terça-feira, 16 de março de 2010

100 Coisas Para Fazer Antes de Partir...

Houve uma época da minha vida em que eu era uma consumidora voraz: comprava roupas, sapatos, bolsas, livros, cds, perfumes...hoje, fico pensando como gastei dinheiro com bobagens...não que tenha deixado de gostar dessas coisas, mas acho desnecessário ter um closet entupido de roupas que nunca uso, algumas que nunca usei, ou sapatos que doem os pés e só dá para usar se for pra ficar a maior parte do tempo sentada...
Minhas prioridades, hoje, são outras...
Livros, por exemplo, continuam sendo minha paixão...me solte numa livraria e pode esquecer de mim...fico horas folheando, vendo, sentindo...amo o cheiro e o toque dos livros...
Mas, também, compro mais do que consigo ler...então estou dando um tempo.
Hoje, resolvi escrever sobre alguns sonhos que estão na minha lista das 100 coisas que pretendo fazer, antes de partir: Uma delas é ir à Paris, flanar por suas ruas, visitar museus, sentar num café e ficar olhando os parisienses passando...ir à Provence e ver campos de lavanda, passear por cidadezinhas encantadoras e tomar muitos vinho e me deliciar com muitos queijos...
Voltar à Lisboa, à Sintra e ao Porto...o Porto foi uma das melhores surpresas de minha viagem à Portugal.
É uma cidade encantadora, eu moraria lá, fácil, fácil...fora o passeio que fiz Douro acima, passando pelas eclusas...pena que não consegui ir aos vinhedos, participar da vindima...mas, fica para uma próxima vez...
Outra coisa que desejo: Conhecer a Costa Amalfitana, na Itália...Pozzuoli, Sorrento, Positano, Ravello...quantos lugares charmosos e cheios de história numa paisagem belíssima, frutos do mar e vinhedos...
Conhecer a Grécia e as ilhas gregas...sempre tive loucura por mitologia grega e pelas paisagens de tirar o fôlego daquele mar azul e das encostas com suas casinhas brancas...
Voltar à Roma e ficar, pelo menos um mês, andando por aquelas ruas que respiram história nas pedras do chão...A Itália pra mim, e quem me conhece, sabe disso, representa quase que minha pátria, pois minha identificação com ela foi tão forte, que todas as vezes que vejo minhas fotos de viagem eu choro...Roma, particularmente, me tocou de maneira tão forte, que brinco que se há outras vidas, fui romana em outras encarnações...
Ter uma Livraria-Café. Mas isso é mais aquele sonho de brincadeira, pois acho que hoje não conseguiria ter um negócio que me prendesse o dia todo, todos os dias da semana...Mas que deve ser gostoso, deve...se for uma Livraria-Café-Atelier então, melhor ainda...poder ter livros ao meu alcance, dar aulas de arte ou fazer um clube do livro ( o que aliás, ainda pretendo)...ai, que delícia...
Mas o que desejo mesmo, nessa altura da vida é poder viajar muito...viajar tudo o que não viajei durante a juventude...pois tenho que confessar uma coisa: tinha pavor de avião! Medo de avião é uma coisa que não se explica. Não adianta virem com estatísticas, explicações racionais...o medo, quando é pavor, é irracional, é ilógico, por mais que se saiba disso, algo nos impede de aceitar o óbvio...
Tive que encarar meu medo de frente, pois eu queria vencê-lo e comecei a viajar pelo Brasil: primeiro, umas duas vezes para São Paulo, depois fui à Pernambuco, de outra vez, fui à Alagoas...até fazer as viagens mais longas...à base de muito calmante, e algumas sessões de terapia cognitiva...e lá fui eu com meus fones de ouvido do MP3 gravado com minha dessensibilização...fazendo exercícios respiratórios a cada vez que o medo vinha...de olho aberto a viagem toda, mas lá, firme, decidida a aproveitar a vida e conhecer lugares que eu desejava...Imaginem se eu tivesse me acovardado e, por medo, não tivesse vivido e visto tudo o que vivenciei lá?
Uma vez, li uma frase que resume bem o que é ser corajoso:
"Para se ter coragem é preciso que se conheça o medo..."
Pensem bem se não é a mais pura verdade...assim como não há luz se não existisse a sombra, a coragem, nasce do medo...
Então, é isso, vou vivendo, me conhecendo, me surpreendendo, me desafiando...de que vale a vida se não fossem os desafios a que nos propomos?
Um dia ela passa, passa, passou...e o que fizemos dela, e o que fizemos por nós?
Há que viver, romper barreiras, sair da mesmice e do comodismo que impomos a nós mesmos...claro, é muito mais fácil ficar na casca, não ousar nada, deixar tudo quieto...mas e aí?
E, lhes digo uma coisa que tenho percebido nesse meu caminho: É preciso coragem para se viver.
Mas vale muito a pena!

16 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha
Que belos sonhos amiga! Viajar é a melhor coisa que existe, também amo!
Desejo, do fundo do meu coraçao, que voce consiga realizar todos eles!

Achei show tuas dessensibilizaçoes - é assim que vencemos os monstros, enfrentando!

Mil beijos
Léia

Monica Loureiro disse...

Viajei neste post, viu ?
E a Livraria Café ?
Por acaso seria parecida com aquela do filme MENSAGEM PRA VOCE ?

Glorinha L de Lion disse...

Leinha, minha linda! gostou? Só eu sei o que sofri pra não ficar pensando que o avião ia cair...hahahaha e tome de Rivotril pra acalmar!!!! Mesmo assim não dormi nem um segundo...vi todos os filmes que estavam passando...porca miseria! da próxima vez acho que vou melhor...torça por mim, amiga!Bacci!

Monica,ah aquela livraria é muito apertada...penso mais numa Travessa...se bem que aquela tinha seu charme....é uma ideia deliciosa não é? Bjs.

Lia disse...

Glorinha, que coincidência...tenho sonhos parecidíssimos com os seus: viajar bastante, conhecer Paris e ter uma livraria café. Quem sabe, né?
Adorei seu blog, achei super aconchegante..bjs

Yoyo Pizy disse...

Pensa que eu também não tenho medo de avião??? Tenho verdadeiro pavor!E o que é pior, quanto mais eu viajo, mais medo tenho...Rs
Mesmo assim, eu enfrento esse medo pois, acho que viver, no verdadeiro sentido da palavra, é o maior desafio de todos.
Bjo

Chica disse...

Adorei teus sonhos e a parte da Itália(Sorento, Positone...) e ainda Roma. Eu andei por vários meses cada pedacinho dela e adorava.Caminhava o dia todos por lá! beijos,chica

manuel marques disse...

Que todos os seus sonhos se realizem.Victor Hugo dizia:Viajar é nascer e morrer a todo o instante .

Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Lia, tb adoro seu blog...é uma delícia encontrar alguém que gosta tanto de lar como eu!Bjs

Yoyo, então vc é uma das minhas...ai como eu queria ser daqueles seres que mal entram no avião caem num sono profundo e só acordam ao chegar...chega a dar inveja!
Que raiva de ter esse medo! Podia ser de barata, né?hehehe...bjs

Chica, vc morou lá? Que coisa mais maravilhosa...ai estou com inveja boa....bjs.

Manuel, meu querido, sei que vc sempre torcerá pelos meus sonhos! Quero nascer e morrer assim, sempre! bjs.

cantinho she disse...

Oie querida, pôxa qto tempo nao venho nesse seu blog delicioso.
Amei o seu post e acho que viajei pra Europa através de cada palavra que vc escolheu, tenho loucura pra conhecer!
Qto ao seu medo de avião fico feliz que vc tenha conseguido, ou esteja conseguindo, ultrapassar essa barreira, muito bom! Parabéns pela coragem e pela força!
E eu quero te dizer que amei a frase "Para se ter coragem é preciso que se conheça o medo..."
Menina é sensacional e verdadeira realmente.
Bjo, bjo! ;)

Paula Gontijo disse...

Glorinha, que blog delicioso e criativo este seu.Parabéns!!! Só de ler este texto, fiquei com uma vontade enormeeeee de viajar...
Vou colocar nos favoritos do meu computador!!

beijos e volte sempre ao www.malasurrada.blogspot.com

Paula Gontijo

Yoyo Pizy disse...

Glorinha,
Voltei aqui para te contar de outro medo que tenho,ainda mais ridículo do que viajar de avião.Tenho medo de galinha...Isso mesmo, aquela...A penosa, fêmea do galo...Kkkkk
Fala sério, essa nem Freud explica!

Isadora disse...

Que post lindo!
Inspirador e provocante!
bjks

Beth/Lilás disse...

Glorinha querida!
Também compactuo desta idéia de que viajar é o melhor na vida e lembrou-me agora as palavras de Amir Klink que deixei uma vez lá pelo blog:

Um homem precisa viajar por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou tv. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor, conhecer o frio para desfrutar do calor e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver".
("Mar sem fim"- Amyr Klink)

Maria de Fátima disse...

Olá Glorinha, adoro viajar e também gostava de conhecer Paris, Roma e Grécia e é claro o Brasil, entre outros países.Fiquei muito contente que tenhas adorado a minha linda e amada cidade do Porto.Espero que consigas realizar todas esses sonhos.Também tenho medo de andar de avião, risos.Beijocas.

Renata disse...

Minha amiga, quando for abrir a livraria café me chama, quero ficar horas por lá, sentindo todos os livros, tomando café, conversando com os tipos interessantes que vão chegando...conversando sobre as viagens que eu já fiz, e sonhando com as muitas outras que pretendo fazer...
Sabe que eu tbm não penso em outra maneira de gastar minhas poucas economias que nao seja viajando, comprando livros, ou vinhos e comida?
E o pior, ou melhor de tudo...não tenho medo, só me falta a grana!

Fica bem menina!

Marilac disse...

Glorinha,
Que sonhos lindos, que delicia esse post.Temos sonhos parecidos.
Essa paixão por livros é engraçada,quando viajo sempre compro livros tb.

Vou ficar torcendo pela realização destes sonhos.
Uma bela lista.

bjs
Marilac