terça-feira, 2 de novembro de 2010

Neste Palco


Somos todos
Como uma
Fachada
Uma porta
Aberta
Uma janela
Fechada
Muitos
Escondem
Tristezas
E atrás
De sorrisos
Carregam
Muitas
Todas
Tantas
Lágrimas
Incertezas

Não somos
O que
Parecemos
Nem
Tampouco
Diferentes
Do que
Aparentamos
Ser
Uns
Fingem
Bem
Outros
Nem tanto
E, assim
Vamos
Caminhando

Atrás
De cada
Linha
Traçada
Digitada
Redigida
Nestas
Páginas
Ou na vida
Atrás
De cada
Imagem
Postada
Vidas
Inúmeras
Diferentes
Iguais
No entanto

Carregam
Dramas
Paixões
Dúvidas
Questões
Somos
Diferentes
E iguais
Humanos
Falhos
Injustos
Julgamos
Criticamos
Discordamos

Muitas vezes
Condenamos
Noutras
Libertamos
Mas
O drama
O palco
Cada um
Sabe
Do seu
Atrás
Do pano
Da cortina
A dor
O prazer
O drama
A comédia
Que carrega
Na vida
Real
Insana
Personagens
Que Somos
Todos
Da insondável
Por vezes
Bela
Por vezes
Inexplicável
Tragédia
Humana.


15 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Todo mundo tem cara de flor, mas vai cheirar pra ver se é perfumado.

ih, todo mundo sofre, tem insegurança, vai ao banheiro, tem vontades, tem loucuras e sonhos...

e todo mundo tem capacidade de fazer uma coisa bonita, ter uma atitude nobre, ter um talento e dom.

o fim deste texto é forte mas considero marcante: a tragédia humana.

bjs Glorinha, abre a janela e deixa o sol bater sempre. um bom feriado pra vc!

Cantinho She disse...

Sempre adoro tudo por aqui... Já te disse isso hoje? ;) :P

Beijo, beijo!
She

Glorinha L de Lion disse...

Alê, meu querido...o sol vai entrar sim e iluminar tudo com sua luz dourada, como diz meu Sancho Pança, a Beth! hehe beijo grande!

Glorinha L de Lion disse...

Oi She, obrigada querida! Beijos, bom feriado!

manuel marques disse...

"O mundo inteiro é um palco, e todos os homens e todas as mulheres são apenas actores."

Beijo.

Glorinha L de Lion disse...

E alguns bem canastrões não é amigo Manuel? Outros fazem bem seu papel...outros ainda querem roubar a cena...enfim, há de tudo nesse palco chamado Vida! beijos

Suziley disse...

No palco da nossa existência, realizamos nosso ato único na grande aventura da vida. Partilhamos as nossas fraquezas, a nossa humanidade. Mas, também, a nossa grandeza e a nossa sensibilidade. Somos assim...apenas humanos!! Bela poesia, Glorinha, uma boa noite para você, beijos :)

Chica disse...

APLAUSOS !!!Lindo,Glorinha!beijois,ótima semana,chica

Yoyo Pizy disse...

Olá qerida Glorinha,
Hoje estou pasando para matar a saudade e deixar um beijo, bem como dizer que vi que a nova blogagem coletva está maravilhosa! Vou acompanhar, mas como ando super, mega, hiper ocupada, não terei tempo para participar, dessa vez.
Bjo grande

Isadora disse...

Glorinha perfeita a palavras escritas para falar de pessoas e vidas. Cada um no seu palvo e vivendo todas as alegrias e tregédias. Assim é a vida de cada um mesmo. Muitas vezes dirfarçando com um sorriso dor, outras derramando lágrimas de felicidade e assim, vamos caminhando e levando.
Um beijo

URBAN.GO disse...

Muito bonito!
Muito inspirado!
Aqui está a minha amiga no seu melhor.
Gostei muito.
Tudo bem por aí?
Como vai o livro?
Beijinho, fica bem! :-)

Bombom disse...

Sempre belos textos recheados de bonitas fotos! Mas a última foi a que mais me disse. Essa luz, lá no fundo do poço, a indicar que há sempre uma esperança que não pode morrer.Bjs. Bombom

J Araújo disse...

Na verdade, somos tudo isso e ao mesmo tempo somos tão pouco diante da grandiosidade do mundo em que vivemos.

Bj

Manuela Freitas disse...

Olá querida Glorinha,
Estás cá com uma pedalada para a escrita! Estive a ler os teus dois poemas, que gostei muito! Não estás só, somos todos uns D.Quixotes e a vida é de facto um palco, onde uns são melhores artistas, do que outros, também depende da escola que frequentaram! rsrsrs Vamos lá relaxar um bocado, eu vou já aí tomar um café ou melhor a esta hora é melhor ir tomar um chá, para não perder o sono!
Beijinhos querida amiga,
Manú

pensandoemfamilia disse...

Palavras que conferem a vida e ilustrações que amenizam e nos fazem querer porta e janelas abertas para que o sol, a lua, as estrela, possam entrar e nos iluminar para novos dias.