segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Decepções...

Hoje, ao visitar alguns blogs amigos, constatei que todas elas estavam tristes e decepcionadas com alguém...todas, sem excessão, tiveram decepções nesse fim de ano.
Fiquei encafifada pensando...eu, também tive uma terrível decepção nesse fim de ano.
Por que será que a gente, mesmo levando tanta lambada, ainda continua acreditando nas pessoas?
Por que será que a gente nunca aprende, por mais que diga que não vai agir assim ou assado outra vez, que de agora em diante aprendeu, que nunca mais vai ser ingênuo?
Continuamos, principalmente nós, mulheres, a cometer os mesmos erros, a entrar de cabeça nas relações, sejam elas de amizade ou de amor...
Persistimos na exposição dos nossos sentimentos, na transparência de nossas almas, mesmo sabendo que a pessoa, não merece, não está à altura de nossa entrega, nunca demonstrou estar disposta a se entregar da mesma forma...Porque então, insistir no erro?
Já repararam como os homens não se entregam como a gente? Não se expõem como nós?
Não dão a cara à tapa?
Talvez por isso sofram menos, pois se dão menos, esperam na mesma medida, menos...
Nós não...queremos tudo, queremos o mundo...damos todo o nosso amor, toda a nossa amizade, nossa confiança, nosso carinho. Todo!
Pra que?
Pra depois ficar reclamando, achando injusto, se sentindo usada, ter sido fantoche....
Eu, não gosto nem um pouco de ser assim...mas sou...
Conheço muitas mulheres iguais a mim, do mesmo jeito...entrega total...a ai de quem não quiser aceitar...ficamos enfurecidas, chateadas, magoadas...
Fico pensando..quem pediu entrega total? Ninguém.
Nós é que somos assim.
Daí pra decepção é um pulo...Quantas vezes já fui pisada, machucada, ferida...e lá estou eu de novo...me mostrando, escancarando sentimentos, ideias, problemas, conceitos...
Tudo bem que existem os mau caráter que só querem mesmo é se aproveitar de quem é assim, mas a maioria das pessoas, não...elas só são mais comedidas na entrega, mais pé atrás, mais discretas com seus sentimentos...
Eu não...quero muito, quero tudo, amo muito, detesto muito, tudo muito...
Por que? Pra que? Se sei que o meio é o certo...o meio termo, a meia amizade, o meio amor...o caminho do meio...meias verdades, meio duvidoso...
O pior é que mesmo sabendo disso tudo, tendo consciência dessa minha fraqueza, continuo agindo, ano após ano, da mesma forma...já perdi amigos, já perdi amores, já perdi tanto...e no entanto, continuo insistindo no erro...
Mas será mesmo erro querer entrega?
Será mesmo errado amar com paixão?
Se é certo ou errado, vou continuar sem saber...Acho até que é melhor viver sem procurar muito as respostas...Dói menos...
Num mundo onde a mentira sempre leva a melhor, onde o mais esperto é quem engana o outro, onde o que vai mais longe, passa a perna no colega...num mundo onde tem gente que se faz de amigo pra assediar sexualmente outra pessoa, nesse mundo, caros leitores, nesse mundo, realmente, não tem lugar pra mim.



13 comentários:

Suzanna disse...

Olha querida, se conforta-te não sei, mas as perguntas são de milhões iguais a você , a mim e a tantas outras por aí.
Mas porque não fazer a pergunta inversa Porque (eles, estes simples mortais ) como nós, são menos em tudo???Hã?Hã?
Nem sei se acredito em vida a´pos morte, mas com certeza, se existir "eles" virão como BACTÉRIAS DE NOVO.
Só assim da para entender tantas diferenças.
Mas perceba cada um deles são pequenos demais, sem exceção, não sentem,ou sentem pouco, isso não fazem deles mais felizes acredite, e sim insipidos, sem calor, se cor.
Tente ver assim, acho que na verdade mesmo, só o sofrimento nos faz crescer, infelizmente.
E tem gente gigante andando por aí viu, assim como vejo você.
Acalme este coração, faça compressa de "mais amor" de compreensão e sabedoria na Alma, e atingirá a ESTATURA PERFEITA!!!
E um dia entenderemos tudo de verdade.
Por enquanto acalme-se... serene-se,
desejo isso a você!
Abraço
Su

Maria Lúcia disse...

Oi Glorinha!
Agora que estou voltando ao ritmo normal.
Vi o seu recadinho e também fiquei muito feliz por vc ter se importado tanto com o meu perdão.
Quando perdoamos, devolvemos à pessoa o lugar que ela tinha em nosso coração;por isso estou aqui hoje: Para lhe dizer que a considero muito!
Beijos.

G I L B E R T O disse...

Glorinha

nem pra mim...

Mas nem todos os homens são iguais... tem alguns que querem realmente se entregar, mas, fazer o que, o destino parece que separa sempre a panela da sua tampa...

Quanto ao resto, voces mulheres são extraordinarias e especiais justamente por isso, por se entregar à vida com paixão, poesia, entrega absoluta e, desculpe, com tesão!

Deus foi arquiteto em todos os momentos da criação, mas foi poeta, no exato instante que criou a mulher!

Beijos minha amiga!

*** Cris *** disse...

Olá,td bem?
Sabe, eu também sou assim, intensa em tudo o que sinto e como digo no meu blog, quebro a cara intensamente.
Bjs e tudo de bom!

Amara e Rozani Pereira disse...

Oi Glorinha!
Eu tb sou assim... depois fico reclamando!Mas pq as pessoas são tão sacanas, aproveitadoras?!Como tem gente f.d.p nesse mundo!Pq quando duas pessoas que decidem ficar juntas, se amarem ou até ter uma amizade, acaba uma sacaneando a outra?!Eu sinceramente ñ entendo!O pior que sou muito sincera...aí que me ferro mesmo!Como a sinceridade hoje em dia é sinônimo de ingênuidade e até defeito!Onde agente vai parar com tanta gente sacana e que só quer tirar vantagem.
Bjs, Rozani

Graça Pereira disse...

Glorinha, minha Querida
Não visitaste o meu blog no final do ano. Não estava desiludida com nada...apenas saudosa dos meus amores que partiram..
Companheira: sou como tu! Quero TUDO e tenho direito a TUDO porque dou TUDO! Qual metade? Tudo por inteiro. Sou assim no amor, na amizade, no convívio, no trabalho, na dedicação... Alegra-te por seres ASSIM! Os outros, é que deveriam estar tristes por saborearem a vida em metade...género quarto crescente!!
Nós queremos uma lua bem cheia...iluminando tudo!
Nunca te arrependas de amar...
Um beijo amigo
Graça

Cris França disse...

querida Glorinha

Viver deve ser essa arte de levantar e segur apos cada decepção, nem a primeira e nem a ultima com certeza...
Deve ser essa arte de perder mil vezes a nossa identidade e darmos um jeito de nos reinventar.
Viver é um desafio, viver e ser mulher um desafio ainda maior, sentir o mundo nas viceras, ser cheia de amor e de sonhos, te tanto para dar e muitos vezes ser vista so como um par de seios ou uma bunda. Acho que ruim mesmo não é ser isso, é ruim não conseguir ver além do que aparentamos ser. Nem anjos e nem demonios, apenas mulheres...
Um beijo querida!

Açuti disse...

Oiii Glorinha,

nesse mundo tanto tem lugar pra vc, que está aqui, nos deliciando com um blog maravilhoso!!!

Já me decepcionei muito e ainda tenho decepções diárias ultimamente...

Mas quer saber, no meu balanço de fim de ano...descobri que isso é nossa magia, nossa fonte de sorrir...a entrega total, a verdade escancarada...sem medo nos enfiamos de cabeça...como vc mesma escreveu, muito de tudo...sou exatamente assim... e achava que era a única sofredora desse mundo por isso...ta vendo não estou só (ahauhauhauh)...por isso essas emotivas de plantão acabam se encontrando...pelo menos pra trocar essas experiências e continuarmos assim...intensas!!!

Sempre há lugar pra gente assim!!!

bjksss e excelente semana!

Silvana disse...

Glorinha,

Já pensei m uito a respeito e não sei quem perde mais: as mulheres ou os homens com essas diferenças.

Acho que devemos seguir o coração... mas hoje penso que devemos seguir o coração com a maior cautela possível. Se é que é mesmo possível...rs

Hj eu me entrego muito menos e sofro do mesmo modo... então não sei de mais nada. ...hahaha

E vc falou de idade: minha cara, já sou velhinha viu? Tenho 3.6 e dia 9/02 farei mais um aninho.

3.7 não me agrada nenhum pouco, mas fazer o que? São as dores que a gente carrega...rs

Obrigada pelo lindo recado no meu blog!


Beijoooo

calma que estou com pressa disse...

oi Glorinha! cheguei aqui e adorei e tu nem me conhece- eu li teu perfil, este post lindo e tantos outros que tu escreveu -
quanto a este post - foi ele quem me chamou aqui - sabe..eu estou inclusa nestas que se frustram - que amam demais, confiam demais, e mesmo as vezes sabendo(na cara) continua querendo aquela amizade que no final só vai te fazer mal!
e quanto ao teu perfil eu sou igualzinha, já me meti a fazer de tudo - até campanha eleitoral já fiz- mas tb juro que não fao mais-é podre! eu que fazia os enfeites pras festinhas, o bolo, .. já fiz bolo, salgadinhos prá fora, artesanato(ainda continuo) e sei de tudo um pouco e sempre quero saber mais!
adorei te conhecer
bjs

Cucchiaio pieno disse...

Querida Glorinha, que triste iniciar o nao com decepçao, sinto muito!
Também sou igual a voce, entrego meus sentimentos com muita facilidade, entao as pessoas me decepcionam, logo eu perdoo, confio e elas repetem a me machucar.
Também nao sei ser de outro jeito.
Espero que esteja melhor.
Bjos
Léia

Claudia Bins (Cacau) disse...

Oi Glorinha,

Querida, a vida é assim mesmo não? Mas não temos escolha, somos como somos e melhor inteiras do que pela metade. Prefiro sofrer por ter vivido do que não viver. Eu quero tudo da vida e sei que isso implica em dor... quem já sofreu sabe que dói mas passa, como todo o resto. Viva com alegria, faça o bem e espalhe o amor, o resto a vida se encarrega...

Beijo grande,

Cacau

PS: Não falei antes mas adorei a foto do cabeçalho... campanha Paris 2010 a mil! kkkk

welze disse...

olá menina. sei que esse cantinho se chama COMENTÁRIOS, mas depois de tudo que vc escreveu, comentar o que? Falar o que? Você foi fundo, chegou lá, entendeu cada palavra escrita e as não escritas. vc é poderosa,você é f... gostaria mesmo de falar um palavrão que é como meu bonitão me chama quando quer falar que eu sou demais, sou incrível. Mas aqui não posso. Mas que vc é, a isso é mesmo. Quanto ao sofrimento das mães, eu deveria ter adivinhado antes de ter meus filhos como seria quando ao ler um conto, uma mãe fala para outras mulheres que ainda serão mães um dia, FILHOS, PORQUE TE-LOS, MAS SE NÃO OS TEMOS, COMO SABE-LO. É para a vida toda, todo instante, todo segundo. Parece que quanto mais crscem, por não os termos mais sob noss guarda, a coisa fica pior ainda. Passei o fim de semana inteiro com uma tosse seca, me deixando louca, e o bonitão na sua incrível sabedoria me disse, domingo à noite, depois que o Bruno ligou dizendo que acabara de chegar em sua casa. :AGORA SUA TOSSE VAI PASSAR!. E não é q a danada passou mesmo. Beijos, por inteiro. sempre por inteiro.