativa do Rancho dos Gnomos. Fazer pouco é sempre MUITO melhor que nao fazer nada.
Lembra do cachorro que me atropelou semana passada (naos ei se leu o post). Perto de casa tem um Hotel / Hospital para Cães e também duas lojas de ração. Os donos resolveram pegar os bichinhos que estam largados. O dono do hotel deixa eles lá. cuida, vermifuga, tals. O pessoal da Ração dá a comida. E estão divulgando para adoção. Já é uma maneira de ajudar né? Esse danadinho só me atacou porque foi abandonado na rua. Com fome, sede, frio, enfim...

Beijokas

Drika disse...

Lembrei logo do desenho que eu gostava tanto =) É muita crueldade mesmo com animais indefesos... e depois ainda dizem que os homens é que são racionais...

Um abraço!

Socorro Melo disse...

Oi,Glorinha!

Uma excelente abordagem. Penso que, o que pudermos fazer em prol da defesa dos animais, por pouco que seja, é importante, pois, chama a atenção das pessoas, e outras se voltam para a causa.

Uma interessante reflexão no fechamento do texto.

Abração
Socorro Melo

Taia Assunção disse...

Os proprietários da fazenda são ingleses Glorinha, é muito bacana o trabalho deles, verdadeira devoção aos animais. Beijocas!

Glorinha L de Lion disse...

OI Nilcinha, e tem muito mais horrores como o Aê contou, cada barbaridade de deixar a gente em depressão, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

OI Vice, eu tb não gosto de ver, dá uma dor no coração, né? Mas é preciso saber e lutar contra essas maldades de alguma maneira, beijos querida

Glorinha L de Lion disse...

Então Leinha, na minha Itália ainda é permitido animais em circo???? Ai que horror! Meu país do coração caiu no meu conceito. Eu tb choro a cada vez que leio sobre maldade com animais, seres indefesos, não sabem falar, nem gritar por seus direitos...Fala com o Michele pra gente fazer um abaixo assinado pedindo que uma lei acabe com isso. A Avaaz aceita petições, diz pra ele ver como é....beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada Eliete, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Sabe Lu, se eu fosse ter outro bichinho hj em dia, adotaria, sem pestanejar...tem tanto animal precisando de carinho e de um lar, né? Legal quem faz isso...não sabia o seu "atropelamento" ...hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Drika, eu tb adorava o desenho do Zé Colméia e do Catatau...mas, infelizmente, esse é bem real, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Socorro, as leis agora andam bem duras pra quem maltrata animais...acho que deve ser assim mesmo. Isso tem que acabar. Igual quem compra um filhotinho, acha lindo e depois que vê o trabalho e a despesa que dá, jogam na rua ou matam. Isso deveria ser crime! Obrigada, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Taia, isso mesmo, ingleses...ele inclusive morreu ano passado, vc soube? Fiquei tão triste...morreu jovem, de câncer...beijos,

Clau Finotti disse...

Oi Glorinha!

Vi seu recadinho agora...ahhhh... fiquei triste!

Não queria que desistisse, mas também não quero que fique se torturando cada segunda feira que não conseguiu progressos prá contar.

Fique bem à vontade, lembrando que é um prazer tê-la conosco, apesar de eu quase nunca conseguir visitar as participantes direitinho...rs...

Tenta começar aos poucos, uma substitução aqui, uma caminhada ali, e quem sabe... ?

........

Mudando de assunto, li seu post do urso... affff.... eu não tenho cachorros, gatos e falo com certeza que nunca terei porque não amo ter animais de estimação o suficiente para isso. Eu acho bonitinho, mas lá longe...rs

Mas nem toda a falta de afinidade do mundo me faria achar bonito animal em circo e os absurdos rodeios que ainda acontecem na nossa vista.

Eu acho UÓ manterem os animais em zoológicos muitas vezes apertados, expostos a visitação e stress.

Em Goiânia fui algumas vezes levar meu sobrinho e me dava agonia daqueles leões apertados em espaços dão indignos do seu porte físico e sua natureza. Então começou a acontecer o horror: os animais começaram a morrer assim inexplicavelmente. Primeiro foi a hipopótama, depois uma girafa que estava lá provisoriamente (apreendida de um circo), e foram assim dezenas... até hoje não se sabe o que houve.

Enfim, escrevi um post! rs... Mas é isso.


BJOS.

CLAU

Glorinha L de Lion disse...

Oi Clau querida, pois é, tb fiquei triste, vou continuar tentando. quanto aos animais de zoo, queria que todos os zoos do mundo fechassem e soltassem os bichos em seus habitats. Mas sei que isso é um sonho...beijos,

Cris disse...

Oi meu amor, como está?
Aiin que tristeza, esses animais de rodeios e circo sofrem tanto, não acho bonito, nunca gostei :/
tadinhos :(

Juliana disse...

Coitado do urso! Eu sinto pena dos animais no zoologico, trancados naquelas jaulas e aguentando cada uma dos visitantes... mas se pensarmos que tantos deles sofreram muito por aí, o zoológico é mesmo um paraíso.

Tem um selinho para você no meu blog! Espero que goste!

Beijos

ManDrag disse...

Minha amiga,
Também na Europa (de Leste) se escravizam ursos, dos poucos que sobram da antiga rica fauna europeia. Nomeadamente na Roménia e por essas bandas, embora as leis locais o impeçam. São populações ciganas que os usam para exibição pública e circense. Agora, com a integração desses países no seio da União, espera-se uma fiscalização mais intensa sobre essas actividades depredatórias e altamente incivilizadas.

O Zé Colmeia já está muito traumatizado para poder ser devolvido incólume à natureza. Esperemos que os tratadores o cuidem com o carinho que ele merece.

Bom fim de semana! Abraços

Glorinha L de Lion disse...

Oi Cris, minha linda! Saudades de vc criança! Pois é, dá muita pena mesmo, mas a vida dele agora está bem melhor em comparação com a que ele tinha, beijos flor!

Glorinha L de Lion disse...

Verdade Juliana, o Zoo é o menos pior entre os piores...mas eu tenho muita pena de bicho preso, obrigada pela gentileza do selinho, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi amigo Man Drag, eu sei que depois de tudo o que sofreram, esses animais não tem mais condição de voltar a seus habitats. É triste ver o que o homem é capaz de fazer com a natureza e com os animais,sei tb das atrocidades cometidas em circos para que os bichos façam o que o domador quer...uma barbárie! beijos,

Lúcia Soares disse...

Lendo o título, achei que fosse sobre o filme que está em circulação sobre o famoso urso dos desenhos animados.
Acompanhei a história desse pobre animal e fico indignada com o que os animais humanos podem fazer...
Ursos têm toda a minha simpatia, nunca entendi o porquê, já que nem nos zoológicos os vejo.
Mas tomara que o nosso Zé Comeia consiga namorar com a ursinha, afinal amor é bom demais, né? rsrs
Beijo!

www.comtextosdavida.com disse...

Glorinha parabéns pela reportagem, também amo os animais e tento fazer algumas coisas por eles. Sobre os países asiáticos que maltratam os animais já li sobre o assunto e fiquei estarrecida. Fico triste só de pensar. Tenho o maior cuidado quando compro cosméticos. Fico de olho se não fazem testes com animais.Sobre as touradas vibro quando o touro se vinga.
bjs Lais

Juliana disse...

Oi, Glorinha!

Fico feliz que tenha gostado do selinho.

Um beijo