sexta-feira, 5 de março de 2010

Os Escritores E Os Textos Que Não Lhes Pertencem

Ando encafifada com uma coisa há tempos: Textos que circulam pela internet, seja em blogs, seja em emails, pps, etc...dando como autores, um poeta, cronista ou escritor famoso.
Fico pensando que as pessoas divulgam um texto ou um poema, sem antes procurar saber, não no mundo da net, mas no mundo real, se o texto é daquele autor, verdadeiramente...
Não estou querendo me metidar não, mas talvez, devido a sempre ter lido muito ou, talvez até, por uma espécie de sensibilidade extra, que já veio no meu DNA, sei direitinho quando um texto é fake.
Hoje recebi um email de uma amiga, muito bonito, por sinal, falando sobre as mulheres e porque temos o dia internacional da mulher. Lá, pelas tantas, ela cita um poema dizendo que é de Pablo Neruda.
Só de ler e ver as palavras empregadas pensei: Esse texto não é do Neruda, de jeito nenhum!
Fui verificar e, realmente, não é...
E assim acontece de montão com o Jabor, com Drummond, Veríssimo, Martha Medeiros e tantos outros...
Eu leio a primeira frase e já sei: Não é dele!
Sei que nem todo mundo tem essa facilidade, ou porque não conhece o estilo do autor ou porque leu pouco durante a vida, mas, peço encarecidamente, antes de ler um texto e passá-lo adiante, procurem saber se é mesmo daquele autor...geralmente textos verdadeiros não andam circulando por aí...
E, sinceramente, fico P da vida quando vejo atribuírem a um escritor maravilhoso, uma baboseira ou uma pieguice qualquer...Se ainda fosse a um desses autores de livros de auto-ajuda ( ajuda a eles mesmos, que fique bem claro), ou desses que dão lições de vida e de moral nas criaturas, ainda vá lá, já que é tudo subliteratura mesmo...Mas afirmar que um Neruda, um Drummond, uma Clarice Lispector escreveu uma porcaria melosa dessas que circulam pelos pps que enchem a caixa de emails da gente, ai, chega a doer na alma!
Se há vida em outra dimensão, os que já morreram devem estar dando muitas gargalhadas ou tentando o suicídio...
Quando quiserem citar um texto de alguém, vão direto a um livro daquele autor, ou a seu blog ou site e não ao google.
O Arnaldo Jabor escreveu há tempos atrás, um texto muito interessante sobre esse assunto, falando que as pessoas o paravam na rua para cumprimentá-lo por um texto que não era, absolutamente seu. E de como ele se irritava com isso.
Cada autor tem seu estilo de escrever, usa determinadas palavras, ou pertenceu a uma época cujas palavras que são usadas hoje, não o eram no tempo em que viveram...
Prestem atenção nisso...cair na mediocridade por comodismo é um péssimo defeito para quem é blogueiro.
Aliás, desconfiem logo de um texto que vem de mão em mão, email em email, por pps, pois como já dizia Nélson Rodrigues, toda unanimidade é burra...
Por favor, não estou querendo ofender ninguém, apenas alertar. Nem me fazer de melhor ou mais sábia que ninguém...Só estou pedindo mais atenção nisso. Até por respeito aos fabulosos escritores, poetas e cronistas, vítimas desse mentiroso e até ingênuo uso de seus nomes.
Só divulguem, o que tiverem certeza que é legítimo.


13 comentários:

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha ótimo que vc tenha tocado no assunto. Como me aborreço quando recebo textos, ainda que bonitos, que indicam certa autoria que sei que não é verdade. O pior da net (essa ferramenta maravilhosa) é que as vezes emburrece quem já tem uma certa vocação pra coisa. Bjs

ROSANA VENTURA disse...

Achei muito bacana este teu post, não só em relação a autores famosos, mas também em relação a nossos proprios textos de nossos Blogs...Fiquei p da vida outro dia, qdo descobri alguns textos meus postados em FOTOLOGS ( nem sabia o que era até então) e que a pessoa não só o postou como colocou seu nominho como AUTORA!!! Ah, pelamorrrrrrrrrrrrrr!!!
E detalhe, aquela nossa ( suposta) proteção anti cópias, o Copyscape não conseguiu localizar estes textos qdo fiz as buscas, minha mãe outro dia, passeando pelo mundo dos Fotologs encontrou por acaso este texto meu em nome de outra pessoa...
Para ser sincera, ja chegaram a ROUBAR um Blog inteirinho meu!!! A pessoa se identificava com meu nome e pasme, tinha até fotos minhas!!!!! Tive até que fazer B.O...acho superbacana a pessoa gostar do que escrevo, mas faz favor, cite os créditos!!!
Também descobri um montão de textos que são publicados como de autor Tal e não é...por vezes até eu me confundo pois ja nem sei o que é de quem...
Parabéns pelo post e desculpe ter comentado aqui minha revolta!
bjos

Glorinha L de Lion disse...

Giovanna e Rosana, ai meninas, depois que postei fiquei pensando: Será que peguei pesado demais? Será que vão me achar metida e arrogante?
Mas ainda bem que vcs me entenderam...vc, Gi, sabia com certeza que, bibliotecária que é, tem conhecimento de sobra pra entender do que estou falando e me compreenderia.
E vc, Rosana...que coisa, ein? Quer dizer que andam copiando textos de blog e dizendo que são delas? O ser humano é capaz das piores baixezas pra se exibir...até roubar palavras agora roubam? My god onde vamos parar?
Beijos meninas.

gamela presentes disse...

Glorinha, não fique chateada comigo.
Teoricamente eu não poderia ter um blog, não consigo dar atenção que gostaria para todos.
Entendo perfeitamente sua indignação.
Sou mãe de três filhos pequenos, trabalho dez horas diárias, inclusive aos sábados.Tem um ano que estou precisando de uma funcionária para auxiliar-me.
Ainda por cima tive a brilhante ideia de ter um site.
Adoro este mundo virtual e vou levando conforme posso, mas está muito além do que gostaria.
Adorei vir aqui e conhecer um pouquinho seu blog e espero novamente suas visitas.
Concordo inteiramente com seu post, é um absurdo os e-mails que recebemos com falsas informações sobre o autor do texto.
Um super beijo.
Fátima.

Marliborges disse...

Olá Glorinha, ótimo post.
A propósito, também eu já havia postado a respeito. Dá uma olhadinha no que postei, pois acho que nossas idéias se complementam! E tem também alguns escritores famosos que nos ajudam, eles também já pensaram nisso! rsrsrsrs.
O link está aqui: (http://marliborges.blogspot.com/2010/02/sermao-do-casamento.html)
Beijo grande.

Manuela Freitas disse...

Olá Glorinha,
O teu post é óptimo, eu também já tenho reparado nisso, por exemplo tenho lido coisas incriveis, como se fossem de Fernando Pessoa!...Mas há outras vítimas muito correntes: Neruda, Lispector, Quintana, Drummond...Se aí fôr como cá, as pessoas lêem pouco e não tem o sentido crítico, do que é verdadeiro e do que não é!?...
Beijinhos querida amiga. Sorria que o seu sorriso é lindo...

Bom fim-de-semana,
Manú

Beth/Lilás disse...

Perfeito, maninha!
É aquilo que lhe falei por fone uma vez, tem gente pra tudo neste mundo, inclusive o virtual e roubar textos virou moda e facilidade também.
Acho que deveriam estar estudando uma forma para proteção melhor dos nossos sites, não é mesmo!
E aquele povo do Google fica só lá naquela maravilha de escritório, tinham mais que trabalhar para nos proteger, oras! kkkkkkkkk

beijocas cariocas

Graça Pereira disse...

Glorinha
Cada vez me SURPREENDE mais... Essa linda cabecita é arguta, atenta e perspicaz... É verdade o que afirmas e só lamento que os GRANDES sejam apresentados com roupa...tão pobre!!
Beijocas querida e bom fim de semana.
Graça

Maria Izabel Viégas disse...

Glorinha amada,
Vim ao teu Blog para olhar a barra lateral...como eu não tinha visto As palavras de Pessoa?
Eu que amo olhar esta parte do blog, pois creio que ali nos desvelamos! Como pude não enxergar, logo no Blog café com Bolo, que amo tanto e me perco nas tuas falas? Como?
E descobri o porquê: Acima, um pouco mais acima das duas citações de Pessoa...
brilham dois luminares: teus belos filhos!
Belos...como são belos!
Perdoa-me, ó Fernando Pessoa... os filhos de Glorinha L. de Lion são tão importantes como tu!
Amadinha linda, com certeza...foste aquela que inspiraste muitos versos noutras eras, noutras vidas rs

E sobre este post... concordo com tudo que disseste!
Já publiquei pequenos versos de Veríssimo pois encontrei em várias fontes o seu nome como autor. Um tempo após , uma jovem me escreveu , me mandando o link de um pequeno jornal que falava que Veríssimo até ganhou um prêmio na França com os versos dela e que confessou :Agradeço mais não são meus, até hoje procuro o autor.
E ali mesmo no meu Blog fiz um post , farto de conteudo e imagens corrigindo o erro. Muitos me escreveram, agradecendo pois haviam cometido o mesmo erro. Ela, a autora, me escreveu agradecida( não esperava tanto, só uma errata) pois o post foi grande rs. Fi-lo bem chamativo, talvez por vergonha minha e principlmente para ser justa. E eu é que tinha muito a agradecer!
Beijos neste doce e combativo coração!

Açuti disse...

Oii Glorinha,

adorei a dica do blog da sua filha...e diga-se de passagem é lindo...fiquei fã!!!

Deixei um selinho pra vc lá no meu cantinho, mas sei que não é muito a favor das regrinhas hehehe...deixei mesmo com carinho, fique a vontade de não segui-las, ok.

bjkss e excelente fim de semana.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Fátima, não fiquei chateada com vc não...só quis te alertar pra uma coisa que realmente acontece...se a gente não responde, as pessoas não voltam...mas entendo perfeitamanet, pois até eu não tenho conseguido visitar todo mundo...pode deixar que vou voltar lá no seu blog, tá? Beijinho

Marli, Beth e Graça, ainda bem que tantos pensam como eu...dá até um alívio isso...pois pensei que fossem cair de pau em cima de mim...hehehehe...Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Maria Izabel, eu fico lisonjeada com seus elogios...ainda mais vindo de vc!
Quanto a meus filhos...sou suspeita pra falar, pois os acho lindos mesmo...Fernando Pessoa foi meu amor de outras vidas...será?
E naõ é surpresa pra mim, pessoas inteligentes como vc já terem escrito sobre esses textos fake que circulam por aí...Divulgar isso, é realmente uma obrigação, um compromisso com os escritores, não acha?
grande beijo querida!

Maria Lúcia disse...

Oi Glorinha! Recebi o seu recadinho sobre o Esmael. Obrigada pela oportunidade de poder participar.
Umabraço.