sábado, 13 de novembro de 2010

Rememórias...

Pergunto-me hoje de que somos feitos.
Somos feitos de memórias. Algumas, nem sabíamos que ainda estavam lá, intocadas.
Talvez, alguma reminiscência atávica que carregamos em nossos genes.
Memórias de infância?
De outras eras?
De um passado nebuloso?
Lembranças que nossos ancestrais nos deixaram, gravadas em nós, como faz um canivete numa pedra ou num tronco de sobreiro?
Quem somos nós, afinal?
De que matéria somos feitos?
Feitos de sonhos, sim.
Feitos de esperança.
De insondáveis desejos, muitas vezes ocultos. Noutras, bem visíveis, estão eles lá, à espera de que os realizemos.
Somos feitos de sangue, suor, músculos, força de vontade. Alguma desesperança, algumas decepções.
Mas somos feitos, principalmente de um material impalpável: lembranças.
De outras vidas?
De outros mundos?
Ou será nosso mundo interno tão vasto que carrega em si outros universos?
Ou será nossa inconsciência tão infinita que lá habitam rememórias?
Não sou capaz de responder a essas questões que me tenho feito ao longo da vida.
Mas ando sendo capaz de pescá-las, eu mesma, lá, nesse fundo insondável, infinito e misterioso de mim mesma...

Foto de Humberta Lima, Ilha Terceira, Açores.

47 comentários:

Tais Luso disse...

Oi, Glorinha:

Penso que somos feitos sempre do passado; de matéria que já se foi e que nos deixou as lembranças, as alegrias, as tristezas, os traumas, os amores e os desencantos... O presente nos dá, apenas, a expectativa de um futuro melhor, nos permite sonhar. Somos feitos de sensibilidade, sendo assim, podemos ser felizes ou sofrer pra caramba! E tudo depende de cada um, somos seres totalmente diferentes.
Beijão, amiga.
Tais luso

Glorinha L de Lion disse...

Eu te confesso, Taís que ainda não cheguei à nenhuma conclusão, e, assim, espero continuar, pois essa é a graça da vida! Grande beijo,

Nilce disse...

Sabe Glorinha que cheguei a pensar tantas vezes sobre isso, e depois que começaram a me falar piamente que eu sofria de influências passadas, resolvi que se pensasse assim enlouqueceria.
Prefiro pensar que essa é minha vida, que vou continuar a vivê-la plenamente e não quero que ela influencie os que virão, de maneira alguma.
Prefiro não culpá-los e nem me sentir culpada desde já, pelo menos com relação aos chamados "traumas".
Saudades, menina. Hoje que consegui colocar minhas leituras em dia por aqui, e adorei saber da tua felicidade.
Tenha um excelente domingo e feriado.

Bjs no coração!

Nilce

Astrid Annabelle disse...

Glorinha querida!
Creio que somos uma boa idéia transformada em pensamento...pensamento este que pode estar no tempo que quiser!
Um beijo por mais esta reflexão bonita e pela linda imagem da Ilha Terceira!!!
Astrid Annabelle

Inaie disse...

eu acho que somos feitos de sonhos!!!

:-)

bjim

Mylla Galvão disse...

É por isso mesmo... que eu tenho um blog de memórias... Pq somos feitos delas!
quer conhecer?
http://minhasmemóriasdeinfancia.blogspot.com

bjo

Camille disse...

As memorias sao tao importantes, vivemos delas mesmo. O que aconteceu ha um minuto atrás ja virou memoria. Isso é incrivel. O que nos mantem no tempo sao as nossas memorias.Eu poderia passar horas falando desse tema. Gosto muito. Inclusive da memoria historica, da memoria vivencia- que inclui todos os sentidos. E da capacidade de registro que se chama memoria. E ainda, da possibilidade de consciencia através da memoria que um religiao genial ( sabe dona ateia?) chama de grau de memoria. E é alta filosofia.
Mas sabe o que me fez chegar aqui hoje? O blog da Luma sobre a Georgia O. Fiquei a fim de participar mas nao sei quais sao as regras da postagem. Li algumas e achei bacanas. Sei que voces ja fizeram a postagem toda, mesmo assim, se voce me disser como é, quero participar.
Bjos!

lolipop disse...

Glorinha,
Aqui já é noite. A noite dum dia sem sol. Ás vezes imagino vc um pouco parecida comigo...carregando sempre pequenos caderninhos em que vai escrivinhando pensamentos, inquietações, perguntas sem resposta,memórias...alguém disse que as nossas memórias são como lágrimas perdidas na chuva...
De que somos feitos?
Dos outros e de nós. E esse outro que vemos ao espelho? Ás vezes não parecemos nós...
CARINHOS MUITOS
PS Segunda segue um envelope pra vc.

Beatriz disse...

Oi Glorinha
Minha memória é fabulosa, ainda bem! Acredita você que me lembro com um ano de idade passeando no aterro do Flamengo com minha mãe?!?!
Boas lembranças são sempre bem vindas!
Beijinhos,
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Camille disse...

Oi Glorinha, ja escrevi o post da postagem coletiva. "Já" é otimo. A postagem ja terminou ne?
Bjos,
Cam

Ana Maria disse...

Que post lindo, para pensar e refletir! Imagem maravilhosa também.

Blog da Anabela Jardim disse...

As memórias são o nosso documento de identidade!

URBAN.GO disse...

Se me permites, faço minhas as tuas sábias palavras Glórinha.
Não poderia abordar este tema de melhor forma.
Gostei muito.
Agrdeço a ternura por portugal e os Açores, neste caso.
Bjs :-)

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que linda imagem. Queria muito conhecer Portugal de ponta a ponta... é um sonho que vou realizar um dia.
vc gosta de hortênsias né, Glorinha!

memórias... no fundo não é só o que temos? pq são os nossos registros de história. o passado não volta, mas revive em nossas memórias. adquirimos outras memórias que enriquecem a nossa própria, através das lembranças das outras vidas (vidas dos outros).

triste a pessoa que tem pouca memória (no sentido de poucas lembranças)...sinal de que a vida foi muito tempo monótona e rotineira.

bom feriado!
bjs

ONG ALERTA disse...

Somos feitos de vontade de aprender...
Beijo Lisette

A.Tapadinhas disse...

As respostas todos nós sabemos dar, com mais ou menos elaboração.

O importante são a perguntas, pois são elas que nos levam a tentar dar as respostas certas...

"nesse fundo insondável" que existe em cada um de nós!

Beijo,
António

Glorinha L de Lion disse...

Oi Nilce, ando falando de um outro passado amiga, de um outro passado, bem mais longínquo...beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Astrid, concordo! Gostei de sua frase "pensamento que pode estar no tempo que quiser". Ando assim, passeando pelos tempos que quero e pescando por lá, intensas emoções. Beijos amiga querida, bom feriado!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Inaie, de sonhos, pensamentos, reflexões e memórias.beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Mylla, vou lá sim, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Camille, é só fazer, ainda temos 3 semanas. Também adoro esse tema. Quem sabe poderemos conversar sobre esse assunto? bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Loli! Realmente, nossas reflexões são parecidas pois vasculham a alma. Em busca de respostas? Creio que não, mas sim de mais perguntas, pois aí está a graça de viver. Também vivo com um caderninho na mesinha, outro em frente ao pc. Mas sou tão desorganizada e desligada que estou pra comprar um moleskine pra carregar na bolsa e sempre me esqueço...coisas de quem vive nas nuvens. Entã,o vem envelope pra mim, iupi! Adoro surpresas! Beijos e muito carinho!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Bia, pois a minha sempre foi péssima, e, por incrível que pareça, agora que estou envelhecendo elas voltaram com muita força. Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Camille, a postagem de qual tela? Da Georgia ou do Degas? Pq a da primeira, terminou na quinta. A próxima será do Degas, na quinta feira. Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Ana Maria, obrigada, também achei essa imagem deslumbrante, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Anabela, documento de identidade, cpf e titulo de eleitor, rsrs bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Urbano, nada tem a agradecer. Ando apaixonada pelos Açores e pela Terceira. Por Portugal já sou desde o dia em que lá pisei. Amo Portugal, agora falta conhecer as Ilhas. Beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Alê, tb sonho em percorrê-lo de ponta a ponta. Quando fui, fiquei em Lisboa, depois pegamos um carro e fomos até o Porto, parando em várias cidades pelo caminho. Foi maravilhoso! Tenho muita vontade de voltar e tb de conhecer os Açores e a Madeira. Concordo com vc, memórias são o que nos mantém, além dos nossos sonhos e desejos. Beijos amore,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lisette, eu acho que é bem mais que isso...desejos e sonhos e as marcas que carregamos do passado. beijos,

Glorinha L de Lion disse...

Oi Antonio, pois é, concordou comigo. As perguntas é que interessam não é mesmo? Beijos,

manuela baptista disse...

somos feitos

do que fomos e das saudades que temos do futuro!

sendo imperiosa a pescaria, claro está...

um beijo

manuela

Camille disse...

Ola Glorinha,
Pois eu procurei aqui as regrinhas e nao achei, e nao "aguentei" esperar voce me dizer. Achei que voce nao ia me dizer as regrinhas. Pode parecer que estejam em algum lugar obvio. Mas eu procurei em varios posts embaixo desse e nao achei. Vou procurar mais.
Bjs

Ana Maria Braga disse...

Oi, Glorinha, estamos empates: Não sou capaz de responder a essas questões.
A imagem é linda. Bjs e um ótimo feriadão. Bjs

Ana Maria Braga disse...

Oi, Glorinha, estamos empates: Não sou capaz de responder a essas questões.
A imagem é linda. Bjs e um ótimo feriadão. Bjs

Glorinha L de Lion disse...

Manuela, "imperiosa a pescaria". Só através dela sabemos quem somos, pelo menos um pouquinho, não é, cara amiga? Concordamos ambas, que é preciso pescar...beijo grande.

Glorinha L de Lion disse...

Camille, eu falei que não iria explicar mais. Já imaginou explicar cem vezes a mesma coisa? Por isso expliquei bem direitinho nos posts antes da blogagem, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Ana, que bom que concordamos, bjs, bom feriado!

Cantinho She disse...

Glorinha, minha querida, que post profundo e intenso... Mas gostei muito!
Beijo, beijo!
She

Macá disse...

Glorinha
Voltei da minha semaninha de férias. Li o post de hoje e os anteriores.
Você não está bem? Me pareceu angustiada!
Não fique, melhor, TENTE não ficar. Os dias passam muito rápidos.
Sobre a questão de hoje não sei responder, mas sei que as lembranças são muito importantes. Eu, assim como você, não me lembrava muito, mas .... de repente (depois dos 50), minha infância voltou com tanta força. Achei tão gostoso lembrar.
Estava com saudades
beijos

xunandinha disse...

Glorinha querida, somos feitos de ossos, carne, musculos, artérias, orgãos....sentimentos ,amor...e muitas outras coisas umas más outras boas, eu prefiro as boas...adoro ler o que escreves, beijinhos

Beth/Lilás disse...

Maninha,
Essa Ilha Terceira deve ser bem parecida com Petrópolis, pelo menos na vegetação, diferenciando-se com o mar à volta, mas as hortênsias parecem em muito com as da minha montanha.
Eu acho que temos mesmo muita a ver com estas memórias atávicas, e vejo que isso cresce na fase adulta, parece que vai saindo de nossas entranhas e nos mostrando algo que ficou por muito guardado no fundo de nossas almas. E você está se aportuguesando neste sentido, mais voltada para sua ancestralidade do que o presente.
Seu texto é profundo e é assim que eu gosto.
beijos cariocas

Élys disse...

O importante , no meu modo de ver, é saber que existem perguntas a serem respondidas, a serem por nós pesquisadas.
No mais profundo do nosso ser, existe a nossa verdadeira memória, que vez por outra vem a tona por algum fato que a desperta ou por alguma necessidade. Creio que o importante é, sempre viver a parte bonita dessas lembranças. Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Oi She, que bom que gostou, bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Não, não Macá, pelo contrário! Estou muito bem! E vc, divertiu-se bastante? Espero que sim, grande beijo,

Glorinha L de Lion disse...

Xunandinha, obrigada, preciso desse feedback, principalmente quando gostam..hehe! Beijinhos,

Glorinha L de Lion disse...

Betirta, pois é, ando bem aportuguesada! hehe...adoro aquelas terras e aquelas gentes! Torço para um dia visitar a Terceira, os Açores, a Madeira em busca dos sinais...beijo grande!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Elys, é verdade, o importante é relembrar somente o que nos faz bem e melhores..o mal e o passado que maltrata, deixemo-lo lá, onde mora. Beijos,