domingo, 28 de novembro de 2010

Never Explain, Never Complain...

Ontem li essa frase: Nunca Se Queixe, Nunca Se Explique...
Acho que vou adotá-la como meu lema de agora em diante.
Embora eu ache a palavra Nunca, definitiva demais para o meu gosto...
Nenhuma verdade é absoluta, nada é absoluto, nada é totalmente verdade.
Pensando bem, é melhor não ter lema...
Beijos a todos! Bom domingo!

43 comentários:

Beth/Lilás disse...

Muito refinada esta filosofia, mas lembrou-me aquela mais popular: "Explicação quem dá é baleiro de trem", antiga e verdadeira.
beijinhos cariocas

Glorinha L de Lion disse...

Ou como diria meu marido: "Quem muito fala dá bom dia pra cavalo"...sabedoria lusitana de seu pai...Pena que às vezes nos esquecemos disso...beijos,

Bombom disse...

Pois fazes muito bem, Amiga! Se lhe apetecer, queixe-se. Se não lhe apetecer, não dê satisfações!
A vida é complexa demais para podermos dizer nunca! Beijinhos e boa semana. Bombom

Inaie disse...

Xi, eu dou bom dia pra cavalo, pra cachorro, pra gato...e minha empregada rola de rir quando vem correndo ver o que eu quero, so pra ver que eu to mesmo e falando com as plantas...

A minha filosofia e outra:

Never change who you really are. The ones who matter won't mind and the ones who mind, don't matter...

:-)

manuel marques disse...

Muito antiga é aquela que diz: Nunca digas, nunca...

Beijinho.

Cantinho She disse...

Glorinha, eu amei a frase, beijo, beijo queridona! ;)
She

Glorinha L de Lion disse...

É verdade minha Bombom querida! A vida é por demais complexa e no entanto tão simples...somos nós os humanos que a complicamos...beijos amore!

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza Inaie! Isso é uma coisa que NUNCA irei fazer: contrariar meus princípios, meu modo de ser sincero e minha lealdade aos meus amigos. Quem não gostar que vá plantar batatas! hehehe Quanto a vc, amiga, não pense que eu tb não converso com meus cachorros...falo muito com eles e o melhor, é que eles me respondem! hehe beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Com certeza querido amigo Manuel, nunca...beijos

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada She querida! Beijos,

Camille disse...

Adorei essa conclusao. É melhor nao ter lema mesmo. Acho que lema é feito um dogma, a gente vai repetindo e vira verdade absoluta, quando de fato, nada é assim, absoluto. Talvez a morte. Mesmo assim ainda é relativo...
Bjos e boa semana!!!

pensandoemfamilia disse...

Pois naõ é mesmo?
Não há verdades absolutas. Queixar e explicar, na maioria das vezes não resolvem, pois cada um pensa e age de acordo com seu próprio referencial, mas é lamentável. Como aprendemos interagindo e torcando!
bjs com carinho

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

É complicado essa coisa do explicar. Pq muito tem a explicar quem na verdade errou. Se sua consciência está tranquila, então pra que explicar, justificar culpas que não existem? E nem sempre ouvidos querem ouvir explicações, estarão bloqueados até para a mais perfeita explicação.

então é dar de ombros e seguir a vida. quem quiser que entenda, quem não quiser, problema de cada um.

Pq cansa ficar explicando que vc não põe sabão em pó na pizza, apesar de terem dito que vc faz isso... os loucos que espumem pela boca sozinhos.

bjs e boa semana, Glorinha

Cucchiaio pieno disse...

Hehehehe, beijos querida e uma excelente semana pra voce!
Léia

Misturação - Ana Karla disse...

É mesmo Glorinha, "nunca" é muito definitiva.
Um Xeeerrrooo grande.
Boa semana

Nina disse...

oi Glorinha, obrigada pela visita e palavras bacanas lá comigo.

Ei,teu blog é mt bonito!!! acho que tinha passado uma vez por aqui, o nome me chamou a atencao, afinal quem é que nao gosta de um cafezinho amargo com bolo?? hmm, eu adoro!!!

Achei tbm mt legal a ideia da blogagem, li o que vc escreveu ali embaixo, interessante a ideia de viajar na tela, que era na verdade, a tua vontade ao criar a blogagem, mas ó, nao fica chateada nao, afinal é mt fácil viajar com monet e depois dessa experiência ir levando de barriga alguns outros... normal!

Um bj

Glorinha L de Lion disse...

Oi Camille e eu tenho um medo de verdades absolutas! De dogmas então, nem me fale!A humanidade deveria lembrar-se bem que seguir dogmas, seguir "o dono da verdade" e não refletir com sua própria cabeça dá em fascismo ou hitlerismo né?
Tô fora, minha amiga! Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Também acho Norma, tenho aprendido mais aqui, no blog do que aprendi em toda a minha vida, pro bem ou pro mal, que fique claro...infelizmente as decepções tb andam atreladas às alegrias do encontro...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Verdade Alê, muitas vezes sou incompreendida e como não sou "maria vai com as outras" ou "puxa saco" de ninguém, muitos se tomam de raiva e antipatia por mim...fazer o que? Não se pode agradar sempre e nem a todos. Quem não gostar, como dizia minha mãe: a porta da rua é serventia da casa...hehe beijos, obrigada por sua amizade!

Glorinha L de Lion disse...

Leinha, amore mio! Boa semana pra vc amada amiga! beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Não é Xerosinha do meu coração? É sempre melhor um "talvez", um "às vezes" ou um "pode ser"...Quanto mais certezas, menos maleáveis somos. E a vida é uma eterna mudança não é?
Beijos querida,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Nina, obrigada...com certeza tudo o que disse é verdade...beijos e obrigada pela visita.,

Lu Souza Brito disse...

Olá Glorinha,

Tô com a Alê!
Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Lu, Minha flor, vc é um doce, obrigada, de coração. beijos,

Manuela Freitas disse...

OLá Glorinha,
Estive a ler os posts anteriores, os comentários e cheguei aqui...
De facto essa frase «nunca te queixes, nunca te expliques»...é uma forma de estar bem com todo o mundo!..Também há quem diga, «come e cala», rsssssssss, mas com toda a tua frontalidade isso não faz o teu género!
A minha amizade e admiração querida amiga,
Manú

Élys disse...

Creio que a gente sempre deve agir
de acordo com a nossa consciência. Se acertamos, não há necessidade de explicações. Como disse o Alexandre quem tem de dar explicações é quem erra.
Beijos.

Nilce disse...

Interessante Glorinha, fala-se em signos, fases destes e muito mais.
Somos de signos diferentes e eu ignorante no assunto, te digo que talvez eles se encontrem. Só nossos amigos poderão dizer.
Mas, sempre noto que passamos por fases, não muito boas, na mesma época. Há o que explique?
Que a tua passe rápido, pois a minha, sei não. Ando só querendo colo.

Bjs no coração!

Nilce

Cris França disse...

Há quem nem sempre te leia, mas sempre te entenda...quando a gente gosta de alguém a gente sente a pessoa, é um prestar atenção.

E a gente não deve mesmo tanta atenção a quem não sabe prestar atenção na gente

bjs querida

Glorinha L de Lion disse...

Manu, minha amiga mais que querida, amada de coração, sabes bem que não é meu gênero calar-me e muito menos engolir o que quer que seja, mas às vezes, minha amiga, o silencio é melhor conselheiro pois não nos nivela por baixo...Beijão,

Glorinha L de Lion disse...

É o que procuro fazer amigo Élys, claro que nem sempre consigo, pois se tem uma coisa da qual tenho total consciência é do quanto sou imperfeita...mas venho tentando errar menos. Agora, não vejo muita gente achando que errou por aí...será que são todos perfeitos??????
Beijos amigo,

Glorinha L de Lion disse...

Sei lá eu amiga Nilce, não entendo lhufas dessas coisas e até gosto, embora não creia muito...só um pouquinho...talvez seja nossas idades parecidas, passando pelas mesmas reflexões e dúvidas...vou aí te dar colinho...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Cris, eu sempre falo que vc é sábia...mais uma vez me dá razão: vc é uma sábia num corpo de jovem mulher...e tenho certeza que vc me entende tanto que sabe tudo o que está acontecendo...ou não sabe?
Beijos mil, te adoro!

Élys disse...

Glorinha
Com toda a sinceridade, aprendi em pouco tempo a admirá-la e acho que você não cometeu erro nenhum, apenas as pessoas não entenderam a sua posição ou tentaram explicar porque não conseguiram fazer dentro da sua proposição. Já passei muitas vezes por isso na minha vida, logo, eu a entendo bem. Hoje com 72 anos, quase 73 aprendi a não me preocupar muito com essas coisas.O meu maior desejo, atualmente, é ver todas as pessoas felizes. Te admiro.
Um beijo.

Carla Farinazzi disse...

Glorinha,

Me lembrei de uma frase que meu pai já me dizia: "Nunca se explique. Seus amigos não precisam, e seus inimigos não vão acreditar". Pura verdade, não acha?

E olha, adoro passar por aqui, e também me considero sua amiga, pode ter certeza!

Quero agradecê-la por suas palavras lá no meu blog, cheias de carinho e atenção. Obrigada, minha querida.

Beijos

Carla

Glorinha L de Lion disse...

Oi Carla, obrigada...essa frase li há pouco tempo e até falei sobre ela aqui no blog. Sábio seu pai...beijos querida,

Isadora disse...

Glorinha gostei muito da frase, mas não vou tentar adotá-la, pelo menos em parte. Me explicar já não o faço mesmo, pois acho um absurdo. Só o faço quando acho necessário.
Parar de reclamar, tô lascada, pois sou um reclamona - rs.
Um beijo

Beatriz disse...

Oi Glorinha,
Explicar para que, quem, por quê? As coisas vão se explicando naturalmente.....melhor assim. Reclamar não reclamo (quase nunca!), mas contesto sempre!
Beijinhos,
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Isa, sou uma indisciplinada na vida como poderia ter lema? hehe só eu mesmo...e tb sou reclamona...e como! e vivo dando explicações, isso preciso mudar! Aliás, já mudei!
beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Isso mesmo, Bia, isso já adotei! Quem não quiser ou não puder entender que vá procurar sua turma, né?
Cansei!
beijos,

ManDrag disse...

É sabido que no Universo tudo é mutável. Logo não haverá nuncas, sempres, ou certezas absolutas.

Entre vários lemas a que as minhas meditações me conduziram defini um que diz: Nada santifiques, tudo é sagrado.

Abraço grande com amizade

Glorinha L de Lion disse...

Maravilhoso pensamento! Com certeza um dos mais belos que ouvi ultimamente! Beijo grande,

Sinais no Mundo... disse...

Em sua exemplaridade para a Igreja, Maria é plenamente a Virgem do Advento na dupla dimensão que a liturgia tem sempre em sua memória: presença e exemplaridade. Presença litúrgica na palavra e na oração, para uma memória grata dAquela que transformou a espera em presença, a promessa em dom. Memória de exemplaridade para uma Igreja que quer viver como Maria a nova presença de Cristo, com o Advento e o Natal no mundo de hoje.

Glorinha L de Lion disse...

Humpf! No capisco...