quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ontem, Hoje e Sempre

Mais uma vez venho aqui pedir mil perdões a todos vocês.
Estou sumida mesmo e infelizmente, vou ter que ficar assim, por um bom tempo. A não ser às sextas feiras e, de vez em quando, assim que puder dar uma fugidinha para vir aqui e visitar um ou outro blog.
Mas garanto que é por uma boa causa.
Ando também muito, mas muito desanimada com o país. Não foi esse o país que sonhei para mim, para os meus filhos e netos.
Estou cercada de livros por todos os lados e mergulhada em 100 anos de pesquisas. Não é tarefa fácil. Está sendo um mergulho num passado que é igualzinho ao presente e por isso mesmo, está sendo duríssimo ter consciência de que não há esperança de futuro para nossa gente. Não nos próximos 100 anos.
Estou sendo pessimista demais? Pode ser.
Mas vejo os mesmos problemas, iguais, idênticos aos do início do século passado se repetindo e piorando, num círculo vicioso.
Quando vejo alguém esperançoso ou dizendo que tudo está melhor, tenho vontade de dizer: Coitado, esse aí mora num país imaginário...
Estou farta de abrir os jornais e ver tantas coisas que se repetem, ano após ano.

No jornal dessa semana falam sobre uma nova lei que ameaça acabar com 88% da Mata Atlântica, em áreas destinadas à preservação. Eu já vejo isso acontecer, aqui, do meu lado, todos os dias. Sem que ninguém tome conhecimento ou apareça.
Favela da Providência - hoje, em 2010 (foto Bruno Rizzo)

Li ontem, que meninas entre 7 e 8 anos já estão na puberdade, menstruando, inclusive. E que cientistas estão estudando esse fenômeno, que já é mundial. Já até falei nisso aqui no blog. Falei na exposição exacerbada ao sexo e à danças, filmes, programas excessivamente voltados ao sexo, que estão alterando os hormônios e a sexualidade das crianças, fazendo com que essas alterações hormonais as tornem "mulheres"quando ainda são crianças. Não é à toa que nossas meninas e adolescentes estão engravidando cada vez mais cedo, mesmo com toda a orientação e veiculação de métodos contraceptivos que há hoje em dia.
De um lado, o alerta e a prevenção, do outro a exacerbação e banalização da sexualidade.
Que confusão na cabeça das crianças!
Favela da Providência no início do Século XX.

Para terminar, já que a lista é imensa e não vou ficar aqui falando em desgraça, mais do que já se vê no dia a dia, tocarei num assunto que atualmente me causa repugnância: essas nojentas eleições de outubro, onde seremos obrigados a cumprir nosso dever de cidadãos.
Termino então, com a maravilhosa síntese do brilhante, irônico e debochado colunista do Globo, Jorge Bastos Moreno, sobre o primeiro debate dos candidatos à presidência desse pobre país:

"Dilma e Serra mostraram que são candidatos do Lula. Marina, não. Ela é candidata só do PT.
Plínio, da Preta Gil e de todos os movimentos sociais."  E eu acrescento: e dos twiteiros.

Pobre Brasil, que parou no ano de 1900 e esqueceram de avisar.

27 comentários:

manuel marques disse...

Oi querida amiga, o que interessa é o que nos vai na alma,há mais vida além da bolgosfera, volte sempre que puder . Durma descansada os amigos, os verdadeiros nunca a esquecem.

Beijo.

Glorinha L de Lion disse...

Querido amigo, como homem extremamente inteligente que é, sei que me compreende. Mas há pessoas que ficam magoadas pq não comentamos ou não vamos aos blogs amigos. Estou sem tempo! E há vida e como há, fora da blogosfera sim! Alguns de nós sabemos, outros não. Mas o que importa é sei que meus verdadeiros amigos estão comigo, em qq situação. Beijos meu querido e obrigada por teu carinho.

Socorro Melo disse...

Glorinha,

Sabe que me senti assim, quando li o livro, Mauá - Empresário do Império? A corrupção, a malandragem, os conchavos, as safadezas, já existiam, e continua tudo igual. Confesso que não acredito em mudanças a curto prazo.
É uma pena.

Beijos
Socorro Melo

Glorinha L de Lion disse...

Tudo Socorro, tudo continua igual e em alguns casos, até pior!
Triste...bjs.

Beth/Lilás disse...

Maninha,
Mas lembre-se que o brasileiro já encaixou aquele jargão "sou brasileiro e não desisto nunca". Acho que é isso, não queremos desistir desse país lindo, rico em recursos naturais, quase um continente, cheio de belezas mil, entretanto, está tudo como antes. O que fizeram é muito pouco para desalavancar o progresso, precisamos principalmente da Educação e Saúde para o povo em geral.
As pessoas aceitam as migalhas que são dadas, enquanto os políticos nadam no dinheiro, enchem bolsos e cuecas como vimos nestes últimos anos.
Eu vi uma boa parte do debate entre os presidenciáveis, mas a todos que perguntei na segunda feira, ninguém tinha visto, alguns nem sabiam, outros não tiveram paciência e por aí vai, criticam, mas não se informam e são esses que reclamam de tudo ou acham que está tudo maravilhoso, principalmente a quem fica dentro de uma zona de conforto e não se envolve com a vida.
O povo neste país sofre desde sempre como você bem ilustrou com as favelas do início e de agora, tudo na mesma.
Ahhh, não! Esqueci de dizer que agora, em breve, ao invés de construirem no Rio mais linhas de metrô, trens ou transporte necessário, o que já se vê é um imenso e caríssimo teleférico que vai aparecer para todo mundo ver que fizeram algo para a população carente, ligando uma favela à outra.
Quando estiver pronto o governo federal vem com sua troupe juntar-se ao governo estadual para a inauguração do monstrengo suspenso.
Ah, valha-me Deus!
É querer tapar o sol com a peneira e viver de migalhas.
Chega! Falei demais!
bjs cariocas

Deia disse...

Oi Glorinha! Cheguei aqui faz pouco tempo, mas é tão clara a sua sempre disposição em interagir com todos que lhe visitam, que somente alguém muito egocentrado poderá se aborrecer com sua ausência!! Como você disse, há vida (e nela temos trabalho, filhos, papagaio, periquito, contas para pagar, e a lista não para de crescer!) fora da blogosfera, e somente quando essa está em ordem é que podemos relaxar e curtir essa brincadeira gostosa que é visitar a "casa" dos amigos na net.
Da minha parte, sempre que você tiver uma chance e vier correndo deixar uma palavrinha no seu café, pode ter certeza de que aqui estarei, para dividir o bolo! Um beijo, até sexta-feira! Deia.

Chica disse...

São tantos os problemas,não?

E o pior é que com essa camarilha atual e os que podem entrar, a coisa tá cada vez mais preta.

Vamos torcer pour um milagre...Mas não deixa isso afetar tua paz interior, senão...aí sim , vai tudo pro saco,rsrs

beijos,chica

Belocas disse...

Gosto bastante de ler estas crónicas que vc faz. Grandes verdades! Mas qualquer país necessita de defensores que toquem nos pontos fracos e dão os alertas.
Aqui está um importante alerta vermelho...para o Brasil, mas também para muitos outros países que seguem políticas em que o povo está cada vez mais pobre, com maiores dificuldades economícas e educacionais.
Mantenha este olhar critico sobre o seu pais e continue a colocar o dedo nestes pontos fracos.
Um grande abraço

Isadora disse...

Glorinha, sem dúvida sua falta é sentida, mas como você já bem escreveu por aqui, tens um objetivo, uma meta em sua vida e é natural que esteja canalizando sua enregia para isso. Se não formos atrás de nossos sonhos, eles não nos serão servidos em bandejas de prata.
Pessoas que precisam batalhar para conseguir o que querem e que não tem as coisas nas mãos tem que correr mesmo.
A vida é gratificante para aqueles que batalham para conquistar.
Nos veremos na sexta-feira.
um beijo

Tati Pastorello disse...

É Glorinha, estou arriada com estas eleições... Não há em quem votar... Piada de democracia...
Beijos.

Mari disse...

Tome seu tempo, Glorinha! Tenho certeza de que a nossa espera será recompensada com belos textos por vir.

Eu estou farta dessa sexualidade gratuita em todo o lugar no Brasil, o povo que nao tem Educação de qualidade facilmente cai nessa na rede.

Mais valores morais,cidadania e Educaçao! Seria mt melhor do que essas bolsas criadas pelo governo.

Mas eles sabem, Educação para o povo é uma arma, e por isso não se coçam, querem continuar fazer das suas sem serem incomodados.

Tb concordo com vc, progresso no Brasil, não será nesse século.

Catswhiskers disse...

Bom Dia Glorinha.
Gostaria de pedir emprestadas suas palavras `Não foi esse o país que sonhei para mim, para os meus filhos e netos`... pois eh, tambem penso que o Brasil parou no anos 1900s.
Tenho muita sorte que ainda posso viajar no tempo... (quero dizer que morando na Europa tenho a oportunidade de retornar ao Brasil de vez em quando).
abracos
Gina

Vicentina disse...

Olá Glorinha querida, descanse, medite, faça o que achar necessário para seu bem estar, mas venha sempre aqui, escrever bonito.
Quanto aos problemas deste nosso país, estes acho que tão cedo não serão resolvidos mesmo, então como dizia minha vó "Não se preocupe com aquilo que vc não consegue mudar" senão a gente enlouqueçe.
Não ando nem pensando em eleções só vou la votar porque é obrigatório senão nem ia.
Grande Beijo

Maria Lúcia disse...

Oi
Eu não sei porque esse
povo não acorda pra vida.
Deixa os filhos por conta
dos professores.
Não tem mais tempo
pra cuidar da educação familiar.
Eu acho que nós temos que compra
um pedaço da mata e cuidar,
fazer uma cooperativa de socorro
salve o mundo dos políticos.
Beijos...
Lúcia.

Coisasdemenina disse...

É o país está bem difícil meesmo.
Mais com um pouco de conscientização da população tudo se resolve ^^.
Beijos

Bombom disse...

Oi, Glorinha! Aí como cá, deste lado do Oceano, tudo na mesma. O nosso rei D. Carlos em finais de 1800 já dizia que "Portugal é um país de bananas governado por sacanas". E nós somos irmãos, não é? Quando se mergulha nas nossas Histórias encontramos sempre os mesmos nomes (de ontem iguais aos de hoje), as mesmas atitudes, a mesma corrupção, a ganância, etc...
Cá em casa já deixámos de ver TV há muito. Os média só nos mostram as desgraças que são muitas, mas não mostram o que se faz de bom e, felizmente, é muito mais.
Não te deixes abalar por isso! Mantém a Esperança no Homem Bom que felizmente ainda existe, embora às vezes pareça que está em extinção.
Quanto às visitas aos blogs, não te preocupes. Só quem for mesmo mesquinho é que visita um blog para receber mais visitas. Eu sei que há muito disso, mas não me interessa nada.Eu só visito quem gosto!
Bjs. Bombom

Leci Irene disse...

Boa tarde, Glorinha! Eu acredito que podemos ainda fazer alguma coisa - gritar, falar, carregar cartazes, chamar a mídia... e, fazer o que está ao nosso alcance. Alguma coisa de bom deve ter acontecido nestes 100 anos. Alguma coisa devemos ter feito. Alguém deve estar ouvindo nossas vozes. Toca depois aos que ficarem, as gerações depois da nossa, a continuação do trabalho....

Leci Irene disse...

Hummm,, snif,snif...não encontrei meu blog na relação da Blogagem Coletiva.... http:// lecirene.blogspot.com

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Pra te animar um pouco: fui lá no blog da sua filha. Fui hoje, pra visitar com calma e um bom sentimento (nada de ir lá e ver tudo correndo, com a cabeça atribulada, sabia que ia encontrar coisa boa e quis aproveitar tudo calmamente) Adorei!Parabéns pela filha que vc tem, Glorinha.

Vc trava uma verdadeira guerra dos cem anos.
No seu caso, vc luta contra a indignação, a frustração, o cansaço. Eu te entendo, pq é revoltante ler algo de cem anos atrás que poderia ser notícia de hoje. Nada mudou, nada muda. E se muda, piora. Confesso que choquei com a favela em dois tempos.
Segue-se a vida do "país com grandes potenciais". O país do futuro, pois o presente não muda.

Triste, um desperdício. Um país tão bonito, que tem tudo para liderar nesse mundo...

Não te vejo como pessimista. E sim como indignada. Porque as coisas tem que ser assim? E continuar assim?

Eu me assusto mesmo com a perda da infância. Há tempo vemos criança sentando na garrafa desde os cinco anos, rebolando, erotizadas. Perdendo talvez a melhor fase de suas vidas se tornando mini-biscatinhas.
Mundo que não tem condições para compreender. Se nem adulto entende o sexo...

Eu não te cobro visita, comentário no blog, não. E se venho aqui, é por prazer.
Um dia posso ser eu que esteja tão ocupado que não possa vir. E sei que vc me entenderá.
As pessoas precisam entender que, ao ler um bom post, visitar um blog, já estamos ganhando. Lemos um texto que está prontinho, que alguém teve o trabalho de pensar, refletir, pesquisar. Ou seja, não é visita de cortesia e sim visita que nos brinda com algo bom.

E amanhã vamos caprichar na blogagem!
bjs e boa inspiração!

Nilce disse...

Oi, Glorinha

Além da situação horrorosa, estou achando que além de não ter em quem votar, perdi os motivos de esperança para tal.
Gostei do desabafo. É também nossa opinião.
Amanhã nos leremos,rsrs.
Apesar das minhas "ites" tão atacadas, vou tentar escrever algo aqui.

Bjs no coração!

Nilce

Maria Izabel Viégas disse...

Minha escritora favorita!

Ora, ora... claro que vc tem que descansar UPS... lendo mil livros!
Faz tudo que te dá prazer, glorinha linda!
Vc merece!

Querida, estamos todos nós, brasileiroa e brasileiras, com este sentimento de desolação.
Amamos tanto este Brasil e parece que tudo está fora de nosso controle.
E está mesmo... cada um de nós pode sim, lutar com as "rmas" que tem.
Instruir , publicar artigos como os teus é uma destas formas de luta.
Penso sempre, amiga, será que o mundo mudou?
vezes meu marido fica revoltado... êta ariano arretado!
E eu lhe pergunto se na época dos Senhores Feudais, da Escravidão, ou Há séculos e séculos o mundo não convivia com esta exarcebação de poder, arrogância , burrice e um povo que não se rebelava.Comia as migalhas...
Temos que ter consciência e nunca enfraquecer!!
Amada, vou postar na blogagem no sábado, viu?
Me aguarde!!! A inveja chegará...atrasada!
Beijos , muitos!

PS. Estou tão feliz e tão orgulhosa por vc, amiga. São estas alegrias que nos alentam o coração, sabia?

Regina Coeli Carvalho disse...

Passei pra tomar um cafezinho, deixar um carinho e dividir com você essa decepção. Triste em pensar o que vem por ai.
bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Beth, falar o que depois disso tudo? só me resta dizer novamente: Quero ir pra Pasárgada!bjs

Oi Chica, minha paz interior já anda em pé de guerra faz tempo...não há como ficar em paz vendo esse país cair de podre, pois já passou do tempo em que era o país do futuro, né? bjs

Oi Belocas, obrigada, eu queria muito que não houvesse mais ferida pra colocar o dedo...mas são tantas as chagas, enormes, que só cirurgia plástica resolve! bjs

Oi Isa, obrigada pela compreensão, sei que meus amigos, pelo menos a maioria, me entendem. Bjs.

Oi Tati, show de humor perde né? bjs.

Mari, concordo com tudo o que disse. Bolsa é que vence eleição e não educação. bjs.

Gina, vc é que é feliz! Pois continue aí se puder, porque vai ficar pior do que já está viu? bjs

Oi Vice, sinceramente, do jeito que as coisas estão, preferia não votar. Não tem opção dessa vez. Estou enojada. bjs.

Maria Lúcia, não entendi nada, desculpe...o que vc quis dizer mesmo? Será que meu tico e teco estão zuretas???? bj

Coisa de Menina, vc acha mesmo? Conscientizar quem? O povo que recebe bolsa em troca de voto...?sorry my dear, acho que vc está no país errado. ou então eu... bjinho.

Oi Bombom,Querida! Eu adoro os irmãos d'além mar, inclusive tenho sangue português em minhas veias, mas ô colonizaçãozinha sem vergonha viu? Deu no que deu...tanto aqui como aí nada vai bem...pena...Queria bem mais para nossos povos e países. beijos amiga

Oi Leci, é o que venho tentando fazer! Não sei pq seu blog sumiu. Semana passada estava aqui não estava? Bem, já está resolvido, ok? Me perdoe. bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Ale, mini biscatinhas! É isso mesmo! Filhas de biscates, biscates serão...e sem educação de base, sem uma escola pública que preste, o futuro será negro meu amigo! Nem preciso dizer que sabia que vc me entenderia...que legal que foi lá no blog da Thaís. Ela me disse que foi no seu tb! Fiquei feliz! Bjs até amanhã!

Nilce querida, larga essas ites menina! Eu tb tô cheia de ites...nem ligo, já basta as ices que a gente atura: Burrice, Idiotice...etc...hehe
Até amanhã, nos "leremos" sim! Bjs.

Maria Izabel my darling! esse país esqueceu de si mesmo lá nos idos de 1900...e ainda falam em páis do futuro...só não dizem quando será esse futuro, nem pra quem...ô cambada...Tô de saco cheio...vontade de pegar um trem pra lua, pq até o expresso 222 do Gil foi pra lugar nenhum!Te espero então no sábado. Tá orgulhosa amiga? Vai ficar mais ainda, brevemente!bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Oxe Regina, nem me fale...sirva-se do café que está quentinho, pois o resto minha amiga, tá frio, morto e podre...ui bjs.

marcelo dalla disse...

Amiga querida!!!!!!]
Concordo com vc, às vezes a indignação bate forte.
Mas damos poder à violência, ao feio e à ignorância falando deles e olhando pra eles.

Pensei em vc quando fiz os posts de mandalas, imaginei que ia gostar. Pode levar quantas quiser. Qual sua cor e seu numero predileto? Posso criar uma pra vc!!!

bjossss

Glorinha L de Lion disse...

eba! vou lá pegar. gosto do número 9 não sei pq e cores, gosto de todas...não sei qual é a do meu signo, virgem, vc sabe? obrigada bjs.