quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Blogagem Coletiva: Raiva! Muita Raiva!


Depois do turbilhão de acontecimentos que caíram sobre mim, meus sonhos, minha ausência de malícia, minha falta de objetividade e ingenuidade infantil, posso dizer com maiúsculas:
ESTOU COM RAIVA!
COM MUITA RAIVA!
Por achar que todos são honestos como eu.
Por acreditar que todos tem boas intenções como eu (mesmo errando, às vezes).
Por achar que ninguém faz o que eu não faço.
Eu estava orgulhosa. Meus escritos estavam sendo aprovados. Era mandar e pronto, lá estavam eles selecionados. Era Frankfurt, Espanha, México, França! Era poesia, era conto, todos selecionados. Fiquei embevecida!
"Puxa, devo escrever bem mesmo! Puxa devo ser boa nisso!"
Quase mandei meu livro de contos que estava pronto! Ainda bem que registrei tudo na Biblioteca Nacional, antes de mandar.
Pelo menos nisso, fui um pouco mais esperta. Um pouco só, porque no resto, fui uma verdadeira idiota, infantil, achando que aquilo tudo estava ali, tão facilmente ao meu alcance.
Nada cai do céu fácil para mim!
Nada é sem sacrifício, sem suor, sem lágrimas.
Não quero me vitimizar porque não é meu objetivo e nem é meu feitio.
Estou aqui para pedir perdão a todos os que votaram em meu livro e perderam seu tempo fazendo isso e divulgando.
Mas principalmente, para gritar bem alto: EU SOU ESCRITORA SIM! EU ESTOU COM MUITA RAIVA SIM! EU FUI UMA IDIOTA SIM!
Mas a vida dá muitas voltas. Pode não ser hoje nem amanhã, mas alcançarei meu sonho. Tenho absoluta certeza disso. Que pedras caiam, que chova granizo, que alguns achem bem feito o que aconteceu.
Não importa. Não importa o tempo que demore. Vou ter o que mereço, o que desejo e serei feliz. Com o osso gigante que me pertence e ninguém vai tirar.

55 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Não desista do seu sonho e do seu ideal.
Não dê vitória para esses enganadores desgraçados, imbecis, vis, imundos.

você é muito mais que eles todos juntos. Sei que a queda foi dolorosa, mas levanta e vamos em frente mesmo!

Idiota foram eles que pensam que são espertos. Que desperdiçaram vários talentos, o seu e dos outros escritores, numa proposta furada.

Não se julgue. O erro não foi cometido por vc. No que dependeu de sua parte, vc foi honesta e sincera. O mal não partiu de vc.

Estou indignado. Mas não quero ver vc pra baixo nem se deixar abater. Fico sentido... nem sei o que falar, tamanha a revolta que sinto. Se fizessem isso aqui no Japão era cadeia na certa, por enganação. Será que não tem algum jeito de punir esses monstros?

que revolta... estou muito chateado.
bjs. amo vc minha amiga e NADA de desanimar porque eu sei que vou ter livro seu na minha estante e o lugar dele ESTÁ RESERVADO.

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha você não tem culpa de nada. Tanta gente nojenta nesse mundo. Amiga não desista! Vc é uma escritora, uma grande escritora. Escreve bem, com alma e coração. Vc vai encontrar outra saída, tenho certeza. Fico muito triste que isso tudotenha acontecido. Nme se preocupe comigo estou bem equero que vc fiquem bem e dê a volta por cima, renascendo e revivendo. Bjs

orvalho do ceu disse...

Oi, Glorinha, mulher de fibra
Coragem e Paz!
Não deixe ninguém... ABSOLUTAMENTE NINGUÉM destruir seu sonho e tirar vc do "sério"...
Nada vale a pena e merece nossa raiva, querida.
Tenha serenidade suficiente pra tentar outras alternativas que virão e será mais uma vitoriosa no mundo das letras que é para todos... queiram ou não!
Bjs e vamos à Blogagem que hoje o dia promete.
TUDO VAI DAR CERTO!

Beth/Lilás disse...

Ô maninha,
Faz bem em desabafar com a gente, principalmente porque a blogagem de hoje é justamente sobre este sentimento, Raiva, mas espero que amanhã este sentimento não perdure para que seu coração, corpo e mente se recuperem e voltem com força total, escrevendo mais e fazendo sempre o melhor.
Acredito em você e no seu potencial e digo a todos os amigos aqui presentes que o livro dela será um dos melhores que vocês já leram, pois além da história interessante e que prende o leitor, tem muito conteúdo de pesquisa e história, trabalho árduo, feito com suor e lágrimas e não serão alguns 'ladrõezinhos' sem vergonhas que irão ganhar mais do que você.
Quem sabe a estas horas, a PF já descobriu tudo e vamos ver a justiça feita.
Força na peruca, amiga!
bjs

Taís Marçal Diniz disse...

OLá vim conhecer seu blog e gostei de tudo, menos dessa triste notícia.
E se fosse comigo teria caído como você, agente é assim ,não vê maldade, mas infelismente...!
Mas vamos falar de coisas boas, tem um sorteio no meu blog e estou te esperando.
Bola pra frente.
Estou te seguindo, mas confere pra mim, por que deu erro e não consegui clicar de novo, qualquwer coisa dá um toque.
Beijocas!
http://myblogsaborear.blogspot.com/

Mari disse...

Tem todo o direito de esbravejar.E vc vai conseguir!!!

Camille disse...

Nossa foi um golpe o lance todo. Pelo que entendi uma maracutaia para pegar dinheiro das pessoas que se inscreveram. A Camera do livro deveria estar denunciando isso a policia, acredito.
O lado bom disso tudo é que centenas de pessoas, como eu, votaram em voce. Alguns amigos como a Luma por exemplo, colocaram links nos seus blogs para facilitar a votaçao, isso significa que voce tem muitos amigos e leitores. Esta muito mais proxima de lançar seu livro sem depender de ninguem.
Bjos,
Cam

António Rosa disse...

Glorinha

Não percebi bem o que aconteceu, mas sei que votei em si e que voltaria a fazê-lo.

Só tem que fazer uma coisa muito simples: levantar-se dessa desilusão e continuar a fazer o que gosta e sabe.

Não deixe que a raiva a domine. Só irá fazer mal ao seu próprio corpo, que não merece esse castigo. A sua escrita e qualidade humana é superior a essa emoção tão intensa.

Desejo-lhe muito que fique em Paz, pois só assim poderá «criar» uma escrita ainda com mais qualidade.

Escrever sob a influência da raiva só tem um resultado: não vai criar qualidade, apenas coisas mais ou menos 'bonitinhas' que depois ninguém se lembrará, excepto aquelas pessoas que são adeptas de se banquetearem nas tristezas alheias.

Sei do que falo, minha querida, pois também escrevo (mas não poesia) e sou editor de livros há 30 anos. Já passei por todos esses processos. E a raiva é uma emoção destruidora.

Fique bem e em paz.

Beijo.

António

Taia Assunção disse...

Não sei nem o que dizer, estou boquiaberta. Tu não tens culpa alguma, és vítima. Cuide-se. O sonho continua, o talento é seu e o sucesso também o será. Beijocas!

Liza Souza disse...

Glorinha, dificil seria nao sentir raiva numa situacao dessas. Como todo mundo já disse, voce é muito mais forte que tudo isso. Essas pessoas más nao vao prevalecer, esteja certa disso. E voce certamente terá o reconhecimento e sucesso que merece, pois tem talento e o coracao bondoso e é isso que importa. Bola pra frente e nao permita que nada abale seu auto astral e sua capacidade de ver que a vida vale a pena.
Beijos

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Glorinha!
Faz bem em jogar para fora a raiva e a decepção!
Não se brinca dessa maneira com os sentimentos sinceros de alguém. Eu fiquei indignada como o Alê....
Mas, hoje é um outro dia. Sua escrita continua ótima.Você já é uma escritora consagrada.E é mesmo...olhe ao seu redor aqui na blogosfera e veja quantos te aplaudem!
A justiça será feita...aqui se faz, aqui se paga! Isto é certo!
Adorei a imagem...rss
Agora vou dar uma circulada por aí conferindo as participações da blogagem.
Fica bem amiga querida...o seu sucesso está escrito nas estrêlas!
Beijo e um abraço bem gostoso.
Astrid Annabelle

Chica disse...

Acabei de ler o post anterior e vi o motivo da raiva.Justa ela é!

Dá vontade de rodar a baiana mesmo,mas daquelas de 85 saias, bem duras e na cara dessa gente que cria tanta maldade.Que coisa, cadê a seriedade?

Incrível, mas uma coisa é certa...ao tempo, as coisas se esclarecerão e as bênçãos te chegarão.

Sabes do teu potencial.Fica firme, a raiva é justa pois foi horrível e ela pode te alavancar pra ir mais adiante, sem precisar de ninguém!

Vai firme!beijos,chica

LILIANE disse...

Glorinha,
Bom dia,
Ontém fui dormir feliz da vida porque hoje eu ia "ler" você.
Acordei entusiasmada porque sabia que o seu texto sempre me faz bem, desde que te conheci.
Faz só 2 semanas, e você já me faz tão bem.
Nem sei o que dizer a respeito do seu livro e do que aconteceu (ainda não te conhecia).
Mas o meu pai me contava uma estorinha de um rapaz que vivia em situações difíceis e parecia que ele sempre estava na contra-mão dos acontecimentos.
O pai do moço era um velhinho muito paciente e quando perguntavam para ele o que pensava sobre os acontecimentos do filho ele respondia:"Não sei se foi pra bem ou se foi pro mal, o tempo vai dizer."
E o tempo trouxe uma resposta positiva para o rapaz no final.
Olhando pra minha vida foi assim também.
As coisas que nos entristecem e nos deixam com RAIVA,no final sempre trazem muito mais graça.
Desejo um dia gracioso pra você, minha querida.
Um beijinho e um abraço de uma nova amiga.

Cris França disse...

Glorinha

vai por mim

o que não te mata
te fortalece

beijos querida

Leci Irene disse...

PQP! Sempre tem alguém querendo roubar os sonhos de outros! Mas, grite, bata, ponha a boca no trombone... depois, recolha ao seu coração todo o carinho dos amigos e veja que: realmente vc não tem culpa e imagina lá qtos entraram neste jogo! Veja que podes reverter a situação assim: junte seus contos e poesias, publique teu livro, ofereça aos amigos...
Eu quero um! Quero ter o privilégio de ler e colocar na minha estante o teu livro, viu?
Beijos

Isadora disse...

Glorinha posso imaginar muito bem a raiva, muita raiva por se sentir enganada. Isso também me dá raiva. É triste vermos que muitas pessoas agem de má fé, ludibriando pessoas de boa fé, mas tenho certeza de que seus escritos serâo publicados, sim. Ainda existe gente direita e honesta.
Um beijo

Socorro Melo disse...

Glorinha!

É natural sentir raiva, indignação, é saudável gritar, como você fez, e é ainda mais nobre levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima, e você vai fazer isso. E olha, o gosto desse sucesso, vai ser ainda mais saboroso, diante de todos os desafios que você está enfrentando. Avante!

Beijos
Socorro Melo

Meru Sâmi disse...

Oi, Glorinha, normalmente sou meio afobadinha, penso mais rápido que meu corpo conseguem acompanhar, mas agora estou lenta. Não ligue se eu escrever mais errado que o de costume.
Soube agora, através do Alexandre, droga , que ódio cara...! Posso chorar por você, né? Estou muito mal com isso tudo, por isso e por seu blog ser lido por todos da blogagem, deixarei um recado aos participantes:

Terei de sair, irei ao parque para espairecer. À tarde eu comentarei nos blogs que ainda não visitei.Se eu ficar aqui entrarei numa tristeza muito grande, e não quero.

Depois eu faço um comentário melhor amiga, agora não dá. Desculpe-me!

Beijo.

Vicentina disse...

Glorinha, posso imaginar o que vc está sentindo, é de dar raiva mas muita raiva mesmo.
Queueisto minha gente, não tem mais nada pra inventar pra roubar e tapear as pessoas de boa fé.
Mas querida não desista de seus sonhos, "levanta sacode a poeira e dá volta por cima" e vá em frente.
Bjs

disse...

Olá Glorinha!! Na medida de todas as possibilidades, estou sempre tentando acompanhar o que escreves e te digo, gosto muito. Te digo, mas você já deve saber, nada acontece sem uma reação. De tudo que passas, você tira as melhores lições, fica visível nos teus escritos. O Exupery em seu livro do príncipe dizia... "tu te tornas responsável por aquilo que cativas". Veja seus seguidores, as pessoas que leem o que você escreve e interagem com você. Não desista de nós. Continua na sua batalha, publica e nos de esse presente, com certeza muitos passarão teu nome adiante. Bjos!!!

Sonia Beth disse...

Aí guerreira, vai fundo!

beijins

Thayla disse...

Olá! Vi o link pro seu blog lá no *Lost in Japan. Poxa vida, isso é revoltante mesmo! Eu já fiquei com vontade de esganar só de ler, se acontesesse comigo então! Mas é isso aí, segue em frente, assim como você vai ter o que é seu, que tenho certeza de que é muita felicidade e realização, o que é deles também está guardado! Com certeza nada de bom acontece na vida dessas pessoas! Aproveitei pra dar uma olhada nos posts anteriores, eu gostei muito da forma como você escreve e se expressa. Vou seguir seu blog. Força e não se abale nem se sinta envergonhada, a vergonha é só deles!

pensandoemfamilia disse...

Ter raiva é humano e principalmente quando se é ferida com golpe tão baixo como este que sofreu.
Mas não se deixe intoxicar, coloque-a para fora e siga seu sonho.
Lamento imensamente o ocorrido,

Cantinho She disse...

Ahhhhhh eu tô tão triste por vc... as palavras até me fugiram...mas ainda bem que vc registrou sua obra na Biblioteca Nacional, acabei de te perguntar isso no post abaixo, mas acabei de ler aqui a resposta que eu torci pra ler... minha querida... infelizmente uma parte da raça humana é cruel, mentirosa e TENTA acabar com o sonho das pessoas, mas fique triste sim, fique P da vida sim, se decabele, chore, fale palavrão, esbraveje, sinta raiva, sinta ódio, mas... por favor NÃO DESISTA DO SEU SONHO até porque será ajudado e reforçado por seus amigos sempre te lembrando que vc é ESCRITORA NATA e assim mesmo tudo em cx alta porque as letras minúsculas a gente deixa para os bandidos de alma e sonhos... beijo, beijooooooooooooooooo em seu coração e aquele abraço apertado, tá?!
She

Manuela Freitas disse...

Querida amiga,
Uma batalha perdida, não é uma guerra perdida. Tu és uma escritora, tu vais desanuviar essa raiva e tu vais conseguir chegar onde pretendes. Infelizmente na vida aprende-se muito com as nossas desilusões, mas não deixando que elas nos abatam, mas usando-as com resilência para chegarmos onde desejamos.
Tu és de luta, vai à luta!
Muitos beijinhos,
Manú

Lucia Haddad disse...

Vim conhecer seu blog, me deparei com sua postagem e fiquei revoltada!!!! Gente!!! O que está acontecendo com o mundo!!!!
Glorinha, não desista!!!!! VC já é um sucesso!!!
Um grande abraço

Lianara **Lia** disse...

Oi Glorinha!

Tua raiva é justa! Não tem como não ficar indignada diante de tal embuste!

Que mundo é esse, minha amiga? As pessoas estão ficando especialistas na arte de enganar. Que saco!

Não desista! Você tem valor e teu sonho vai se tornar real!

Receba meu abraço solidário!

Lia
Blog Reticências...

ELA disse...

Glorinha, você está sabendo de uma premiação chamada "Seu blog pode virar um livro"? Dá uma olhada, pesquisa direitinho se não é mais um golpe, eis o link:

http://blogbooks.com.br/

Vi isso em um dos blogues que visito. Quem sabe, se for uma premiação séria, não é um bom (re)começo pra vc, hã?

Bjs e boa sorte!
Michelle

Deia disse...

Glorinha, ontem mesmo eu já havia lido o seu primeiro desabafo - e achei que o tema de hoje caiu-lhe como uma luva! Raiva, a mais pura, honesta, genuína raiva! Fizeram-lhe mal, ludibriaram-lhe e você não tem culpa de nada, afinal, acreditamos nas intenções boas quando aparecem em nossas vidas! O bom disso tudo será sempre a lição que fica, a gentileza por você compartilhar isso conosco, seus amigos e assim fazer da sua experiência uma aula para todos nós. que, também teríamos acreditado na seriedade do projeto. Um beijo também com raiva do que lhe fizeram, Deia.

António Rosa disse...

Querida Glorinha,

É o segundo comentário que deixo pois uma pessoa amiga alertou-me para o seu post anterior. Como estive ausente da internet alguns dias, não o tinha lido. Por isso, ter dito no meu comentário que não sabia do que se tratava.

Pretendo prestar-lhe a minha homenagem, ajudando-a a 'pensar'. Ironias, à parte, vale?

Faço-o na condição de autor de vários livros publicados e também na condição de editor de livros em papel, com 30 anos de experiência. Sei do que falo.

Não conheço o mercado brasileiro dos livros, nem a engrenagem de publicação das obras, mas suponho que, como em todo o mundo, há sempre algumas editoras especializadas em publicar poesia.

Os autores atcuais de poesia têm que enfrentar vários factos da modernidade:

1) A internet é o melhor meio para divulgar a arte de cada um. Há uns anos, quando ainda não havia estes tecnológicos, os livros eram feitos com amor, dedicação e, sobretudo, com muito tempo. Hoje, não. É tudo a correr.

Isto para dizer que se quiser criar uma linha de orientação bem conseguida, por exemplo, em poesia, deve criar um blogue só para isso, para essa obra literária, sem misturar os posts comuns e diários deste seu blogue. Isso não significa que não possa publicar nos dois sítios ao mesmo tempo. A ideia é, sobretudo, chamar a atenção dos leitores afim de poesia. Por estranho que lhe possa parecer, em todo o mundo, há poetas a mais e menos leitores de poesia. Como muito bem sabe, qualquer pessoa faz um 'bonitinho' e isso parece literatura poética, quando na verade não passa de um amontoado de palavras. Não e o seu caso, pelo que pude observar.

Depois de divulgado junto dos leitores de poesia e posso garantir-lhe que, regra geral, não são os mesmo dos blogue sem geral. O mercado é assim, as pessoas são assim.

Saber esperar, mas sempre em posição de 'observação'.

2)Custear do seu bloso a publicação de um livro completo de sua autoria, usando a chamada 'impressão digital' ou 'tecnologia digital', pois é um processo rápido em que se transforma na sua própria editora. Começar por fazer 50 a 60 exemplares para não gastar muito dinheiro e, aos poucos, coçoante a experiência, ir aumentando a tiragem em edições seguinte.

3) Até aqui, tudo bem, pois consegue editar o livro e pode organizar um lançamento a 2 níveis: no físico, convidando as pessoas apra um determinado local previamente consertado. Veja, na sua experiência pessoal quais são os sítios que recebem uns 5 amigos num fim de tarde simpático. Todos, ou quase todos vão comprar o seu 1º livro. Se esgotar nessa sessão pode ir à mesma gráfica e fazer uma 2ª edição, pondo na capa essa indicação: «2ª edição».

4) Colocar à venda os livros nos seus sites e blogues para o público internet.

5)Pelo meio deve aderir a todos as sites ou páginas literárias coletivas que existam no Brasil para se dar a conhecer.

6) Assim, aos poucos, vai rendo reconhecida e aprovada e conseguirá ter a sua obra em 2 formatos: o digital e o pela. Os livros em papel têm um satus que os digitais ainda não conseguiam, devido à rapidez em que tudo é feito.

7) Há muitos outros processos pelo meio de criar um selo próprio e dar-se a conhecer.

8)Fazer parte das lista de escritores. Há sites especializados para isso.

Enfim, aqui meia dúzia de ideias para arrancar definitivamente com o sonho da sua vida, que é ser escritora, principalmente de poesia. Aqui eu poderia dizer algumas coisas sobre o que significa sermos 'leitores a sério', mas não quero magoar os leitores modernos, que andam cheios de pressa.

Acho que está na hora de você ler um post meu, este aqui 'És um patinho feio ou cisne lindo'. que muito vai a ajudar na reconstrução interna.

Desculpe se tudo isto vou desnecessário da minha parte, mas quiz deixar soluções práticas.

Estou à sua disposição.

Abraço amigo

António

Nilce disse...

Oi, Glorinha

Demorei, mas cheguei.

Você já sabe da minha indignação, revolta, raiva deste povo, por tudo que aconteceu com você.
Grite, coloque pra fora tudo, porque só vai te fazer bem.
Você sabe que não tem culpa e também sabe da capacidade que tem e não vai ser uma pedra que vai te derrubar.

Seus sonhos são reais e tenho certeza que esse contratempo só vai te fortalecer ainda mais.
Queria ter mais para te dizer, mas esta blogagem retirou um pouco de minhas forças. Peço perdão!

Obrigada sempre, querida. Obrigada por existir e fazer parte da minha história.

Bjs no coração!

Nilce

Tati Pastorello disse...

Oi, voltei rapidinho só para dizer que lendo seu comentário percebi um pouco mais o carinho gigaaaante que sinto por você. Como pode ser isso de afinidade, né? Me emocionei, e só!
Um beijo bem grande.

António Rosa disse...

Querida Glorinha,

É o segundo comentário que deixo pois uma pessoa amiga alertou-me para o seu post anterior. Como estuve ausente da internet alguns dias, não o tinha lido. Por isso, ter dito no meu comentário que não sabia do que se tratava.

Pretendo prestar-lhe a minha homengem, ajudando-a a 'pensar'. Ironias, à parte, vale?

Faço-o na condição de autor de vários livros publicados e também na condição de editor de livros em papel, com 30 anos de experiência. Sei do que falo.

Não conheço o mercado brasileiro dos livros, nem a engrenagem de publicação das obras, mas suponho que, como em todo o mundo, há sempre algumas editoras especializadas em publicar poesia.

Os autores atuais de poesia têm que enfrentar vários factos da modernidade:

1) A internet é o melhor meio para divulgar a arte de cada um. Há uns anos, quando ainda não havia estes tecnológicos, os livros eram feitos com amor, dedicação e, sobretudo, com muito tempo. Hoje, não. É tudo a correr.

Isto para dizer que se quiser criar uma linha de orientação bem conseguida, por exemplo, em poesia, deve criar um blogue só para isso, para essa obra literária, sem misturar os posts comuns e diários deste seu blogue. Isso não significa que não possa publicar nos dois sítios ao mesmo tempo. A ideia é, sobretudo, chamar a atenção dos leitores afim de poesia. Por estranho que lhe possa parecer, em todo o mundo, há poetas a mais e menos leitores de poesia. Como muito bem sabe, qualquer pessoa faz um 'bonitinho' e isso parece literatura poética, quando na verdade não passa de um amontoado de palavras. Não e o seu caso, pelo que pude observar.

Depois de divulgado junto dos leitores de poesia e posso garantir-lhe que, regra geral, não são os mesmo dos blogue sem geral. O mercado é assim, as pessoas são assim.

Saber esperar, mas sempre em posição de 'observação'.

2)Custear do seu bolso a publicação de um livro completo de sua autoria, usando a chamada 'impressão digital' ou 'tecnologia digital', pois é um processo rápido em que se transforma na sua própria editora. Começar por fazer 50 a 60 exemplares para não gastar muito dinheiro e, aos poucos, consante a experiência, ir aumentando a tiragem em edições seguinte.

3) Até aqui, tudo bem, pois consegue editar o livro e pode organizar um lançamento a 2 níveis: no físico, convidando as pessoas apra um determinado local previamente consertado. Veja, na sua experiência pessoal quais são os sítios que recebem uns 5 amigos num fim de tarde simpático. Todos, ou quase todos vão comprar o seu 1º livro. Se esgotar nessa sessão pode ir à mesma gráfica e fazer uma 2ª edição, pondo na capa essa indicação: «2ª edição».

4) Colocar à venda os livros nos seus sites e blogues para o público internet.

5)Pelo meio deve aderir a tidas as sites ou páginas literárias coletivas que existam no Brasil para se dar a conhecer.

6) Assim, aos poucos, vai rendo reconhecida e aprovada e conseguirá ter a sua obra em 2 formatos: o digital e o pela. Os livros em papel t^m um satus que os digitais ainda não consegiam, devido à rapidez em que tudo é feito.

7) Há muitos outros processos pelo meio de criar um selo próprio e dar-se a conhecer.

8)Fazer parte das lista de escrtores. Há sites especializados para isso.

Enfim, aqui meia dúzia de ideias ideias para acarinhar definitivamente o sonho da sua vida, que é ser escritora, principalmente de poesia. Aqui eu poderia dizer algumas coisas sober o que significa sermos 'leitores a sério', mas não quero magoar os leitores modernos, que andam cheios de pressa.

Acho que está na hora de você ler um post meu, este aqui 'És um patinho feio ou cisne lindo'. que muito vai a ajudar na reconstrução interna.

Só quis deixar soluções práticas.

Estou à sua disposição.

Abraço amigo

António

Nika disse...

Poxa Glorinha, fiquei indignada e tenho certeza que vários leitores do seu blog como eu compartilham com vc esta raiva que vc está sentindo e tem todo direto não apenas de sentir mas tambémd e extravasar.
Desejo que vc possa depois que essa raiva passar, olhar pra frente e pensar e um outro caminho para realizar seu sonh, tenho certeza que vc é uma guerreira de fibra e que vai tirar alguma lição disso tudo e muito em breve eu terei seu livro aqui na minha estante e com certeza eu recomendarei pra muitos amigos.
Mta força pra vc.
Bjs e abraços.

Kelly disse...

Votei no livro sim, voto duas, três, quantas vezes for preciso!!!! Libera essa raiva ai, por que ninguém é de ferro. E depois quando estiver mais calma, reflita sobre os acontecimentos, para que não aconteçam novamente. beijos
Desistir nunca!!!

Françoise disse...

Amiga ,

Você tem todo o direito de sentir raiva, mas não fique se culpando ou se desculpando.
Tenha certeza que seu talento está ai, dentro de você, isso nunca nem ninguem irá lhe arrancar.

Os amigos servem pra nos ajudar a ler as páginas que não conseguimos entender muito bem. Penso que expor sua "raiva" aqui no blog, ajuda e alivia sua dor estabelecendo com aqueles que te amam, uma comunhão, uma partilha, um jeito bonito de ter coragem de contar sobre as nossas vergonhas. Porém não deixe esta realidade te escravizar, liberte-se dela e siga em frente.
Te adoro também minha amiga! Força!

Abraço apertado.
Fique bem e curta seu final de semana.

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Oi minha flor linda!
Eu não perdi tempo algum votando em vc, foi um imenso prazer! Não se julgue idiota flor, idiota foi quem fez isso com vc e com aquelas outras pessoas de boa fé.
Gostei da maneira como vc escreveu no final do post, á assim mesmo que vc deve pensar e acreditar querida. Desejo que os seus dizeres se tornem profecia, e assim será!
Um beijo grande e obrigada sempre pelo seu carinho.

Flores e Luz.

Desconstruindo a Mãe disse...

Pô, Glorinha, "falou e disse". Se colocar na berlinda é uma tarefa árdua...

Vejo que tua raiva também tem razão de ser, mas nós que curtimos tanto ler tuas palavras estaremos na torcida pra que este blog e teus outros escritos sejam publicados para que outras pessoas tenham a sorte de te conhecer!

Um lindo fds, obrigada pelo carinho!
Ingrid

Bordados e Retalhos disse...

Glorinha não sei porque o seu primeiro comentário sumiu. Aqui eu não preciso aprovar os comentários eles são postados direto, por vocês. Está melhor amiga? Espero que sim, fiquei mesmo preocupada com vc. Bjs

orvalho do ceu disse...

Oi, querida Glorinha
Estamos no meio da tarde e muito contemplada estou com sua iniciativa tão educativa e que causa o Bem... pois integra corações e sentimentos... pensamentos... lições de vida...
Vou continuar a me deliciar com os posts dos amigos... mas quis dar uma passadinha pra perguntar pra vc se está mais calma e feliz com tudo o que está colhendo no dia de hoje, amiga?
Vc está fazendo um bem enorme na blogosfera...
Tenha serenidade e saboreie o que plantou para nós e por nós.
Bjm

Mila Viegas disse...

Guxa,
Não se envenene mais com esse sentimento, apesar de eu saber muito bem como é. Sinto parecido, estou passando pelo mesmo e certamente só estou conseguindo lidar melhor com tudo porque você está comigo. Você estar comigo significa muito pra mim porque só você, neste momento, sabe o que eu to sentindo.

Eu não imaginava que hoje seria um dia de lágrimas pra mim. Mas estou só, ou melhor, eu e minha paisagem na janela e os meus bichos... Então eu posso chorar sem preocupar ninguém. Não gosto de preocupar as pessoas.

Eu agradeço a você, pela companhia, por tudo. Eu agradeço a vida, pois diante de uma coisa chata como esta ela conseguiu me dar uma baita amiga, você. E eu tenho certeza que independente das puxadas de tapete, o que é nosso, é nosso. Ninguém neste mundo é capaz de aniquilar talento, criatividade, e a essência de ninguém.

Te amo!

Macá disse...

Glorinha
Eu sei tudo o que você está sentindo, ou estava! Era real, verdadeiro, mas deixe pra lá.
Sua alma de escritora não pode ser envenenada por esse sentimento horroroso da Raiva. Passou. Vamos em frente. Gostei dos conselhos do Antonio Rosa, você vai seguir alguns?
E estamos aqui, seus amigos virtuais, outros que já se tornaram reais, assim como eu espero que aconteça com a gente logo, logo.
Um beijo

Regina Rozenbaum disse...

Oi Glorinha.
Fui visitar a Izabel/Manuel/Lia e ler sobre a blogagem coletiva de hj, que é tema como a inveja: todo mundo nega que sente/tem de pé juntim rsrs, e me deparo com essa violência! Já que me deu a palavra só tenho uma a soltar: TAQUEOSPARIU!!!! E como digo prá mim mesma nessas horas: Fooorça na peruca!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Crica Viegas disse...

Glorinha
Fiquei completamente passada ao saber o que vc e Mila estão enfrentando. Mas que isso não derrube a sua estrela, que já tá brilhando, viu?
bjs

Luma Rosa disse...

Glorinha, acho que deve deixar a raiva de lado - sei que é difícil porque envolve outros sentimentos - para poder tomar atitudes racionais. O que eu puder fazer por aqui, estou a disposição.
Sua raiva vai passar e quanto essa moça será que tem consciência do que fez? Eles possuem uma página no orkut, será fake também? E é triste ver as pessoas sendo enganadas!! Mas acredito em punição, uma hora a casa caí!!
Publiquei meu texto somente agora de tardinha!!
Bom fim de semana! Beijus,

Kilzer disse...

Eu votei e continuarei votando!! Seja para Frankfurt, Espanha, México, França ou Itaipú!!
Usando incidentalmente uma frase do Chico Xavier, agora é recomeçar e fazer um novo fim para essa história...
Confiamos no seu talento!
Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Meus amigos, estou esgotada! Emocionada e muito entristecida. Mas ao mesmo tempo, renovada em amor, em amizade, em carinho.
Amanhã respondo a todos, tá? Grande beijo e meu muito obrigada.

Quiane disse...

querida, vim pelo blog do ale uma pessoa que admiro muito.
Não deixe que a raiva esgote suas energias.
Eu prefiro ser inocente,boba, infantil, do que totalmente esperta, maliciosa ou sei lá o que.
Vc provavelmente tem o que eles nunca terão: Dom.
Use a sua energia pra criar.
E aprenda com os erros.
Força
Quiane
www.arte-com-quiane.blogspot.com

Vivi disse...

Não estou conseguindo te mandar um recadinho....
sei lá o q acontece...
tomara que este vá !!!
tb fiquei chocada em saber da tremenda falta de respeito poara com vc e todas as outras pessoas!!!
este é o mundo q vivemos!!!
Mas têm coisas q ninguém e nada pode nos tirar... podem até tentar!!! principalmente aqueles q não tem!!!
e vc tem demais !!!
é feliz....
educada...
gentil...
inteligente...
etc...etc...
e pra fechar tem um sorriso lindo!!!
Vamos em frente né maninha!!!!
bjs

Lúcia Soares disse...

Glorinha, já avise a Leci.

Amiga, espero que saia mais fortalecida disso tudo.
Estou com você e com a Mila, se precisarem de protestos, de postagens, qualquer coisa que possa ajudar.
Ninguém as derrubará.
Estão mais fortalecidas, embora a raiva deva ser muita.
Repira fundo, e vá em frente!
Beijos!

Inaie disse...

Glorinha, li seu post e tenho que discordar de voce.

EU SOU ESCRITORA SIM! EU ESTOU COM MUITA RAIVA SIM! EU FUI UMA IDIOTA SIM!

E escritora sim, esta com muita raiva ( e com toda razao), mas voce nao foi uma idiota coisa nenhuma.

Idiotas sao eles, imbecis sao os que te enganaram, que te enrolaram...

A verdade e que nao ha idiotice nenhuma em ser credula, em ser do bem. A idiotice esta exatamente no contrario!

Forca e vamos a luta. O seu talento vai superar esse tropecao, e quem sabe essa historia nao vira um conto, uma poesia ou mais um livro??

Espero te ver nas bancas!

Bj

www.inaier.blogspot.com

Glorinha L de Lion disse...

Meus queridos, confesso que estou esgotada, preciso continuar com meu livro, mas estou sem forças. Preciso de uns dias, antes de voltar com força aos meus escritos, me perdoem, mas não vou responder um a um. Meus meus sinceros agradecimentos a todos os que vieram aqui, me deixar seu carinho, seu abraço.
Obrigada ao amigo Antônio pelas preciosas dicas sobre publicação, obrigada pelos novos amigos que vieram se solidarizar comigo. Saibam que cada palavra, cada beijo que me enviaram me fizeram um bem enorme. Minha eterna gratidão a todos vocês. Prometo depois, com mais calma, visitar a todos que ainda não conheço.Beijos e obrigada.

Misturação - Ana Karla disse...

Glorinhaaaaa!
Quase não chego aqui.
É que estou meio enrolada esse final de semana.
Vim marcar minha presença na blogagem.
Xeros e bom domingo

Gina disse...

Glorinha,
Voltei da minha curta viagem e vim conferir o que andei perdendo esses dias.
Há mentes voltadas para enganar, passar por cima dos sentimentos e sonhos alheios, por isso esses golpes acontecem.
Espero que já esteja mais calma e animada.
Bola pra frente!
Bjs.

Bleeding_Angel disse...

Nuss... a proxima coletiva eh amanha e eu agora q to te visitando *vergonha extrema*. Mas eu jah tinha lido seu post, naum sei se vc le as respostas no meu blog, mas eu li a todos, soh naum comentei a todos, ando meio ausente da blogosfera por motivo de saude, algo q surgiu inesperadamente tbm pra mim e tem me tirado a paz, mas desculpe, apenas divaguei aki.
Glorinha eh impossivel naum sentir raiva ao ler isso, essa gnt cruel, ma, q se aproveita dos sonhos alheios pra deturpar, enganar... naum tenho palavras pra descrever alguem assim, naum msm.
Mas como kda dia eh um novo dia, fiko mto mais aliviado agora do q qndo li pela primeira vez este post. Pois vejo o qnto vc eh forte, renasce das cinzas como a fenix e nos ainda havemos de ter o prazer e a honra de ler mtos escritos seus. =)