sábado, 16 de janeiro de 2010

Fantasmas No Museu...


O Museu Imperial de Petrópolis, guarda muitas estórias, além de, obviamente, história.
Era a residência preferida de D. Pedro II, e foi construído de 1845 a 1864 em estilo neoclássico com, diga-se de passagem, e, pasmem, brasileiros: recursos do próprio Imperador!
Isso mesmo, não foi usado dinheiro público para a construção do palácio!
Ele veraneava, e durante 6 meses do ano, dirigia o país do alto da Serra de Petrópolis
Depois da morte de D. Pedro II, a Princesa Isabel arrendou o palácio para os colégios Notre Dame de Sion e para o São Vicente de Paulo.
Em 1940, Getúlio Vargas o transformou em Museu.
Mas suas estórias de fantasmas são o que mais me encantam...todos os funcionários tem alguma estória de assombração para contar...
Até a antiga diretora do Museu, dizia ouvir vozes, passos, portas batendo...e como trabalhava muitas vezes até tarde da noite, numa dessas vezes, o barulho era tanto, que achou melhor ir para casa, para não atrapalhar "a festa"...
Eu mesma, ouvi de uma pessoa que trabalhou lá, a mais saborosa e amedrontadora de todas as estórias: há, no museu, a Sala dos Berços, onde estão os bercinhos usados por todos os príncipes e princesas...acontece que 2 filhos homens de D. Pedro II, morreram aos 2 anos de idade, naquela sala...então, muita gente ouvia as mucamas, à noite, chorando pelos bebês mortos...
Uma vez, um dos berços, foi levado de lá para ser restaurado em outra parte do museu, pois foi aí mesmo que se ouviam choros e gritos...devolveram o berço depressa à Sala e então, os lamentos cessaram...
Não é muito mais interessante e romântico se visitar um Museu achando que há fantasmas andando, falando e chorando por lá?
Eu, com meu ceticismo, só acredito vendo, mas que imaginar que isso aconteça, dá um friozinho na espinha, lá isso dá...
Para mim, o Museu De Petrópolis ficou muito mais encantador e charmoso depois que eu soube de todas essas estórias...
E vocês, acreditam em assombrações?

18 comentários:

Beth/Lilás disse...

Uia, que tenho medo sim!
Sempre achei meio bizarro aquele quarto e os beços então, são uns horrores. Tem uma espécie de 'demoninho', sei lá o que é aquilo, em cima do berço, enfeitando e ajuda a segurar o mosquiteiro. Gosto não!
Mas, o Museu e seus jardins são lindos, primorosos e várias plantas foram plantadas e catalogadas pelo
próprio D.Pedro, inclusive as palmeiras imperiais que trouxe do exterior para o jardim e o resto do Brasil.
Adorava dar uma caminhada por estes jardins pela manhã em dias friozinhos, tinha um ar tão limpo!
bjs cariocas

welze disse...

oi bunita, como está tudo por aí hoje, espero q bem.É como dizem , eu não acredito em bruxas, mas que elas existem a isso existem, então com fantasma é meio que assim tb. Eu tenho os meus próprios. são meus companheiros de falação. não falo sózinha, falo com alguém que só eu sei q existe. Pode ser fantasma ou anjo, ou consciência, mas gosto de falar assim, é um modo de não me interromperem. Mas toda linda história devia ter fantasma, não aqueles bestas, cruéis, matadores, mas aqueles lindo, altos, de olhos penetrantes, como o anjo da morte no filme A Cidade dos anjos. Com um fantasma ou anjo assim, até que passar um medinho, um frio na espinha, é legal. Ui que medo!

welze disse...

EM TEMPO. sua nova foto está linda linda

cantinho she disse...

hahahaha muito bom! Adoooooro! Mas não sei se seriam assombrações realmente ou se existem de verdade...enfim....verdadeiro ou fictício a ideia é bem instigante.
Beijoooooo

Cris França disse...

ih tenho um causo pra contar...rs vou fazer um post da historinha, bela lmebrança querida. bjs e um otimo fim de semana...rs

manuel marques disse...

Depois de ler esta historinha, só me resta uma coisa:Dormir de luz acesa.

Rsrsrsrsr.

Beijo.

jmariakennedy disse...

ah, Glorinha, obrigada pela aulinha de história e pelas boas estórias de fantasmas do museu. Sabe, eu tb não acredito em bruxas mas..... q elas existem, existem, ehehe
bjsssssss........judy

Manuela Freitas disse...

OLÁ QUERIDA,
ESTÁS MESMO VIRADA PARA A HISTÓRIA. ESTE POST É MUITO INTERESSANTE, GOSTO DESSAS HISTÓRIAS DE FANTASMAS!...ACREDITAR NÃO ACREDITO, COSTUMO DIZER SÓ VENDO, SEM PÔR SEQUER A HIPÓTESE DE QUERER VER! QUANDO ERA MIÚDA A FAMÍLIA CONTAVA SEMPRE HISTÓRIAS DE FANTASMAS E EU FICAVA COM UM GRANDE MEDO AO ESCURO E DE ESTAR SÓ, MAS ERA GIRO ESSE TEMPO!...
jÁ É TARDE, MAS TINHA QUE PASSAR POR AQUI.
BEIJINHOS DO CORAÇÃO E QUE ESTEJAS BEM, É O MEU DESEJO,
MANUELA

Simone disse...

Oiêêê... Passei por aqui para agradecer sua visita no meu cantinho, já virei sua seguidora também e sempre estarei por aqui dando uma olhadinha. :)
Como você mesmo disse, amiga da Silvana também é minha amiga.
Adorei o seu blog, gosto de conhecer blog´s diferentes, com assuntos diversos e o seu é siplesmente 100%.
Tenha um ótimo domingão!!!
Bjos...

Lucia Cintra disse...

Oi Glorinha, tinha acabado de responder um comentario seu la no meu blog, pedindo pra voce contar uma dessas historias, rs.

Eu tb sou uma pessoa super cetica, daquelas que so acredita se ver algo ou se acontecer comigo, mas me interesso demais por essas coisas e adoro ouvir estorias a respeito.

Morro de vontade de conhecer esse lugar melhor, pois como mencionei, me lembro vagamente de ter ido la numa escurssao de colegio quando estava somente na quarta serie.

Olha so... tivemos uma oportunidade de visitar uma mansao historica daqui que tb tem umas historias assim. E o Al mesmo (outro completamente cetico como eu) teve uma experienciazinha la... le so e depois me diz o que achou: http://lucintra.blogspot.com/2009/10/nemacolin-castle.html

bjinhos

Vice disse...

Olá Glorinha, eu nem sei se acredito em assombrações, mas tenho medo e não abuso.
Bjs

Luci Cardinelli disse...

Ah com certeza essas estórias tornam o local mais interessante e aguça a curiosidade, né?

beijos e boa semana!!!

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Oi Glorinha,
assombração eu não acredito, mas prefiro não ver. kkkk

Gostei da parte da diretora que foi para casa para não acabar com a festa. rs

Bom domingo

Xeros! rs

ROSANA VENTURA disse...

Acredito que nossa alma é eterna...se ela fica a vagar por ai depois que nosso corpo material se vai...isto, eu ja não sei!!!!
Passei por aqui, me sentei, tomei um café, mas o bolo deixo para outra hora porque estou de dieta!!!!
AMEIIIIIIII teu Blog!
bjos

G I L B E R T O disse...

glorinha

tinham que marcar visitações noturnas ao museu, iria ganhar uma emoção a mais!

Estejas bem nesta noite e em todas as demais, minha amiga!

Claudia Bins (Cacau) disse...

Que delícia de estória essa... verdade ou não, dá sim um charme extra à visita! E eu que não conheço... tenho que providenciar já!

Beijoca

Cucchiaio pieno disse...

Amiga, também me intrigam essas historias. Mas prefiro nao ve-los ou escuta'-los, estou bem no meu canto - hehehe!
Bjim
Léia

Amara e Rozani Pereira disse...

Oi Glorinha!
Eu adoro essas estórias!Eu acredito em tudo, e desacredito tb...depende de quem está contando!
Bjs,Rozani