domingo, 3 de outubro de 2010

Passeei No Meu Conto!

Hoje fui à mostra Casa Cor Rio, evento que acontece todos os anos no Rio.
A cada vez, escolhem um lugar diferente, geralmente um casarão antigo. Dessa vez, por coincidência, está sendo no Palacete Modesto Leal, em Laranjeiras, bairro onde nasci e cresci e do qual falo muito nos meus escritos.
Eu passava de ônibus, quase todos os dias, em frente ao palacete, quando já crescidinha, voltava da escola.
Mas, como ele tinha as grades cobertas, eu só via as janelas de cima e imaginava quem moraria ali. Até que aos 18 anos, escrevi um conto onde imaginei e descrevi a casa, os jardins, os cômodos, até os móveis.
Hoje, ao entrar no palacete fiquei emocionada. Claro que quando fazem esses eventos, os arquitetos, paisagistas e decoradores transformam os ambientes de tal maneira, que ficam irreconhecíveis, mas a casa é como eu imaginei no meu conto, escrito há mais de três décadas.
E atrás há uma reserva de Mata Atlântica, intocada. Dezenas de preás, circulam pelos jardins e são originais da casa, pois há duas casinhas antigas, com buracos, para elas entrarem no jardim lateral.
O Palacete pertence à família do Conde Modesto Leal e começou a ser construído em 1882, pelo arquiteto italiano Antônio Januzzi, em estilo eclético. O conde foi, no início do século XX um dos homens mais ricos do país. Comerciante português de sucatas de navios, fez fortuna como comerciante, banqueiro e senador da República. Até que o Vaticano o nomeou conde. A casa tem 18 cômodos e uma área de 50 mil m². É hoje uma das últimas chácaras urbanas da cidade. Dentro da casa há uma capela, onde todas as mulheres da família se casaram. Até as mais novas. Inclusive Patrícia Modesto Leal que se casou lá com Antenor Mayrink Veiga, filho dos Mayrink Veiga, família da alta sociedade carioca.

Aqui, alguns ambientes do Casa Cor Rio 2010:
A fachada da casa e um orquidário na entrada


Um dos inúmeros jardins
O jardim do labirinto, o que mais gostei, tinha várias fontes e vários vasos com plantas nas paredes e um barulhinho delicioso e calmante de água caindo, em esculturas de folhas secas e sementes...lindo!

Essa sala de jantar era um dos ambientes mais lindos dentro da casa. As cadeiras azuis turquesa em veludo brocado e creme faziam contraste com um amarelo dourado em alguns detalhes. Chiquérrimo!
Reparem no piso em marchetaria, original da casa! Esplêndido! O teto era um show à parte. Aqui nessa sala e no salão ao lado, era todo de madeira recortada, também original.

Esse detalhe do hall do andar de cima, também achei lindo. Eram fotos de toda a família Modesto Leal emolduradas. Quero fazer isso no meu corredor com fotos antigas. Fica um charme!

Um dos banheiros. Reparem no tamanho dos espelhos bisotados.

Não é lindíssima a casa do meu conto?
A casa hoje é tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. Ainda bem, fiquei aliviada ao saber, pois tive medo que quando a mostra acabasse, a especulação imobiliária e o interesse financeiro falassem mais alto do que o valor histórico e arquitetônico do casarão. Andei pesquisando: falam em fazer uma casa de festas ou uma galeria de artes ou ainda usá-la para sediar o acervo do ex presidente Fernando Henrique Cardoso.
Quem mora no Rio ou por perto, vale a pena visitar.
E assim foi meu dia hoje. Pedi a meu marido esse agradinho, pois o ingresso não custa barato.
Queria muito ir até lá conhecer o palacete, pois talvez nunca mais tivesse essa chance.
Então foi isso. Passeei dentro de um conto que escrevi há 35 anos atrás. Andei pelos jardins que um dia descrevi, como se os tivesse visto com meus próprios olhos. Essa vida é mesmo cheia de surpresas e emoções.
Um dia talvez vocês leiam esse conto sobre a casa, em algum dos muitos livros que ainda publicarei.
Que os Deuses da Escrita continuem velando por mim.
Amém!
fotos do google e do site CasaCor.

24 comentários:

FADINHA - Diário Virtual disse...

Hey!
Gostei muito do "café com bolo" servido!
Seu canto, sua forma descontraída de contar e refletir... gostei!
Estou te seguindo!!!
Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Chiquézimo! claro que adorei o passeio. E de saber mais da história do lugar.
Aliás, vc está de parabéns. Já vi muito post assim, que fala desses lugares históricos. Mas registra-se tudo com um olhar de criança: aquilo lá é bonitinho, é antigo, é verdinho, amarelinho, azul. Sem registrar a história, a importância do local, o que representa esta casa, por exemplo.

E no post aprendemos história, além de passear tb. eh isso ai!
vc tá linda de azul hj, eu tb.
bjs

Majju disse...

Bom dia minha flor.
Que delícia de passeio heim?
Estou passando para desejar um lindo domingo, cheinho de coisas boas...beijos doces e perfumados nesse seu coraçãozinho!!!

pensandoemfamilia disse...

Bom dia Glorinha

Antes de ir para votação, desejei antes me banhar nas energias dos blogs.
Amei o seu relato e as fotos. Aqui, onde mora, Ingá,havia uma casa maravilhosa, que no meu ver deveria ser conservada.
Infelizmente, está sendo demolida para provovelmente, nascer em seu lugar um espigão.
Bom domingoo.

JB disse...

E velarão com toda a certeza! :)

Mas que o palacete é belo, lá isso é! Um excelente palco para os olhos de quem escreve, um espaço ideal para um conto! Ainda bem que partilhou esta beleza!

Parabéns pelo SEU conto!

Beijinhos

manuel marques disse...

Grato pela partilha desta preciosidade.

Beijinhos meus.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Fadinha obrigada pela visita. Muito prazer!Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Alê, hj é dia de azul sim! Vamos todos vestir azul pra ver se a sorte muda! E obrigada pelos elogios ao meu passeio no meu conto...parece incrível, mas é verdade, que entrei na casa sobre a qual escrevi há 35 anos atrás. Incrível né?
Beijos e bom domingo.

Glorinha L de Lion disse...

Majju, obrigada por seu carinho, aqui está chovendo muito, mas hj é dia de azul. Bom domingo pra vc tb!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Norma, então mora no Ingá? Não sabia que tb era daqui, ou se sabia, me esqueci. É uma pena o que fazem com nossa história. Sem dar valor ao passado que futuro teremos? Bom domingo azul. Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi JB, obrigada pelas belas palavras, um dia partilharei esse conto com meus amigos. Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi manuel meu querido. É isso mesmo, uma preciosidade que ainda bem, preservarão. Beijos e um lindo domingo.

Celia disse...

Muito interessante o post e lindas fotos.
Qdo falei que nunca lhe vi na janela refiro-me a sua visita na minha humilde casinha. rsrsrs Um dia...quem sabe. Boa semana. Bj

Glorinha L de Lion disse...

Oi Célia, já fui lá, fazer uma visita e agora já pode me ver lá na sua janela, tá? Beijinhos e bom domingo.

Macá disse...

Glorinha
Você escreveu sobre o local há um bom tempo atrás sem conhecer, quer dizer, conhecer só de passagem?
Olha como isso marcou você né? Ainda bem que teve a oportunidade de ir e não ficr decepcionada, porque o lugar é realmente belíssimo.
Vamos aguardar então para ler o conto.
um beijo e bom final de domingo

Beth/Lilás disse...

Maninha,
É linda a mansão, sempre quis entrar ali, acho que vou aproveitar e fazer esta visitinha também daqui há alguns dias.
beijocas cariocas

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

aaaaaai. cabô o "porn for children"? hahaha tava um barato aquela série dos contos infantis!
boa semana pra vc! passando aqui p deixar um beijão e comer meu bolo...e claro, dois cafés!
bjs

Nilce disse...

Que passeio maravilhoso.
Eu não conheço o Rio, acho que você sabe, mas minha curiosidade é imensa e acho que já viajei mais que muita gente que não sai de dentro de avião. rsrsrs
Então Google Eart é guia para mim. hehe

Esse casarão é um dos que também admiro. Sou apaixonada por casarões.
Hummmm, me deu uma inveja...
Que bom que vc sempre traz as fotos dos lugares que visita. Lindo, lindo.
Obrigada por compartilhar.

Bjs no coração!

Nilce

Glorinha L de Lion disse...

Pois é Macá, escrevi sobre esse casarão há 35 anos atrás! Imaginei-me dentro da casa e nos seus jardins...um dia vcs verão. beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Então vamos lá maninha? Essa semana? Lá tem cada restaurante e cafés lindos! Tá combinado. beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Então vamos lá maninha? Essa semana? Lá tem cada restaurante e cafés lindos! Tá combinado. beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Não Alê, só estou dando um tempo...acho que preciso de um tempo pra me inspirar mais. E preciso de tempo pra escrever tb...ando meio preguiçosa com meu livro...hehe beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi nilce querida, é lindo mesmo. Fiquei encantada, compartilho com vcs, com prazer imenso. beijos.

Manuela Freitas disse...

Olá querida amigona,
Matando saudades e ao mesmo tempo fazendo uma reportagem muito interessante! Gostei de passear por lá contigo, através do que escreveste e com as excelentes fotografias que tiraste.
Beijinhos,
Manú