quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Meus Filhos




Esses são meus amores...meus filhos e meus cachorros...alegrias da minha vida.
Fiz esse poema para meus filhos em 1979, quando ainda nem tinham nascido.
Aqui vão alguns trechos...
Meus filhos hão de gostar de plantas
em vez de arrancá-las
hão de amar os pássaros
em vez de lhes atirar pedras e prendê-los em gaiolas
hão de subir em árvores
e não deixarão derrubá-las
hão de cantar músicas sem censura
hão de conhecer galinhas, porcos, bezerros e borboletas
hão de plantar e colher e brincar com terra e lama.
Meus filhos hão de subir em morros e correr e pular
hão de pisar na terra, na grama, no campo
hão de sentir o cheiro das flores, sem despetalá-las
hão de construir castelos de areia
hão de sonhar
hão de beber água em cascatas.
Meus filhos hão de colecionar folhas secas
hão de perceber a chegada de cada estação.
Meus filhos hão de conhecer a felicidade de perto
e conviver com ela todos os dias.
Meus filhos hão de ser simples como água de poço
e, hão de reconhecer
em cada uma dessas coisas
o meu amor por eles.


Lendo hoje esse poema, tive a consciência de como consegui realizar esse sonho...vi que aos 22 anos, previ como seriam meus filhos...
Meus filhos lindos, perfeitos em sua imperfeição humana, cheios de sabedoria e ensinamentos, mesmo na sua pouca vivência, me mostrando a cada dia que, sim, eu consegui....
Aos meus filhos, com todo o meu amor...




15 comentários:

Cris França disse...

Glorinha, ler-te é emocionar, lindo, lindo, lindo!
que delícia de post!

Parabéns pelos teus filhos! pela tua família!

Estive lendo o seu perfil e sou meio como vc, fiz a decoração de todas as festinha da minha filha, ponto crus, patchwork, ja trabalhei com arte, e dou meus nós em pingo dágua...rs

um beijo querida! esteja sempre bem!

welze disse...

nossos filhos são nossas melhores criações. não é mesmo? O difícil é reparti-los com o mundo. O que a gente quer mesmo, eu pelo menos, é não dar nenhum pedacimho deles para ninguém. Mas bobagem, porque quando surgem, uma nora e um genro como os meus, aí a gente vê que a família aumentou e tudo está coma antes, no quartel de Abrantes, como diria mamãe. E você percebe que não perdeu nada, só ganhou.

Vicentina disse...

Glorinha,
Que lindo poema, e que lindo casal de filhos,
E seus cachorros lindos tbm.
PARABÉNS!!!
Bjs

Paula Pacheco disse...

Oi Glorinha...lindos seus filhos, parecem bem independentes, e pelo jeito vc é mãe coruja hein..e qual mãe não é? Gente e que cachorros fofos e lindos, sempre gostei dos sheeps...mas pelo tamanho não tenho muito espaço...como vc cuida deles com comida e banho? Tenho uma "mestiça" hahahha de golden com labrador...a Lili, ela é uma bebezona apesar dos seus 1,5 ano...ela gosta muito de brincar e obedece somente ao meu marido imagina...
Sabe o que eu queria? Vc tem e-mail? Para passar aquelas dicas, o meu e-mail é:
paulaaccpacheco@gmail.com
Fico no aguardo tá bom, beijos
Paula

Dan disse...

oi Glorinha,

Muito lindo.


Abraços

Ana Paula disse...

Família linda! Adorei o poema.

Edna Fadinha disse...

Oi Glorinha
Fiquei feliz em saber que as pessoas estão comentando mais em alguns posts "polêmicos".
Que poema e filhos lindos,isso é resultado da educação que vc deu e de muito amor.
Espero que tenha um ótimo FDS!
Bjs

Cris França disse...

deixei um selinho para vc no meu blog espero que aceite e que goste. beijos!

Vivi disse...

Oiiiiiiiii
Lindo seu visual novo do blog...adoreiiii
e lindo seu post!!! lendo vc me lembrou q eu tb fiz um poema para cada um de meus meninos antes de nascerem !!!! qualquer hora te mostro...
somo muito parecidas hein!!!!
dá uma passadinha no meu cantinho...rs
bjs

Reino da Fantasia disse...

Seu cantinho é lindo e aconchegante!bjs

Açuti disse...

Nossa que coisa linda!!!

Que gostoso deve ser essa sensação de ter conseguido passar coisas boas pros filhos....eu sonho com isso, faço o meu melhor, mas sempre fica aquele medinho né!!!
bjkssssss

Silvana disse...

Glorinha...

Assim não vale: me fez chorar! Nem sabia que ainda tinha lágrimas depois de ontem .... :O(

Seus filhos são lindos, a menina uma princesinha, já mocinha! O rapaz é garboso e tem cara de bonzinho...

e os sheepdos? menina, quero muitos desses ainda!

O pior é que hoje minha mãe leu o blog e foi taxativa: depois do Tony só entra cachorro de plástico ou de pelúcia em casa! não aguento mais te ver assim tão acabada.... :O(

Claro que ela falou isso, mas não vou obedecer, evidente...hihihi

filhos e mães: com jeitinho um dobra o outro né?

Obrigada pelo carinho! Vc é uma linda

beijooooo

Friends Forever disse...

Oi, Glórinha!
Nossa, que poema lindo!
A Thais sempre linda!
Seu filho tá cada vez mais gato, hein!
Eu tento postar algumas imagens aqui pra vc mais ñ dá.
Vou mandar por e-mail.
Bjs, Rozani

Cris disse...

olha esse poema :') to falando!
arrasou *______*
AHH GLORINHAAA ESSE O 'TAL FILHO LÁ'?
SAHUSHUASSA
lembrei na hora! ashuhusauasauhuasu
aiai bonitão heiim lindos os seus filhoss *_*

chÊrinho flor ;*

Larissa disse...

Nossa, como seu poema descreveu a Thais e o Gabriel! Eles são MUITO especiais, e lindos! Assim como os pais! Ah, me derreto mesmo!!!!
Os ursos sem comentários ne?Muita saudade de todos, os amarei p/ sempre!!!!
PS.: preciso de dicas urgente!!!! Esse esse negócio de blog é complicado demais!!!!
beijocas lindona!