quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Blogagem Coletiva - Não à Violência Contra as Crianças!

Eu, Criança

Nasci para brincar
Para ser amada
Para ter direito à educação de qualidade
Para ter um lar
Para ser afagada
Acalentada

Nasci para receber carinho
Para trazer um sopro de vida
E de esperança
À humanidade

Nasci para ter oportunidade de ser alguém
Ter atendimento médico de qualidade
Nasci para ser feliz
Ser bem educada
Ter direito à leitura
À uma boa escola

Nasci para poder ser criança
Brincar
Ter tempo para viver minha infância
Não quero ter que ser massacrada por atividades sem fim
Só porque meus pais acham que é assim que se educa:
Ir à natação
Ao curso de inglês
Ao karatê
Ao judô
À aula de violão
Ao curso de teatro
Nasci para ser criança
Quero ter tempo para ser só criança.
Não é opção
É meu direito
Mas não me façam todas as vontades
Ou serei um adulto medíocre
E infeliz
Porque ninguém tem tudo na vida
E nem tudo se pode comprar
Preparem-me para a vida
Ninguém sabe como será o amanhã.


Nasci para ter comida à mesa
E uma mesa
E uma casa
Mais que uma casa: um lar
Não nasci para ter que trabalhar
Nem para ser explorada
Nasci para abraçar
Ser abraçada
Sorrir e ser beijada
Nasci para ser feliz
Não nasci para ser maltratada
Nem abusada
Nem vilipendiada
Sou anjo
Em forma de gente
Nasci para trazer Paz à Terra
Alegria
Ternura
Suavidade
Só para isso vim ao mundo
E vocês, que me trouxeram a ele
Nunca se esqueçam:
Eu não pedi para nascer!

Amemos nossas crianças para que não tenhamos que, no futuro, punir os homens - Adaptação de uma frase de Pitágoras.
Esse post faz parte da blogagem coletiva Contra a Violência Contra Crianças e Adolescentes, proposta pela Ingrid do blog Desconstruindo a Mãe.

Fotos: net, Ruth Walsh, Susan Haggen, Kim Crenshaw e Unicef

20 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Glorinha achei lindíssimo este seu poema em homenagem às crianças. Não estou participando desssa blogagem, mas estou lendo alguns posts. Este seu não poderia passar sem o meu aplauso!
Lindas imagens e lindas crianças!
Belíssimo!
Beijos querida.
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Criança é o ser mais puro que já exitiu,não é mesmo???
Vc a exaltou muito bem... criança é para ser amada... acima de qualquer divergência... graças a Deus existe quem as ame independente do que for...
Tenha ótimo fim de semana de paz e alegria!!!
Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Seu poema em homenagem às crianças foi lindo!
Deveria virar hino ou música.
Fiquei sabendo só agora da blogagem, uma pena... mas a proposta é muito boa, vou participar atrasado na semana que vem!
bjs e bom dia pra vc

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada querida Astrid, as crianças merecem tudo de bom que se possa fazer por elas...são os anjos que iluminam a terra, não é? Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Rosélia, pois é, elas merecem essa blogagem, beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Alê, sempre é tempo de participar, se for semana que vem, mesmo assim, já é bom! Beijos e obrigada,

Socorro Melo disse...

Parabéns a Ingrid! Bela iniciativa.

Glorinha,

Não acrescentaria mais nada a tudo que você escreveu, pois,você disse tudo que também penso.
Cabe também a nós, pessoas sensíveis, lutar para que o direito das crianças sejam preservados.

Um grande abraço
Socorro Melo

Manuela Freitas disse...

Glorinha, minha querida amiga,
Este post está enternecedor e comovente, evidentemente que o ideal é deixar uma criança ser criança, não lhe colocar nas costas muitas obrigações. Por outro lado há as crianças que nada têm e se numa parte do mundo ao excesso, esse excesso devia ser revertido para dar às crianças que nada têm, tudo aquilo a que têm direito.
Esta situação é daquelas que mais me sensibiliza, no teu poema tocaste em todos os aspectos dessa ferida.
Muitos beijinhos,
Manú

Glorinha L de Lion disse...

Socorro, é nosso papel dar bons exemplos a nossos filhos. E tratá-los com carinho e o respeito que merecem. Tomara que um dia todas as crianças possam ter o direito de serem felizes, beijos, obrigada,

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Manu, enquanto se gastam milhões de dólares em armas e guerras, deviam era dar educação, comida e distribuir renda a todas as famílias para que criem seus filhos com dignidade.
Beijos,

LILIANE disse...

Glorinha linda
como vai? tudo bem?
espero que sim
que poema fantástico.
Deus do Céu.
é isso aí.
as crianças precisam de espaço para serem elas mesmas,né
Também participei desta blogagem
é importante defender o nosso futuro
beijo beijo

Bordados e Retalhos disse...

Amiga, porque a vida não é mais fácil pra gente,né? Ai quanta coisa!!Mas só o fato de vc parar um tempinho e me enviar uma mensagem calorosa, valeu. Espero que vc fique bem. pra você e para mim deixo: "Mas é claro que o sol vai voltar amanhã..." Bjs amiga

Quem ler esse comentário e não entender, explico, em nada se refere a postagem belíssima dela sobre a violência contra crianças.

manuel marques disse...

Maravilhoso poema.

"A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes."

Beijinho e bom fim de semana

Élys disse...

Lindo, como sempre tudo que você escreve. Uma criança deve ser educada, com amor, para ser feliz recebendo dos pais, principalmente, o bom exemplo.
Beijos.

Misturação - Ana Karla disse...

Crianças tem direito de ser criança e ninguém ouse em tirar delas esse direito.

Disse tudo Glorinha.

Passei para trazer um pouco de alto astral que você merece!

Bom final de semana.

Xeros

Nilce disse...

Ainda bem que pude ser criança e trago essa felicidade no coração.
Parabéns pela postagem. Linda!

Excelente final de semana.

Bjs no coração!

Nilce

lolipop disse...

Glorinha,
Esse seu poema merecia substituir a Declaração Universal Dos Direitos da Criança...que já precisava dum "refresh".
BEIJO GRANDE

Gina disse...

Glorinha,
Não pude participar de sua blogagem. Acho que a blogagem é muito mais do que fazer um post, é ler tudo que escrevem, é participar de fato, trocar. E isso tem sido impossível para mim no momento.
Quanto ao seu poema, é muito verdadeiro. A necessidade de limites e de ser criança de fato é algo que as pessoas estão com dificuldades de pôr em prática.
Deixa eu ir que a semana promete, o show do filho está chegando...
Bjs.

Marli Borges disse...

Glorinha,
Lindo esse poema. Também aderi a postagem, pois as crianças são nossa responsabilidade. Bjsssssss

Kelly disse...

Adorei sua participação Glorinha, não dá mais para aceitar em nossa sociedade esse tipo de violência. É algo que somente alguém muito perigoso pode cometer, ter coragem que maltratar alguém indefeso, que nem tem noção do que fez!!!!
beijos