sábado, 14 de agosto de 2010

Luz!


Quero contar uma estória, um caso que aconteceu comigo há alguns anos atrás e me magoou muito, pois essa pessoa era minha melhor amiga. Pelo menos eu achava que era.
Essa ex amiga tinha uma situação financeira maravilhosa, era feliz com o marido, só que o marido era um babaca em quem ela mandava e desmandava.
Apesar de babaca, ele era muito bonito...Ela era feia e andava igual a um perdigueiro atrás dele, mesmo ele sendo apaixonado por ela. Eles tinham dois filhos inteligentes, mas completamente dependentes dela. Ela dava as ordens, ela resolvia tudo, em suma, era o homem da casa, a que ditava as regras e ponto final.
Pois essa criatura tinha inveja de mim. De que? Acredito que da minha espontaneidade, da minha "luz", do fato de viver bem com meu marido e filhos, com cada um vivendo sua vida independente. Amorosos, mas independentes. Moral da estória: a filha dela via na minha filha, que sempre foi muito bonita, a sua ídola, pois minha filha era linda, muito simpática e era o centro das atenções onde quer que fosse e ela, coitadinha, sem sal e nem açúcar, apesar de ser uma boa menina e inteligente, vivia à sombra da minha. E, à sombra da mãe. Ela não dava um pum sem pedir autorização à mãe. Totalmente sem personalidade a coitadinha.
Então o que essa pessoa invejava em mim, a amiga sempre dura, sempre com um carro mais velho, sempre com a situação financeira em altos e baixos? Justamente isso, minha liberdade de pensamento, minha inteligência, minha franqueza, e, hoje, com um olhar mais crítico, inveja da beleza e do carisma da minha filha e do fato de nós sermos expansivas, todo mundo gostar da gente, de eu chegar e dar abraços demorados, beijos. Ela era seca, rígida. Eu dei minha amizade a ela mais até do que se fosse uma irmã. Ela não, sempre manteve uma reserva. Enquanto eu era extrovertida, ela era trancada.
Ela invejava em mim o que ela não tinha. O que ela não sabia dar. E isso não há dinheiro que compre.
Não me eximo de culpas por nossa amizade ter terminado. Acho que também devo ter contribuído bastante para isso. Mas tenho certeza de que ela nunca parou para se analisar, para olhar pra dentro dela, de procurar suas culpas, suas faltas. Não era de seu feitio fazer isso. Ela era muito inteligente para umas coisas, para outras, era uma toupeira. E auto conhecimento e auto análise não eram seu forte.
Mas, sempre que podia, ela me ridicularizava, me denegria diante dos outros, contava o que eu tinha feito de errado, eu, muito desligada, vivia fazendo besteiras...Nessa fase da minha vida, eu comecei a achar que eu não era inteligente, que eu era burra, que ela era mais inteligente que eu e coisa e tal e, comecei a me sentir inferiorizada. Essa fase da minha vida foi terrível, pois a minha auto estima caiu lá no pé. Cheguei a ficar com gastrite, sentia um bolo na boca do estômago dia e noite.
Tenho a mais absoluta certeza que ela se sente vítima do nosso rompimento até hoje, de que foi por minha causa e só por minha causa que a amizade acabou. O marido babaca, por sua vez, era amigo do meu marido e se tomou de tanto ódio por mim, que não nos dirige a palavra. Em suma: um imbecilóide que nem consegue pensar com a própria cabeça...Que pena...tão bonito! Mas eu não queria um homem daqueles nem pintado de ouro!
Contei essa estória para ilustrar uma coisa que uma outra amiga me diz sempre: Quem tem luz própria, quem brilha, quem sobressai, ofusca quem tem menos brilho e isso gera inveja.A pessoa pode ter mais grana, ter uma vida melhor, mais confortável, ter tudo, mas vai sempre procurar puxar o tapete da outra que, ao seus olhos, tem o que ela não possui: Vida, vivacidade, alegria.
Resumindo: Há as estrelas luminosas ( sem querer me metidar, sou luminosa sim... hehe...modéstia é uma coisa que não combina comigo, como já perceberam...hehe) e há os que vivem à sombra delas ou querendo sugar sua alma. C'est la vie...
E eu tenho que aprender a parar de contar aos quatro ventos tudo o que acontece comigo de bom e de ruim.
Pois como diz a Luma: a inveja tem sono leve...Será que um dia aprendo? Pressinto que não...
Mas chega desse papo de inveja...ui, cansei!
Beijos, bom fim de semana pessoal!
Luz e Paz pra todos vocês!

35 comentários:

Crica Viegas disse...

Oi Glorinha
tô desde cedo tentando entrar na página de comentários, e nem sei se esse vc vai ver, a internet aqui tá doida...rs
Depois do seu desabafo babaixo, fiz um post-comentário
rs
bjs
Sei como é ser invejada, apesar de aparentemente não existir motivo. Mas pra quem inveja, não precisa ter motivo
bjs

António Rosa disse...

Glorinha

Excelente depoimento. De qualquer forma, como sabe, sempre atraímos para nós pessoas com quem temos que aprender alguma coisa. Neste caso, é não ser como ela.

Aproveito para informar que meu post para a blogagem coletiva da próxima sexta-feira já está feita, a aguardar a meia-noite desse dia.

Grande abraço.

Vivi disse...

Oiiiiiiiiiiiiiiii
Voltei... rsrs
Maninha seu post poderia ter sido escrito por mim sabia????
passei por isso...não uma...mas váriaaaaaas vezes...
amigas vêm e se vão.... e a vida me mostra q na verdade, aquelas pessoas não me fazem falta!!! e hj na minha maturidade percebo quantas se afastaram ...rs e quer saber??? agradeço por isso...
quando eu era menina ( faz temmmmmpo rsrs) sempre escutei: - quem não te quer não te merece !!! e isso ficou meio q incutido..meio não!! totalmente!!!! em mim rsrs
tenho poucas amigas e não preciso de mais do q isso !!! sempre fui uma pessoa que gosta dos outros sem tirar nem por...seu eu gosto é do jeitinho que ela me apareceu... e eu vou mudá-la???... nem pensar!!!!
e é isso q gosto quando é em relação a mim!!!!
se gosta de mim... gosta pelo q sou!!! não mudo pra agradar ninguém...
não falo o q querem ouvir...
e daí vai....
eu sou assim e c´est fini !!! oui!!?? rs
e até com este bloguinho... acho q todos já perceberam... coloco o q bate em meu coração para postar... e pronto!!!
independentemente se agrado ou não... eu coloco para mim"!!!!!...
Tem pessoas que têm o dom de nos diminuir.... pergunto se isso faz algum bem pra elas??? deve fazer né !!! rsrsrs poveretas !!!!
Tb já me senti burrinha... claro...óbvio... q reconheço que muita coisa desta vida sou ignorante... mas me valorizo pelo que acumulei nestes anos e tb por ser uma "fuçadora""" o q não sei vou no santo google de cada dia e aprendo !!!! dilíciaaaaa!!!!
mas deixar q qqer pessoa de faça sentir isso...même pas!!! uh lalá acho q acordei a la française rsrsrs
Agora cá pra nós !!!! somos felizes não é mesmo!!! o resto é resto Maninha!!!!
comme vous le dites, c'est la vie !!!
Um ótimo...l...
lindo....
iluminado....
pacífico...
final de semana pra voce et toute sa famille oui!!!
com muito carinho
da sua irmãzinha do coeur...rsrs
bjs

Vivi disse...

Oiiiiiiiiiiii
A internet aqui tb tá meio maluca... escrevi um comentário enorme e ele simplesmente sumiu...mas como sou brasileira... eu insisto !!!!rsrs
Então... eu havia escrito que seu post poderia ter sido escrito por mim... pois sei o q é isso e já passei muitassss vezes por situações assim!!!
Desde menina ( e olha que faz um tempoooooo viu!!! rsrs) eu escuto: - quem não te quer não te merece! e isso levo em mim....
amigas vêm e se vão... e hj quando lembro de certas pessoas eu agradeço por terem passado e nunca mais voltado!!!! aprendi com elas sim!!! aprendi que não devemos querer mudar ninguém!!! aprendi que as pessoas são o q são e pronto!!!!
eu sou assim !!!! se gosto...gosto do jeito que a pessoa é...pq mudá-la???? eu a conheci assim!!!!
e é isso que gosto com relação a mim!!!! se gostam de mim é pelo que sou ... sem tirar nem por... pois eu faço assim!!!!
não falo o querem ouvir só pra agradar!!!!
até no blog!!!! qdo coloco meus posts... coloco ali o q está batendo em meu coração pra colocar... é o q eu quero no momento e pronto!!!
não coloco pra atingir ninguém...!!!!
Hoje tenho poucas amigas... e me basta!!!! a maturidade nos faz ver e rever coisas e me agrada muito como vivo hj!!!!
me pergunto se diminuir as pessoas faz algum bem??? devem fazer pra algumas né!!! poveretas!!! rsrs
mais comment vous dire que c'est la vie... acho q acordei a la française hj rsrsrs
Querida
Tenham um final de seman
lindo!!!
iluminado !!!!!!
pacífico !!!!!!
pour vous et toute votre famille
bjs

manuel marques disse...

Um pouco de luz vence muitas trevas .

Beijo.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu gostei que esse post foi uma mistura do tema da blogagem passada com a que faremos nesta sexta!

Poxa, Glorinha...como já passei por isso que vc conta. Amizades em graus diversos que acabam por causa de gente sem auto-estima e de maus sentimentos. Não tenho filhos, mas até mesmo por coisas que fiz, consegui... vem o fulano ou fulana e se dói.

Uma coisa é triste, vc citou bem: a armadilha da grande amizade. A pessoa chega, como grande amiga, vc a adora. E ela te põe pra baixo. E vc acredita no que ela disse, porque é sua amiga. E se vê como menos, como lixo.
Talvez é isso o que ela fazia com o tal marido e filhos: colocava eles tão pra baixo que eles enxergavam nela uma tábua de salvação, alguém para admirar e sequer ousar se afastar/perder afeto. E ela tentou fazer isso com vc.

Muita gente vai torcer o nariz ao ler que vc se considera luminosa (e o diz). Vai achar que é coisa de metida, de exibida... porque bonito é ser feinho, pobrinho, doentinho, ganhador de bolsinha, machucadinho.
E tem os mirradinhos que acham que, ao lado da luz, vão se tornar luz também. São menos "maus", mas tb estão em erro grave, já que a luz está dentro de cada um.

Fazer sucesso ofende. Não importa a área que se faça sucesso. Porque é mais fácil querer o mal do que sacudir a peteca e ir buscar o que se deseja, ser algo melhor, ser gente melhor.

Assim é a vida... mas como temos luz, dizemos xô xô escuridão que nossa luz chega e ilumina tudo. Eh isso ai!
bjs e boa semana

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Crica, e a gente tb inveja os outros às vezes sem motivo. A diferença é que nós sabemos que invejamos e podemos lutar contra esse sentimento. bjs.

É verdade Antônio, sempre se tira uma lição, principalmente do sofrimento...agora mesmo nesse momento de minha vida, quando estava no fundo do poço, cheia de problemas e aflições, não fui buscar forças para escrever meus livros, em busca do meu sonho? Sempre a vida nos tem algo a ensinar...basta olhar com os olhos de ver. Aguardo seu post ansiosa. Beijos e um ótimo domingo de muita luz!

Glorinha L de Lion disse...

Vivi, maninha querida, por isso que gosto tanto de vc tb! Autenticidade, é disso que gosto! Gente que faz a gente se sentir inferior ou burra...isso tem aos montes, bobas somos nós que vestimos a carapuça e nos deixamos manipular, né? Eu, não mais! Aprendi muito com tudo isso e com a vida. Ser feliz é minha meta e fazer meus amigos felizes. o resto é o resto. beijão e muita luz mana!

Glorinha L de Lion disse...

Manuel meu amigo, disse tudo em poucas palavras. Um filete de luz ilumina a maior das trevas...um facho de luz por pequeno que seja...beijos e muita luz nos teus dias e noites!

Glorinha L de Lion disse...

Alê, quando estava escrevendo quase deixei pra postar na sexta que vem,pq tb achei que tinha muito a ver com auto estima, mas aí pensei, ah não, vou colocar hj mesmo pq é hj que estou com vontade de falar nesse assunto fedorento que ainda mexe comigo. Se tivesse esperado até sexta talvez não postasse, pensasse melhor...aí joguei na fogueira. Acho que tb é isso o que acontece quando a gente escreve, exorciza nossos demos internos, né? Quanto à "minha luz", nem ligo....sei que um monte de gente deve me achar metida (alguns já até me escreveram falando que sou arrogante). O que que eu posso fazer? Sei que sou, sei dos meus defeitos mas sei das minhas qualidades, não vou ficar me fazendo de humildezinha se não sou. E não sou eu que digo isso não...vários amigos e amigas me dizem isso, que eu tenho luz própria. Vou fazer o que: Fingir que não? Que sou modestinha, fingidinha que fico ouvindo elogios caladinha e modestamente negando...AH amigo isso não é comigo...tenho ascendente em Leão! Duplamente leão, no nome(que é do husband, diga-se de passagem...)e no ascendente...agora me diz se não tenho que ter orgulho da minha juba? Hehhe...sou explosiva e quem explode faz luz...é isso....obrigada amigão querido, teus coments me dão vontade de escrever, escrever....beijão!

Clau Finotti disse...

Oi Glorinha!
Fiquei até assustada com seu post, afinal parece que fui eu que contei essa história da minha vida e você só escreveu...rs...

E depois que li alguns comentários, vi que esse tipo de gente é muito comum. Eu espero nunca ser esse tipo de amiga de ninguém, pois já tive uma que tirava todas as minhas energias e auto estima.

Eu sempre fui espirituosa, mas distraída e com pouca auto estima, daí ela aproveitava esses pontos fracos meus e me detonava o ego.

Mas ao mesmo tempo colava em mim e imitava tudo que eu fazia, roupas, modo de agir, ideias (que ela dizia que eram delas e até a mim convencia disso). A coisa chegou num ponto que ela me tomava coisas emprestadas e jamais devolvia, e dizia que não estavam com ela. Acho que ela queria tudo que era meu, meio psicopata, acho.

Ora, ela ganhava muuuito melhor que eu, tinha carro, casa própria, tudo isso ao contrário de mim. Nunca entendi essa inveja toda. O ponto alto foi quando me casei. A coisa toda tomou um rumo tão intenso que resolvi um belíssimo dia simplesmente não FALAR NUNCA MAIS COM ELA. Simples assim. Isso já tem mais de cinco anos e FOI A MELHOR COISA QUE FIZ. Quando a vejo me sinto leve de não ter que dividir com ela a péssima energia que ela carrega.

Afff... desabafei!

Bjocas.

Clau

Glorinha L de Lion disse...

Clau, quanta gente passou pela mesma coisa, né? Amigas que não eram amigas, gente que quer o que não tem, tirando do outro, etc, etc...eu nem posso dizer que nunca mais passarei por isso, pois pode acontecer de novo, sim. pois me entrego e me dou desmesuradamente, aí, um belo dia a pessoa faz uma M sem tamanho. Pronto, pra mim morreu...não gosto de ser assim não...se eu não me desse tanto não esperava tanto e aí ficava tudo num meio termo né? Que afinal de contas é o melhor, como dizem os budistas: o meio. é isso querida, vivendo e aprendendo(?) sei lá eu...só sei que nada sei sobre os seres humanos...bjs.

Luma Rosa disse...

Ah, Glorinha!! Essa sua ex-amiga é típica. Acho que todas nós tivemos um encalhe deste em nossa vida! E essa inveja ligada a baixa auto estima geralmente afeta pessoas ligadas ao material, como disse, sua ex amiga era ligada em carrões, homens bonitos... uma versão feminina de umas machos babacas que conheço. São pessoas vazias que não tem o que oferecer pessoalmente, porque gostam do belo - se sentem pra baixo por serem feias e daí querem manipular - em contrapartida, percebeu que algumas pessoas feias na aparência, conseguem transcender o físico e são carismáticas e nos conquistam facinho, facinho? E se alguém nos fala que essa pessoa é feia, você logo rebate que essa pessoa tem uma beleza oculta. Infelizmente sua amiga sabia que não era assim e queria te anular. Um pena!
Mas como disse o António, tenho certeza que algo você aprendeu com ela!!
Nem fiquei com ressaca da blogagem coletiva. Estava com visitas em casa e nem pude visitar todo mundo :(
Boa semana!! Beijus,

Sissym disse...

As vezes nao percebemos que temos amigos ou familiares invejosos, quando finalmente percebemos, tambem descobrimos o quanto esta pessoa nos quis mal gratuitamente. Se afastar é muito bom, porque essas pessoas, por mais que tenham tudo, nada tem, porque não se amam. Como sempre almejam o que é dos outros, especialmente o brilho, roubam nossas energias.

Beijinhos

Camille disse...

Oi Glorinha,
Li seu depoimento corajoso e sincero, um desabafo.
Recentenemte
aprendi umas frases magicas para limpar essas magoas da cabeça da gente. Quando tiver um pensamento, uma memoria triste como essa, é para repetir para essa tal memoria dificil: Sinto muito, por favor me perdoe, eu te amo, sou grata. Ja experimentei e funciona sim, atua como uma oração. É bom. De um xamã havaiano.
Beijos Glorinha, fique em paz. Tambem nao gosto desse assunto, nao postei nada dessa vez. Ja senti a inveja tao densa em cima de mim como se eu pudesse cortar com serrote.
Beijos querida, boa sorte com seu livro e fique com Deus.
Cam

Glorinha L de Lion disse...

Oi Luma, não acho que baixa auto estima era o problema dela não. Ela era de família bem de vida e casou com um homem que além de bonito era de uma família tb muito bem de vida, aliás a família toda era ligada ao judiciário, não devo entrar em detalhes,rsrsrs...mas o cara é um fracote e ela, a decidida. Dava muita importância ao pedigree(nomes de família, etc) mas isso é típico de Niterói, quem é daqui, parece que tem sangue azul, mesmo quando não é P..A nenhuma...já até comentei sobre isso aqui no blog. Mas o problema de pessoas sem luz é esse, querem a luz, a simpatia, o carisma do outro e eu nem bonita sou. Mas sou simpática, isso sou...bem, deixemos os pobres de espírito pra lá né? Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Sissym, sabe que essa pessoa despertava o que havia de pior em mim? Descobri isso bem depois: baixa auto estima, raiva, ela tinha mania de menosprezar os mais pobres, os menos capazes, e eu, acabava entrando numa de tb fazer o mesmo. Como disse, não me eximo de culpas, tb tenho culpa. E ela tinha um lado bom, como todo mundo, só não era minha amiga e tinha inveja de mim, de minha vivacidade e alegria. C"est la vie, vivendo e aprendendo.bjs

Beth/Lilás disse...

Oi, maninha, cheguei!
Bem, você falou e todos concordaram que este tipo existe e aparece sempre em nossas vidas infelizmente, talvez para que aprendamos com isto a sermos mais antenados e menos pateta, acho que posso dizer assim, pois eu mesma já senti na pele o que é isso. Acontece que eu era pateta, luminosa, mas pateta, não enxergava o que estava à minha volta, a cobra e seu bote fatal, até o dia em que ela, a cobra, deu-me a fisgada definitiva aí eu fiquei com aquela cara do tipo "Ahhhhh é é!!!
A inveja tem realmente sono leve como bem disse nossa amiga Luma, mas nós temos obrigação, depois de casos assim, de tomar cuidado com quem a gente lida, com quem a gente abre portas e entra em nossa casa, com quem a gente vai logo se entregando de coração aberto.
Você é luminosa sim, eu posso atestar, mas eu sou daquelas que me aproximo para juntas acrescentarmos mais brilho sobre a vida e fazer vibrar boas energias.
um super beijo carioca e ... que frio é esse hoje?! (15 graus)

Isadora disse...

Glorinha, sem dúvida é uma situação muito triste. Não gostaria de conviver com alguém assim, mas acredito que houve uma tentativa de reverter ou passar por cima disso, ainda que não tenha havido êxito. Coisas da vida que sempre acabamos por entender mais a frente.
Um beijinho

Macá disse...

Glorinha
Sabe o que eu acho? Ainda bem que essa pseudo amizade terminou. Pessoas assim, deixam o ambiente pesado, e são um alívio quando se afastam. Agradeça sempre, e não se culpe. Eles nunca vão perceber.
beijos

Glorinha L de Lion disse...

É verdade Betita, esse tipo de enche existe aos montes, todo mundo tem algum "vampiro" pra contar uma estória...o melhor a fazer é nos blindarmos pra gente assim...Obrigada pelo "luminosa", vc tb é!beijos.

Isadora querida, tudo que não nos mata nos fortalece, já diz o ditado, né? Fiquei mais forte, felizmente. beijos.

Macá, muito verdade isso! Eles não percebem e nem se dão conta do mal que fizeram ou do quanto são obscuros...é melhor deixar que vivam a visa deles e nós, a noss...é o melhor a fazer. bjs querida amiga.

Yoyo Pizy disse...

Esse é o tipo de inveja que ultrapassa os limites, cai no descontrole e é muito nocivo.Mais nocivo para quem sente, acredito.
Bjos

Deia disse...

Oi Glorinha! A sua última frase do post é a que melhor sintetiza os aborrecimentos e constrangimentos que você passou enquanto essa amizade existiu e durante a ruína da mesma, e vou copiá-la aqui:"Mas chega desse papo de inveja... ui, cansei!". E é isso mesmo. Quando percebemos que o desconforto que aparentemente causamos no outro é o reflexo do sentimento ruim que ele tem para conosco, o melhor a fazermos é dar um fim ao relacionamento. Senão, alimentamos um sentimento doentio. Um beijo enorme, já muito animada para o próximo tema! Deia.

ELA disse...

Oi, Glorinha!

Corajoso o depoimento. Deve ser triste viver histórias como essa, eu ainda não passei por isso. Se passei, não percebi.

Não se preocupe com o que acham do que vc fala de si mesma, o papo do "linda, loura e inteligente" faz parte do seu bom humor. Bom, pelo menos eu vejo assim e não acho nada de mais, nem me incomoda. É um "pacote" de características suas que percebemos através dos seus textos e atitudes, acho bacana tanta energia positiva. Não vejo mal nisso. E esse negócio de modéstia e simplicidade é coisa do Brasil, do lado de fora percebo que o resto do mundo não valoriza essas coisas não. Se valorizam, está entre as características do finalzinho do ranking... hehehe.

Um abraço e uma boa semana.

Michelle

Cris França disse...

Glorinha

a gente sempre tem desses vampiros sugadores de energia por perto, quem nunca conheceu alguém assim?

acho que no fim fica mesmo a lição de que aquela, criatura pequena, ficou onde sempre esteve e tu querida, está aí, linda, poderosa, escrevendo um monte, ao lado da tua familia cheia de amor, vendo o sucesso dos teus filhos aflorarem, corajosa e prestes a alçar voo no mundo dos escritores.

nenhuma inveja tem poder querida contra você, nasceu para brilhar, é seu destino

e esse papo de inveja pra ser sincera tbém me cansa...rs

bjs no coração querida

Glorinha L de Lion disse...

Yoyo, verdade, nocivo, essa é a palavra...deixemos os insetos pra lá...beijos.

Oi Deia, é, o próximo tema tb vai mexer com muita gente...eu sou uma delas! hehe vamos ver o que sai daí, daqui e de lá...beijos.


Hehe Michelle, ainda bem que não me leva à sério. Tem gente que leva e depois fica por aí me julgando ou interpretando minhas doidices...ai me cansa esse povo sabe?
Sou polêmica? Sou
Sou doida? Também. Mas sou sincera e adoro meus amigos, pra mim, isso basta. Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Xii...Camille, esqueci de vc...daqui a pouco tem gente metendo o pau em mim, dizendo que eu não respondo aos meus leitores...ui...aqui vai: meu bem não creio nessas coisas, mas respeito quem crê. Se faz bem pra vc ficar repetindo um mantra, bota fé que funciona...isso aí...beijos.


Kkkk...Cris!Como é bom ter amigas...enquanto uns sem nem conhecerem a gente direito tascam pedras e paus, outros vem dar um afago no meu ego...como é bom querida ter amigas como vc...te adoro vc sabe, minha doce Cris. Eu morro de rir quando me levam muito à sério sabe? pq nem eu mesma me levo...não que eu não fale sério às vezes, mas quando debocho de mim mesma e as pessoas acham que estou me metidando é o máximo! Adoro! Luz? Claro que tenho, e tenho mesmo...vcs dizem e eu acredito! Beijos meu amoreco!

Luciana Håland disse...

Oi Glorinha, vim responder o comentário.

Bom, não te julguei não, nem fiz mau juízo de nada, aliás, nem me chateei também, o que eu quis dizer que votacão é aquela coisa, a gente tem que catar os votos mesmo pra vencer.

Achei muito interessante a campanha que as meninas estão fazendo, e deixei o comentário de que tinha tomado conhecimento da da votacão através de Beth (bom, depois vi no seu blog também) exatamente elogiando Beth como cabo eleitoral.

O que eu comparei do seu post e de você não ter agradecido a quem votou, não foi nem uma crítica, pode ver mais com uma dica mesmo, porque tipo assim, as pessoas vem e te agradecem, você deixa os blogs dela continuarem aparecendo aqui, se elas querem isso é bom ter nocão de agradecer, afinal as coisas funcionam assim e você tá certa. O mesmo com relacão à sua votacão, nem todo mundo avisou, mas acredito que é importante para você vencer, então seria interessante puxar mais o assunto, nem que seja agradecendo, entende?! É uma dica, não uma crítica, até se você deixa um comentário num blog em agradecimento, outras pessoas vão ver e de repente ficam sabendo e votam em você. Mas se bem que pela visão da inveja pode ser o contrário, galera ir e votar contra só por inveja, vai saber.

Não te critiquei nem julguei, eu disse lá, achei irado seu post, em todos os sentidos, no real da palavra e na gíria (irado = muito legal), você sente e você escreve, como alguém que näo tem papas na língua, expressa o que se passa com você, parece viver intensamente tudo, as iras, as alegrias, ... Acho interessante, não vejo como negativo.

Isso de blog é meio doido hoje em dia, são blogs demais, e como você disse, näo dá para visitar todo mundo, nem sempre dá para deixar comentário, e quando fazemos isso bate a ressaca mesmo, eu sou bem relax a respeito, não tenho contador de visitas, não estou podendo responder os comentários como fazia antes, e já deixei avisado pra ninguém se chatear, e tento visitar minha 'listinha' de blogs que acompanho sempre, mas toma realmente muito tempo. O importante é manter o foco nas nossas metas, e nem sempre isso nos permite tantas outras atividades.

Relaxe, não foi crítica, não foi julgamento, não precisava nem se explicar. Continuo vindo aqui, votei de bom grado, e amiga de Bethe de Luma(as quais só conheco virtualmente mas tenho muito apreco) com certeza é gente boa.
Espero que você venca essa votacão e realize mais esse sonho.

Super boa sorte!

Luciana Håland disse...

Ai, tentei deixar um comentário mas não deu certo, estou testando mais uma vez.

Luciana Håland disse...

Escrevi um montão e foi tudo deletado, uma pena...
Bom, comecando de novo...
Vim responder seu comentário sobre o meu comentário lá em Luma.

Eu não julguei e nem fiz mau juízo de você, aliás nem critiquei e nem fiquei chateada. O que eu quis dizer lá foi que votacão é isso mesmo de termos que catar voto. Eu deixei o comentário que votei aqui mais porque achei sensacional a campanha que as meninas estão fazendo para que seu livro venca. Foi através de Beth que fiquei sabendo da votacão, depois vi aqui, mas em primeira mão Beth me pediu o voto para você e dei de bom grado, até mais de um, e comentei exatamente por isso. Depois vi que Luma também estava na campanha, achei muito interessante.

Quanto ao seu post cobrando agradecimento, como eu disse lá, achei irado em todos os sentidos, irado de ira, e irado na gíria, de muito legal. Você parece não ter papas na língua, nem nos dedos, vivencia e expõe as coisas com muito sentimento e intensidade, acho isso positivo, por isso não foi crítica. Mas ao dizer que você também não agradeceu foi uma dica, porque um agradecimento, nem que seja um comentário em um blog, bota você em evidência de novo, e mais pessoas tomam conhecimento e podem votar em você. Já pelo princípio da inveja seria o contrário, as pessoas ficarem com inveja e votarem contra, mas prefiro ir pensando positivamente. Cada post, cada lugar que você tocar no assunto, vai evidenciar a votacão e fazer propaganda do seu livro que está concorrendo, sei que você sabe disso até melhor que eu, mas as vezes as pessoas ficam tímidas de estarem pedindo voto, mas é isso, não dá pra ser tímido nessa hora, hora do jogo. O que eu deixei no comentário lá foi essa dica. Acredito que temos que manter o foco nos nosso objetivos, as vezes, muitas, perco o meu, mas estou trabalhando isso, então foi isso também que eu quis dizer no comentário lá em Luma, sem explicitar tanto. Mantenha o foco nesse seu sonho, vá a luta, cate seus votos e venca (não tenho cedilha).

Nem sempre dá pra gente visitar todos os blogs, e muitas vezes visitamos, lemos e não dá pra deixar comentários, o jeito é abstrair, ou ressacar, kkkk
Sei que é de dar baita ressaca ler todos os posts da blogagem coletiva, a outra que participei confesso que só li os dos blogs que já conhecia e um ou outro que era novidade.

Você é amiga de Beth, que só conheco virtualmente mas tenho muito apreco, então já tá de boa no meu conceito, mas relaxe, nem precisava me explicar nada, como eu disse, foco é tudo.

Super sorte e espero que você realize mais esse seu sonho.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Luciana, então me desculpe vc. Foi um erro de interpretação. às vezes as palavras nos traem. Queremos dizer uma coisa e parece que falamos outra totalmente diferente. Se vc ler o post sobre o leão que escrevi ainda agora, vai pensar que foi pra vc. Foi sim, e pra outras pessoas que me julgam ou não aprovam o que escrevo. Mas desde já, se exclua dele então, já não foi nada do que eu entendi o que vc quis dizer. Eu é que peço desculpas a vc por ter te interpretado mal. Mas como tem um monte de gente precisando ler aquilo, que elas se incluam então no que eu quis dizer. Ui, ficou meio confuso né? Mas acho que vc vai me entender. Obrigada por sua gentileza. Beijos.

Luciana Håland disse...

Ah, já entendi, quando comecei a ler achei que fosse pra mim, mas vi nele muitas coisas que eu tinha dito, até as papas na língua ou nos dedos, mas parece até que vocë escreveu antes do meu comentário, mas enfim, estamos pensando parecido, interpreto você bem como você se descreveu.
Pois é, agora você captou meu comentário lá em Luma, ainda bem, kkkkk
E agora que li o seu já desconsiderei o do leão, se bem que achei legal também, que valha pra todos, mesmo que fosse pra mim, caso nem tivéssemos trocado os outros comentários e sanado o mal entendido, tava valendo, a gente tem que se defender mesmo.

Mas vamos que vamos, sucesso!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Luciana, realmente, não foi para vc, mesmo tendo sido um pouco...kkkk agora não é mais...mas tem gente precisando ler aquilo então pronto! estamos muito bem conversadas, de pazes feitas e de mais a mais, às vezes a gente interpreta errado mesmo o que L~e...eu mesma, vc, tantos ao lerem uma coisa entendem de outro jeito, né? desculpas aceitas, então vamos que vamos, Obrigada por seu voto, vamos que vamos! bjs.

Mari disse...

Glorinha, que história...Eu tenho poucos e bons amigos, e qd me proponho a ser amiga tento dar o melhor de mim.

Já sofri com a separação de uma amizade há pouco tempo. Foi a minha primeira e espero que última experiência de "ex-amizade" digamos assim... No fundo, no fundo, mesmo sabendo que a pessoa não merecia minha amizade, gostaria que tudo fosse resolvido de jeito adulto.

Eu não te conheço, mas ao ler seu blog sinto que vc é uma pessoa de grande sensibilidade. Pessoas boas de coração são assim. Sofrem com o jeito frio dos outros.

Tenho um pouco disso em mim, queria mt ser esquecida, não ligar, mas...Vou aprendendendo a lidar com as pessoas e com os sentimentos, e espero amadurecer mais.

Li seu desabafo e senti vontade de fazer o mesmo. Fico à vontade aqui. Gosto mt do seu cantinho que proporciona a gente a soltar os nossos sentimentos.

Beijo grande

Fátima disse...

Glorinha Leoa, nossas escolhas sempre teem seu preço, e não tem como fugir disso não.
Seu jeito franco e direto é claro que não agrada sempre, e você se expõe muito mais que outros que não reagem ou se colocam. É defeito? Claro que não, é personalidade, modo de ser, opção de vida, seja lá o que for, mas cada um é cada um graças a Deus, e você é você com defeitos e qualidades inúmeras, e isso incomoda quem não tem a sua coragem.
Quanto a ter condições financeiras, como tinha sua amiga com pidigre e tudo, não muda a ordem dos fatos pois, tem muitas coisas que não se compra nem se encontra em livros nem em colégios de nobresa, já vem no DNA. Brilho, segurança e talento são um exemplo disso, então ou se tem ou fica invejando quem tem.
Releve e não se deixe atingir, cada um tem o que merece, nem mais nem menos.
Fique em paz e com muita inspiração para seu livro.

Beijinho no coração.