quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Quando O Passado Condena...

video

Fazendo jus ao título que ele mesmo se dá de "metamorfose ambulante"...

É muito cômoda essa desculpa de mudar de opinião quando lhe convém.

Hoje, eu ía justamente falar sobre o Bolsa Família, quando recebi esse vídeo por email.

Bolsas não adiantam nada se seu objetivo é eleitoreiro... é como ele mesmo disse, no ano 2000: isso é trazer o povo no cabresto, como se faz no Brasil, desde os tempos do descobrimento. Se não se dá condições mínimas de emprego, de educação, de desenvolvimento humano, isso se chama: ESMOLA.

Triste país esse nosso, onde, além de não ter memória, nosso povo continua sendo fantoche dos mesmos populistas e manipuladores das massas desfavorecidas...pois enquanto elas existirem, enquanto estiverem recebendo esmolas, haverá sempre lugar para um novo "salvador da pátria".

8 comentários:

welze disse...

É o tal negócio de dar um peixe de vez em quando e nunca ensinar ou deixar pescar. Tem gente que trabalha em determinado lugar, ganha mal, mas tem, ou acha que tem muitos privilégios como por exemplo, um plano de saúde, um clube, ônibus. Tudo em mal estado ou sem condições. Meu marido sempre falou, por que não pagar bem e deixar que a pessoa escolha seu médico, seu plano de saúde, o clube que queira e onde queira frequentar? Por que não pagar suficiente para a pessoa comprar, se quiser, uma condução, para ela escolher como ir ao trabalho? É uma ilusão.Desculpe por tomar tanto do seu espaço, de novo.

Açuti disse...

Oiii

Dura nossa realidade né!!!
Também ficamos em casa sem entender essa "falta de memória" do povo...esse governo de hipocrisia que vivemos...muitos votam sem noção...e todos sofremos!!!
É uma vergonha, como diz o Bóris!!!

bjkssss

Reino da Fantasia disse...

É o Lula nos decepcionou!
Garota,você curte selinhos? Porque sou bloqueira principiante e me deram um selinho MEME e tem umas "regrinhas" a serem cumpridas...rs.uma delas é passar adiante.Eu lhe indiquei,desde o dia 26,não avisei antes porque estava envolvida com uns exames.Se você curte,vá buscá-lo..rs.Voltarei depois para ler mais e tomar café com bolo de chocolate, que é Tudo de Bom!!!bjs

Cris disse...

Ou o povo é muito ingênuo, ou burro mesmo!
O Lula nunca escondeu o ponto de vista dele (que sempre foi: dar para receber) (Y) eu eu desacredito que existam pessoas que AMAM nele a ponto de que se tivesse mais como votar nele na próxima eleição VOTARIIIAM! fala se isso não é burrice (Y)
eu fico passada, me da mto ódiio essas coisas que ele faz ~:/

e AMOO, ouun, se viiu, 2 meses de blog *_* super adoro e obrigad pelo carinho de sempre viiu :) OBRIGADA MESMO!


chÊrinho ;*

Silvana disse...

Oi Glorinha!

Ah, vc sabe que não concordo com isso, né?...hehehe

Inobstante nossa divergência, permaita-me aqui explicar meu ponto de vista.

Bolsa Família não é programa macroeconômico, não é programa de formação de quadros universitários nem programa autônomo de desenvolvimento.

Ele se destina a atender famílias que estão na zona da miséria. E a exigir como contrapartida a matrícula dos filhos na escola. Depois, é responsabilidade do MEC e das secretarias estaduais e municipais da educação.

Se se limitasse exclusivamente a impedir famílias de morrer de fome, já teria cumprido sua função.

Além disso, tem permitido o aparecimento de um novo mercado regional, evitado o esfacelamento familiar. Esse fomento do comérico local de algumas regiões é fundamental para que a família permaneça agregada num núcleo.

O BF tem implicações na redução de problemas de subnutrição, saúde e segurança – na medida que preserva o núcleo familiar dando condições mínimas de subsistência.

Muitos analistas tem a mania de achar que nada vai dar certo porque no passado deu tudo errado. Quem disse isso?

Eu tenho vi pessoalmenbte que esse programa tem resultados positivos. Fiquei 3 anos entre a Amazônia e Nordeste em trabalhos socias e pude ver o antes e o depois. Não é uma análise embasada na Veja, Folha, Estadão, Globo. É embasada numa experiência pessoal.

Essas divergências são salutares na medida que se superam, pois existem outras afinidades para que a amizade permaneça sólida.

É importante saber que mesmo com divergência a convergência ainda é maior.

E é isso que ocorre entre nós.

Continuarei sempre aqui, firme e forte como aroeira! :O)

Beijooo

Paula Pacheco disse...

Glorinha, já estou desiludida de qualquer politico, qualquer partido...no final das contas, quem era adversário ficou amigo ou se uniu...não dá para entender, ou dá????? Claro, isso é o poder, é bom ter o poder de decidir seu próprio salário, usufruir dos vários beneficios etc...bom, voltando ao bolsa...é isso mesmo, ao invés de dar um salário (o que acostuma mal pra caramba esse pessoal) por que não fazer a longo prazo um plano de educação, saúde e segurança para todo esse povo...dar esmola fica mais facil conseguir votos, é uma pena que nosso governo não tenha uma estratégia que vingue tudo isso...que desabafo...essas historias me dão calafrio...
bjão Glorinha e ótimo dia
Paula

Paula Pacheco disse...

Glorinha, eu ainda voto, ainda que desiludida, pois sei que todos ficam iguais, para ficar bom, é como no Oriente Médio, tem que nascer tudo de novo amiga...bjs

Cucchiaio pieno disse...

Lamentavel amiga! Infelizmente o povo gosta de esmolas!
Bjim
Léia