segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Doente Sofre Nesse País...Se For Pobre, Então...

Só não estou chocada porque sei que é assim...agora até quem tem plano de saúde e paga muito bem por ele, também espera horas pra ser atendido, quanto mais quem é pobre...
Sexta feira, a moça que trabalha aqui em casa, mal chegou, pediu pra minha filha deixá-la no Posto de Saúde daqui do bairro, porque estava que nem conseguia se mexer direito, com dores na coluna e na cabeça...chegou lá, foi consultada por um clínico, porque não tinha ortopedista, que deu remédio pra dor e um antiinflamatório...isso, sem nem encostar nela...
Hoje ela chegou aqui em casa dizendo que estava com muita dor, mal conseguia andar e que a dor subia pela coluna, e ía até cabeça que parecia que ía explodir...estava com febre desde sábado... Bem, pensei eu com meus botões, coluna não dá febre, nem essa dor no corpo todo...e lembrei imediatamente que ela mora do lado de um rio, que quando enche, entra na casa dela, e que quando o rio enche traz muitos ratos...e que semana passada a casa dela encheu...pensei: pode ser leptospirose...fui correndo pro google pesquisar e achei os sintomas parecidos. Botei ela no carro e fui pra outro Centro de Saúde ...quando chegamos lá, não tinha ninguém trabalhando...porque HOJE É FERIADO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO em Niterói...
Pode uma coisa dessas? Posto de saúde parar no feriado? E as pessoas, esperam pra morrer ou passar mal no dia seguinte?
Voltamos ao Posto da sexta feira, esse estava funcionando, mas lotado...deixei ela lá e disse que se não conseguisse nada, pra me ligar que eu levava ela em outro lugar...
Mais ou menos duas horas depois ela me ligou dizendo que já estava no ônibus chegando no Hospital Azevedo Lima, lá na casa do chapéu, porque no Posto disseram a ela que não tinham recursos pra se o caso fosse mesmo de leptospirose...
Estou até agora sem notícias dela...o celular está fora de área.
Agora, eu pergunto à vocês, PODE uma coisa dessas?
E esse vaidoso, pretensioso e ignorante que dirige esse país ainda quer taxar a gente com mais um CPMF disfarçado, dizendo que é pra saúde....é brincadeira....
A gente, se passar mal, ainda tem um carro, ainda consegue, por pior que estejam os planos de saúde, ser atendida num hospital razoável...e quem tem que ir pra fila dos hospitais e postos públicos, de ônibus, ficar horas na fila, muitas vezes sem ser atendidas...
Olha, pobre sofre...já nasce sofrendo e se ficar doente num feriado, pode esquecer e voltar pra morrer em casa...E esse presidente ainda diz que foi muito pobre e passou fome...Acho que já se esqueceu....


7 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Estou chocada! Coitada, espero que ao receber noticias dela que sejam pelo menos boas! Triste a situaçao do nosso Brasil, se com plano de saude ja' é dificil, imagino quem nao tem. Quantas pessoas morrerem todos os dias pelos corredores dos cais e hospitais sem ao menos ver a cara de um médico - que vergonha!
Um abraço
Léia

Vagamundos disse...

Os que menos têm são sempre os que mais sofrem. É o ciclo vicioso da pobreza. Infelizmente é assim em todo o mundo!
Beijos

Gina disse...

Quando morava no Rio tive uma diarista que ficou uns 3 anos esperando por uma cirurgia pelo SUS e os sintomas só piorando...
Não há quem não tenha pelo menos uma história de mau ou não atendimento em matéria de saúde.
É triste!

Gina disse...

Ah, lembrei-me de dois casos que me ocorreram em Curitiba. Bati com a porta do carro no dedo e fomos para uma clínica de pronto-atendimento em ortopedia (convênio). Chegando lá, havia várias pessoas esperando para serem atendidas e o dedo latejando, a unha roxa... Ficamos sabendo que havia apenas 1 médico atendendo, porque os outros estavam num congresso de ortopedia... Já pensou se o caso fosse grave?
Numa outra situação de emergência, fui a um hospital (convênio) e não havia ortopedista. Já viu hospital sem orto, quando acidentes acontecem a todo instante?
Não é só a rede pública que tem problemas sérios, mas a pública é um descaso total...
Espero que sua ajudante do lar se recupere bem.
Bjs.

welze disse...

realmente sua menina é linda demais. Quanto à memória do nosso presidente, não acho que seja curta, penso sim , que ela não exista. Adorei o selinho. É um privilégio ser seguidora do seu blog. Só não estive aqui durante uns dias por não estar com a saúde a pleno vapor. Mas agora está tudo como antes, no quartel de Abrantes. Beijos. Obrigada novamente.

Silvana disse...

Oi Glorinha!

Esse é o mal da cidade grande.

Aqui em Marília é tão diferente...

O atendimento é ótimo, sempre tem uma certa espera, mas nada que te deixe com os nervos em frnagalhos...

No postinho aqui do bairro é uma maravilha e ninguém reclama. Calor que qdo há encaminhamento fica mais delicado, mas sempre tem bom atendimento, vc não faz ideia.

Mas isso é fruto da FAMEMA, universidade estadual que fica na cidade.

Há poucos anos abriu mais uma fakul de medicina.

Duas fakuls pra 250 mil habitantes! Dá e sobra... e por isso a cidade atende a todo o centro-oeste paulista. Aqui é referência! E deveria ser assim em todo o Brasil... uma pena..

Beijooooooo

Açuti disse...

Oiiii

Concordo totalmente...pobre sofre mesmo!!!

Enfrentar filas e médicos que nem olham na nossa cara...ninguém merece!!!

bjkss