sábado, 16 de outubro de 2010

Eleições E Conservadorismo

Essas eleições estão demonstrando o lado conservador do Brasil. E é ele quem elege.
Não vou entrar no mérito da questão, nem vou dizer se sou contra ou a favor do aborto, visto que minha opinião só interessa a mim.
Mas tenho assistido a uma espécie de volta ao passado, parecendo que estamos na época dos Templários e de sua Guerra Santa contra os inimigos da Igreja e do Cristianismo.
Outro dia assisti a uma entrevista com um jornalista e com um mestre em Sociologia da USP, muito interessante.
Eles falavam de como as classes C e D no Brasil, formada por católicos, evangélicos e espíritas, é conservadora. É uma parcela enorme da população brasileira que não pensa, apenas segue os dogmas de suas religiões.
E é justamente essa massa que não questiona e não pensa, que apenas segue, que elege ou não um candidato.
E foi aí que os petistas cometeram um erro de interpretação. As massas são extremamente conservadoras.
Acho graça e bastante irônico ver, na época das eleições, igrejas, padres, pastores dando palpites e mandando o povo votar ou não, nesse ou naquele candidato.
Religião e política não deveriam se misturar, mas em nosso país, supostamente laico, isso não acontece.
E aí vemos surgir candidatos lendo a bíblia, outra posando ao lado dos bispos evangélicos e sorriso amarelo...
Esse é o nosso país, onde não se discutem plataformas ou intenções, e sim, religiões e crenças, numa discussão medíocre, mas que agrada ao povão.
Agora que o PSDB resolveu trazer à tona tudo o que FHC fez pelo país e que o atual presidente tomou para si, a candidatura de Serra tomou fôlego. Até eu que não sou marqueteira, já tinha falado isso aqui em casa. Acho que finalmente, resolveram agir. Ainda bem!
Enquanto isso, vamos nos divertindo com o horário eleitoral em que cada candidato diz que é cristão e pobre desde criancinha, verdadeiros templários lutando contra os infiéis.

28 comentários:

Sonia Barbosa Guzzi disse...

Oi Glorinha.
Neste assunto, seu pensamento é o meu.
Estou feliz e sentindo-me em casa nesse seu canto que voltarei outras vezes.
Grande abraço, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Glorinha L de Lion disse...

Obrigada Sonia, pela visita. Que bom que gostou do meu Café...estarei sempre aqui, com um bom café bem quentinho dando boas vindas aos amigos gentis, como vc. bjs.

manuel marques disse...

Ironias querida amiga...

Beijinho.

disse...

É Glorinha...na verdade pulsa um desejo em nós que tudo poderia ser diferente. Incomoda realmente ver tantos desequilíbrios se misturando com sorrisos amarelos daqueles escolhidos pelos outros para nos representar. Soltemos as palavras que nos restam e quem sabe um dia se forma uma grande força de mudança. Bjos no coração

ManDrag disse...

Minha amiga!

A política tornou-se numa coisa enfadonha (e não só no Brasil) onde se discutem moralismos e não ideias.
Fiquei muito chocado, esta semana, quando vi nos noticiários a candidata Dilma entregando o poder aos dirigentes das igrejas evangélicas com o acordo de compromisso que ela fez com eles. Eu costumo dizer que a principal indústria deste país é a religião. Mas agora essa supremacia também se estendeu ao poder.
Não entendo que numa democracia que se diz laica os governantes tenham que terminar cada frase com "se deus quiser" e que tenham que agradecer cada vitória a deus. Afinal não é o povo que os elege? Ah! É o povo pela vontade de deus... Então será melhor dizer que são as igrejas que os elegem.
Depois não se queixem de os dirigentes das igrejas acumularem enormes fortunas e essas mesmas igrejas crescerem em imperiais monopólios empresariais e económicos.
Lamentável!...

Abraço e bom fim de semana

Kelly disse...

Oi Glorinha hoje estou em festa meu blog comemora seu primeiro ano!.
Eu me envergonho por essas pessoas que se deixam influenciar pela opinião de quem eles julgam estar no lugar de Deus na terra, lamentável.
A maioria das pessoas pensam que se muda um país em 4 ou 8 anos, até nisso nosso presidente teve sorte, se aproveitou do resultado positivo de ações feitas pelo presidente anterior, mas vai falar isso para um petista!!! O povo tá maluco, não vejo a hora das eleições acabarem, e alguns amigos voltarem ao normal!!! beijos

Glorinha L de Lion disse...

Tristes ironias, amigo Manuel. bjs

Glorinha L de Lion disse...

E os sorrisos, ah Rê, os sorrisos são tão forçados, que dá pena, a pessoa querer parecer ser tão simpática sem ser...deve ser um auto estupro...hehe bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Verdade meu amigo Man Drag. Não´posso admitir que as igrejas se intrometam em assuntos que não lhes dizem respeito, mas acontece que as igrejas, todas elas ,tem dinheiro e financiam campanhas de acordo com seus interesses. Aliás como sempre foi através dos séculos e séculos, amém. Fico revoltada com esse poder que elas até hj possuem. Beijos, bom fim de semana.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Kelly, parabéns! O meu fez um ano em junho. É bom demais comemorar o niver do blog né? Muitos anos de vida pro seu e felicidades para vc. Beijão.

Lianara **Lia** disse...

Glorinha, querida!

Sinceramente não consigo me divertir com o horário eleitoral e acho deprimente o rumo que a campanha tomou.

A questão do aborto é muito delicada e de foro íntimo e pessoal. Não poderia jamais ter sido usada como argumento de campanha. A mulher do Serra falou que a Dilma era "a favor de matar criancinhas" e agora não tem resposta à denuncia de suas ex-alunas, que afirmam ter ouvido da própria, que ela, Moninca Serra, já fez um aborto.

Isto é prova da a hipocrisia e do oportunismo barato!E o Serra não defendeu a mulher no debate! Que horror!

Concordo com você. A Igreja não poderia, nem deveria dar pitaco na política.Fico tão indignada ao ver padres e pastores fazendo discursos inflamados numa verdadeira apologia á hipocrisia!
Por que os padre não falam dos casos de pedofilia dentro da igreja?
E por que eles não contam que a Inquisição matou mais que Hitler?

Essa campanha foi sórdida e baixa e serviu pra provar que o brasileiro de se deixa influenciar por aparências, boataria, hipocrisia e por preconceito e nem conhece o programa de governo dos candidatos.

Como dizia o Bussunda: "Eta povinho bunda"

E ainda faltam 2 semanas. O que será que vem por aí? Quero que acabe logo essa baixaria.

Beijos, Glorinha!
Lia

Glorinha L de Lion disse...

Oi Lia, concordo em gênero, número e grau com vc! E a paspalhona da outra, depois de dizer, desdisse...ô povinho bunda mesmo! Um bando de conservadores, retrógrados e sem consciência, que só sabem baixar a cabeça e fazer o que padres e pastores hipócritas mandam...claro né, um bando de analfas ou semi analfas igual ao presidente...dá vontade de sumir, viu? Beijos.

Alexandre Júlio disse...

Ói Glorinha, :)

Que prazeroso que foi o bolinho que me deixastes na minha colmeia, Huummmmm ........ delicioso!

Como gosto da tua escrita, da tua análise, da tua frontalidade e bom senso sobre o quotidiano, que clareza de raciocínio, .....Uau!!!!
A hipocrizia dos padres e pastores é de facto apocalítica, até a fé já está a saque, é caso para dizer: My God!
Por aqui por Portugal, esse filme repete-se, mas com a novela da aprovação do Orçamento de Estado, onde o endividamento publico bateu no fundo, já não há paciência para assistir a estas palhaçadas.
Vou voltar ao teu Café delicioso, á tua companhia prazerosa, Besito deste Alentejo - terra Lusitana!
Alex.

Isadora disse...

Oi Glorinha e embora política e religião não devessem andar juntas é o que acontece.
Por duas vezes escutei de amigas, que as pessoas que as ajudavam em casa votariam no candidato A ou B, porque o pastor mandou.
Seguir uma religião é uma coisa, não questionar seus dogmas é outra e votar em um ou em outro é absurdo mesmo!
Beijinhos

Beth/Lilás disse...

Maninha,
Uma baixaria esta campanha, esta é a verdade. Agora, um tal de pastor Malafaia largou da Dilma e foi pro lado do Serra, daqui a pouco comício regado à música de Chico Buarque que só me decepcionou com esta escolha e a mídia quebrando o pau na Dilma, enquanto isso tio Lulo convoca todas as forças, MST, Petrobras e qualquer super herói da liga pró continuísmo para colocar sua candidata Maria Ninguém no poder.
Fala sério! Que país é este!
Manda ver, minha amiga, que nós tamos aqui pra falar também!
beijocas cariocas

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Já decidi que eu vou ficar rico!
Vou mudar os rumos da minha vida, aprendi com essa eleição.

Meu blog novo vai ser o Lost in Church. Vou largar meu serviço e abrir minha igreja.
Vou pedir pra vc escrever um livro, vai vender milhões. Vai ser o livro "A Bíblia revista e ampliada - por Glorinha Lion" Mas vc vai ter que por na sua bibliografia que seu sonho desde criança era ser freira e vc nunca perdia um "Noviça Voadora" na tv.

Com TANTO problema, discute-se religião. De novo é padre e pastor decidindo quem comanda o país. Nada contra religiões, crenças. Mas como não se indignar qdo a gente vê líderes de igreja decidindo o futuro de um país?

Voltamos a idade média e não sabemos disso, vai por mim, Glorinha!

bjs

Beth/Lilás disse...

Glorinhaaaaaaaaaa,
O vídeo do futuro pastor treinando um salmo da bíblia é este abaixo.
É só colar e morrer de rir.
bjs


http://videolog.uol.com.br/video.php?id=168189

Cris França disse...

Oi Glorinha, desde que o mundo é mundo os homens usam o nome de Deus para justificar suas maiores falhas, é triste saber que em pleno século XXI ainda passamos por essas coisas. bjs querida, saudades de vir te ler, é bom estar por aqui.

manuela baptista disse...

Glorinha

gostei desta crónica sobre as eleições no seu país!

e o que é marqueteira?

beijinhos

manuela

Glorinha L de Lion disse...

Olá Alex, obrigada! Com tantos elogios assim vou ficar "metida"...hehe Tb gostei do teu canto doce como o mel das abelhas...É fato que a Igreja sempre se meteu em política, mas agora, depois de tantos escândalos envolvendo padres, acho que seria melhor ficarem bem quietos e só rezarem, concordas? Beijos com sabor de café com bolo.

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Isa, num país fortemente inculto e cristão como o nosso, padres e pastores é que decidem no que as pessoas podem pensar. Idade Média pura! Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Isa, num país fortemente inculto e cristão como o nosso, padres e pastores é que decidem no que as pessoas podem pensar. Idade Média pura! Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Ai Beth, eu vi o tal pastor fazendo campanha pro Serra! Aonde vamos parar?
Esse tal é o que espalhou cartazes pelo país dizendo que homossexualismo não é coisa de deus.Aff é a Idade Média voltando em toda a sua miséria humana e ideias preconceituosas. É hora de abrir o olho, daqui a pouco voltam a guilhotina e as fogueiras Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Alê, sabe que ando pensando nisso? kkkkkkk Já viu como essa raça é podre de rica? Enquanto os pobres dão o pouco que tem para "as igrejas" eles ficam espalhando cartazes homofóbicos pelas favelas. Dá nojo. beijos

Glorinha L de Lion disse...

Oi Betita, vou ver. bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Pois é amiga Cris, o pior é que os "homens da igreja" falam em nome deles, visto que deus nunca falou com eles pessoalmente..hehe. beijos linda!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Manuela, obrigada. Marqueteira é quem faz marketing, é o responsável pelas campanhas políticas, o "marqueteiro" diz como o fulano deve aparecer na tv, o que deve falar, etc. Graças ao marqueteiro do Serra e à burruice do pt e da dentuça candidata, ele melhorou nas pesquisas de opinião. Beijos.

Roy Frenkiel disse...

Como diz meu professor de politica externa, Dr. Abrahams, da Nigeria, nenhum pais e livre, praticamente, da mistura entre a religiao e o estado.

E sendo assim, exatamente como alguem tem coragem de votar em alguem ai? Como alguem pode, em sa consciencia, advogar por um governo acima do outro? Muito dificil a democracia.

bjx

RF